Ingrid Soto

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki


Ingrid Soto
Informação geral
Nome completo Ingrid Carolina Soto Escobar Ribeiro
Nascimento 2 de março de 2002 (20 anos)
Local de nascimento São Paulo, São Paulo
 Brasil
Gênero(s) Alternativa/Independente, Indie Pop, R&B, Folk, Soul
Ocupação(ões) cantora, compositora, produtor musical, ativista.
Instrumento(s) vocal, guitarra acústica, cajón, guitarra elétrica
Extensão vocal Meio-soprano

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Ingrid Soto, nome artístico de Ingrid Carolina Soto Escobar Ribeiro, (São Paulo, 2 de março de 2002) brasileira e chilena, é cantora, compositora, produtora musical (em gêneros musicais como: alternativa/independente, indie pop, folk e R&B), poeta, palestrante, ativista e pacifista independente.

Atualmente estudante de filosofia, iniciou a usar a escrita e a música como ferramenta de comunicação desde criança, apoiada pelo ator e contador de histórias, João Acaiabe, ao ver suas poesias.

"Em Agosto de 2011, Ingrid participou do “Viagem Literária”, um projeto do Governo do Estado em parceria com a Prefeitura de Valinhos, onde leu o poema “Temos que Tocar o Coração”, que na verdade é uma de suas músicas."[1]

Ao enviar suas composições para a Organização das Nações Unidas no Brasil foi reconhecida pela organização em 2012[2] assim, sua música "Paz e União" que foi publicada no site da instituição, resultou no reconhecimento da ex-presidente da República, Dilma Rousseff, a respeito de seu trabalho.[3] A artista realiza apresentações musicais e palestras sobre temas que envolvem questões de arte, ativismo, trabalho voluntário, migração e refugiados, direitos humanos, direitos das meninas e de crianças, empoderamento juvenil e questões sobre gênero.

Carreira artística e social[editar]

Homenageada pelo "Centro de Estudos Políticos Presidente Salvador Allende", em São Paulo, como destaque em 2011 aos nove anos na comunidade chilena,[Documentos 1] Ingrid publicou sua primeira canção "Mire Su Corazón" em abril de 2012 mas com, "Paz & União", recebeu atenção. No mesmo ano, participou na Cúpula dos Povos (Rio+20)[Documentos 1] e realizou performances de suas canções autorais, juntamente à orquestra da Fundação Green Collar Taiwan. Com suas canções "Paz & União" e "A Esperança", alcançou o classificação de melhores 20 artistas pacifistas do projeto Master Peace Global.[4]

Por meio de sua ação social, aos onze anos, Ingrid incluiu a cidade de Valinhos, localizada no interior de São Paulo, na campanha “Hora do Planeta”,[5] um projeto contra o aquecimento global criado pela organização não governamental, WWF. No mesmo ano, a artista foi escolhida para compartilhar e divulgar a campanha global “My World 2015”[Documentos 2] com o objetivo de, incentivar as pessoas a escolherem metas e prioridades em relação ao mundo. Soto levou a pesquisa para o evento de promoção da cultura e da esfera digital, "Conexões Globais", na qual, os resultados obtidos, foram usados no planejamento da agenda pós-2015, definindo a Agenda 2030 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Em 2013, com o apoio de seu trabalho musical, criou a campanha anual de brinquedos e livros “Tire seu brinquedo da prateleira faça uma criança feliz” em apoio à crianças migrantes, refugiadas e em situação de risco acolhidas em São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul com apoio da ONU Brasil[6] e o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR).[7] O projeto independente que teve origem em Valinhos na escola EMEB Cecília Meireles com suas apresentações de músicas ativistas e palestras, foi divulgada nas redes virtuais e se expandiu para escolas, universidades e empresas, alcançando outros estados do Brasil. Mais de duas toneladas de doações foram arrecadadas, onde mais de 20 organizações, projetos independentes e albergues foram beneficiados. Segundo o portal Legislativo para crianças "Plenarinho" da Câmara dos Deputados:

"Em 2015, [Ingrid] foi a brasileira escolhida para receber a Mochila Viajante da ACNUR[8], uma campanha que tem o objetivo de reunir doações para as crianças que moram em campos de refugiados no Norte da África e para as que chegam no Brasil. Em duas semanas arrecadou mais de 10 mil brinquedos!"[9]

Participando do projeto da "A Volta ao mundo em uma Mochila", Soto arrecadou doações na região de Campinas em São Paulo que foram encaminhados para refugiados em outros lugares no Brasil como em São Paulo.[10]

