Welcome to EverybodyWiki ! Nuvola apps kgpg.png Sign in or create an account to improve, watchlist or create an article like a company page or a bio (yours ?)...

Esquema conceitual

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Ambox question.svg
Esta página ou seção carece de contexto (desde setembro de 2019).

Este artigo (ou seção) não possui um contexto definido, ou seja, não explica de forma clara e direta o tema que aborda. Se souber algo sobre o assunto edite a página/seção e explique de forma mais clara e objetiva o tema abordado.

A modelagem de dados exige primeiramente transformações do modelo entidade relacionamento. As tabelas são as relações entre os dados, as linhas das tabelas são as tuplas e as colunas constituem os atributos, ou seja, as características dos dados. A primeira etapa de um projeto de banco da dados requer a organização dos pensamentos para sabermos a real necessidade do usuário para a criação de um banco que seja funcional, reduzindo ao máximo a complexidade deste banco da dados.

Para termos um ideia do nível da abstração dos modelos de banco de dados:

  • Modelo Conceitual: gráficos como o esquema do banco de dados - mais abstrato
  • Modelo Lógico: tabelas do banco de dados - menos abstrato
  • Modelo Físico: instâncias do banco de dados - sem abstração

O modelo conceitual gráfico se baseia em um modelo MER - Modelo Entidade Relacionamento.

Características do MER - Modelo Entidade Relacionamento:[editar]

  • Entidades => guarda os valores das tabelas - fortes / fracas. Geralmente designados por substantivos; objetos, departamento, pessoas...
  1. Entidades fortes não dependem de outra para existir. Ex.: entidade => funcionário.
  2. Entidades fracas dependem de outra para existir. Ex.: entidade => filho do funcionário, só existe se entidade funcionário existir.
  • Atributos => são as características das entidades. Podem ser de quatro tipos: mono ou multivalorado, simples ou composto.
  1. Monovalorados - possui apenas um valor. Ex.: pessoas
  2. Multivalorados - possui mais de um valor. Ex.: telefones
  3. Simples - não divide a entidade em mais atributos. Ex.: CEP
  4. Compostos - dividido em mais atributos. Ex.: endereço - pode ser dividido em bairro, rua e número.
  • Relacionamentos => são as ligações entre as tabelas. Geralmente designados por verbos; possui, tem, trabalha...
  • Cardinalidade => é a quantidade de ocorrências possíveis entre as entidades e relacionamentos. Podem ser mínima / máxima (n, m). Determinamos a cardinalidade do lado oposto, sendo que o primeiro termo é a quantidade mínima e o segundo termo é a quantidade máxima de relacionamentos que podem ter as ligações. Sendo de '1' pra '1'; '1' pra 'n' ou 'n' pra '1', e 'n' pra 'n'.


Fonte: Cerícola, Osvaldo Vicente (1991). Banco de Dados Relacional e Distribuído. Rio de Janeiro: LTC. p. 115. ISBN 85-216-0769-5



Este artigo "Esquema conceitual" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Esquema conceitual.



Compte Twitter EverybodyWiki Follow us on https://twitter.com/EverybodyWiki !