Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Camila Loures

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Camila Loures
Nome completo Camila de Almeida Loures
Outros nomes Cams
Nascimento 7 de fevereiro de 1995 (26 anos)
Belo Horizonte, Minas Gerais
Residência Belo Horizonte, Minas Gerais
Nacionalidade brasileira
Estatura 1,70 m
Ocupação
Servidor(es) YouTube
Género entretenimento
Anos ativos 2014–presente
Inscritos + 12,9 milhões
Visualizações + 3,2 bilhões
Influência(s) Anitta
YouTube Silver Play Button 2.svg
100 mil
inscritos: 2015
YouTube Gold Play Button 2.svg
1 milhão
de inscritos: 2016
YouTube Diamond Play Button.svg
10 milhões
de inscritos: 2019

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Camila de Almeida Loures (Belo Horizonte, 7 de fevereiro de 1995) é uma youtuber, influenciadora digital, atriz e cantora brasileira.[1][2] Começou sua carreira no YouTube através do vídeo "Camila Loures - Bolo Arco-Íris".[3] Seu vídeo mais popular é o clipe da canção "Bambolê", gravada por Camila em parceria com o funkeiro MC WM.

Seu reality show XIS possui mais de 100 mil visualizações por episódio,[4] sendo por vezes tratada pela mídia como a "maior YouTuber mulher do Brasil", além de ser a YouTuber negra brasileira com mais seguidores, segundo dados de 2020.[5][6][7]

Biografia e carreira[editar]

Camila Loures nasceu na cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais, no dia 7 de fevereiro de 1995. Começou a fazer sucesso na internet com o Vine, rede social em que postava vídeos de comédia. Com o crescimento de sua conta no aplicativo, Camila migrou para o YouTube em 2014 e expandiu os conteúdos para culinária, tags, desafios e paródias musicais.[8]

Em 2016, Camila lançou o livro Manual de Sobrevivência do Adolescente, em que ela dá conselhos sobre essa fase da vida.[8] A obra figurou em 14º lugar entre os livros mais vendidos na categoria "infantojuvenil" em maio de 2016, segundo o ranking do PublishNews,[9] incluindo o sétimo lugar na mesma categoria e o 15º lugar na classificação geral da semana de 16 a 22 de maio de 2016.[10][11] No mesmo ano começou a investir na carreira musical, tendo assinado contrato com a Universal Music em fevereiro de 2017.[12] Ela já lançou singles como "Segue o Baile", "Eu Vou Arrasar" e a parceria com a dupla sertaneja Henrique & Diego, "Miga Loka".[13]

O canal de Camila Loures foi o que mais aumentou de inscritos na área de entretenimento em 2018, ano em que obteve um incremento de 42,2%, atrás apenas dos Irmãos Neto (Felipe Neto e Luccas Neto, com 44,4%).[14] No ano seguinte, lançou seu segundo livro, 24 Horas com Camila Loures. Atualmente, ela faz sucesso com seu quadro 24 Horas, no qual ela passa um dia inteiro em uma situação específica.[14][15] Alguns dos mais populares são "24 Horas na Piscina", "24 Horas no Supermercado" e "24 Horas na Casa Abandonada". Em 2020, comprou uma casa em Belo Horizonte somente para realizar suas gravações.[5] Hoje, ela tem mais de 12 milhões de inscritos em seu canal oficial.

Os sete clipes já postados atingiram 35 milhões de visualizações. Em 2020, a música "Bambolê" — uma parceria entre Camila e o funkeiro MC WM — teve 3,6 milhões de acessos em apenas 6 dias.[16]

Singles[editar]

Ano Título
2016 "Eu Vou Arrasar"
2017 "Miga Loka"
(part. Henrique & Diego)
2018 "Segue o Baile"
2019 "Tocar o Terror"
2020 "Bambolê"
(part. MC WM)
2020 "Ela Joga"
2021 "Eu Não" (part. Thiaguinho MT, JS o Mão de Ouro)

Prêmios e indicações[editar]

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado
2019 Streamy Awards
Melhor YouTuber da América Latina[17]
Camila Loures
Venceu
2020 Prêmio Jovem Brasileiro
YouTuber do Ano[18][19]
Meus Prêmios Nick[20] Indicada
Hit Nacional Favorito
Bambolê (com MC WM)
Indicada

Críticas e controvérsias[editar]

Em outubro de 2016, Camila Loures divulgou um vídeo no qual procura supostos palhaços assustando pessoas nas ruas de Belo Horizonte, o que gerou diversos relatos de pessoas que alegaram terem tido experiências semelhantes na cidade. Contudo, essas alegações não foram comprovadas. A assessoria da youtuber, por sua vez, disse que o vídeo apenas buscou investigar outros relatos que já vinham sendo disseminados anteriormente.[21]

Segundo dados do site TecMundo em agosto de 2019, o canal de Camila Loures era o quinto de maior influência entre crianças no Brasil, embora seu conteúdo não seja destinado a esse público.[22]

