Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Dygo Boy Jurus

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki


Dygo Boy Jurus
Informação geral
Nome completo Hugo Diogo Mendonça
Também conhecido(a) como Di Boy, Madoda
Nascimento 1985 (35 anos)
Local de nascimento Maputo
Nacionalidade Moçambique moçambicano
Gênero(s) Rap, Hip hop, Trap
Ocupação(ões) Rapper
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 1999 - Actualmente
Outras ocupações Apresentador, Compositor
Gravadora(s) XP Records
Influenciado(s) Jay Z, Noutorios B.I.G, Nas, Ugk, e Scarface, Duas Caras, Azagaia, Big Neo

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Hugo Diogo Mendonça (Maputo, 25 de Abril de 1985) mais conhecido como Dygo Boy Jurus é apresentador, cantor, compositor e produtor moçambicano.[1][2][3][4]

Biografia[editar]

Hugo Diogo Mendonça (nascido no dia 25 de Abril de 1985 de nacionalidade moçambicana natural de Maputo), é apresentador, cantor, compositor e produtor

Ele foi criado pela tia Vitória Dias Diogo a Ministra do Trabalho Emprego e Segurança Social em Moçambique.[5]

Dygo Boy como é carinhosamente tratado pelos fãs, é um dos mais polémicos MC’s do Hip-Hop em Moçambique, Dygo carrega a Bandeira do chamado “Floss Rap”, considerado um tema muito polémico para o estilo de vida dum cidadão comum Moçambicano.

O Grupo 360° (1999-2003)[editar]

Cresceu no Bairro da Coop, em Maputo, onde começou a “Droppar” nos meados de 1999 com o Grupo 360° onde tinha como colegas: Dynomite, Denny OG, Bala de Prata, Suky, Julie, Young Sixties, Chamil. Influenciado por Jay Z, Noutorios B.I.G, Nas, Ugk, e Scarface, Duas Caras, Azagaia, Big Neo. Ganha visibilidade no ano 2000 com actuações nos palcos do Txova ao lado do seu grupo de freestyles no Hip-Hop time.

Em 2003 arrancou para Cape Town onde conheceu mais grupos de Hip-Hop e participou em alguns temas com rappers locais de Capeflats e langa, participando em shows, rádio freestyles.

Magnezia (2004-2009)[editar]

Em 2004 foi recrutado por um grupo Magnezia que já fazia a sua marca nas ruas.

Em 2006 é anunciado o lançamento do primeiro CD da Magnezia intitulado “VO6 não estão preparados” com os maiores êxitos do rap street “o meu bolso, Whatbiwa, já chegamos, Ass duma model”. 

Envolto em algumas polémicas, no meio deste sucesso todo não poderia existir os chamados “Beefs” que a indústria de rap oferece.

Em 2009 um pouco antes do lançamento do segundo CD “We Run Maputo”, Magnezia lançou o polémico som “Tchaya”, que parou as ruas em Moçambique, e pôs os telemóveis a tocarem constantemente

TV Miramar (2013)[6][7][editar]

Com background de Marketing Comercial terminado em Cape Town na Universidade de Stellembosch, 3 anos como técnico de segmentação da direcção de Marketing do BCI, e 10 anos na carreira musical, Dygo entrou para o elenco do programa atracções fazendo reportagens fora do cenário da televisão, eventos de entretenimento e fazendo matérias para enriquecer as Rubrica do mesmo.

Programa Groove e Atracções[8][9][editar]

No início do ano de 2013, a televisão Miramar preparou o primeiro programa de televisão para o Dygo, tendo em conta a confiança que o público depositava e o feedback que a televisão recebia dos telespectadores pedindo que ele tivesse um programa para apresentar.[10]

Surge o programa Groove com um segmento internacional, algo diferente do habitual, onde não só o programa mas a televisão ganha mais atenção do mercado de show biz internacional.

Dygo sempre esteve disponível para apresentar o programa atracções quando fosse necessário, dai que sempre esteve a interagir perante os dois programas durante o ano todo de 2013 até meados de 2014.

Em 2013 também apresentou o programa Jackpot milionário da Vodacom onde ajudou acções de Merchandising durante quatro semanas.

Em Julho de 2014 Dygo torna-se apresentador oficial do Programa Atracções, e apresenta ambos programas Durante algumas semanas, depois o programa “Groove +” passou para a Tatiana Sumburane.

Discussão com o apresentador Relâmpago[11]

Ex mulher[12]

10 Mandamentos (2016)[editar]

Dygo Boy fez uma colaboração com o rapper Bander[13] para fazer um álbum intitulado 10 Mandamentos, esta ideia deles se juntarem vaio devido ao grande sucesso dos música que eles lançavam, cada música que lançavam era muito boa que a outra

Discografia[editar]

(2000) -Pura Presença - 360°

(2006) We Run Maputo - Magnezia

Participações[editar]

Liste de singles como participante :
Ano Título Compilação
2017 Vamos Conversar (Com Jeckcy)
Real Nigga (Com Roley & Os Primos) Roley - EP
Original (Com Bander, Mr. Bow & Marcelo Lopez) 10 Mandamentos
Meu Nome (Com Bander)
É Possível Não Render Com Esses (Com Bander)
Numa Wella (Com Bander)
2016 10 Mandamentos (Com Bander)
Rende (Com Bander)
1B (Com Bander & Duas Caras)
Festa do Zulu Parte 2 (Com Son Z)
2016 Quem É? (Com Neovaldo Paulo, Hernâni Da Silva & Dice)
2016 Comé (Com B3 Money)
2015 Tou Na Festa (Com Bander & Glass Gamboa)
We Run Maputo (Com Magnezia ft. Nicotina KF, Flow Man, Regulo, LW, Trovoada & Lil Banks) We On Pt. 2 - Mixtape
Meu Bolso (Com Trez Agah, Carbhono & Dynomite)
Meu Style Nunca Muda "Remix" (Com Carbhono, Kilograma, Trez Agah & Dynomite) 
2007 A Coroa E Nossa (Com Neo & Julie) Pura Presença - Álbum
2006 Na Hood (Com B.O, Dynomite, Bala De Prata & Denny OG)

Prémios e indicações[editar]

Mozambique Music Awards (MMA)[editar]

Mozambique Music Awards são prémios anuais apresentados pela BCI para reconhecer a realização excepcional na indústria da música moçambicana.[14]

Referências

  1. «Dygo Boy Jurus abre o seu guarda-roupa». SAPO Lifestyle. Consultado em 2 de janeiro de 2018 
  2. «Dentes de ouro de Dygo Boy fazem sucesso nas redes sociais - Portal Moz News». Portal Moz News. 4 de maio de 2017 
  3. Maputo, Folha de. «Dygo Boy é cobrador de chapa "Xiquelene-Baixa"». Folha de Maputo. Consultado em 2 de janeiro de 2018 
  4. «Rapper Dygo Boy fala de egoísmo na música moçambicana». Conexão Lusófona. Consultado em 2 de janeiro de 2018 
  5. «Vitória Dias Diogo | Ministério do Trabalho, Emprego e Segurança Social». www.mitess.gov.mz. Consultado em 2 de janeiro de 2018 
  6. «Dygo Boy renova contrato com a Miramar por cinco anos». Xigubo. 17 de agosto de 2017 
  7. «Miramar TV». miramar.co.mz. Consultado em 2 de janeiro de 2018 
  8. Maputo, Folha de. «Fred Jossias chama apresentador Dygo Boy de criança e perseguidor». Folha de Maputo. Consultado em 2 de janeiro de 2018 
  9. «Dygo Boy esclarece sobre o suposto afastamento do programa "Atracções" - Moz Entretenimento». mozentretenimento.co.mz. Consultado em 2 de janeiro de 2018 
  10. Redacçao (21 de junho de 2016). «Dygo Boy Júrus: "Se o programa não te agrada simples não Assista"». TVE24 
  11. «Dygo Boy é um aproveitador, vai acabar com a carreira do Bander – Relâmpago». INFROMOZ Notícias de Moçambique, Emprego, Entretenimento. 18 de agosto de 2016 
  12. «Ex-mulher de Dygo Boy faz revelação bombástica sobre o apresentador - Assista ao vídeo - Portal Moz News». Portal Moz News. 19 de outubro de 2017 
  13. «Bander Reconhece Dygo Boy, e outros Como Bons Professores de RAP - Portal Moz News». Portal Moz News. 16 de outubro de 2017 
  14. SAPO. «Mozambique Music Awards : MMA distribuiu por todos - SAPO Notícias». SAPO Notícias 

Ligações externas[editar]

Ícone de esboço Este sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Este artigo "Dygo Boy Jurus" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical.