Welcome to EverybodyWiki ! Nuvola apps kgpg.png Sign in or create an account to improve, watchlist or create an article like a company page or a bio (yours ?)...

Energia na Bolívia

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cidade de La Paz (Bolívia) à noite

A Bolívia é um país que consome poucos recuros energéticos, a média é de 9.673 kcal/hab/dia, na zona urbana consome 11.300 kcal/hab/dia e na zona rural 7.450 kcal/hab/dia, em outras unidades pode se expressa que cada boliviano consome 340 kilogramas de petróleo (expressado por kg/pe), comparado com a média da população da América Latina que fica em 1.000 kg/pe e pelo população mundial que é de 1.500 kg/pe.

Fontes de energia[editar]

Há dois tipos de fontes de energia: Energia tradicional e Energia alternativa.

  • As Energias tradicionais estão associadas aos combustíveis clássicos como petróleo, gás, lenha, carbono e recursos hidráulicos.
  • As Energias alternativas' estão associadas ao sol como a energia solar, ao vento como a energia eólica e minerais radioativos como energia nuclear e a energia geotérmica.

A Bolívia conta com níveis relativamente elevados de potencial energético tanto tradicionais como alternativos assim como existem grandes recursos hidráulicos que se originan dos rios que nascem nas cordilheiras. As reservas de petróleo se estimam que alcançariam até 90 anos e o gás natural1000 anos.

Energias tradicionais[editar]

Por sua natureza geológica a Bolívia produz mais gás natural do que petróleo. O consumo nacional de produtos petrolíferos alcançou em 2001 a produção de 12.408.800 barris por dia, incluindo os derivados de petróleo. As reservas de gás natural teve a produção de mais de 54,9 trilhões de m3 valorizados em 10 reais, é a segunda maior reserva de gás natural da América do Sul e estima-se que as reservas aumentem de 200 a 300 trilhões m3. É a base da economia boliviana, depois da nacionalização das empresas por Evo Morales a Bolívia quebrou os contratos de exportação com países como Argentina e Brasil.

O potencial hidroelétrico está em 1MW de potência, e pode alcançar uma produção de 177.669 GWh. A principal região do país é a cordilheira oriental dos Andes que concentra a maior potencial hídrico por estar em altas altitudes, favorecendo hidroelétricas, começando na Cordilheira de Apolobamba e se estende por Muñecas, Real de La Paz, Tres Cruces, Santa Vera Cruz e Cochabamba, aproximadamente 350 km.

A indústria elétrica boliviana compreende a geração, transmissão, distribuição, comercialização, importação e exportação de eletricidade. A energia elétrica é consumida principalmente através do Sistema Interconectado Nacional (SIN) que está integrado com os principais centros de produção e consumo da Bolívia como La Paz, Cochabamba, Oruro, Potosí, Chuquisaca e Santa Cruz e cobre cerca de 90% do mercado nacional, adicionalmente se conta com pequenos sistemas com características diversas em cidades menores que cobrem o restante de 10% do mercado elétrico nacional.

A redes de distribução do conjunto de distribuidores do sistema SIN cresceram de 18.600 km a 26.000 km. No ano de 2006 exportou para países vizinhos como Paraguai, Peru, Chile, Argentina e Brasil já que foram criados mais centrais hidroelétricas que podem satisfazer a demanda de cidades locais.

Energias alternativas[editar]

A biomassa alcança 90% da produção alternativa de energia, consumida principalmente para combustível, a produção de carvão vegetal é para a produção da indústria manufatureira como panificadoras e outras. Somente 3,5% da produção utiliza derivados de petróleo e 0,5% de eletricidade.

A Energia geotérmica no subsolo da terra pode existir importantes reservas de vapor cujo aproveitamento adequado permitindo uma fonte de energia permanente. As reservas se localizam principalmente em três regiões: Sajama, Valle do rio Empexa e laos do sul, todas nos Andes.

A energia solar é muito utilizada no país equivale a uma produção de 3.83 a 1023 kW de potência, conseguindo a terceira maior produção de energia solar no mundo, devido a sua posição latitudinal entre os paralelos 9º 40'S e 22º 53' O, próximos a linha do equador por isso, uma faixa de grande irradiação solar, uma das maiores do mundo. A incidência solar no território alcança 5.4 kW/m²dia de intensidade e de 7 horas/dia de insolação efetiva.

A energia eólica tem uma aplicação principalmente rural na Bolívia devido a distância em linha de energia elétrica, e baixo custo para bombear água do solo para programas de irrigação agrícola.

Ver também[editar]

  • Economia da Bolívia
  • Gasoduto Brasil-Bolívia


Outros artigos da categoria[editar]

Este artigo "Energia na Bolívia" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Energia na Bolívia.


Compte Twitter EverybodyWiki Follow us on https://twitter.com/EverybodyWiki !

Farm-Fresh comment add.png You have to Sign in or create an account to comment this article !<comment-streams/>