Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Gaudens

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki


Gaudens
Razão social Fabio R Sicilia Consultoria, Importação, Exportação de Produtos Alimentícios EIRELI
Empresa de capital fechado
Slogan Gaudens, o ápice do prazer
Atividade Alimentícia
Fundação 2012 em Belém
Fundador(es) Fabio Rezende Sicilia
Sede Belém, PA, Brasil
Área(s) servida(s) Brasil e exterior
Produtos
  • Chocolates
  • balas
  • brownies
Posição no Alexa Erro Lua em package.lua na linha 80: module 'Módulo:Wikidata/i18n/Testes' not found.
Website oficial www.gaudens.com

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Gaudens é uma empresa brasileira do ramo alimentício, sediada na cidade de Belém, estado do Pará, Brasil. É uma marca de chocolates, fundada em 2012 por Fabio Rezende Sicilia[1]. Criada com o objetivo de apresentar um novo conceito de experiências e sensações únicas, a Gaudens se propõe a mostrar como pode ser sedutor e prazeroso se deliciar com um chocolate, associando-o a um estilo de vida ligado à saúde, beleza e bem-estar[2].

História[editar]

Em 2003, Fabio Sicilia conclui sua formação em gastronomia pelo Italian Culinary Institute for Foreigners (ICIF), em Piemonte, na Itália[3], e lá conhece uma fruta chamada physalis. Ao retornar ao Brasil, ainda encantado com o sabor da fruta, descobriu que "physalis" era o nome científico para o camapu, planta amazônica encontrada no Pará e tratada como mato, mas parte da memória afetiva de muitas pessoas.

A descoberta pessoal aumentou o seu interesse por insumos locais que sempre estiveram a seu redor. Com forte influência da cultura gastronômica de seu pai, italiano, e sua mãe, mineira, os ingredientes locais estavam invisíveis aos seus olhos. O curso de gastronomia na Itália ajudou Fabio a perceber e valorizar a cultura e a riqueza da matéria-prima amazônica. Em 2004, começa a trabalhar com o camapu, com a fava da baunilha e com a fava tonka, produzida pela planta Dipteryx odorata (conhecida também como “cumaru” ou “kumaru”). A fava tonka é usada como componente em diversos produtos, tais como sabões e perfumes, mas comedido uso culinário na região[4].

Sabendo que Medicilândia é o município paraense que mais produz cacau no Brasil[5], parte para uma viagem de pesquisa afim de compreender a ancestralidade do cacau regional, que tem como berço a Amazônia[6]. Durante subsequentes visitas aos municípios produtores de cacau pela transamazônica, fez contato com produtores locais, buscando traduzir suas vivências em harmonizações do cacau paraense com outros ingredientes locais, formando combinações únicas. Similarmente à sua experiência com o camapu, suas viagens e experiências ampliaram sua visão, pois os ribeirinhos do rio Guamá, que circula Belém, também são produtores de cacau e de outros insumos, o que aproxima ainda mais o chef dos pequenos produtores paraenses.

Na época, a verticalização do cacau se mostrava muito incipiente e vulnerável à voracidade do modelo empreendedor da região, e por isso os empresários, insensíveis às possibilidades da matéria-prima local, não conseguiam valorizar as belezas e sabores dos ingredientes da Amazônia. Para Fabio, isso acabou se desenhando, além de permanente objeto de estudo, um nicho de mercado.[7] Apaixonado pelo chocolate, ele transforma sua cozinha em um verdadeiro laboratório e começa a usar o cacau como expressão criativa. Ainda em 2004, nasce a precursora da Gaudens, a Amazônia Cacau, que atualmente é um complexo industrial pertencente a outro grupo empresarial[8].

Em 2012, ainda na cozinha do restaurante Famiglia Sicilia, em Belém – que gerencia ao lado de sua irmã Ângela – nasce a Gaudens, com o propósito de consolidar os resultados de sua pesquisa em produtos de chocolate exclusivos. Em 2015, torna-se chocolatier pela Lenôtre de Paris.

Produtos[editar]

A Gaudens fabrica duas variedades de pasta de cacau com castanhas, a Castella[9] e a Barella. A Castella é feita com castanha-do-pará, uma famosa iguaria local e um dos principais itens de exportação da Amazônia. Quando processada junto ao cacau, forma uma pasta bem menos doce do que a Nutella, com microgrãos da castanha "necessários para manter a integridade do sabor", segundo Sicilia. Não contém aditivos ou conservantes (nem outros óleos vegetais que barateiam a receita) e possui durabilidade de 90 dias. Similarmente, a Barella é feita com a castanha do Baru, um tipo de amêndoa bastante comum em regiões como Goiás, norte de Minas Gerais, Mato Grosso e parte do Maranhão[10]. O processamento com o cacau, além de criar uma combinação de sabores única, também tem propriedades benéficas ao organismo como a redução do colesterol[11].

Além das pastas de cacau, a Gaudens produz o Brownettone, uma receita secreta de brownie em formato de panetone, primeiro sucesso da empresa, produzido com chocolate feito de amêndoas de cacau fino; e a Cripioca, um chocolate crispy que, no lugar dos tradicionais flocos de arroz, utiliza flocos de farinha de tapioca misturado ao chocolate de diversos teores de cacau, com ingredientes da região[12].

A marca ainda produz diversos sabores do chocolate em formato de barras, balas, pastilhas, gelato e chá, entre eles algumas notáveis misturas chamadas de Superfrutas, como a de cupuaçu com chocolate branco, que reproduz a sensação de uma sobremesa regional muito apreciada, o creme de cupuaçu; e a de cacau com açaí, que, além de saborosa, é saudável, energética e contém baixo teor de açúcar orgânico, o que compõe bem nas dietas antioxidantes e de atletas[13].

Referências

  1. «Pará reforça sua posição na grife de chocolates gourmet com ingredientes regionais e estímulo ao prazer sensorial». Terra. Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  2. «Chocolate paraense cresce no mercado nacional». Toda On. 21 de abril de 2019. Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  3. «Nova Nutella brasileira, menos doce, é feita com castanha-do-pará e cacau da Amazônia - 24/09/2016 - sãopaulo - Folha de S.Paulo». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  4. «A deliciosa e requintada semente que cresce no norte do Brasil e pode ser fatal» (em English). 12 de agosto de 2017 
  5. «No interior do Pará, produtividade recorde para o cacau - Economia». Estadão. Consultado em 24 de dezembro de 2019 
  6. EFE, Da (17 de setembro de 2013). «Pesquisa diz que cacau é originário da Amazônia, não da América Central». Natureza. Consultado em 24 de dezembro de 2019 
  7. «Liderança na produção brasileira de cacau 'volta para casa' no Pará com a união de agricultores». G1. Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  8. «Empreendedor cria Nutella brasileira com castanha-do-pará». Pequenas Empresas Grandes Negócios. Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  9. «Nova Nutella brasileira, menos doce, é feita com castanha-do-pará e cacau da Amazônia - 24/09/2016 - sãopaulo - Folha de S.Paulo». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  10. «Castanha de baru: sua aliada na redução do colesterol». Saúde é Vital. Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  11. «Castanha de baru: sua aliada na redução do colesterol». Saúde é Vital. Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  12. «Pará reforça sua posição na grife de chocolates gourmet com ingredientes regionais e estímulo ao prazer sensorial». Terra. Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  13. «Superfrutas da Amazônia conquistam adeptos da vida saudável». Terra. Consultado em 23 de dezembro de 2019 

Ligações externas[editar]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Gaudens

Site Gaudens https://www.gaudens.com/

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

  • Portal do Brasil
  • Portal Empresas



Outros artigos dos temas Brasil E EmpresasUnopix, Abante Corporation, GBM Film Production, Grupo Tribuna, GG Produções

Outros artigos do tema Brasil : Luiz Inácio Lula da Silva, Coro de Câmara de Vitória, Confederação Brasileira de Tiro Esportivo, Almir Ribeiro Tavares, Fator X (revista), TV Noroeste, Pará

Outros artigos do tema Empresas : Pierrot (estúdio), Twitter, Air Burkina, Grupo Feitosa de Comunicação, Telefônica de Feira de Santana, Unopix, Companhia Telefônica de Governador Valadares


Este artigo "Gaudens" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Gaudens.