You can edit almost every page by Creating an account. Otherwise, see the FAQ.

A Caixa-Preta de Darwin

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki

Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
A Caixa-Preta de Darwin
{{#property:p1680}}
[[File:Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).|300px|page=]]
Autor Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
Editor Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
Título original Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
Tradutor Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
Ilustrador Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
País Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
Idioma Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
Série Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
Tema Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
Gênero Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
Data de publicação Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
Editora Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
Tipo de mídia Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
Número de páginas Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
Premiações Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
ISBN Erro Lua em Módulo:WikidataIB na linha 279: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).
OCLC {{#property:p243}}
[[[d:Erro Lua em Módulo:Infobox/Wikidata na linha 169: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).|edite no Wikidata]]]

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

A Caixa-Preta de Darwin (em inglês: Darwin's Black Box) é um livro que defende a teoria do design inteligente, escrito por Michael Behe, bioquímico e professor na Universidade de Lehigh.[1]

O livro questiona a teoria da evolução das espécies de Charles Darwin como sendo antiquada para responder às descobertas que a ciência (especialmente o seu campo de estudo) tem feito nos últimos anos.[2]

O texto analisa, à luz da bioquímica, os argumentos usados por Darwin e outros evolucionistas para justificar a teoria da evolução pelo mecanismo de seleção natural, defendendo que muitos processos biológicos não poderiam ter evoluído por um processo lento, gradativo e não teleológico como Darwin pensava em sua mocidade. Seriam "irredutivelmente complexos".[2]

O autor não descarta a ancestralidade comum universal dos seres vivos.[2]


Resumo[editar]

O significado do termo "caixa preta" do título refere-se ao desconhecimento da estrutura celular e outros aspectos da biologia, que não eram conhecidos quando Charles Darwin estava vivo. Behe começa lembrando ao leitor geral as mudanças de paradigma na história da ciência, nas quais os fundamentos e suposições das teorias são examinados, às vezes resultando na rejeição de toda uma teoria do passado. O autor sugere que essa mudança de paradigma na biologia (e particularmente na evolução) é iminente devido a descobertas recentes da bioquímica. Behe reconhece a aceitação da teoria da evolução pela "grande maioria" dos cientistas e afirma que "a maioria (embora não todas) o faz com base na autoridade".

Behe afirma que elucidações da história evolutiva de várias características biológicas normalmente assumem a existência de certas habilidades como ponto de partida, como o exemplo do olho utilizado por Darwin, que a partir de um aglomerado de pontos sensíveis à luz que evolui para um olho através de uma série de etapas intermediárias. Darwin descartou a necessidade de explicar a origem do ponto "simples" sensível à luz, que teria sido elucidada no século XX e afirma que muitas outras explicações evolutivas enfrentam um desafio semelhante.

O autor apresenta e define o conceito de complexidade irredutível como um sistema com uma série de peças em que a remoção de qualquer peça faz com que todo o sistema pare de funcionar, utilizando a ratoeira com barra de mola como um exemplo familiar de complexidade irredutível e nos capítulos seguintes, Behe discute a aparente complexidade irredutível de vários sistemas biológicos, incluindo o cílio, o flagelo bacteriano, a coagulação do sangue, o sistema imunológico e o transporte vesicular. Behe alega que a complexidade subjacente e os mecanismos bioquímicos dos sistemas são muito subestimados e identifica outros sistemas similares.

Behe identifica que um dos principais contra-argumentos da complexidade irredutível é a adaptação gradual, em que certos sistemas podem ter sido cooptados da função original, e evoluído para assumir uma nova função como um sistema irredutivelmente complexo. Ele argumenta que, embora seja impossível considerar todas as funções possíveis para qualquer componente, é extremamente implausível que os componentes possam mudar fortuitamente a função dentro de um sistema complexo. Behe afirma que as afirmações sobre a macro-evolução não são apoiadas por experimentos ou cálculos e conclui o livro oferecendo um design inteligente como uma solução para a complexidade irredutível.


Crítica[editar]

O livro recebeu críticas de muitos cientistas. O New York Times também, em uma crítica escrita por Richard Dawkins, condenou o livro por ter promovido argumentos desacreditados.[3] Apesar disso, o livro se tornou um sucesso comercial e, como um best-seller, recebeu uma crítica da Publishers Weekly, que afirmava ter uma "crítica espirituosa e espirituosa do pensamento neodarwiniano" que pode " despertar interesse ". A revista politicamente conservadora National Review também votou a Caixa Negra de Darwin como um dos seus 100 melhores livros de não ficção do século.[4]

Ver também[editar]

Referências

  1. Página de Michael Behe, Lehigh University (em inglês)
  2. 2,0 2,1 2,2 «Review of Michael Behe's Darwin's Black Box» (em inglês). National Research Center for Science Education 
  3. «New York Times New York City Poll, June 2005». 14 de fevereiro de 2007 
  4. «Current Books». Nineteenth-Century Fiction. 19 (1): 100–102. 1964-06. ISSN 1949-1986 Verifique |issn= (ajuda). doi:10.1525/ncl.1964.19.1.99p0231z  Verifique data em: |data= (ajuda)

Bibliografia[editar]

Ligações externas[editar]

Wikiquote
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Michael Behe (em inglês)

{{#ask: [[Topic::Ciência]] [[Topic::Bioquímica]] [[Topic::História da ciência]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |searchlabel=|order=random|limit=7|intro=
Outros artigos dos temas Ciência E Bioquímica E História da ciência: }}{{#ask: [[Topic::Ciência]] [[Topic::Bioquímica]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |searchlabel=|order=random|limit=7|intro=

Outros artigos dos temas Ciência E Bioquímica: }}{{#ask: [[Topic::Ciência]] [[Topic::História da ciência]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |searchlabel=|order=random|limit=7|intro=

Outros artigos dos temas Ciência E História da ciência: }}{{#ask: [[Topic::Ciência]] [[Topic::Evolução]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |searchlabel=|order=random|limit=7|intro=

Outros artigos dos temas Ciência E Evolução: }}{{#ask: [[Topic::Bioquímica]] [[Topic::História da ciência]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |searchlabel=|order=random|limit=7|intro=

Outros artigos dos temas Bioquímica E História da ciência: }}{{#ask: [[Topic::Bioquímica]] [[Topic::Evolução]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |searchlabel=|order=random|limit=7|intro=

Outros artigos dos temas Bioquímica E Evolução: }}{{#ask: [[Topic::História da ciência]] [[Topic::Evolução]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |searchlabel=|order=random|limit=7|intro=

Outros artigos dos temas História da ciência E Evolução: }}{{#ask: [[Topic::Ciência]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |searchlabel=|order=random|limit=7| intro=

Outros artigos do tema Ciência : }}{{#ask: [[Topic::Bioquímica]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |searchlabel=|order=random|limit=7| intro=

Outros artigos do tema Bioquímica : }}{{#ask: [[Topic::História da ciência]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |searchlabel=|order=random|limit=7| intro=

Outros artigos do tema História da ciência : }}{{#ask: [[Topic::Evolução]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |searchlabel=|order=random|limit=7| intro=

Outros artigos do tema Evolução : }}{{#ask: [[Topic::{{{5}}}]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |searchlabel=|order=random|limit=7| intro=

Outros artigos do tema {{{5}}} : }}{{#ask: [[Topic::{{{6}}}]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |searchlabel=|order=random|limit=7| intro=

Outros artigos do tema {{{6}}} : }}{{#ask: [[Topic::{{{7}}}]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |order=random |searchlabel=|limit=7| intro=
Outros artigos do tema {{{7}}} : }}{{#ask: [[Topic::{{{8}}}]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |order=random |searchlabel=|limit=7| intro=
Outros artigos do tema {{{8}}} : }}{{#ask: [[Topic::{{{9}}}]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |order=random|searchlabel=|limit=7| intro=
Outros artigos do tema {{{9}}} : }}{{#ask: [[Topic::{{{10}}}]] PageName::!A_Caixa-Preta_de_Darwin |order=random |searchlabel=|limit=7| intro=
Outros artigos do tema {{{10}}} : }} {{#set:PageName=A_Caixa-Preta_de_Darwin }}


Ícone de esboço Este sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Read or create/edit this page in another language[editar]