Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Ana Paula Padrão

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Ana Paula Padrão
Nome completo Ana Paula de Vasconcelos Padrão
Nascimento 25 de novembro de 1965 (55 anos)
Brasília, Distrito Federal
Ocupação Jornalista, repórter, editora, empresária, apresentadora e roteirista
Nacionalidade brasileira
Atividade 1986 — atualmente
Trabalhos notáveis Jornal da Globo
Jornal Nacional
SBT Brasil
SBT Realidade
Jornal da Record
MasterChef (Brasil)
Site oficial

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Ana Paula de Vasconcelos Padrão (Brasília, 25 de novembro de 1965) é uma jornalista, repórter, editora e empresária brasileira. Foi jornalista da TV por 27 anos, com passagens pela Manchete, Globo, SBT e Record. Atualmente é apresentadora da Band, onde comanda o MasterChef, o MasterChef Profissionais e o MasterChef Para Tudo. Também apresenta o Conexão com The New York Times na BandNews TV.

Família, infância e educação[editar]

Padrão é filha de um mineiro e de uma mineira que se conheceram em Brasília.[1] Fausto, seu pai, é de Sete Lagoas, mas morou a vida toda em Belo Horizonte. Chegou à nova capital em 1959 para dirigir o departamento jurídico da Rádio Nacional. Sua mãe, aos 17 anos, era radialista em Araguari. Ouvia as transmissões da Rádio Nacional e, em 1960, resolveu que lá trabalharia. Embarcou para Brasília, conseguiu o emprego, conheceu o pai de Ana Paula. Casaram-se, e ela parou de trabalhar. Padrão nasceu cinco anos mais tarde, no dia 25 de novembro de 1965. Primogênita, possui dois irmãos: Fausto Júnior chegou em 1970, e o caçula, Luiz Antonio, em 1975.[carece de fontes?]

Cresceu na 304 Sul, uma das poucas quadras construídas na cidade. Mais tarde, relembrou: "O céu, o vasto céu de Brasília e a vermelhidão da terra, são para mim a síntese da capital [...] Uma cidade estranha, com aquele horizonte opressivamente presente. Para meus olhos de menina, Brasília era, e talvez continue sendo o encontro entre o azul anil e o vermelho poeira. O som da cidade antes da época da chuva era o das cigarras. Aprendi a caçá-las com minha mãe. Pequeninas, passavam dois, três dias dentro de vidros e garrafas sob minha séria observação. Mas as ciências biológicas, confesso, nunca foram meu forte."[carece de fontes?]

Mais tarde, Padrão afirmou que foi uma criança "acanhada e pequena". No Colégio Maria Auxiliadora, só se soltava no balé. Dançou dos seis aos dezenove anos. Primeiro porque pisava torto e, depois, como forma de expressão. Começou a dar aulas e fazer teste para o grupo "Corpo", de Belo Horizonte.[2][3] Não seguiu carreira, mas ganhou personalidade com a dança. E, mesmo não sabendo que seria jornalista, escolheu, no vestibular, a profissão que melhor lhe parecia entrelaçar ciências humanas, idiomas e história. O ideal para quem buscava respostas, independência, e queria conhecer o mundo. Ao relembrar a escolha por sua profissão, afirmou: "Nós, mulheres brasileiras dos anos 80, nos inspiramos no comportamento masculino no mercado de trabalho e, como se sabe, homem não chora, não é mesmo?", diz. "Foi quando aprendi que teria que ser forte."[4][precisa-se de fonte melhor?]

Vida Pessoal[editar]

Padrão, que não tem filhos, revelou que conversava com o então marido, o economista Walter Mundell, sobre a possibilidade de adotar uma criança. "Para isso não tem a natureza mordendo o calcanhar", afirmou, na época com 48 anos, em entrevista ao programa The Noite, de Danilo Gentili.[5] "A gente tem tempo, e se meu marido e eu concluirmos que queremos, a gente não tem nenhum problema."[carece de fontes?]

