Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Citröen Typo C

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki




Citroën Type C 5HP
5HP Torpedo T2 & Citroënette
Visão Geral
Produção 1921 — 1926
Fabricante Citroën
Modelo
Carroceria Torpedo & Cabriolet
Designer Edmont Moyet

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).


O 'Citroën Tipo C foi um carro ligeiro fabricado pela empresa automóvel francesa Citroën entre 1922 e 1926, com quase 83.000 unidades a serem fabricadas. Conhecido como Citroën 5HP ou '' 5CV em França e 7.5HP na Grã-Bretanha, foi o segundo modelo de automóvel concebido e comercializado por [[André Citroën], entre 1922 e 1926. Foi também o primeiro carro produzido em massa. Seguiu-se o 10HP "Tipo A" (Junho de 1919) que foi substituído pelo 10HP "B2" (Junho de 1921); foram os primeiros carros europeus produzidos em massa.

A primeira cor em que foi fabricado foi o amarelo, (um amarelo "toranja" pálido) que lhe valeu o primeiro apelido de "pequena cidra" (limãozinho). Foi também apelidada de "Cul de poule" (fundo de galinha) , "cauda de barco" ou "Citroën de barco" referindo-se à traseira cónica da carroçaria do pequeno carro e também "Trefle" ( folha de trevo ) referindo-se à forma da versão de três lugares.

Oct.1921 Paris Motor Show

Historia[editar]

Sources[1]



Enquanto o governo francês encorajou, através de benefícios fiscais, os fabricantes de automóveis a investir em bicicletas, André Citroën preferiu virar-se para os pequenos automóveis. O 5HP foi o primeiro Citroën a entrar no sector dos pequenos automóveis, depois monopolizado pela Peugeot e Renault.

Apesar da sua semelhança com o Tipo A desenhado por Jules Salomon, os 5HP foram de facto o trabalho do engenheiro Edmond Moyet que alguns meses antes tinha feito um veículo muito semelhante para Amilcar, o" CC" .

O génio de André Citroën foi promover este carro a um público feminino, o que era muito invulgar na altura. Todos os 5HP documentos publicitários representavam o carro conduzido por uma jovem mulher.

Com os 5HP, a Citroën aliou-se ao automobilismo de massas. Isto é realçado pelo facto de as 5HP também poderem ser compradas a crédito, um novo método para a época, graças a uma empresa de crédito ao consumo, fundada por André Citroën.

Após um arranque lento em 1922, o sucesso foi tal que, a partir de 1924, representou quase metade das vendas da Citroën e tornou-se o primeiro automóvel popular europeu. O preço de venda dos 5HP "Torpedo" em 1922 (8.500 FR) era cerca de 60% do dos 10HP (13.900 FR).

O nome comercial inicial: 5HP tornou-se 5CV em 1925 por ocasião da mudança de cálculo da potência dos motores: de HP ( Horse Power ) para CV ( Cheval Vapeur ).

Uma rede de 5000 agentes foi construída entre 1919 e 1925. Filiais e concessionários exclusivos foram localizados em todo o mundo: Grã-Bretanha, Itália, Japão, Espanha, Bélgica, Norte de África, Austrália América do Sul, etc. Foram construídas fábricas em Espanha, Itália, Polónia, Argélia, Bélgica e Inglaterra a partir de 1925, a fim de evitar impostos aduaneiros sobre produtos importados (tais como: impostos Mac Kenna em Inglaterra).

Lançado em Maio de 1922, o "Torpedo" ( tourer) , era uma versão de dois lugares, que em 1923, ficou disponível numa versão "Cabriolet" (descapotável) mais luxuosa. Em 1924, foi introduzida uma versão de três lugares do "Torpedo", inicialmente com um "banco rebatível", depois com dois lugares à frente e um atrás, que recebeu o apelido de "Cloverleaf".

"Bubsy" arriving at Sidney - Dec. 1925.

