Artemis Fowl: The Arctic Incident

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki

Artemis Fowl: The Arctic Incident (no Brasil, Artemis Fowl: Aventura no Ártico) é um romance de ação e fantasia escrita por Eoin Colfer publicada em 2002 pela Ediouro Publicações SA. Este livro é o segundo da série Artemis Fowl, sucessor de Artemis Fowl, e antecessor de Artemis Fowl: The Eternity Code. neste livro, o pai de Artemis desaparece e ele resolve ajudar as fadas na Revolta dos Goblins, que estão usando artefatos humanos para dominar o mundo subterrâneo.[1]

Sinopse[2][editar]

Após os acontecimentos do primeiro livro, Artemis Fowl (o protagonista)é um gênio do crime e único herdeiro do clã Fowl, uma lendária família de personagens do submundo, célebres na arte da trapaça. Ele está mais mais velho, já com 13 anos, além de ainda mais rico, por conta do ouro roubado do povo das fadas e mais feliz, graças à cura de sua mãe com a ajuda de magia. Só uma coisa o preocupa: o desaparecimento de seu pai, enquanto tentava legitimar os negócios da família e transformar os Fowl em respeitáveis empresários. Feito prisioneiro pela máfia russa por dois anos, o Sr. Fowl é oficialmente dado como morto. Mas Artemis se nega a acreditar nisso. No reino das fadas, a capitã da polícia local, a fada Holly, está temporariamente executando trabalhos burocráticos. Uma espécie de punição por ter permitido a Artemis roubar uma parte do ouro das fadas. Mas a aparente obediência e conformidade de Holly com a própria situação está prestes a desmoronar. Aliando cenas de ação no melhor estilo James Bond, lendas celtas, seres encantados nada adoráveis e um charmoso anti-herói, Artemis Fowl: Uma aventura no Ártico é diversão garantida para leitores dos oito aos oitenta anos.

Crítica[editar]

No site de resenhas O Poderoso Resumão, é escrito que "Essa aventura segue trabalhando bem outros lados existente na personalidade dos personagens. Artemis principalmente vai passando por um amadurecimento que poe a prova o que deveras vem a ser importante para ele e como o contato com os seres sobrenaturais influencia na sua formação", e termina dizendo que irá "tentar ler os demais livros e espero que as histórias continuem seguindo essa característica de crescimento, assim como os protagonistas". [3]

No site Portal Caneca, é escrito que " É mais um daqueles livros que, mesmo que tu leia separadamente, você não é obrigado a ler todos para compreender tudo que está acontecendo. Admiro quem consiga escrever histórias assim.[...]Na maioria dos livros, o protagonista é uma pessoa descriminada, ou um ótima para servir de exemplo e que no final dará alguma lição de vida para o leitor. Porém, Artemis não é nada disso. Ele é mau-humorado e bastante egocêntrico.[...]A série é de fantasia, que mistura aventura, tecnologia e mágica. Há fadas, globins, humanos… Um universo imenso. Não tão grande quando Harry Potter ou Senhor dos Anéis, mas com uma ideia diferente sobre cada povo.".[4]

Referências

Ícone de esboço Este sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Este artigo "Artemis Fowl: The Arctic Incident" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Artemis Fowl: The Arctic Incident.