Após 12 anos de união, em janeiro de 2015, Padrão anunciou a separação de Mundell em sua página no Facebook. No comunicado, ela declarou que o fim do casamento foi de comum acordo: "O amor que nos uniu até aqui nos guiou para este caminho, que acreditamos ser o melhor diante de momentos de vida muito distintos".[6]

Carreira[editar]

Da TV Brasília para a Rede Globo[editar]

Formou-se em Jornalismo pela Universidade de Brasília.[7] Começou a carreira na TV Brasília, na época afiliada à Rede Manchete, em 1986.[8] Foi para a Rede Globo em 1987, onde ficou até 2005.[9] Atuou como correspondente internacional em Londres e Nova York até 2000, cobrindo acontecimentos de grande repercussão mundial, inclusive a Guerra no Afeganistão e a Guerra do Kosovo.[10][11]

Em 2000, a convite do diretor responsável de jornalismo da Globo, Evandro Carlos de Andrade, Padrão voltou ao Brasil e assumiu o cargo de editora-executiva e apresentadora do Jornal da Globo, no qual permaneceu até maio de 2005, quando assinou contrato com o SBT para assumir o comando do telejornal SBT Brasil.[12][13] Ainda na Rede Globo, apresentou eventualmente o Jornal Nacional de 1998 a 2005, fazendo dupla com William Bonner, Chico Pinheiro, Carlos Tramontina, entre outros.[14][15]

Foi figura marcante na transmissão da Rede Globo nos atentados de 11 de setembro, em 2001, nos Estados Unidos, ficando várias horas no ar ao vivo, a dividir a bancada com outro apresentador e jornalista, Carlos Nascimento.[16][17]

Padrão ficou por cinco anos à frente da bancada do Jornal da Globo.[18] Em entrevista a Gentili no The Noite, afirmou que o trabalho a deixava "tristonha": "Eu entrei com 21 anos e saí com quase 40 e não era mais ali que eu iria conseguir outras coisas na vida. Era difícil explicar isso. Não é algo que você comunica facilmente. Talvez eu tenha errado por não saber como explicar. Hoje sou mais madura e vejo com mais clareza isso. Mas o fato é que essa pessoa mais leve e feliz de agora é fruto do rompimento daquilo que me deixava mais tristonha, meio pela metade."[19][20]

Ida para o SBT[editar]

Padrão em outubro de 2006

Estreou no SBT Brasil em 15 de agosto de 2005, às 19h15, mas mudou para às 19h45 em 19 de setembro, devido à busca de uma maior qualificação do público, já que o telejornal herdava a audiência de uma telenovela juvenil. Em 2006 nova mudança: primeiro, para às 20h; depois, para às 19h30 e, posteriormente, retorno para 20h.[21][22]

No dia 10 de novembro de 2006, Padrão anunciou sua saída do principal telejornal da emissora.[23] A jornalista ficou encarregada a apresentar um programa de documentários com reportagens especiais, que estreou em 26 de março de 2007, o SBT Realidade.[24]

Embora as negociações tenham acontecido, não houve um novo acordo entre Silvio Santos e Padrão e o contrato entre ela e o SBT foi encerrado no dia 30 de abril de 2009. O empresário a queria no comando de um telejornal diário enquanto a jornalista queria continuar com as reportagens e viagens. O último SBT Realidade foi ao ar no dia 27 de abril de 2009 com o tema "Felicidade".[25]

Ida para a Rede Record[editar]

No dia 9 de maio de 2009, Padrão foi contratada pela Rede Record para apresentar o Jornal da Record ao lado de Celso Freitas.[26] Sua estreia no comando do telejornal ocorreu no dia 29 de junho de 2009.[27] Participou da cobertura dos principais eventos jornalísticos e esportivos da emissora e também produziu séries e reportagens especiais.[carece de fontes?]

Em 20 de março de 2013, Padrão e a Rede Record rescindiram amigavelmente o contrato assinado em 2009 e que teria mais um mês. Em comunicado, a emissora afirmou que "tem certeza que Ana Paula colaborou de forma efetiva para a consolidação das propostas inovadoras do departamento de Jornalismo" e que a jornalista "pretende agora se dedicar às empresas que lidera e considera que é impossível a conciliação das atividades que desempenha com a rotina do telejornal".[28][29]

Em entrevista ao UOL na ocasião, Padrão disse: "Não podia ficar mais quatro anos na Record." O motivo foi a falta de tempo para administrar as duas empresas que mantinha, a "Touareg", uma agência de comunicação e publicidade, e a "Tempo de Mulher", um misto de portal, serviços, eventos e pesquisas.[30]

Ainda na noite de 20 de março de 2013, Padrão apresentou pela última vez o Jornal da Record.[28]

Ida para a Band[editar]