O 5HP foi um modelo de fiabilidade e frugalidade comparado com a concorrência; foi extremamente robusto evidenciado pela viagem de 17000 Km em 5 meses pela Austrália em 1925 de Bubsy, um Torpedo "usado" com dois estudantes a bordo: em condições extremas ... sem qualquer problema de motor . .[2]

Infelizmente, embora o 5HP tenha sido um sucesso, não foi suficientemente rentável, e a fim de preparar a introdução do B14 "todo aço", André Citroën tomou pessoalmente a decisão, contra a opinião geral, de terminar a sua produção em Maio de 1926. Foi prevista uma versão C4 "todo o aço", mas foi abandonada devido ao seu custo excessivo.

Hoje em dia, o 5HP é o típico carro antigo dos anos 20. O seu sucesso deve-se ao facto de já ter sido um imenso sucesso comercial no seu tempo e também ao facto de ser possível reconstruí-lo muito facilmente a partir de peças de época e re-fabricações.

Dos 83000 5HP construídos, muitos foram convertidos em veículos utilitários, tractores, etc. Estima-se que cerca de 3000 (4%) tenham sobrevivido.

Tecnica[editar]

Source[1] [3]

Controls on Torpedo T2 1922
... and on Cabriolet C3

O pequeno Citroën estava à frente da concorrência: estava equipado com um diferencial e um motor de arranque eléctrico, permitindo que o carro fosse publicitado como especialmente adequado para motoristas de senhora sensíveis à facilidade de condução. O peso de 543 kg é essencialmente o do motor , caixa de velocidades, e eixo traseiro . A velocidade máxima era de 60 km/h (37 mph) com um consumo de combustível de 5 l/100 km (56 mpg imp; 47 mpg US).

Os chassis de 5HP foram montados na fábrica de Levallois , ( subúrbios de Paris ), e a montagem do carro foi feita na fábrica de Javel ; Versões de condução à direita estavam disponíveis para o mercado francês ( ainda havia procura para isto) e para exportação ( Inglaterra, Commonwealth, Suécia, Argentina, Austrália )

O corpo era de uma estrutura de madeira, em que os painéis do corpo eram pregados. Era o último Citroen com um corpo de madeira. O carro tinha apenas uma porta, do lado do passageiro, que se abria para a frente. As dobradiças eram invisíveis (excepto a "Cabriolet" ) e as vibrações eram absorvidas por uma fechadura de cone duplo, evitando a abertura acidental das portas.


Os veículos de pré-produção tinham um capô com 3 airvents que foi rapidamente seguido por uma versão de 16 airvents. Tinha uma das máscaras de radiador mais bonitas. Em 1922, por razões técnicas, o radiador foi separado num elemento de refrigeração e num invólucro exterior niquelado. Inicialmente, o primeiro emblema Citroën no radiador era chevrons azuis sobre uma base niquelada; mais tarde, as cores foram trocadas.

O motor de quatro cilindros, 856 cc tinha um diâmetro de 55 mm e um curso de 90 mm , gerando uma potência de 8,2 kW e foi arrefecido por termosifão. A partir de 1 de Junho de 1925, o sistema de arrefecimento foi melhorado em todos os modelos por um ventilador (anteriormente apenas instalado no Cabriolet).

Havia um único carburador Solex A ignição inicialmente por bateria, bobina e distribuidor foi substituída por volta de Março de 1923 por um magneto de ignição.

A caixa de velocidades tinha três relações não sincronizadas mais uma marcha atrás; a roda dentada recta tinha tendência a "cantar" especialmente na 1ª e 2ª velocidades ( não na 3ª, transmissão directa ) e tornou-se ruidosa quando as engrenagens estavam gastas ou quando o casquilho entre o eixo primário e secundário estava solto. Este jogo excessivo fez com que o trem primário se desalinhasse do trem secundário, fazendo com que as rodas dentadas funcionassem na extremidade dos dentes, daí o ruído adicional e o desgaste prematuro.

Tal como nos vagões contemporâneos da época, o pedal do acelerador estava localizado centralmente entre os da embraiagem e os do travão.


Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).


Este artigo "Citröen Typo C" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Citröen Typo C.

  1. 1,0 1,1 «Citroën 5HP par Bernard Laurent». citroen-5hp.com (em français) 
  2. «First Car Around Australia». www.classicrally.com.au. Consultado em 4 de dezembro de 2018 
  3. «Chassis of Citroën 7.5hp». www.citroen-5hp.ch. Consultado em 4 de dezembro de 2018