Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Ana Elisa Mattos

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Ana Elisa Mattos.jpg
Ana Elisa Mattos
Nascimento 23 de março de 1985 (36 anos)
São Paulo,  São Paulo
Nacionalidade brasileira
Ocupação Atriz
Página oficial

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

ANA ELISA MATTOS[editar]

Ana Elisa Mattos (São Paulo, 23 de Março de 1985) é atriz brasileira, produtora independente e idealizadora de projetos de teatro e séries.

Biografia[editar]

Ana Elisa Mattos, nascida em São Paulo, começou a fazer teatro aos oito anos de idade.

Em 2013, começa a idealizar e produzir seus próprios projetos em teatro. O primeiro foi o espetáculo Coração Bandoleiro.

A partir de 2015, em parceria com Erica Montanheiro e Joyce Roma, desenvolve projetos com temática feminina e equipe técnica composta, prioritariamente, por mulheres.

Foi casada com o ator Marco Aurélio Campos[1], de 2009 a 2016. Ambos são sócios da produtora Os Compadres

Carreira Artística[editar]

Formou-se em Comunicação das Artes do Corpo (2003-2006), pela PUC-SP

Frequentou o Núcleo Experimental[2] do SESI, entre 2006 e 2007 - com os espetáculos Desatino - direção de Inês Aranha e Guilherme Sant´anna - e Sacrifício - adaptação de Romeu e Julieta, de William Shakespeare, feita por Fernando Bonassi e direção de Cibele Forjaz.

Integrou a cia Pia Fraus[3], de 2008 a 2015, participando de temporadas e festivais de teatro internacionais - como Rússia e Colômbia.

A partir de 2013, produz seus próprios projetos teatrais, com a produtora Os Compadres - Coração Bandoleiro[4] [5], de José Antônio de Souza e direção de Roberto Lage e, em 2017, Vocês Que Me Habitam[6] [7] [8] [9] de Gustavo Colombini e Erica Montanheiro, direção de Erica Montanheiro.

Em 2018 e 2019, integra o elenco dos longametragens Nada a Perder[10] 1 e 2, direção Alexandre Avancini, produção Paris Filmes e Record Filmes, com a personagem Maria.

Em 2020, em mais uma parceria com Erica Montanheiro, desenvolve o Núcleo de Dramaturgia Feminino[11], com 14 dramaturgias escritas por mulheres. Também em 2020 produz a websérie "Ai, Que Exagero", roteiro de Maria Fernanda de Barros Batalha e direção de Kimie Koike, em parceria com Luiza Braga.

Em 2021, estará no elenco da novela Gênesis[12] [13] - Record TV - com a personagem Lilit.

Cinema e TV[editar]

Ano Título Direção Personagem Nota
2021 Gênesis Edgard Miranda Lilit Novela Record TV
2019 Nada a Perder 2 Alexandre Avancini Maria Longa metragem
2019 Coisa Mais Linda Caíto Ortiz participação Série Netflix
2018 Nada a Perder 1 Alexandre Avancini Maria Longa metragem
2014 Chiquititas participação Novela SBT
2012 A Menina Metalinguística e O Garoto Melancólico[14] Guga Caldas Menina Metalinguística Curta metragem
2011 Sue Lee Renato Moura Sue Lee Curta metragem

Teatro[editar]

Ano Espetáculo Equipe
2017 Vocês Que Me Habitam de Gustavo Colombini e Erica Montanheiro, direção Erica Montanheiro
2016 Improvisações Mínimas com Cia do Quintal (direção Sergio Paris - grupo Keto - Perú)
2014 O Crime da Quinta Avenida direção de Fernando Neves
2014 Transgressões cia Pia Fraus
2013 Mormaço direção de Zé Henrique de Paula
2011 Avalon direção Karen Acioly
2010 A Saga da Bruxa Morgana e a Família Real direção de Christiane Tricerri
2009 100 Shakespeare cia Pia Fraus - projeto Palco Giratório / SESC
2007 Sacrifício direção Cibele Forjaz
2007 Desatino direção de Inês Aranha e Guilherme Sant´Anna
2006 mulheres de Rosa direção José Rubens Siqueira
2005 À Margem A. Artaud direção José Rubens Siqueira
2004 O Que Morreu Mas Não Deitou direção Francisco Medeiros



Referências


Este artigo "Ana Elisa Mattos" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Ana Elisa Mattos.