Padrão acertou em 5 de junho de 2014 seu contrato com a Rede Bandeirantes. Possuía duração de doze meses, valendo a partir de 1º de agosto de 2014.[31] Na emissora, estreou apresentando a versão brasileira do MasterChef em 2 de setembro do mesmo ano.[32] Trata-se de um programa que busca talento, no caso um chef de cozinha, que ela entende como ideal para a sua entrada no Entretenimento, conforme referiu: "Até porque vou fazer um pouco de jornalismo, e sem voltar para a bancada. Algo que eu nunca mais pretendo fazer."[33]

O formato do MasterChef exigiu a produção de matérias com os participantes e entrevistas com os jurados, funções que Padrão desempenhou. Foi o seu trabalho de entrada na Band, cuja exibição coincidiu com o período das eleições e algo que ela também iria fazer, atendendo a um pedido da direção da casa. À época, afirmou: "mas sem tirar o lugar de ninguém. Serei apenas uma peça a mais em toda a engrenagem". Os principais debates, por exemplo, continuarão foram conduzidos por Ricardo Boechat.[34] Ainda em 2014, realizou um reportagem especial sobre a doença Ebola no continente Africano, Ebola - Ana Paula Padrão na África no meio da Guerra contra o Vírus Mortal.[35][36]

Em 2015, Padrão estreou com a versão júnior do MasterChef,[37] mas não passou da primeira temporada, pois não teve a mesma repercussão da versão amadora.[38] Em 2016, estreou a versão Profissional.[39] Em 2017, voltou a realizar uma série de reportagem jornalistico no Ana Paula Padrão.Doc.[40]

Atualmente, Padrão apresenta três versões do MasterChef, sendo duas competições e um programa de variedades.[carece de fontes?]

Como empresária[editar]

Padrão também é fundadora do portal Tempo de Mulher,[41] da agência de comunicação Touareg[42] e, desde 2014, fundou, atua e trabalha ao lado da também jornalista Natália Leite na Escola de Você, uma plataforma voltada ao empreendedorismo feminino.[43][44]

Livro[editar]

Em 7 de abril de 2014, Padrão lançou, bem como realizou sessão de autógrafos, seu livro O Amor Chegou Tarde em Minha Vida, durante evento na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, na cidade de São Paulo. O trabalho reunia seis capítulos e um posfácio com pesquisas inéditas da "Tempo de Mulher", uma de suas empresas.[45]

Dentre outros assuntos, a obra conta sobre os bastidores de sua saída da Rede Globo, a infância em Brasília, experiências como correspondente internacional, histórias de trabalho, sobre a dificuldade de ser mulher e executiva, e como conheceu o marido, Walter Mundell.[46]

Trabalhos[editar]

Televisão
Ano Título Função Emissora
1986-1987 "Telejornais da TV Brasília" Repórter
1987-2000 "Telejornais da Globo" Repórter Correspondente
Rede Globo
1998-2005 Jornal Nacional Âncora (eventualmente)
2000-2005 Jornal da Globo Âncora, Editora-executiva
2005-2006 SBT Brasil Âncora, Editora-chefe
SBT
2007-2009 SBT Realidade Apresentadora, Repórter
2009-2013 Jornal da Record Âncora
Rede Record
2014-atual MasterChef Apresentadora
Rede Bandeirantes
2015 MasterChef Júnior
2016-atual MasterChef Profissionais
2016-atual Conexão com The New York Times
BandNews TV
2017 Ana Paula Padrão.Doc
Rede Bandeirantes
2019-atual MasterChef Para Tudo[47]
MasterChef A Revanche[48][49][50]
Livro
Lançamento Título Nota
2014 O Amor Chegou Tarde em Minha Vida Biográfico

Empresas[editar]

Razão Social Nota
Tempo de Mulher Portal de serviços, eventos e pesquisas
Touareg Agência de comunicação e publicidade
Escola de Você Plataforma on-line de cursos voltado ao público feminino: www.escoladevoce.com.br

Prêmios e Indicações[editar]

  • Prêmio Mulher 1998;[51]
  • Prêmio Melhores e Piores em 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005;
  • Troféu Super Cap de Ouro 2003;
  • Destaque no Jornalismo do Domingão do Faustão em 2003;
  • Troféu Imprensa 2003 e 2004;
  • Prêmio Comunique-se 2004;
  • Mulher mais Influente 2005 e 2007;
  • Prêmio Personalidade do Ano na Comunicação em 2005;[52]
  • Prêmio Inovação Empreendedora em 2005;
  • Prêmio Mulher do Ano 2005;
  • Prêmio Internet 2005;
  • Troféu Mulher Imprensa 2004, 2005, 2006 e 2007;
  • Prêmio Marcas da Confiança 2006 e 2007, da revista Seleções Reader's Digest;
  • Prêmio CET de Turismo 2007;
  • Prêmio Abecip de Jornalismo 2007;[53]
  • Prêmio Perícia Jornalística;
  • Menção honrosa pela reportagem "Trem da Escravidão", XXIX Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, 2007.

Referências

  1. «Ana Paula Padrão: FELICIDADE NO EQUILÍBRIO» (PDF). Premium. 18 de fevereiro de 2009. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  2. «Ana Paula Padrão». Portal dos Jornalistas. Dezembro de 2015. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  3. Carlos Henrique Ramos (2000). «Ana Paula Padrão: o desafio da repórter». Terra. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  4. Carolina Vellei (4 de setembro de 2017). «Ana Paula Padrão fala sobre o curso e a carreira de Jornalismo». Guia do Estudante. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  5. «Ana Paula fala de adoção no The Noite com Danilo Gentili». SBT. Consultado em 5 de março de 2014 [ligação inativa]
  6. Ana Paula Padrão (5 de janeiro de 2015). «Ana Paula Padrão no Facebook». Ana Paula Padrão. Consultado em 5 de janeiro de 2015 
  7. «ANA PAULA PADRÃO». Companhia das Letras. 2020. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  8. «11 momentos marcantes da trajetória de Ana Paula Padrão». Bol. 26 de novembro de 2018. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  9. «O que você gostaria de saber sobre Ana Paula Padrão? Mande sua pergunta!». Revista Quem. 20 de agosto de 2015. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  10. «Ana Paula Padrão deixa Nova York para assumir o comando do "Jornal da Globo'». Folha de S. Paulo. 20 de junho de 2000. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  11. «Ana Paula Padrão». Casa de Palestras. 2017. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  12. «Jornal da Globo». Memória Globo. 2020. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  13. «Ana Paula Padrão completa 49 anos nesta terça-feira». Gazeta Web. 25 de novembro de 2014. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  14. «Perfil - Ana Paula». SBT. Consultado em 19 de março de 2013 
  15. «32 jornalistas que já passaram pela bancada do "Jornal Nacional"». Bol. 1 de setembro de 2016. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  16. «Ana Paula Padrão». Polo Palestras. 2020. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  17. «Atentados de 11 de setembro». Memória Globo. 2020. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  18. «Difícil o acordo entre Ana Paula Padrão e o SBT». Espaço Vital. Jus Brasil. 2009. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  19. «Ana Paula Padrão diz que era mais tristonha na época da Globo». Observatório da TV. 2014. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  20. «Ana Paula Padrão diz que Globo a deixava "tristonha" e "pela metade"». Uol. Bol. 6 de maio de 2014. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  21. «Ana Paula Padrão - Biografia». Guia da Semana. Consultado em 19 de março de 2013 
  22. Thiago Forato (16 de maio de 2020). «Há 15 anos, Globo "perdeu" Padrão para remontar jornalismo no SBT». NaTelinha. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  23. «Mudança». Clube de Criação. 10 de novembro de 2006. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  24. Gustavo Simon (14 de março de 2007). «De volta: Ana Paula Padrão estréia "SBT Realidade" em 26 de março». Portal Imprensa. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  25. «SBT Realidade». SBT. Consultado em 19 de março de 2013 
  26. Oficial: Record anuncia contratação de Ana Paula Padrão[ligação inativa], Estrelando.
  27. «Ana Paula Padrão vai estrear na Record no dia 29 de junho - Abril.com». Consultado em 5 de junho de 2009. Arquivado do original em 15 de junho de 2009 
  28. 28,0 28,1 «Comunicado oficial: Record informa que Ana Paula Padrão deixa o JR». R7. 20 de março de 2013 
  29. Juliana Franceschi (2003). «ANA PAULA PADRÃO». Terceiro Tempo. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  30. Ricardo Feltrin (20 de março de 2013). «Ana Paula Padrão se despede da Record ao vivo; "Não podia ficar mais 4 anos", diz ao UOL». Uol. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  31. Flávio Ricca (5 de junho de 2014). «Ana Paula Padrão acerta contrato com a Band». Uol. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  32. Carlos Gregnanin (3 de setembro de 2014). «Ana Paula Padrão é ofuscada por jurados na estreia do "MasterChef Brasil"». Ig. Gente. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  33. «Ana Paula Padrão acerta com a Band e destaca participação na cobertura das eleições». Portal Imprensa. 5 de junho de 2014. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  34. [1], Estrelando.
  35. Lucas Carvalho (4 de dezembro de 2014). «"É outra África", diz Ana Paula Padrão sobre reportagem especial sobre ebola». Portal Imprensa. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  36. «Ana Paula Padrão prepara matéria sobre Ebola». Uol. 28 de novembro de 2014. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  37. «Agora é a vez das crianças: "MasterChef Júnior" estreia hoje». NSC Total. 20 de outubro de 2015. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  38. «Sem apelo de versão adulta, MasterChef Junior termina em quarto no Ibope». Notícias na TV. 16 de dezembro de 2015. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  39. «"MasterChef profissionais" estreia reunindo cozinheiros experientes». GaúchaZH. 4 de outubro de 2016. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  40. «anapaulapadrão.doc: Redes Sociais - Parte 1». Uol. 19 de dezembro de 2017. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  41. «Ana Paula Padrão lança portal "Tempo de Mulher" para mulheres formadoras de opinião». Acontecendo Aqui. 10 de agosto de 2011. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  42. Maria Carolina Maia (19 de outubro de 2016). «De jornalístico novo, Ana Paula Padrão prepara salto nos negócios». Veja. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  43. «Escola de Você: ensina sucesso para mulheres». Só Notícia Boa. 20 de agosto de 2014. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  44. Leandro Lel Lima (6 de abril de 2018). «"Vai ser útil para que a mulher passe a prestar mais atenção em si mesma", diz Natália Leite, do Superpoderosas». Observatório da TV. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  45. «Ana Paula Padrão fala de mulheres no trabalho». Folha de S. Paulo. 7 de abril de 2014. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  46. «Ana Paula Padrão lança livro autobiográfico». UOL. 7 de abril de 2014 
  47. «MasterChef Para Tudo estreia com visita de Erick Jacquin a Dona Fátima - Band.com.br». MasterChef. Consultado em 27 de março de 2019 
  48. «Band terá este ano nova edição de "MasterChef" só com ex-participantes». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 29 de março de 2019 
  49. «Sem famosos, MasterChef terá temporada com ex-participantes». contigo. 27 de março de 2019. Consultado em 29 de março de 2019 
  50. «Por dentro da edição do "MasterChef Brasil" que dará uma nova chance a ex-participantes». Terra. Consultado em 29 de março de 2019 
  51. «Ana Paula Padrão». Global Palestras. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  52. Premiada, Ana Paula Padrão "cutuca" a Globo, AdNews, 13 de dezembro de 2005
  53. IV Prêmio Abecip de Jornalismo[ligação inativa], Abecip, 1 de novembro de 2007

Ligações externas[editar]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Ana Paula Padrão
Precedido por
Lilian Wite Fibe
Apresentação do Jornal da Globo
2000 - 2005
Sucedido por
William Waack e Christiane Pelajo

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

  • Portal do Distrito Federal (Brasil)
  • Portal do jornalismo
  • Portal da televisão
  • Portal das mulheres



Outros artigos dos temas Distrito Federal E TelevisãoTV Brasília

Outros artigos dos temas Jornalismo E TelevisãoLuiz Carlos Alborghetti, André Kfouri, Jornal da Noite (Brasil), Jornal da Vida (Bacabal), All news, Evê Sobral, Jornal da Vida

Outros artigos dos temas Jornalismo E MulheresMonica Ramalho

Outros artigos dos temas Televisão E MulheresSienna Belle, Camilla Rocha, Giulia Nassa, Lívia Zaruty

Outros artigos do tema Distrito Federal : Sociedade do Distrito Federal (Brasil), TV Brasília

Outros artigos do tema Jornalismo : Evê Sobral, Ricardo Alcantara, Luiz Carlos Alborghetti, Luis Alexandre Franco Gonçales, Camilo Rocha, André Kfouri, Bom Dia Cidade

Outros artigos do tema Televisão : Tele Seriados, TV Bandeirantes Mais, Pedro Landim, Luiz Carlos Alborghetti, RedeTV! Açailândia, Paraísos Selvagens, TV PinGuim

Outros artigos do tema Mulheres : Leia (cantora), Sienna Belle, Paola Giometti, Nancy Cobo, Suzy Lopes, Thalima Silva, 2eyes



Este artigo "Ana Paula Padrão" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical.