You can edit almost every page by Creating an account. Otherwise, see the FAQ.

Ana Lucia Martins

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki


Ana Lucia Martins
Vereadora de Joinville
Período 1 de janeiro de 2021
a atualidade
Dados pessoais
Nome completo Ana Lucia Martins Rosskamp
Nascimento 20 de agosto de 1966 (57 anos)
Joinville, Santa Catarina
Nacionalidade brasileira
Cônjuge Maurício Rosskamp (c. ?; v. 2018)
Partido PT (1994–presente)
Religião católica
Ocupação alfabetizadora
educadora física
política
professora

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Ana Lucia Martins Rosskamp (Joinville, 20 de agosto de 1966)[1] é uma alfabetizadora, educadora física, militante do movimento negro, política e professora brasileira.[2] Nas eleições municipais de 2020 foi eleita vereadora em Joinville, Santa Catarina, Brasil pelo Partido dos Trabalhadores (PT), sendo a única representante de seu partido na câmara municipal. Ela é a primeira vereadora negra da história de Joinville.[3] Logo após ser eleita, Martins recebeu ameaças de morte e ataques racistas pela internet. O caso ganhou repercussão nacional.[3][4][5][6][7][8]

Juventude, formação e carreira na educação[editar]

Martins nasceu em 20 de agosto de 1966 no bairro Floresta em Joinville, Santa Catarina. Ela é filha de Acácio Martins, tratorista e servidor público e de Onélia Durvalina Martins, empregada doméstica e operária.[9]

Na sua juventude, Martins teve um filho, Alison, e por conta disso precisou parar seus estudos para trabalhar e sustentar seu filho. Ela trabalhou como empregada doméstica, diarista e balconista.[9]

Em 1984, Martins concluiu o curso de magistério e seguiu carreira na área da educação. Em 1986, foi admitida na rede minicipal de educação de Joinville como professora do ensino infantil. Em 1990, se formou em Educação Física. Em 1992, passou a estudar a cultura africana e afro-brasileira e começou a atuar no movimento negro dentro do Setorial do Negro na comunidade católica Igreja Cristo Ressuscitado.[9][10]

Martins é viúva de Maurício Eduardo Rosskamp, com quem teve um filho. Ele era consultor legislativo da Câmara de Vereadores de Joinville desde 1995. Em dezembro de 2018, Rosskamp foi morto a pedradas no bairro Paranaguamirim, em Joinville, vítima de um latrocínio.[11][12] Em abril de 2019, as duas pessoas responsáveis pelo crime foram condenadas a 30 anos de prisão em regime fechado pela 1.ª Vara Criminal de Joinville.[13]

Carreira política[editar]

Martins iniciou sua carreira política em 1992, quando se tornou representante de base do Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville (SINSEJ). Em 1994, se filiou ao PT, onde atua até hoje.[9]

Em 2009, Martins participou da criação do Conselho de Promoção de Igualdade Racial de Joinville e também participou do Comitê da Igualdade Racial.[9]

Nas eleições municipais de 2020, concorreu ao cargo de vereadora pelo PT e foi eleita com 3.126 votos, sendo a quarta candidata mais votada[14] e a única eleita pelo seu partido.[15] A última vez que um candidato de esquerda foi eleito para a Câmara Municipal de Joinville foi em 2012.[15]

No dia 1 de janeiro de 2021, Martins tomou posse como vereadora de Joinville.[16] Em seu discurso de posse, pediu licença à sua ancestralidade e agradeceu a memória de Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro assassinada em março de 2018: "Eu sou sua semente", disse Martins.[17] Sobre o que defenderá no legislativo, Martins relacionou como prioritárias pautas como a educação, a cultura e a defesa dos direitos humanos.[18]

No dia 18 de janeiro de 2021, Martins enviou um ofício ao secretário municipal de saúde solicitando a inclusão de pessoas em situação de rua e das comunidades quilombolas no grupo prioritário para a vacinação contra a COVID-19, já que estes não estavam descritos no plano de imunização municipal nem no plano de imunização estadual. Após o pedido, o secretário de saúde de Joinville, Jean Rodrigues da Silva afirmou que os quilombolas iriam se enquadrar no grupo prioritário.[19][20] Porém, no dia 3 de fevereiro, a Secretaria Municipal da Saúde de Joinville voltou atrás e disse que seguiria o cronograma de vacinação do governo estadual e federal, que não incluem as comunidades quilombolas.[21]

Ameaças e ataques[editar]

Martins ganhou notoriedade nacional após receber ataques racistas e ameaças de morte por email e redes sociais, logo após ser eleita, em 16 de novembro de 2020.[3][7][8][5][6][4]

