Welcome to EverybodyWiki ! Nuvola apps kgpg.png Sign in or create an account to improve, watchlist or create an article like a company page or a bio (yours ?)...

Anomally

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Predefinição:Orphan

Anomally
Banda musical Anomally, filmagem feita na Villa Maria para o CD While the Gods Sleep, 1, Arquivo de Villa Maria, Terceira, Açores.jpg
Em cima, da esquerda para a direita: João Toste, Zé Pires, Luís Brum e Tiago Alves. Ao centro: Nelson Leal. Em baixo, à esquerda: Miguel Aguiar.
Informação geral
Origem Angra do Heroísmo, Açores[1]
País Portugal Portugal[1]
Gênero(s) Death metal,[1] metal gótico,[1] thrash metal[2]
Período em atividade 2005 – presente[1]
Integrantes Nelson Leal
Luís Brum
Tiago Alves
João Toste
Miguel Aguiar
Zé Pires
Página oficial www.anomally.com

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Anomally é uma banda de death/gótico metal portuguesa formada em 2005 por Nelson Leal (ex-Lithium) na voz,[2] Miguel Aguiar nas teclas, Marco Lote (ex Absinto, ex-Next) na guitarra e segunda voz,[2] Tiago Alves na guitarra, Luís Brum no baixo e José Pires na bateria, em Angra do Heroísmo, ilha Terceira, Açores.

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

O nome foi inspirado no espiritismo, em filmes de terror,[3] vampiros,[4] lobisomens,[4] os temas obscuros sempre foram de interesse por parte de alguns membros da banda, consideravam-se um pouco anómalos, pois o seu objetivo de início era juntar o metal com elementos de electrónica. O alinhamento também não era "normal", tinham dois teclistas, usavam bateria electrónica e não tinham baixista.[5]

História[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

A ideia surgiu do teclista Miguel Aguiar junto com o guitarrista Tiago Alves, formarem uma banda, desejo de longos anos,[6] tendo o alinhamento ficou completo em nove meses, com a exceção do baixista que em 2007 é que foi encontrado, entrando Luís Brum.[2][6]

2006

Nesse ano foi editado a primeira demo, tendo registado pouca produção, ficando aquém do esperado por parte dos media.[6]

2007

Começaram a preparar a gravação de um EP, no recente estúdio da cidade, mas mais tarde tornou-se no primeiro álbum de estúdio.

2008

A 31 de outubro, surge o álbum de estreia Once in Hell..., composto por oito temas e produzido no Watt Studio por João Mendes (guitarrista dos Strëam),[3] do qual saíram três single; "No Words From the Dead", "I Am God" e "Apocalyptic Signs", sendo o tema principal do disco as histórias sobre misticismo, misturando o death/gótico dos anos 90, até à atualidade. No disco existe uma influência clara de Cradle of Filth, que transmite uma atmosfera melancólica e quase draculiana.[6] Para promoção do disco realizaram um vídeoclipe, com realização de Débora Castro que iniciou as gravações em fevereiro do mesmo ano. A história do clipe é a de uma rapariga que morreu e o seu espírito tenta contactar o seu amor ainda vivo através da possessão dos membros da banda.[6]

Participaram em diversos festivais do género, Angra Rock, o festival Azure, o Beer Metal Fest, o festival Alta Tensão, onde tocaram ao lado de bandas como Mnemic e também no F.I.M. (Festival Internacional de Metal.[1][3][6][7]

2009

No final desse ano, a banda apurou-se para a final do Wacken Open Air, em que a final portuguesa realizou-se em abril e final mundial em agosto do mesmo ano.[1][8]

2011

Realizou-se na ilha de São Miguel o Live Summer Fest, onde passaram diversas bandas regionais, nacionais e estrangeiras, entre elas Tarantula e a canadiana Threat Signal, onde o nu-metal, doom-metal e passando pelo rock progressivo atuaram no Coliseu Micaelense, sendo que o festival foi transmitido na RTP Açores, do dia 12 de abril a 14 de junho de 2012.[9]

Irão fazer um tributo à banda Morbid Death com o lançamento do vídeo "Unequal Rights".[2]

Presente

O segundo disco, um extended play que foi misturado por Fredrik Nordström e Henrik Udd do reconhecido Studio Fredman[10] e masterizado por Peter In the Betou[10] foi editado em julho de 2012. Miguel Aguiar declarou:

A 11 de maio, revelaram algumas fotos tiradas na casa da família Noronha, mais concretamente na Villa Maria, que esteve ao cargo do fotógrafo Timothy Lima e que fazem parte da arte do álbum a lançar ainda sem data marcada.[11]

A 21 de maio, foi revelado o título e faixas do EP de estreia: While the Gods Sleep pois este disco "é uma criança irrequieta, barulhenta e que tem tirado muitas horas de sono", diz a banda.[12]

Em 29 de maio, a banda revelou a capa do EP que é da autoria do brasileiro Marcelo Vasco, que já trabalhou com bandas como Soulfly, Borknagar e Vader.[13]

A 24 de agosto, foi editado então o ep While the Gods Sleep com um concerto no Grupo de Teatro Alpendre em Angra do Heroísmo.[14][15]

A 21 de setembro, a banda lançou o novo vídeoclipe de promoção do seu novo disco, "Redrum" que foi disponibilizado pela banda no YouTube.[16]

Influências[editar | editar código-fonte]

De entre as bandas que influenciam os Anomally, estão os Paradise Lost, Dark Tranquillity ou Lamb of God.[17]

Reconhecimento[editar | editar código-fonte]

A banda recebeu em 2007, o prémio de Melhor Banda de Rock/Metal dos Açores.[1][3][6]

Membros[editar | editar código-fonte]

Integrantes[18]
  • Nelson Leal - Vocal
    • Nascido Nelson Manuel Silva Leal, nasceu em 27 e outubro de 1980.
  • Luís Brum - Guitarra
    • Nascido Luís Miguel Furtado Brum, nasceu em 18 de dezembro de 1979.
  • Tiago Alves - Guitarra
    • Nascido Tiago Manuel da Silva Alves, nasceu em 11 de fevereiro de 1981.
  • João Toste - Baixo
    • Nascido João Paulo Santos Toste, nasceu em 3 de janeiro de 1985.
  • Miguel Aguiar - Sintetizadores
    • Nascido Miguel Angelo Aguiar, nasceu em 17 de dezembro de 1979.
  • Zé Pires - Bateria
    • Nascido João Paulo da Silva Pires, nasceu em 4 de abril de 1979.

Discografia[2][editar | editar código-fonte]

Demo
  • Anomally
Álbuns de estúdio
  • Once in Hell... (2008)
EP
  • While the Gods Sleep (2012)

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 1,4 1,5 1,6 1,7 «Banda terceirense apurada para concurso internacional de metal». auniao.com. 11 de dezembro de 2009. Consultado em 10 de maio de 2012 [ligação inativa]
  2. 2,0 2,1 2,2 2,3 2,4 2,5 «Anomally . perfil». metalicidio.com. Consultado em 10 de maio de 2012 
  3. 3,0 3,1 3,2 3,3 «Anomally - Estreia em disco» (PDF). Revista Diário Insular. Consultado em 10 de maio de 2012 
  4. 4,0 4,1 «Lançamento a 31 de outubro - Anomally apresentam álbum de estreia». auniao.com. 23 de outubro de 2008. Consultado em 10 de maio de 2012 [ligação inativa]
  5. «Entrevista à banda Anomally». metalicidio.com. Consultado em 10 de maio de 2012. Arquivado do original em 17 de julho de 2018 
  6. 6,0 6,1 6,2 6,3 6,4 6,5 6,6 «Biografia de Anomally». jornalfeedback.com. Consultado em 10 de maio de 2012 [ligação inativa]
  7. «Coliseu traz aos Açores Festival "Alta Tensão"» (PDF). globalpoint.pt. 13 de junho de 2007. Consultado em 10 de maio de 2012 [ligação inativa]
  8. «Anomally em concurso mundial de Heavy Metal». Diário Insular. 12 de dezembro de 2009. Consultado em 10 de maio de 2012 
  9. «Live Summer Fest estreia na RTP Açores». metalicidio.com. 11 de abril de 2012. Consultado em 10 de maio de 2012 
  10. 10,0 10,1 10,2 «Anomally terminam mistura e masterização do sucessor de Once in Hell...». metalicidio.com. 8 de maio de 2012. Consultado em 10 de maio de 2012 
  11. «Sessão fotográfica com Anomally». metalicidio.com. 11 de maio de 2012. Consultado em 4 de junho de 2012 
  12. «EP de Anomally chama-se "While The Gods Sleep"». metalicidio.com. 21 de maio de 2012. Consultado em 4 de junho de 2012. Arquivado do original em 17 de julho de 2018 
  13. «Anomally - Artwork de "While The Gods Sleep"». metalicidio.com. 29 de maio de 2012. Consultado em 4 de junho de 2012 
  14. «ANOMALLY [PT]: " While The Gods Sleep " com edição em Agosto!». sosmetalradio-show.com. 26 de julho de 2012. Consultado em 7 de outubro de 2012 
  15. «ANOMALLY lançam EP a 24 de Agosto». azorwaves.com. Consultado em 7 de outubro de 2012 [ligação inativa]
  16. «ANOMALLY disponibiliza no Youtube seu novo videoclipe». pegazusmetal.com. 29 de setembro de 2012. Consultado em 7 de outubro de 2012 [ligação inativa]
  17. «Página oficial da banda». anomally.com. Consultado em 14 de maio de 2012 
  18. «Biografia dos membros». Anomally.com. Consultado em 10 de maio de 2012 



Outros artigos dos temas Música Portuguesa E Heavy metalAgonizing Terror

Outros artigos do tema Música Portuguesa : Agonizing Terror, Iplay, Bandas de Portugal, Easyway, Lista de cantores de língua portuguesa, Azevedo Silva, Lista de festivais de música

Outros artigos do tema Heavy metal : Tim Commerford, Amintor, Brad Wilk, Blood Duster, Thormenthor, Bobby Rondinelli, Antidemon


Este artigo "Anomally" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Anomally.



Compte Twitter EverybodyWiki Follow us on https://twitter.com/EverybodyWiki !