Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Allan dos Santos

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Allan dos Santos
 Edit this InfoBox
Allan dos Santos na CPMI da Fake News
Nome completo Allan Lopes dos Santos
Nascimento
Itapecerica da Serra, SP
Morte
Residência Monte Belo do Sul, RS
Nacionalidade brasileiro
Cônjuge Caroline de Gasperi (c. 2017)
Filho(s) 2
Alma mater
Ocupação
Período de atividade 2014 - presente
Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Allan Lopes dos Santos (Itapecerica da Serra) é um blogueiro e jornalista brasileiro. É o editor geral do Terça-Livre, uma publicação on-line que promove "teorias de conspiração" sobre políticas dos brasileira e internacionais,[1] onde ocasionalmente apresenta só ou em conjunto com outros blogueiros.

Biografia[editar]

Nascido em Itapecerica da Serra na região metropolitana de São Paulo, Allan dos Santos entrou no seminário e concluiu seus estudos, porém não foi ordenado padre, mais tarde trabalhou como um professor de inglês. Em 2014, Allan dos Santos fundou o canal Terça Livre, afirmando que ele buscava "vencer o comunismo, as Farc [forças revolucionárias colombianas] e todo o trabalho de guerrilha armada no Brasil".[2][3][4][5] Atualmente, ele mora na cidade de Monte Belo do Sul na serra gaúcha, onde administra a empresa Terça Livre. Também foi cotado para assumir a Secretaria de Comunicação Social na sucessão de Fábio Wajngarten, recebendo o apoio de Carlos Bolsonaro.[5][6][7]

Controvérsias[editar]

Acusações de recebimento de dinheiro público[editar]

Em 2019, o UOL acusou o Partido Social Liberal de está pagando despesas de Allan dos Santos por meio do Fundo Partidário, mais tarde no começo de 2020 a revista IstoÉ afirmou que a Secom está dando 100 mil reais para ele defender o governo, citando como prova a mansão que ele alugou no Distrito Federal, alguns meios de comunicação como o jornal The Intercept Brasil acusaram ele, junto com outros influenciadores, de serem hipócritas por terem afirmado no passado que jamais receberiam recursos do governo.[7][8][9] Tanto Allan dos Santos quanto o Governo Federal negam que teve financiamento público no Terça Livre.[4][10]

CPMI da Fake News[editar]

Devido a sua influência entre os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e por ser acusado de ser "um dos mais conhecidos propagadores de fake news na internet" por parlamentares de oposição, Allan dos Santos foi convocado para depor na CPMI da Fake News. Nela ele expôs o Partido dos Trabalhadores, reafirmou seu apoio ao Bolsonaro e negou recebimentos de dinheiro público, porém foi criticado por parlamentares que acusaram que havia promovido notícias falsas e a LGBTfobia, além de ter influenciado o resultado das eleições gerais no Brasil em 2018. O deputado Alexandre Frota acusou ele de enriquecimento ilícito e sugeriu a quebra do sígilo bancário, algo que mais tarde a CPMI aprovou.[11][12][13][14][15]

Allan ainda divulgou que o jornalista de esquerda Glenn Greenwald teria sofrido um ataque cardíaco por uso de cocaína.[16] Poucas horas depois da matéria divulgada no Terça Livre, Glenn divulgou um vídeo com os filhos em casa.[16] Questionado sobre a matéria falsa, Allan se recusou a responder quais foram as fontes que ele usou para afirmar que Glenn havia infartado.[16][17]

COVID-19[editar]

No Twitter, várias publicações de sua autoria que questionavam a Pandemia de COVID-19 no Brasil foram deletadas por serem consideradas fake news pela rede social, entre elas estavam as acusações vindas Olavo de Carvalho de que só poderia se afirmar que alguém morreu de coronavírus após autópsia em todos os órgão. Em outro post na plataforma, Allan dos Santos comparou a tortura do povo judeu no Holocausto com a atitude do ministro Luiz Henrique Mandetta a respeito do cloroquina, analogia que foi condenada oficialmente pela Confederação Israelita do Brasil.[18][19][20]

Referências

  1. «o-que-pensam-os-youtubers-de-jair-bolsonaro-23237031». Época (revista) 
  2. «Allan dos Santos». Linkedln. Consultado em 15 de abril de 2020 
  3. «Os amigos do poder | VEJA Gente» 
  4. 4,0 4,1 «Ouvido em CPI das Fake News defende 'jornalismo de direita' e diz que não recebe dinheiro do governo» 
  5. 5,0 5,1 Minas, Estado de; Minas, Estado de (17 de março de 2019). [https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2019/03/17/interna_politica,1038678/blogueiro-alinhado-com-bolsonarismo-mobilizou-ataques-contra-reporter.shtml «Blogueiro alinhado com bolsonarismo mobilizou ataques contra rep�rter do Estad�o»]  replacement character character in |titulo= at position 65 (ajuda)
  6. IstoÉ (1 de fevereiro de 2020). «Blogueiro é favorito a assumir Secom se Wajngarten for demitido - Política - iG» 
  7. 7,0 7,1 «A mansão de Allan». 31 de janeiro de 2020 
  8. Prazeres, Leandro (26 de junho de 2019). «Fundação do PSL de Bolsonaro pagou despesa de blogueiro ligado a fake news». UOL Notícias. Consultado em 15 de abril de 2020 
  9. Filho, João (1 de março de 2020). «Todos nessa foto prometeram jamais receber dinheiro do governo. A maioria recebeu.» (em English) 
  10. «Planalto nega que Allan dos Santos receba dinheiro para defender governo Bolsonaro». 1 de fevereiro de 2020 
  11. «Notas Taquigráficas - Senado Federal» 
  12. «CPMI ouve Allan dos Santos, blogueiro acusado de liderar rede de fake news» 
  13. «Allan dos Santos ataca PT, pede doações e manda beijo na CPI das Fake News». 5 de novembro de 2019 
  14. «Blogueiro bolsonarista ensinou ao vivo como se cria uma fake news». 5 de novembro de 2019 
  15. «Mônica Bergamo: CPMI das fake news deve quebrar sigilo de Allan dos Santos e de empresas». 11 de março de 2020 
  16. 16,0 16,1 16,2 «Troca de farpas marca mais uma reunião da CPMI das Fake News». Correio Braziliense 
  17. «Na CPMI das fake news, dono do Terça Livre diz ser perseguido por sites de checagem». Jovem Pan 
  18. «Painel: Twitter apaga postagens de Allan dos Santos que colocavam em dúvida a crise do coronavírus». 24 de março de 2020 
  19. «Twitter apaga postagens de Allan dos Santos que colocavam em dúvida a crise do coronavírus». 24 de março de 2020 
  20. CartaCapital, Redação (8 de abril de 2020). «Confederação israelita rechaça post de Allan Terça Livre por desprezar judeus» 

Ligações externas[editar]

Ícone de esboço Este sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Outros artigos dos temas Biografias E Jornalismo E São PauloCamilo Rocha, Luiz Carlos Alborghetti, Adriano Campanhole

Outros artigos dos temas Biografias E JornalismoEvê Sobral, Fernando Collor de Mello, Farid Germano Filho, Adriano Campanhole, Luiz Carlos Alborghetti, Camilo Rocha, Dora Incontri

Outros artigos dos temas Biografias E São PauloThonny Anderson, Adriano Campanhole, Luciano Huck, Hélio Junio Nunes de Castro, Gabriel Teodoro Martinelli Silva, Camilla Rocha, Armando Fernandes de Oliveira

Outros artigos dos temas Jornalismo E São PauloLuiz Carlos Alborghetti, Adriano Campanhole, André Kfouri, Gabriela Pasqualin, Rodrigo Bocardi, Camilo Rocha

Outros artigos do tema Biografias : Luiz Inácio Lula da Silva, Bruno Centeno, Músicos de Sergipe, Emmanuele Cucchi, Hugo Gomes dos Santos Silva, Marcílio Cabral de Melo de Aguiar, Eduardo Baptista Correia

Outros artigos do tema Jornalismo : Evê Sobral, All news, Ricardo Alcantara, Dora Incontri, Farid Germano Filho, Jornal da Vida (Bacabal), Record News

Outros artigos do tema São Paulo : TV Gazeta, Escola Italiana Eugenio Montale, José Luiz Drey, Lívia Ledier, João Egberto Camargo, Estrada de Itapecerica, Aliados (banda)


Este artigo "Allan dos Santos" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Allan dos Santos.