A Polícia Civil de Santa Catarina abriu inquérito e o caso tem sido apurado como injúria racial e ameaça.[22] Em 22 de novembro de 2020 a polícia identificou um homem branco de 22 anos como suspeito pelas ameaças.[23] As investigações policiais indicaram que o ataque foi orquestrado por uma célula de neonazista, que fizeram ataques idênticos às vereadoras trans Duda Salabert (PDT), de Belo Horizonte, Minas Gerais e Benny Briolly (PSOL), de Niterói, Rio de Janeiro.[2]

Em dezembro de 2020, a Polícia Civil solicitou ajuda da Organização Internacional de Polícia Criminal (INTERPOL) para colaborar com as investigações, após descobrir que uma das contas de email utilizadas nas ameaças e ataques à vereadora foi criada com registro de provedor na Suíça.[24]

Repercussão[editar]

No dia 20 de novembro de 2020, manifestantes em Joinville fizeram um ato contra o racismo e em apoio à vereadora eleita e defesa de seu mandato. Também houveram alusões ao Dia da Consciência Negra, comemorado no mesmo dia.[25]

O governo de Santa Catarina recebeu quase cinco mil pedidos para que ofereça segurança pessoal à vereadora. Pessoas de todo o país enviaram emails para o governador Carlos Moisés, para a Secretaria de Estado de Segurança Pública e para o Ministério Público Estadual, solicitando carro blindado e escolta para a vereadora, além de celeridade nas investigações.[26]

Após repercussão do caso, o Ministério Público de Santa Catarina anunciou a formação de uma força-tarefa específica para enfrentamento ao racismo no estado.[27] Diversas entidades, instituições e figuras políticas repudiaram as ameaças sofridas pela vereadora.[28][29]

Ver também[editar]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ana Lucia Martins

