Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Isabella Bretz

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Isabella Bretz
Isabella Bretz (2020), por Jackson Abacatu
Informação geral
Nascimento 14 de Junho de 1989
Local de nascimento Belo Horizonte
Brasil
Ocupação(ões) cantora, compositora, produtora cultural, analista internacional
Período em atividade 2012 - atual
Página oficial isabellabretz.com

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Isabella Bretz (Belo Horizonte, 14 de junho de 1989) é uma cantora, compositora, produtora cultural e analista internacional brasileira. Iniciou sua carreira artística em 2012 com o lançamento do álbum Saudade. A partir daí tem se dedicado a projetos artísticos multidisciplinares, principalmente relacionando sua área de formação (Relações Internacionais) à arte.

Carreira[editar]

Em 2012 Isabella preparava-se para um mestrado quando decidiu gravar as músicas que havia composto até então. O processo, que foi planejado para ser mais simples, acabou ganhando novos direcionamentos. Isabella envolveu-se mais do que o esperado com esse trabalho e decidiu, então, seguir carreira musical. O disco Saudade (produzido por Fernando Braga), trouxe 11 composições em inglês e uma em português.

Em 2014 passou uma temporada em Portugal[1][2], que ocasionou a mudança da artista para este país. Conheceu o diretor da Rádio Voz dos Açores (Angra do Heroísmo, Ilha Terceira), Ildeberto Rocha, que a convidou neste mesmo ano para apresentar um programa. Nascia, assim, o Bella Hora, que traz temas de variedades a cada semana.  

Sonora - Festival Internacional de Compositoras[editar]

O ano de 2016 foi marcado pelo surgimento do Festival Internacional de Compositoras (SONORA) teve origem na hashtag #mulherescriando[3][4], que foi uma iniciativa da musicista Deh Mussulini[5] para romper o imaginário de que existem poucas compositoras, ou seja, mulheres que criam sua arte sonora.

Com grande repercussão, algumas compositoras espalhadas pelo Brasil conversaram sobre a ideia de fazer um festival, denominado, então, Sonora: Deh Mussulini, Flávia Ellen, Amorina e Bia Nogueira (Belo Horizonte), Ana Luisa Barral (Salvador), LaBaq (São Paulo), Ilessi (Rio de Janeiro) e Isabella Bretz (BH, Lisboa e Dublin).

Isabella foi responsável pela internacionalização do evento, levando-o para Portugal[6][7] e Irlanda. Em seguida, Buenos Aires[8] (Kika Simone, Paula Oliveira e Vika Mora) e Barcelona (Mô Maiê) entraram na rede. Elas foram fundamentais para a consolidação do festival como internacional, já em seu primeiro ano. A partir daí, outras mulheres foram entrando e agregando ideias e iniciativas. Hoje, trata-se de uma grande rede espalhada pelo mundo[9][10][11][12][13][14].

O Sonora funciona através de uma rede de produtoras locais que estão situadas em cada cidade onde os eventos acontecem e são conectadas e organizadas por uma Coordenação Geral, composta por uma equipe multidisciplinar de mulheres no Brasil e no mundo. Isabella faz parte dessa coordenação desde 2017, quando foi criada. Também fazem parte do grupo Deh Mussulini (idealizadora do festival), Bia Nogueira, Joana Knobbe, Thalita Facciolo e Ivanna Tolotti. A rede obteve, em seu pico de envolvimento, a participação de 74 cidades em 16 países.

Canções Para Abreviar Distâncias[editar]

Em 2017 Isabella lançou “Canções Para Abreviar Distâncias: uma viagem pela Língua Portuguesa”[15][16], disco no qual palavras de escritores da lusofonia, todos vivos, foram transformadas em sons: Adélia Prado (Brasil), José Luís Peixoto (Portugal), Mia Couto (Moçambique), Conceição Lima[17] (São Tomé e Príncipe), Vera Duarte[18] (Cabo Verde), Odete Semedo (Guiné-Bissau) Ana Paula Tavares (Angola) e Crisódio T. Araújo (Timor-Leste). O trabalho foi produzido em parceria com Rodrigo Lana (que também realizou as gravações, mix e master) e coproduzido por Matheus Félix. As ações musicais, que chegaram a importantes eventos nacionais e internacionais, logo transbordaram para oficinas, saraus e rodas de conversa.

Reconhecendo a importância do projeto, a organização internacional CPLP - Comunidade dos Países de Língua Portuguesa concedeu apoio institucional ao mesmo[19], em carta assinada por sua diretora, afirmando: “Registro com grande satisfação a realização deste projeto que homenageia a Língua Portuguesa e promove sua visibilidade interna e externa da nossa comunidade. Enaltecendo essa iniciativa, muito me apraz conceder o apoio de caráter institucional à mesma, pelo mérito que se lhe reconhece”. Além da CPLP, outros apoios foram recebidos formalmente, como do Instituto Camões[20], Comissão Nacional da UNESCO (Portugal), União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA)[21], Museu Virtual da Lusofonia[22] e outros.

O projeto foi levado a Portugal[23] (continente e Açores[24]), Cabo Verde[25], Islândia[26], Timor-Leste[27] e Brasil[28]. Seu objetivo é diminuir as distâncias entre os povos lusófonos, promovendo o reconhecimento mútuo, o tratamento de temas delicados, além de levar um pouco de casa para quem está longe e difundir internacionalmente a Língua Portuguesa.

Em 2020, Isabella Bretz e Rodrigo Lana lançaram o single “De onde vem a canção”, música de Lenine regravada por eles. A obra foi dedicada aos profissionais da cultura durante a pandemia de COVID-19.

Discografia[editar]

  • 2012 - Saudade
  • 2017 - Canções Para Abreviar Distâncias
  • 2019 - Novas Distâncias: Reykjavík[29] (EP)
  • 2020 - De onde vem a canção (single)

Participações[editar]

  • Balada dos Casais, Thelmo Lins - Isabella musicou o poema Silêncio Amoroso, do escritor Affonso Romano. O arranjo foi feito pela banda Trivial e a interpretação foi de Thelmo Lins
  • V - Cartoon - participação na faixa Generation Y

Audiovisual[editar]

Isabella se envolve em diferentes projetos no audiovisual. No “Pequenezas”, ao lado do cineasta, animador, artista plástico e músico Jackson Abacatu] e do pianista, produtor e engenheiro de áudio Rodrigo Lana, lançou vários curtas-metragens. Com nomes como “Fiapo de infinito”,  “Centelha de Jornada” e “Pingo de Respiro”, as obras vinculam elementos imagéticos e sonoros, que se complementam em estética e mensagem. Há animações feitas com diferentes técnicas e cenas filmadas em variados lugares. As composições são cantadas e instrumentais. Os curtas-metragens têm até 1 minuto e 30 segundos de duração. As obras já estiveram presentes em vários festivais nacionais e internacionais:

Ano Festival País Obra Resultado
2017 Curta na UERJ Brasil Fatia de Mutação Finalista
2018 5 Festival brasileiro de Nanometragem[30] Brasil Fatia de Mutação Selecionado
2018 III Cine Paraíso[31] Brasil Fatia de Mutação Selecionado
2018 One Minute Festival[32] Irlanda Fatia de Mutação Finalista
2019 6 Festival Brasileiro de Nanometragem[33] Brasil Centelha de Jornada Selecionado
2019 IV Festival Internacional de Cineminutos de Córdoba[34] Argentina Fatia de Mutação Selecionado
2019 M Film Festival[35] Portugal Fatia de Mutação Selecionado
2019 27º Festival Internacional de Animação do Brasil - ANIMA MUNDI Brasil Pingo de Respiro Selecionado
2019 Mostra Mosca Brasil Pingo de Respiro Selecionado
2019 Mostra MUMIA[36] Brasil Pingo de Respiro Selecionado
2019 FIBABC - Festival Iberamericano de Cortometrajes[37] Espanha Pingo de Respiro Finalista
2019 Bang Awards[38] Portugal Pingo de Respiro Selecionado


Videoclipes e outras obras em vídeo[editar]

Ano Título Direção Observações
2012 Saudade Carlos Queiroz
2013 Light as Feathers Carlos Queiroz
2013 Simples Isabella Bretz
2014 Conversation Carlos Queiroz
2016 The River and The Fear Eduardo Sanna
2017 Canções Para Abreviar Distâncias Isabella Bretz
2017 Quebra-cabeça Isabella Bretz Videorelease - Rodrigo Lana
2019 Transitório Isabella Bretz
2020 De onde vem a canção Isabella Bretz
2020 Oferenda Isabella Bretz Rodrigo Lana

Livros[editar]

Isabella tem algumas participações em antologias poéticas, como “Cem poemas, sem mil sonhos” (selo editorial Starling), Conexões Atlânticas (In-finita) e outras.

Lançou em 2019, em parceria com Rodrigo Lana, o livro “Conhecimentos de Áudio para Cantores”[39], que objetiva apresentar o universo do áudio para esses profissionais com linguagem simples, desenvolvendo suas carreiras. O projeto deu origem ao compartilhamento gratuito sobre o tema nas redes sociais, a oficinas e masterclasses.

Referências

  1. Informação, Sul (19 de junho de 2014). «Regula, D.A.M.A e DJs Karetus atuam no Festival Atlântico de Sines» 
  2. «Festival Flower Power traz lendários Fischer-Z de regresso a Portugal» 
  3. «Mulheres Criando - Vozes no deserto: Quebrando o silêncio da composição feminina». 1 de fevereiro de 2017 
  4. LeiaJá. «Sonora: Olinda recebe Festival de Compositoras» 
  5. «Conheça o festival SONORA - Ciclo Internacional de Compositoras». 14 de dezembro de 2016 
  6. «Sonora - Festival Internacional de Compositoras | Lisboa». Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres 
  7. «Sonora - Festival Internacional de Compositoras | Lisboa - Viral Agenda» 
  8. «Sonora: Festival Internacional De Compositoras» 
  9. «Sonora, female songwriters' festival comes to Essaouira» (em English). 21 de junho de 2018 
  10. «Sonora Festival São Carlos tem edital para inscrição de bandas, musicistas e compositoras» 
  11. Pernambuco, Diario de; Pernambuco, Diario de (25 de outubro de 2019). «Festival Sonora aporta em Olinda incentivando as mulheres na musica» 
  12. Rondonoticias.com.br. «Porto Velho sediará o Sonora Festival internacional de mulheres compositoras» 
  13. «SONORA Festival Austin» (em English) 
  14. «SONORA: EL FESTIVAL DE COMPOSITORAS QUE RECORRE EL MUNDO LLEGA A CHILE». Via Sinapsis 
  15. Welle (www.dw.com), Deutsche. «Música para "abreviar distâncias" entre os países lusófonos | DW | 03.01.2018» 
  16. «BRASILEIRA GRAVA CD COM OITO POEMAS DE PAÍSES DIFERENTES DA LÍNGUA PORTUGUESA». Instituto Internacional da Língua Portuguesa 
  17. Somos (18 de dezembro de 2018). «Poema da escritora são-tomense, São Lima, já em canção no continente americano» 
  18. SAPO. «Morabeza-Festa do Livro: Vera Duarte acredita que o evento será um "grande momento" de troca cultural e literária» 
  19. «CPLP apoia disco "Canções Para Abreviar Distâncias: uma viagem pela língua portuguesa"» 
  20. «Música e poesia marcam a celebração do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da CPLP em Timor-Leste». Instituto Camões 
  21. Macedo, Isabel. «Canções para abreviar distâncias» 
  22. Macedo, Isabel. «Canções para abreviar distâncias» 
  23. Portugal, Rádio e Televisão de. «Dário Pequeno Paraíso - Rumos - Magazines - RTP» 
  24. © Via Ocêanica 2012 (www.viaoceanica.com). «ARG ACOLHE LANÇAMETO DO ÁLBUM "CANÇÕES PARA ABREVIAR DISTÂNCIAS: UMA VIAGEM PELA LÍNGUA PORTUGUESA" - Notícias - Jornal da Praia» 
  25. «Primeira Festa do Livro Morabeza reúne 40 autores na Cidade da Praia em outubro - DN» 
  26. Santos, Joseane (14 de novembro de 2018). «A Cantora Isabella Bretz e o Pianista Rodrigo Lana Lançam EP "Novas Distâncias: Reykjavík"» 
  27. «Sarau de Encerramento das Celebrações do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da CPLP» (em English) 
  28. «Candeia: atrações pra todo mundo». 30 de setembro de 2019 
  29. Artistas mineiros se inspiram na Islândia em projeto | Jornal da Cidade BH, 2 de janeiro de 2019, consultado em 2 de maio de 2020 
  30. «Confira a lista de filmes selecionados para o 5 Festival Brasileiro de Nanometragem - Incubadora de Artistas» 
  31. «Seleção de filmes 2018». Cine Paraíso 
  32. «30 films selected for the One Minute Film Festival!». Galway Film Centre 
  33. «Confira a lista de selecionados no 6º Festival Brasileiro de Nanometragem». Incubadora de Artistas 
  34. «COMPETENCIA PROFESIONAL - CINEMINUTO CÓRDOBA 2019». Cineminutos 
  35. Palmeira, Leça da (30 de maio de 2019). «Vai começar o M Film - Festival Internacional de Cinema de Matosinhos» 
  36. «M U M I A» 
  37. «Finalistas – fibabc» (em español) 
  38. «BANG Awards Festival - Pingo de respiro» 
  39. Felix, Geraldo (12 de setembro de 2019). «Artistas lançam livro que promete desvendar o universo do áudio para cantores e profissionais da voz» 


Este artigo "Isabella Bretz" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Isabella Bretz.