Idi Amin (gorila)

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki


Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada.


Idi Amin foi um gorila-da-planície-ocidental (Gorilla gorilla gorilla) que viveu no Jardim Zoológico de Belo Horizonte de 1975 até a sua morte em 7 de março de 2012. chegou ao zoo da capital mineira com cerca de dois anos de idade, juntamente com uma fêmea de sua espécie apelidada de "Dada", ambos provenientes do Parc zoologique du Cap Ferrat, na França.

Foi um dos residentes mais conhecidos do zoológico, tendo sido visto por milhões de visitantes durante seus quase quarenta anos de vida. Por muitos anos, Idi foi o único gorila a habitar a América do Sul, e o único macho de sua espécie em toda a América Latina.

Idi brincando com um pneu, eu seu antigo recinto no Jardim Zoológico de Belo Horizonte.

Companhias[editar]

No ano de 1977, "Dada" veio a falecer, fazendo com que a instituição buscasse uma outra companheira para Idi. Desta maneira, no ano de 1985, uma fêmea denominada "Cleópatra" foi trazida do Parque Zoológico de São Paulo. Após 14 dias de sua chegada, a fêmea veio a falecer devido a uma diarreia. Idi só veio a ter contato com outros indivíduos de sua espécie cerca de 27 anos depois, com a chegada das fêmeas "Imbi" e "Kifta" no ano de 2011, que foram trazidas do Howletts animal park com o objetivo de formar um grupo reprodutor no zoo da capital mineira.

Idi e sua companheira Dada, que chegou junto a ele em 1975 ao Jardim Zoológico de Belo Horizonte.
Gorila Idi Amin em seu recinto no ano de 1987, antes das reformas.

Acomodações no zoo[editar]

No início dos anos 2000, a equipe do Jardim zoológico de Belo Horizonte projetou e realizou uma grande reforma no recinto de Idi, adicionando vegetação densa, fontes de água, cavernas e rochas artificiais, além da alteração do relevo, de maneira a tornar seu ambiente o mais similar possível ao habitat natural de sua espécie. Foram também adicionados painéis de vidro em um túnel de visualização para os visitantes.

Idi em seu recinto após reforma, no início dos anos 2000.
Painéis de vidro para visualização do recinto.
Visão geral do novo recinto.

O único de sua espécie[editar]

Idi foi o único indivíduo de gorila mantido sob cuidados humanos na América do Sul desde a morte do gorila "Virgulino", residente do Parque zoológico de São Paulo, em 2005, até a chegada das fêmeas "Imbi" e "Kifta" em 2011.

Morte[editar]

Em 7 de março de 2012, Idi, com idade estimada de 39 anos, morreu após ser anestesiado, segundo informações do laudo da necropsia do animal, divulgado pela Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais, no site da Prefeitura de BH. A morte do animal foi provocada por insuficiência renal crônica, associada a poliartrite crônica ativa-bacteriana.

Legado[editar]

Meses após a morte de Idi, o Jardim Zoológico de Belo Horizonte perdeu também a fêmea "Kifta", restando apenas "Imbi" no recinto. Em meados de 2013, a instituição recebeu, provenientes do programa de espécies ameaçadas da Associação Europeia de Zoológicos e Aquários, o macho "Leon" e a fêmea "Lou lou", ambos da mesma espécie (Gorilla gorilla gorilla). Para a alegria da instituição e dos frequentadores do Jardim zoológico, nasceu, em agosto de 2014, o primeiro filhote de gorila na América do Sul, filho do macho "Leon" e da fêmea "Lou lou". Por votação popular, o filhote do sexo masculino recebeu o nome de "Sawidi", que significa "é amado, é querido, é desejado" no idioma Tupi Guarani. Desde então, os gorilas residentes no zoo já reproduziram com sucesso por mais três vezes, formando um grupo que atualmente conta com sete indivíduos. O Jardim Zoológico de Belo Horizonte é atualmente a única instituição na América do Sul que mantém qualquer espécie de gorila.


[1]

[1]

[2]

[3]

[4]


Este artigo "Idi Amin (gorila)" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Idi Amin (gorila).

  1. «Caçula da família de gorilas do zoológico de BH, Anaya completa um ano longe dos visitantes». G1. Consultado em 17 de junho de 2021 
  2. MG, Do G1 (1 de novembro de 2014). «Sawidi é o nome do gorilinha macho nascido no Zoológico de BH». Minas Gerais. Consultado em 17 de junho de 2021 
  3. TEMPO, O. (27 de abril de 2013). «Morre o gorila Idi Amin, principal atração do zoológico de BH». Cidades. Consultado em 17 de junho de 2021 
  4. Minas, Estado de; Minas, Estado de (11 de dezembro de 2012). «Laudo de morte do gorila Idi Amim é divulgado». Estado de Minas. Consultado em 17 de junho de 2021