Escolhida como "especialista" no direito das mulheres e meninas pela ONU Mulheres em um debate online Pequim+20 com o tema "As Meninas”, em comemoração do aniversário de 20 anos da 4ª Conferência Mundial sobre a Mulher [11], foi participante de edições do "Festival Mundial da Paz" e selecionada para participar da Virada Cultural de São Paulo apresentando suas canções e promovendo o ativismo[12]. Ingrid Soto foi duas vezes palestrante da plataforma de palestras TEDx, compartilhando trajetória e apresentando sua música "El Futuro, lo hacemos ahora" que trata sobre a consequência de nossas ações no presente, para o futuro no TEDx Unisinos 2015 [13]com o tema ”Quando a vontade de mudar o mundo começa cedo” e em 2016 no TEDx Dante Alighieri [14]com o tema “O futuro, nós fazemos agora”. Com sua música ativista e ações sociais, em 2015 também foi indicada para o prêmio "Meus Prêmios Nick" na categoria "Together for Good". No mesmo ano, a artista escreveu a introdução do livro "Uma janela para os pais: trazendo luz à educação das crianças de agora", livro da escritora e terapeuta transpessoal, Ingrid Cañete.[Documentos 3] Em 2016, foi nomeada Hero-HiTech do projeto RErights . RErights.org é um projeto de comunidade online que trata sobre direitos das crianças na era digital. A comunidade foi criada por pesquisadores da Universidade de Western Sydney, localizado na Austrália e membros do Cooperative Research Centre (CRC), que trabalharam em parceria com a organização "Voices Of Youth" e outras.

No dia sete de julho de 2021, Ingrid Soto lançou nas plataformas digitais o primeiro single produzido por ela chamado: “El Espectáculo” [15]do gênero alternativo/independente, que contém elementos acústicos e descreve a história de uma personagem inserida em um espaço de falsidades e reclusão controlado por uma autoridade. Em setembro do mesmo ano, publicou outro single, "Viento y Mar" dos gêneros R&B e Pop Alternativo, na qual expressa suas experiências de vida na qual esse lançamento, substituiu a publicação de outra obra que estava planejada.[16]

Premiações[editar]

Meus prêmios Nick 2015 - Categoria: Melhoradores - Vamos juntos melhorar o mundo[editar]

Indicado Resultado
Bárbara Amorim Venceu
Ingrid Soto Indicado
Júlia Ferreira Indicado
Yasmin Pereira Indicado

Referências[editar]

  1. «Scupenaro apresenta Voto de Congratulações à cantora e compositora Ingrid». www.camaravalinhos.sp.gov.br. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  2. Rio, UNIC (21 de maio de 2012). «'Ativista pacifista' de 10 anos quer ajudar ONU em causas humanitárias e desenvolvimento sustentável». Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio de Janeiro). Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  3. Fernando PacíficoDo G1 Campinas e Região (12 de outubro de 2013). «Menina sonha com ONU e arrecada brinquedos para crianças refugiadas». Campinas e Região. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  4. «Revista Ação Sustentável 2ª edição». Julho, 2015 
  5. «WWF, Garota de 11 anos pede e cidade adere à Hora do Planeta». 22 março 2013 
  6. Região, Do G1 Campinas e (29 de setembro de 2015). «Com apoio da ONU, jovem arrecada brinquedos para refugiados na região». Campinas e Região. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  7. Fernando PacíficoDo G1 Campinas e Região (12 de outubro de 2013). «Menina sonha com ONU e arrecada brinquedos para crianças refugiadas». Campinas e Região. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  8. Marchezi, Fabiana. «Com apoio da ONU, garota de Valinhos (SP) arrecada brinquedos para refugiados» 
  9. Castro, por Julia (23 de janeiro de 2017). «Ingrid Soto preocupa-se com refugiados». O Legislativo para crianças - Câmara dos Deputados. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  10. «Menina de 13 anos enche caminhão de brinquedos para doar a refugiados». Fantástico. 11 de outubro de 2015. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  11. VibeThemes. «Hangouts Pequim+20: ONU Mulheres faz, em 28 de agosto, debate online "As Meninas" – ONU Mulheres». Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  12. «Ingrid Soto contará suas experiências na ONU». Jornal Mais Expressão - Indaiatuba. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  13. «"A gente só precisa fazer, ser inspiração"». GZH. 2 de novembro de 2015. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  14. «TEDxDanteAlighieriSchool | TED». www.ted.com. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  15. «ATIVISTA DE VALINHOS INGRID SOTO LANÇA NOVA MÚSICA "EL ESPECTÁCULO"». Jornal de Valinhos. 20 de agosto de 2021. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  16. «CANTORA DE VALINHOS LANÇA MÚSICA "VIENTO Y MAR"». Jornal Terceira Visão. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 

Documentos[editar]


Este artigo "Ingrid Soto" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Ingrid Soto.