Referências

  1. Fábia Oliveira (4 de junho de 2020). «Youtuber Camila Loures esclarece valor milionário de sua nova mansão». O Dia. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  2. «Carlinhos Maia promove aglomeração em festa de natal e web não perdoa». O Dia. 27 de dezembro de 2020. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  3. «Após passar Natal com Neymar e família, Camila Loures é convidada ao réveillon do jogador em Mangaratiba». Extra Online. Consultado em 5 de janeiro de 2021 
  4. «Bombada no YouTube, Camila Loures vai transformar quadro 'XIS' em jogo de tabuleiro». Extra Online. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  5. 5,0 5,1 Bia Rohen (15 de setembro de 2020). «Maior youtuber mulher do Brasil, Camila Loures conta rotina de gravar sete vídeos por dia». Quem. Consultado em 7 de janeiro de 2021 
  6. Toda Teen (9 de agosto de 2020). «Entrevista: Camila Loures reflete sobre o machismo na internet e conta tudo sobre seu novo single». Consultado em 7 de janeiro de 2021 
  7. Campos, Cristiane Cardoso (2020). «Anastácias sem máscaras: Beleza negra e antirracismo no YouTube Brasil» (PDF). Universidade Federal Fluminense (UFF): 73. Consultado em 7 de janeiro de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 7 de janeiro de 2021 
  8. 8,0 8,1 Thais Oliveira (16 de julho de 2016). «A youtuber Camila Loures lança 'manual' para adolescentes neste fim de semana». Jornal Hoje em Dua. Consultado em 7 de janeiro de 2021 
  9. PublishNews (27 de maio de 2016). «Lista de Mais Vendidos de Infantojuvenil de Maio de 2016». Consultado em 7 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2021 
  10. PublishNews (27 de maio de 2016). «Lista de Mais Vendidos Geral de 16/05/2016 a 22/05/2016». Consultado em 7 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 1 de setembro de 2016 
  11. Cassia Carrenho (30 de maio de 2016). «Mais duas youtubers na lista». PublishNews. Consultado em 7 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2021 
  12. Terra (14 de fevereiro de 2017). «Camila Loures comemora do YouTube para a gravadora». Consultado em 7 de janeiro de 2021 
  13. Cecilia Emiliana (25 de dezembro de 2017). «Single Miga loka, da youtuber mineira Camila Loures, passa de 2 milhões de views». Uai. Consultado em 7 de janeiro de 2021 
  14. 14,0 14,1 Jéssica Malta (27 de dezembro de 2018). «O segredo da polarização: público do YouTube busca proximidade de opiniões». Jornal Hoje em Dia. Consultado em 7 de janeiro de 2021 
  15. Renato Lombardi (19 de outubro de 2019). «Camila Loures celebra 10 milhões de seguidores com show que estreia em BH». Jornal O Tempo. Consultado em 7 de janeiro de 2021 
  16. Jeff Benício (7 de janeiro de 2020). «Influencer Camila Loures vira fenômeno musical no YouTube». Terra. Consultado em 7 de janeiro de 2021 
  17. «Camila Loures é premiada melhor youtuber da America Latina». Terra. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  18. «Camila Loures é eleita youtuber do ano pelo Prêmio Jovem Brasileiro». Brasilera Digital. 25 de agosto de 2020. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  19. «Camila Loures concorre ao prêmio de YouTube do ano no Meus Prêmios Nick 2020». Brasilera Digital. 23 de julho de 2020. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  20. «Meus Prêmios Nick 2020: Conheça os vencedores». www-uol-com-br.cdn.ampproject.org. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  21. BHaz (18 de outubro de 2016). «Onda de palhaços aterrorizantes chegou a BH e Minas?». Consultado em 7 de janeiro de 2021 
  22. Araújo, Dálete Kelly Cunha (2019). «Entre "likes" e postagens: conteúdos acessados e veiculados no YouTube por crianças do 4º ano dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental"» (PDF). Universidade Federal da Paraíba (UFPB): 28; 31. Consultado em 7 de janeiro de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 9 de julho de 2020 

Ligações externas[editar]


Este sobre um youtuber é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Outros artigos dos temas Biografias E Mulheres E Minas GeraisDilma Rousseff

Outros artigos dos temas Biografias E MulheresRose Gray, Leia (cantora), Sienna Belle, Zoo (cantora), Isabel II do Reino Unido, Camilla Rocha, Suzy Lopes

Outros artigos dos temas Biografias E Minas GeraisMc_Didizin, Gedeão de Freitas, Rodolfo Gustavo da Paixão, Márcio Seixas, Pedro Aleixo, Itamar Franco, Marcelo Luís de Almeida Carmo

Outros artigos dos temas Biografias E BrasilRobson Maciel, Sueli Chan Ferreira, Paulo Henrique Silva Rodrigues, Dora Incontri, Licurgo Soares de Lacerda Filho, Joel Pedro da Silva, Thaigo Consani

Outros artigos dos temas Mulheres E Minas GeraisDilma Rousseff

Outros artigos dos temas Mulheres E BrasilCamilla Rocha, Lêda Boechat Rodrigues, Patrícia Abravanel, Sueli Chan Ferreira, Anitta, Paola Giometti, Fernanda Terra

Outros artigos dos temas Minas Gerais E BrasilGedeão de Freitas, Pedro Ninja, Itamar Franco, Tcheller Durrep, Victor Alexander da Silva, Rede Super, Paulo César Camarão

Outros artigos do tema Biografias : Eduardo Lages, Rafael Bonfim, Aarão (abade), Scott Cawthon, Cantores da Bahia, Christie Stevens, Martiniano Eliseu do Bonfim

Outros artigos do tema Mulheres : Aylla Harard, Larissa Manoela, Victória Diniz, Leia (cantora), Sienna Belle, Walkyria Santos, JiU

Outros artigos do tema Minas Gerais : Victor Alexander da Silva, João Carlos Bello Lisbôa, Mc_Didizin, Brasão de Caratinga, União Colegial de Minas Gerais, Centro de Educação Criadora, Taça Minas Gerais de Jiu-Jitsu 2008

Outros artigos do tema Brasil : Universidades estaduais do Brasil, Bacharelado em ciência e tecnologia, Lista de brasileiros vencedores e indicados ao Óscar, Águas da Prata, TV Costa Norte (Parnaíba), Luís Vagner, Itamar Franco