Referências

  1. «Ana Lucia Martins». Estadão. 2020. Consultado em 27 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 16 de fevereiro de 2021 
  2. 2,0 2,1 Rupp, Isadora (10 de janeiro de 2021). «Ameaças de neonazistas a vereadoras negras e trans alarmam e expõem avanço do extremismo no Brasil». El País. Consultado em 27 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 16 de fevereiro de 2021 
  3. 3,0 3,1 3,2 Raupp, Jean (19 de novembro de 2020). «Polícia de SC investiga ataques racistas contra 1ª vereadora negra eleita em Joinville». Jornal Nacional. TV Globo. Consultado em 27 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 16 de fevereiro de 2021 – via G1 
  4. 4,0 4,1 Perrone, Monalisa (20 de novembro de 2020). «Primeira vereadora negra de Joinville é ameaçada de morte». Expresso CNN. CNN Brasil. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 – via YouTube 
  5. 5,0 5,1 Lando, Dani (19 de novembro de 2020). «Primeira vereadora negra eleita em Joinville é vítima de ataques». Hora News. Record News. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 – via YouTube 
  6. 6,0 6,1 Turati, Luiz (19 de novembro de 2020). «Primeira vereadora negra da história de Joinville é vítima de racismo». Repórter Cultura. TV Cultura. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 – via YouTube 
  7. 7,0 7,1 Marangoni, Afonso (19 de novembro de 2020). «Vereadora eleita em Joinville sofre ameaças de morte». Jornal da Manhã. Jovem Pan News. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 – via YouTube 
  8. 8,0 8,1 Azevedo, Reinaldo (19 de novembro de 2020). «Primeira negra eleita vereadora em Joinville sofre ofensa e ameaça de morte». UOL. Consultado em 9 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 16 de fevereiro de 2021 
  9. 9,0 9,1 9,2 9,3 9,4 Quariniri, Sabrina (19 de novembro de 2020). «Perfil dos eleitos: Ana Lúcia promete mandato de combate ao racismo e opressões em Joinville». O Município Joinville. Consultado em 27 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 16 de fevereiro de 2021 
  10. Garcia, Nádia (15 de fevereiro de 2021). «Ana Lúcia Martins: 1ª mulher petista na Câmara de Joinville». Elas por Elas. PT. Agência Todas. Consultado em 16 de fevereiro de 2021 
  11. «Advogado da Câmara de Vereadores de Joinville é encontrado morto». G1. Grupo Globo. 20 de dezembro de 2018. Consultado em 16 de fevereiro de 2021 
  12. Oliveira, Lisandra (26 de dezembro de 2018). «Justiça decreta prisão de suspeitos de envolvimento na morte de advogado em Joinville». NSC Notícias. NSC TV. Consultado em 16 de fevereiro de 2021 – via G1 
  13. «Casal é condenado a 30 anos de prisão por morte do advogado Maurício Rosskam». ND+. Grupo ND. 16 de abril de 2019. Consultado em 16 de fevereiro de 2021 
  14. «Primeira vereadora negra eleita em Joinville é vítima de injúria racial e ameaças». O Globo. Grupo Globo. 18 de novembro de 2020. Consultado em 27 de janeiro de 2021. (pede subscrição (ajuda)) 
  15. 15,0 15,1 Silveira, Felipe (16 de novembro de 2020). «Esquerda volta à CVJ com eleição de mulher negra e feminista». O Mirante Joinville. Consultado em 27 de janeiro de 2021 
  16. Augustus, Raphael (1 de janeiro de 2021). «Edição de 01/01/2021». NSC Notícias. NSC TV. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 – via Globoplay 
  17. 17,0 17,1 Câmara de Vereadores de Joinville (1 de janeiro de 2021). Posse de Adriano, da vice e vereadores. Jovem Pan News Joinville. Em cena em 1:00:50. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 – via YouTube 
  18. Santos, Jeferson Luis; Faria, Felipe (13 de janeiro de 2021). «Ana Lucia chega para representar o serviço público e a diversidade». Câmara de Vereadores de Joinville. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  19. Augustus, Raphael (20 de janeiro de 2021). «Vereadora de Joinville pede prioridade aos quilombolas no plano de imunização». Bom Dia Santa Catarina. NSC TV. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 – via G1 
  20. Morriesen, Cláudia (20 de janeiro de 2021). «Indígenas e quilombolas de Joinville receberão a vacina contra Covid-19 na primeira fase da imunização». A Notícia. NSC Comunicação. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 – via NSC Total. (pede registo (ajuda)) 
  21. Kolaceke, Andrei (3 de fevereiro de 2021). «Ofício Nº 8222947/2021». Consultado em 15 de fevereiro de 2021 – via Facebook 
  22. Sperb, Paula (19 de novembro de 2020). «Primeira negra eleita vereadora em Joinville é ameaçada de morte por vaga a suplente branco». Folha de São Paulo. Consultado em 27 de janeiro de 2021 
  23. Santos, Diego (4 de dezembro de 2020). «'Não posso permitir que o medo me imobilize', diz primeira mulher negra eleita como vereadora em Joinville». Época. Grupo Globo. Consultado em 27 de janeiro de 2021 
  24. «Polícia Civil aciona Interpol em investigação de ameaças contra vereadores eleitos em Joinville». G1. Grupo Globo. 11 de dezembro de 2020. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  25. Caldas, Joana; Martins, Valéria (20 de novembro de 2020). «Após ameaças contra vereadora, moradores de Joinville realizam ato contra racismo». G1. Grupo Globo. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  26. Guerreiro, Juliane (3 de dezembro de 2020). «Governo de SC recebe quase 5 mil pedidos de segurança para vereadora de Joinville». ND+. Grupo ND. Consultado em 27 de janeiro de 2020 
  27. Igor, Renato (24 de novembro de 2020). «Santa Catarina terá força-tarefa de combate ao racismo». NSC Total. NSC Comunicação. Consultado em 27 de janeiro de 2021. (pede registo (ajuda)) 
  28. Della Justina, Patrícia (18 de novembro de 2020). «Entidades, associações e políticos se posicionam contra ataques racistas à vereadora em Joinville». A Notícia. NSC Comunicação. Consultado em 27 de janeiro de 2021 – via NSC Total. (pede registo (ajuda)) 
  29. Silveira, Felipe (20 de novembro de 2020). «Bancada Feminina da Alesc cobra polícia sobre ameaça à Ana Lucia Martins». O Mirante Joinville. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 



Outros artigos dos temas Mulheres E PolíticaCinthia Ribeiro, Isabel II do Reino Unido, Lucinda Ribeiro de Lima Rosa, Ana Claudia Bitencourt Claudino, Lista de mulheres eleitas chefes de Estado, Néria Lúcio Buzatto, Mulheres da Bahia na política

Outros artigos dos temas Política E Santa CatarinaJoão Acácio Gomes de Oliveira, Edésio Justen, Pedro Krauss, Gerson Antonio Basso, Elson Pereira, Rafael Caleffi, Ivo Biazzolo

Outros artigos do tema Mulheres : 2eyes, Anitta, Claudia Leitte, Kesha, Amber (cantora), Lêda Boechat Rodrigues, Lívia Zaruty

Outros artigos do tema Política : Vitorino de Sousa Bacelar, Ettore Labanca, Governo Lula (2023), Marcones Libório de Sá, Categoria:História política do Brasil, João Marcelo Dieguez, Vice-presidentes de câmaras municipais de Portugal

Outros artigos do tema Santa Catarina : Sebastião Vilson de Oliveira, Hino de Campo Alegre (Santa Catarina), Nativa FM Litoral, Academia Josefense de Letras, Campeonato Catarinense de Futebol Juvenil de 2014, Fúria Marcilista, Campeonato Catarinense de Futebol Júnior de 2008


Este artigo "Ana Lucia Martins" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Ana Lucia Martins.



Read or create/edit this page in another language[editar]