Welcome to EverybodyWiki ! Nuvola apps kgpg.png Sign in or create an account to improve, watchlist or create an article like a company page or a bio (yours ?)...

José Luiz Fiorin

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


José Luiz Fiorin
Nascimento 20 de fevereiro de 1942 (77 anos)
Birigui
Nacionalidade Brasil
Ocupação professor e linguista

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

José Luiz Fiorin (Birigui, 20 de fevereiro de 1942) é um brasileiro professor, escritor, linguista pesquisador, considerado uma das referência em pragmática, semiótica e análise do discurso,[1][2][3] e um dos linguistas que mais produz conteúdo na atualidade.[4] Leciona no Departamento de Linguística da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.[5]

É um linguista dedicado aos seguintes temas: enunciação,[5] estratégias discursivas, constituição do sentido do discurso e do texto, produção dos discursos sociais verbais.[4]

A obra "Elementos de análise do discurso" é considerada o “manual de manuais”, devido diversas peculiaridades: primeiro manual de semiótica para um público não somente universitário; não se limita no ensino da semiótica, abrange a semântica discursivas lato sensu dentro da teoria do discurso; o nível narrativo é apresentado a serviço do nível discursivo; rejeita as ideias elitistas e superficiais de antologia e enfeite retórico no ensino da língua e literatura; exemplificação é erudita e popular; caráter modelar e prototípico.[6]

Fiorin é considerado também um dos maiores especialistas de seu país em análise do discurso, pragmática e semiótica, com centenas de publicações nessas áreas.[7][8]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Fiorin é natural de Birigu (São Paulo). É graduado em Letras pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Penápolis (São Paulo, 1970),[3][9] em seguida lecionou em Penápolis, Piacatu, Birigui, Roteiro (ensinou português a imigrantes japoneses), Guaraçaí e São Paulo.[6]

Após ser transferido, por concurso, para São Paulo, defendeu mestrado (1980)[3] e doutorado em lingüística na Universidade de São Paulo (1983).[6][9][10] Fez pós-doutorado na Escola de Estudos Avançados em Ciências Sociais (do francês: "École de Hautes Etudes en Sciences Sociales", Paris, França - 1983-1984)[3] e na Universidade de Bucareste, (Bucareste, Romênia, 1991-1992),[10] onde neste período também lecionou português.[6] Atualmente é Professor Associado do Departamento do Departamento de Linguística da Universidade de São Paulo.[6][11]

Tem grande participação em órgãos públicos, sendo: ex-representante de Letras e Linguística da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes (1995-1999); ex-membro do Conselho Deliberativo do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq (2000-2004);[5][4][10][11][6] representante da área de Letras e Linguística da Fundação de Apoio à Pesquisa de São Paulo - FAPESP; membro do Conselho deliberativo da Associação Brasileira de Linguística - ABRALIN; membro do Conselho deliberativo do Grupos de Estudos Linguísticos de São Paulo - GEL, e;[4] membro do Conselho Deliberativo da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística - ANPPOLL.[12]

Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Teoria e Análise Lingüística, atuando principalmente nos seguintes temas: enunciação, estratégias discursivas, procedimentos de constituição do sentido do discurso e do texto, produção dos discursos sociais verbais.

Títulos Acadêmicos[editar | editar código-fonte]

  • 1980: mestre em lingüística na Universidade de São Paulo;
  • 1983: doutor em lingüística na Universidade de São Paulo;
  • 1984: doutor PhD e estágio em aperfeiçoamento científico na Escola de Estudos Avançados em Ciências Sociais, (Paris, França);
  • 1992: doutor PhD na Universidade de Bucareste, (Bucareste, Romênia)
  • 1994: livre-docência em Teoria e Análise do Texto, Universidade de São Paulo (São Paulo, Brasil);

Publicações[editar | editar código-fonte]

Além de artigos e capítulos de livros, publicou diversas obras, entre elas:[9][10][13][14]

* 2017:

** Sémiotique et histoire. NOUVEAUX ACTES SÉMIOTIQUES (EN LIGNE) , v. 120, p. 7-15.

** Itinerário intelectual de Greimas: o percurso da estrutura. ESTUDOS SEMIÓTICOS (USP) , v. 13, p. 13-18.

** Uma teoria da enunciação: Benveniste e Greimas. Gragoatá (UFF) , v. 22, p. 970-985.

** Two concepts of enunciation. SEMIOTICA (ONLINE) , v. 219, p. 257-271.

** Novos caminhos da Linguística. 1. ed. São Paulo: Contexto, v. 1. 240p.

* 2016:

** Identidade nacional e exclusão racial. Cadernos de Estudos Linguísticos (UNICAMP) , v. 58, p. 63-75.

** A propos des concepts de débrayage et d'embrayage: les rapports entre la sémiotique et la linguistique. Nouveaux Actes Sémiotiques (En Ligne) , v. 119, p. 1-16.

** As astúcias da enunciação. As categorias de pessoa, espaço e tempo. 3. ed. São Paulo: Contexto, v. 1. 318p.[5][11]

** Introdução ao pensamento de Bakhtin. 2. ed. São Paulo: Contexto, v. 1. 160p.[5]

* 2015:

** Linguística? Que é isso?. 1/1. ed. São Paulo: Contexto, v. 1. 206p.

Argumentação. 1. ed. São Paulo: Contexto, v. 1. 272p.;[15][16]

* 2014:

** Língua, modernidade e tradição. Revista Diversitas , v. 2, p. 61-95.

** Argumentation and discourse. Bakhtiniana: Revista de Estudos do Discurso , v. 9, p. 54-74.

** Língua e História em Saussure. Matraga (Rio de Janeiro) , v. 21, p. 54-72.

** Introdução à Lingüística II. Princípios de análise. 5/2. ed. São Paulo: Contexto. v. 1. 264p .

** Figuras de retórica. 1. ed. São Paulo: Contexto. v. 1. 206p .

** Elementos de análise do discurso. 15. ed. São Paulo: Contexto/EDUSP. v. 1. 94p .

* 2013:

** Língua, identidades e fronteiras. Revista Diversitas , v. 1, p. 147-164.

** Saussure: a invenção da Linguística. 1. ed. São Paulo: Contexto, 2013. v. 1. 174p .

* 2012:

** Introdução à Lingüística I. Objetos teóricos. 6/2. ed. São Paulo: Contexto, v. 1. 226p .

** Em busca do sentido: estudos discursivos. 2. ed. São Paulo: Contexto, v. 1. 192p.[5][11]

* 2011:

** Semiótica e História. Cadernos de Letras da UFF , v. 42, p. 15-34.

** Linguagem: atividade constitutiva: teoria e poesia. 1. ed. São Paulo: Parábola. v. 1. 184p .

* 2010:

** Le modèle explicatif de l'autodescription de la culture brésilienne. TEXTURES , v. 21, p. 239-248.

** L'acord sur l'orthographe: une question de politique linguistique. Synergies Brésil , v. 2010/1, p. 59-68.

** Língua Portuguesa, identidade nacional e lusofonia. Confluência (Rio de Janeiro) , v. 33/34, p. 53-67.

* 2009:

** Língua, discurso e política. Alea. Estudos Neolatinos , v. 11, p. 148-165, 2009.

** O acordo ortográfico: uma questão de política lingüística. Veredas (UFJF. Online) , v. 24, p. 07-19, 2009.

** A construção da identidade nacional brasileira. Bakhtiniana: Revista de Estudos do Discurso , v. 1, p. 115-126, 2009.

* 2008:

** A internet vai acabar com a língua portuguesa?. Texto Livre , v. 1, p. 1-8.

** A linguagem politicamente correta. Linguasagem (São Paulo) , v. 1, p. 1-4.

** Linguagem e interdisciplinaridade. Alea. Estudos Neolatinos , v. 10, p. 29-53.

** O acordo ortográfico: uma questão de política linguística. Linguasagem (São Paulo) , v. 4, p. 13.

** Semiótica e paixão. Eutomia (Recife) , v. 2, p. 58-67.

** A crise da representação e o contrato de veridicção no romance. Revista do GEL (Araraquara) , v. 5, p. 197-218.

** África no Brasil;[17]

* 2007:

** Semiótica das paixões: o ressentimento. Alfa (ILCSE/UNESP) , v. 51, p. 9-22.

** Paixões, afetos, emoções, sentimentos. CASA. Cadernos de Semiótica Aplicada , v. 5, p. 1-15.

** O sujeito na semiótica narrativa e discursiva. Todas as Letras (São Paulo) , v. 9, p. 24-31.

** Semiótica e retórica. Gragoatá (UFF) , v. 23, p. 9-26.

** Internacionalização da produção científica: a publicação de trabalhos de Ciências Humanas e Sociais em periódicos internacionais. RBPG. Revista Brasileira de Pós-Graduação , v. 4, p. 263-281.

** Sujeito, ética e história. Fragmentum (UFSM) , v. 11, p. 11-37.

** Para entender o texto: leitura e redação. 22. ed. São Paulo: Ática, 2007. v. 1. 432p .

* 2006:

** FIORIN, J. L. ; ROSSINI, R. E. ; GUIMARÃES, E. J. ; LOBATO, L. . Análise da área de Lingüística, Letras e Artes. ** ComCiência (UNICAMP) , v. 26, p. 51-65.

** Enunciação e Semiótica. Letras (Santa Maria) , v. 33, p. 69-97.

** A criação dos cursos de Letras no Brasil e as primeiras orientações da pesquisa lingüística universitária. Línguas & Letras (UNIOESTE) , v. 7, p. 11-25.

* 2005: Relaciones entre sistemas en el interior de la semiosfera. Entretextos (Granada) , Granada, v. 6, p. 1-35.

* 2004:

** O ensino da produção textual: a questão da coerência. Práxis (Rolim de Moura) , Cacoal - RO, v. 4, p. 75-92.

** Lingüística e pedagogia da leitura. Scripta (PUCMG) , Belo Horizonte, v. 7, n.14, p. 107-117.

** O pathos do enunciatário. Alfa (ILCSE/UNESP) , São Paulo, v. 48, n.2, p. 69-78.

** O contrato de veridicção no romance. Perfiles Semióticos , Mérida, v. 1, p. 137-152.

** Semiótica e comunicação. Galáxia (PUCSP) , São Paulo, v. 8, p. 13-30.

** Gramática e interpretação de textos. 1. ed. São Paulo: Anglo, 2004. v. 1. 248p .

* 2003:

** O projeto hjelmsleviano e a semiótica francesa. Galáxia (PUCSP) , São Paulo, v. 5, p. 19-52.

** Revista Alfa: um texto da cultura linguística brasileira. Alfa (ILCSE/UNESP) , São Paulo, v. 46, p. 7-14.

** Três questões sobre a relação entre expressão e conteúdo. Itinerários (UNESP) , Araraquara, v. 1, p. 77-89.

** Lições de texto: suplemento do professor. 1. ed. São Paulo: Ática, 2003. v. 1. 88p .

* 2002:

** Esboço da história do desenvolvimento da Semiótica francesa. Cadernos de Estudos Lingüísticos (UNICAMP) , Campinas, v. 42, p. 131-146.

** Política lingüística no Brasil. Gragoatá (UFF) , Niterói, v. 9, p. 221-231.

** Modalização: da língua ao discurso. Alfa (ILCSE/UNESP) , São Paulo, v. 44, p. 171-192.

* 2000:

** Considerações em torno do projeto de lei de defesa, proteção, promoção e uso do idioma apresentado à Câmara dos Deputados pelo deputado Aldo Rebelo. Boletim da Alab, Porto Alegre, v. 4, p. 62-75.

** Fruição artística e catarse. Letras, Santa Maria, v. 20, p. 11-38.

** Considerações em torno do projeto de lei de defesa, proteção, promoção e uso do idioma. ABRALIN (Curitiba) , Fortaleza, v. 25, p. 107-119.

** Letras e Lingüística no Nordeste: por que e para quê?. Revista do GELNE (UFC) , Fortaleza, v. 2, p. 12-16.

** A estilística na tradição de Língua Portuguesa e os enfoques discursivos atuais. Caplletra (Valencia) , Barcelona, v. 29, p. 37-52.

** Sociosemiotica del quotidiano. 1. ed. Turim: Testo & Imagine, 2000. v. 1. 305p .

* 1999:

** Sendas e veredas da Semiótica narrativa e discursiva. DELTA. Documentação de Estudos em Lingüística Teórica e Aplicada , São Paulo, v. 15, n.1, p. 177-207.

** Para uma história dos manuais de Português: pontos para uma reflexão. Scripta (PUCMG) , Belo Horizonte, v. 2, p. 151-161.

** Desafios e perspectivas da pesquisa em Letras e Lingüística na construção do Mercosul. ABRALIN (Curitiba) , Fortaleza, v. 24, p. 9-29.

* 1998:

** Reflexões para o estabelecimento de uma política para as Humanidades. Revista da ANPOLL , São Paulo, v. 4, p. 301-321.

** Temps: entre la langue et le discours. Linx (Nanterre) , Paris, v. esp., p. 121-148.

** A contribuição dos programas de pós-graduação em Letras e Lingüística para a melhoria dos cursos de graduação. ABRALIN (Curitiba) , Florianópolis, v. 22, p. 7-19.

* 1997:

** Teorias do discurso e ensino da leitura e da redação. Gragoatá (UFF) , Niterói, v. 2, p. 5-27.

** O gosto da gente; o gosto das coisas. Abordagem semiótica. 1. ed. São Paulo: EDUC, 1997. v. 1. 314p.

**Também é bonito! Sobre o aspecto terminativo do gosto. São Paulo: EDUC. (Tradução).

** Degustação do vinho e semiotica do gosto. São Paulo: EDUC (Tradução).

** Diário de um bebedor de cerveja. São Paulo: EDUC (Tradução).

* 1996;

** A pessoa desdobrada. Alfa. Revista de Lingüística, São Paulo, v. 5, n.39, p. 23-44.

** Lições de texto: leitura e redação. 1. ed. São Paulo: Ática, 1996. v. 1. 434p.[5]

* 1995:

** A noção de texto em Semiótica. Organon, Porto Alegre, v. 9, n.23, p. 163-173.

** Manual de Português. 1. ed. Brasília: FUNAG, 1995. v. 1. 328p .

* 1994:

** Preconceito e separatismo. Boletim da Associação Brasileira de Lingüística, Salvador, v. 15, p. 217-222.

** A Pessoa subvertida. Língua e Literatura, São Paulo, v. 21, p. 77-107.

** Dialogismo, polifonia e intertextualidade. 1. ed. São Paulo: EDUSP, 1994. v. 1.

* 1992:

** Algumas considerações sobre o medo e a vergonha. Cruzeiro Semiótico, Porto, v. 16, p. 55-63.

** La cuestión de la lectura. Puro Cuento, Buenos Aires, v. 35, p. 32-33.

* 1991:

** Fundamentos teóricos para o ensino da leitura. Letras, Santa Maria, v. 2, p. 15-26.

** Língua, discurso e interação. ABRALIN (Curitiba) , Campinas, v. 12, p. 151-157.

** Sobre a tipologia dos discursos. ABRALIN (Curitiba) , Campinas, v. 10, p. 139-145.

** Português: interpretação de texto. 1. ed. Anglo: São Paulo, 1991. v. 1. 78p .

** Índice de autores. Volumes I a XX. Anais de Seminários do GEL. 1. ed. São Paulo: USP, 1991. v. 1. 112p.

** Semiótica e filosofia da linguagem. São Paulo: Ática (Tradução).

* 1990:

** O discurso de Antônio Conselheiro sobre a República. Pro-Posições (Unicamp) , Campinas, v. 3, p. 82-88, 1990.

** Sobre a tipologia dos discuros. Significação Revista Brasileira de Lingüística, Araraquara, v. 8/9, p. 91-98, 1990.

** Tendências da análise do discurso. Cadernos de Estudos Lingüísticos (UNICAMP) , Campinas, v. 19, p. 173-179, 1990.

** Dicionários gramatical de verbos do português contemporâneo do Brasil. 1. ed. São Paulo: Editora da UNESP, 1990. v. 1. 1374p.

* 1988:

** As figuras de pensamento: estratégia do enunciador para persuadir o enunciatário. Alfa (ILCSE/UNESP) , São Paulo, v. 32, p. 53-67, 1988.

** O regime de 1964: discurso e ideologia. 1. ed. São Paulo: Atual, 1988. v. 1. 158p.[5][6]

** Linguagem e Ideologia. 1. ed. São Paulo: Ática, 1988. v. 1. 88p.[6]

* 1987:

** Linguagem e ideologia: à procura da História perdida. Linguagens Revista da Regional Sul da Associação Brasileira de Semiótica, Porto Alegre, v. 2, p. 23-38.

** Millôr e a destruição da fábula. Alfa (ILCSE/UNESP) , São Paulo, v. 30/31, p. 85-94.

** Cursos de Letras: um balanço no 10º aniversário da UNESP. Alfa (ILCSE/UNESP) , São Paulo, v. 30/31, p. 1-10.

** Semiótica da Literatura. Paris: GRSL/EHESS/CNRS, (Resenha).

** Semiótica plástica e linguagem publicitária. São Paulo: Significação. Revista Brasileira de Semiótica (Tradução/Artigo).

* 1986: Semiótica da cultura. Caderno de Textos, João Pessoa, v. 2, p. 21-29.[6]

* 1985: Semiótica em marcha. Significação Revista Brasileira de Semiótica, Araraquara, v. 5, p. 2-14, 1985.

* 1984: A inauguração da inocência. Uma estratégia do discurso do poder: a alteraçào do algoritmo narrativo. Significação Revista Brasileira de Semiótica, Araraquara, v. 4, p. 70-80, 1984.

* 1980: O discurso de Antônio Conselheiro. Religião & Sociedade , São Paulo, v. 5, p. 95-129, 1980.

Palestras[editar | editar código-fonte]

José Fiorin participou ativamente em palestras:[9]

* 2018:

** Fazer linguística é fazer política?.

** Retórica e linguística.

** A difusão do português no Brasil.

** Linguística e retórica.

* 2017:

** Para que serve um Curso de Letras?.

** O fazer político da semiótica.

** Uma teoria da enunciação: Benveniste e Greimas.

** Itinerário intelectual de Greimas: o percurso da estrutura.

** Para que serve um Curso de Letras?.

** Princípios e conceitos inovadores no ensino e apredizagem de língua portuguesa.

** Argumentação e retórica.

** O mistério e a epifania da palavra: o papel da linguagem verbal na sociedade.

** Ciências da linguagem: questões epistemológicas, éticas, sociais e políticas.

** O papel da linguagem na vida dos seres humanos.

** Enunciação, discurso e estilo.

** O percurso intelectual de Greimas: por que ele abandonou a lexicologia?.

** Identidade nacional e exclusão racial.

** Para que serve um curso de Letras?.

* 2016:

** Para que serve um Curso de Letras?.

** História e Discurso.

** Lusofonia e política linguística.

** Identidade lusófona.

** História e estrutura em Saussure.

** Problemas e desafios no ensino de Português.

** Para que serve mesmo um Curso de Letras?.

** Semissimbolismo e figuras de retórica.

** Valores e estrutura argumentativa nos campos discursivos político e religioso: a sacralização da política.

** Saussure e a linguística brasileira.

** Estrutura e História em Saussure.

** Diferentes olhares na formação docente no ensino e aprendizagem de língua materna.

** Para que serve um curso de Letras?.

** Discurso, estrutura e história.

** Problemas e desafios do ensino de Língua Portuguesa.

** Língua Portuguesa e identidade nacional.

** Identidade nacional e exclusão social.

* 2015:

** Enunciação e argumentação.

** Estrutura e História em Hjelmslev.

** Desafios e perspectivas da área de Letras na atualidade.

** Para que serve um Curso de Letras?.

** Língua e história em Saussure.

** Linguística e Retórica.

** Argumentação.

** Para que serve um Curso de Letras?.

** A carnavalização em Bakhtin.

** Enunciação e discurso: o contrato de veridicção.

** Discurso e estilo.

** Saussure ontem e hoje.

** Crises da leitura: mito e realidade.

** Ordem e transgressão na linguagem.

* 2014:

** Conhecimento e leitura no século XXI.

** Para que serve o professor?.

** Política Linguística, Multilinguismo e Liberdade.

** Por que ler Saussure ainda hoje?.

** Ensino de Língua Portugujesa e seus desafios na contemporaneidade.

** Interdisciplinaridade, muldisciplinaridade e transdisciplinaridade na Linguística.

** Para que serve mesmo um Curso de Letras?.

** Linguagerm e poder.

** O conceito de sincretismo e a questão das linguagens sincréticas.

** Semiótica e argumentação.

** Enunciação e Figuras de Retórica.

** Relações entre linguagem e história na Semiótica.

** Convenções e ousadias da linguagem.

** Desafios para que a escrita seja legível.

** Discurso, língua e poder.

** Relação entre Semiótica e História.

* 2013:

** Interdisciplinaridade e Ciência da Linguagem.

** Multidisciplinaridade e interdisciplinaridade nos estudos da linguagem.

** Multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade na formação de mestres e doutores.

** Para que serve um Curso de Letras.

** Gramática narrativa.

** Língua, modernidade e tradição.

** Estudos do discurso na Pós-graduação brasileira.

** Enunciação e heteronímia.

** Linguística, Retórica e ensino de língua materna.

** A sacralização da política.

** Para que serve o Curso de Letras?.

** A Língua Portuguesa no Brasil: identidade, poder, exclusão.

** Semiótica discursiva: bases epistemológicas e perspectivas atuais.

** Perspectivas e desafios do Curso de Letras.

** Enunciação e Retórica.

** Saussure e a semântica estrutural.

** A herança saussuriana: a semântica estrutural.

** Enunciação e figuras de retórica.

** O projeto semiólógico saussuriano.

** Problemas e princípios da Análise do Discurso.

** Multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade em Linguística.

** Problemas e desafios dos cursos de Letras.

** Para que serve um curso de Letras?.

** Semiótica e Retórica.

** Enunciação e efeitos de sentido.

** Para que servem os cursos de Letras?.

* 2012:

** Multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade na pesquisa e no ensino.

** Multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade na formação de mestres e doutores.

** Metodologia de pesquisa na área de Letras.

** Para que serve o Curso de Linguística?.

** Autodescrição da cultura brasileira: tolerância e intolerância.

** As relações de poder entre as línguas.

** A multidisciplinaridade nos estudos de Letras.

** Linguagem, discurso e poder.

** Linguística e interdisciplinaridade.

** Língua, discurso e poder.

** Problemas e desafios do ensino de Português.

** Análise do filme Língua: vidas em Português. 2012. (apresentação/Outra).

** Problemas e desafios do ensino de Português.

** Postulados para uma análise dialógica do discurso; a heteronímia em Fernando Pessoa.

** A dimensão figurativa da retórica.

** A multiplicação dos éthe: a questão da heteronímia.

** Retórica e Linguística.

** Dimensão política da análise semiótica.

** Desafios atuais do ensino de Língua Portuguesa.

** Texto e discurso: questões e perspectivas no ensino.

** História da relação entre Linguística e Literatura no Brasil.

** Problemas e desafios do ensino de Português.

** Multidisciplinaridade e interdisciplinaridade em Linguística.

** A sacralização do discurso político.

** Semiótica e História.

** Leitura: a escola ensina?.

** Língua e identidade nacional.

** Interdisciplinaridade e multidisciplinaridade em Linguística.

* 2011:

** Multilinguismo e liberdade.

** Enunciação e ensino.

** Problemas e desafios do ensino de Língua Portuguesa.

** Em busca do mistério e da epifania da palavra.

** Rumos da pesquisa em estudos da linguagem.

** Problemas e desafios do Curso de Letras.

** O que ensinar na escola? É possível levar a Linguística para além dos muros da Academia?.

** Linguagem e História.

** Interdiscurso e dialogismo.

** Semiótica e História.

** A importância do Curso de Letras.

** Língua, discurso e política.

** Um valor positivo no discurso sobre a pesquisa: multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade.

** Linguagem, discurso e poder.

** Multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade nos Estudos Linguísticos.

** Para que serve o Curso de Letras?.

** Paisagens linguísticas de São Paulo.

** A sacralização da política: identidades de enunciadores políticos.

** Multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade na formação de mestres e doutores.

** Discurso, memória e identidade nacional.

** A sacralização da política: as relações entre campos discursivos.

** A identidade nacional brasileira.

** O texto: construção e efeitos de sentido.

** Linguagem e poder.

* 2010:

** Língua, discurso e política.

** Curso de Letras: problemas, desafios e perspectivas.

** Linguagem e interdisciplinaridade.

** Curso de Letras: à procura do mistério e da epifania da linguagem.

** Enunciação e comunicação.

** Políticas linguísticas e identidade nacional.

** Brasis: questões de identidade e de estilo de vida nacional.

** Enunciação e construção do sentido.

** Linguagem, discurso e poder.

** Língua, discurso e poder.

** Língua, discurso e política.

** Operações enunciativas: debreagem, embreagem e convocação.

** Linguística e Literatura: história de uma relação.

** O discurso da identidade nacional brasileira.

** Relações entre Linguística e Literatura: história e perspectivas.

** O acordo de unificação ortográfica: uma questão de política linguística.

** Em busca do mistério e da epifania da palavra.

** Enunciação, dialogismo e argumentação.

** Categorias de análise em Bakhtin.

** Linguística e Literatura: encontros e desencontros.

** O ensino de Língua Portuguesa: problemas e desafios.

** Linguística e interdisciplinaridade: as relações entre Linguística e Literatura.

** Língua, discurso e política.

** Semiótica e História.

** Problemas e desafios do ensino de Português.

** Curso de Letras e o ensino de Português: problemas e desafios.

** Currículo do Curso de Letras.

** Identidade de torcedores do clubes de futebol no Brasil.

** Da linguística da frase à linguística do discurso.

** Políticas da CPLP para a difusão transnacional do Português.

** Práxis enunciativa.

* 2009:

** O gênero na perspectiva bakhtiniana.

** Língua Portuguesa, identidade nacional e lusofonia.

** Problemas e desafios do ensino do português nos níveis fundamental e médio.

** A reforma ortográfica.

** A pós-graduação em Letras.

** Língua e identidade nacional.

** Aspectos linguísticos e políticos do acordo ortográfico.

** Os estudos enunciativos na Semiótica Francesa.

** Linguística e interdisciplinaridade.

** O currículo de Letras: problemas e desafios.

** Les ortographes portugaise et française: entre le linguistique et le politique.

** Duas línguas, uma paixão: as retificações ortográficas do português e do francês.

** Interdisciplinaridade, multidisciplinaridade e transdisciplinaridade em Lingüística.

** Perspectivas da Semiótica Narrativa e Discursiva para o ensino da leitura e da escrita. 2009. (apresentação).

** Língua, discurso e política.

** Problemas e desafios do ensino de língua.

** Da fala à escrita.

** O curso de Letras e os problemas e desafios do ensino de Português.

** A apropriação dos discursos sociais: a práxis enunciativa. 2009. (apresentação).

** Língua Portuguesa e identidade nacional brasileira.

** Semiótica e História.

** Problemas e desafios do ensino de Língua Portuguesa.

* 2008:

** No princípio era o verbo...

** Discurso, estrutura e história.

** Um estudo da obra de Maria Helena de Moura Neves.

** Acordo ortográfico: uma questão política e lingüística.

** O acordo ortográfico.

** Desafios e problemas do ensino de Português.

** Língua e identidade nacional.

** Discurso e História.

** Discurso, estrutura e história.

** Desafios e problemas no ensino de Língua Portuguesa.

** Categorias da enunciação na mídia.

** Discurso e História.

** Discurso e História.

** A língua portuguesa nacional: reforma ortográfica.

** Desafios e problemas da Pós-graduação em Letras.

** Problemas e desafios do Ensino de Língua Portuguesa.

** Desafios do ensino de Português.

** Aspectos políticos do acordo ortográfico.

* 2007:

** Hjelmslev: a fundação de uma lingüística do discurso.

** Debatedor do simpósio "Contribuições bakhtinianas para a leitura do verbo-visual". 2007. (apresentação/Simpósio).

** Aspecto verbal: uma perspectiva discursiva.

** Semiótica e Saussure.

** Os diferentes tipos de texto.

** A imagem da língua portuguesa no discurso literário brasileiro.

** Avaliando a Pós-graduação.

** A diversidade da pesquisa e as políticas das agências de fomento. 2007. (apresentação).

** Discurso, estrutura e História.

** Semiótica e Propp.

** Problemas e desafios do ensino de Português.

** Autodescrição da cultura brasileira e a relação do português com outras línguas em nosso espaço cultural: triagem ou mistura?.

** Problemas e desafios do ensino de Português.

** Discurso e História.

** Avaliação e pesquisa em Letras e Lingüística.

** Problemas e desafios do ensino de Português.

** Consciência e linguagem.

** Dialogismo em Bakhtin.

** Bakhtin e a concepção dialógica da linguagem.

** Discurso e História.

* 2006:

** O problema da enunciação na Semiótica.

** Análise de dados em pesquisa qualitativa.

** Lingüística e ensino de Português.

** Mistério e epifania da linguagem.

** Diversidade na cultura brasileira.

** Texto, estrutura e História.

** As estruturas discursivas: aspectualização.

** A Semiótica no Brasil: trajetória e perspectivas.

** Linguagem, construção social e interdisciplinaridade.

** O papel da Lingüística no Curso de Letras.

** Políticas públicas para a melhoria da educação básica.

** Teoria dos signos.

** Afinal, para que servem as Letras.

Discurso, memória e história.

** Fórum de debates: Estrutura, organização e funcionamento discursivos e textuais. 2006. (apresentação/Outra).

** Problemas e desafios do ensino de Português.

** Problemas e desafios do ensino de português.

** A identidade da língua portuguesa falada no Brasil.

** Discurso, cultura e identidade.

** Uma concepção para a Biblioteca Virtual da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. 2006. (apresentação).

** Sincretismo na Teoria Semiótica.

* 2005:

** Os atores da enunciação: éthos e páthos.

** Para que serve o formado em Letras?.

** O papel do professor de Letras.

** A formação do profissional em Letras.

** O papel do leitor na produção do texto.

** Cursos de Letras: problemas e desafios na atualidade.

** Semiótica e Retórica.

** Origem do conceito de sincretismo em Semiótica.

** Processos de construção do discurso nas múltiplas linguagens: a metáfora e a metonímia.

** Semiótica e Retórica.

** Semiótica e Ensino de Português.

** A importância do Curso de Letras.

** Texto, leitura e contexto.

** Texto, contexto e leitor.

** Ensino da Língua Materna.

** Afinal, para que servem as Letras?.

** O papel das Letras no cenário brasileiro.

* 2004:

** Simulacro do enunciador e recursos de argumentação.

** 70 anos de Curso de Letras na Faculdade de Filosofia.

** Lingüística e ensino do Português.

** Enunciação e meios de comunicação de massa.

** Linguagem, meios de comunicação e cidadania.

** A identidade da Língua Portuguesa falada no Brasil.

** Práticas de leitura.

** Enunciação: atores, espaco e tempo.

** Ethos e pathos dos atores da enunciação.

** O papel do professor de Português.

** A circulação do discurso:o problema da eficácia discursiva.

** Texto, múltiplas vozes e estilo.

** A leitura do texto literário e o desassossego do leitor.

** Semiótica e Retórica.

** O tempo e seus efeitos de sentido no texto.

** Procedimento metafórico e metonímico de construção de textos.

** O papel do lingüista na sociedade.

** Uma concepção discursiva de estilo.

** Entre Lingüística e Literatura: o estilo e o ethos do enunciador.

* 2003:

** Avaliação e modelos para a Pós-graduação brasileira.

** Língua e soberania.

** As categorias da enunciação e a produção de sentido.

** Sincretismo em Hjelmslev.

** A semiótica de Greimas e o projeto hjelmsleviano.

** Prolegômenos ao perfil da área de Letras e Lingüística.

** Política lingüística, estrangeirismos e soberania.

** A formação de professores para o ensino da leitura.

** Afinal, para que servem as Letras?.

** Semiótica, imaginário e literatura.

** Língua e literatura: questões de estilo.

** Metáfora e metonímia: dois processos de construção do discurso.

** Discurso e estilo.

** Novos paradigmas para a Pós-graduação brasileira.

** Exigências atuais do livro didático.

** Para uma concepção discursiva de estilo.

** Lingüística e ensino do Português.

* 2002:

** Ensino de Língua Portuguesa: princípio e valores.

** Temps et temporalisation dans la Sémiotique française.

** Lingüística e sociedade: o teste PISA e o ensino de Português.

** Linguagem e linguagens.

** As astúcias da enunciação.

** Linguagem e visão de mundo.

** Entre a Lingüística e a Literatura: a questão do ethos do enunciador.

** Ethos e organização do discurso.

** A questão da Lingüística e o ensino de Português.

** O problema do ethos do enunciador.

** A enunciação e suas projeções no enunciado.

** Novos rumos do ensino de Língua Portuguesa.

* 2001:

** O preconceito lingüístico. 2001. (apresentação).

** As astúcias da enunciação.

** Proficiência em Língua Portuguesa no ensino superior: problemas e desafios.

** As contribuições da Lingüística para a formação dos professores de Português.

** Desafios e perspectivas para a área de Letras e Lingüística.

** Conceitos básicos da Teoria da Significação em Hjelmslev.

** A Lingüística e o ensino de Português.

** Lingüística e ensino de Português.

** Lingüística e ensino de Língua Portuguesa.

** Ethos e discursividade.

** Lingüística e ensino da Língua Materna.

** O ensino de Língua Portuguesa.

** Vozes, corpos e caracteres construídos pela enunciação.

** Lingüística e ensino de Português.

** A Língua Portuguesa na mídia.

* 2000:

** Português no vestibular do Itamarati.

** As modalidades do discurso e o ensino de Português.

** O problema da enunciação na teoria semiótica.

** Actorialização e espacialização.

** Teoria e metodologia nos estudos discursivos de tradição francesa.

** Para uma história do ensino do Português no Brasil.

** Modalização: da língua ao discurso.

** As categorias de pessoa, tempo e espaço e a construção do discurso.

** Temporalização.

** Mestrados e doutorados interinstitucionais.

** Ensino da leitura nos níveis fundamental e médio.

** Análise do discurso e do texto.

** Teorias del discurso y enseñanza de la lectura.

** A imagem do enunciatário na imprensa.

** Diversidade de situações discursivas e o profissional de Letras.

** O profissional de Letras e seu papel na humanização do homem.

** A teoria semiótica e seu papel nos estudos jurídicos.

** Enunciação e construção do discurso.

** Projeções da enunciação no enunciado.

** As perspectivas para o ensino da Língua Portuguesa.

** Categorias da enunciação e efeitos de sentido.

** Atores da enunciação e construção do sentido.

** Graduação, pós-graduação e iniciação científica.

** A obra de Mikhail Bakhtin.

** Teoria da enunciação e discurso jurídico.

* 1999:

** A discursivização na arquitetura da Semiótica. .

** Análise do Discurso. .

** O papel da figuratividade no verbal. .

** Categorias da enunciação e efeitos de sentido na narrativa. .

** Desafios e perspectivas da pesquisa em Letras e Lingüística na construção do Mercosul. .

** Teorias do discurso e do texto. .

** As relações entre a pós-graduação e a graduação. .

** Problemas e desafios da área de Letras e Lingüística. .

** Estabilidade e instabilidade dos sentidos: as categorias da enunciação. .

** Leitura e construção de uma visão de mundo. .

** Curso de Letras: desafios e perspectivas para o próximo milênio. .

* 1998:

** Política da CAPES para a pós-graduação. .

** Teorias do discurso e do texto e ensino da leitura. .

** Mecanismos intra e interdiscursivos do sentido do texto. .

** A qualidade no Curso de Letras. .

** A graduação em Letras: desafios e perspectivas na atualidade. .

** A pós-graduação em Letras: desafios e perspectivas. .

** Benveniste e a Semiótica. .

** A enunciação: discussão sobre o conceito. .

** Propp e a Semiótica. .

Discurso e categorias da enunciação. .

** Notas sobre o ensino de Português. .

** O ensino de Língua Portuguesa. .

** Teorias do texto e do discurso. .

** Reflexões sobre os fundamentos do Curso de Letras. .

** Categorias da enunciação e efeitos de sentido na produção dos textos. .

** A obra de A. J. Greimas: Du Sens I e II. .

** As projeções da enunciação no enunciado: actorialização, espacialização e temporalização. .

** Categorias da enunciação e efeitos de sentido. .

** Aperfeiçoamento e amadurecimento: aspectualização temporal e aspectualização actorial. 1998. (apresentação).

* 1997:

** A avaliação da CAPES como instrumento de política científica. .

** Semiótica e livro didático. .

** A dêixis temporal. .

** Uma política científica para a área de Humanidades. .

** A contribuição dos programas de pós-graduação em Letras e Lingüística na melhoria dos cursos de graduação. .

** A pós-graduação em Letras no Brasil: metas, desafios e perspectivas. .

** A avaliação da CAPES na área de Letras e Lingüística. .

** A Semiótica no Brasil. .

** Estesia e literatura. .

** Os mecanismos de produção do sentido do texto. .

** A expressão do tempo em Português. .

** Semiótica e leitura. .

** O ensino da leitura: saber e sabor. .

** Teorias do discurso e ensino da língua materna. .

* 1996:

** Embreagem e debreagem no discurso.

** Critérios de avaliação dos cursos de pós-graduação na área de Letras. .

** Análise do Discurso e ensino do Português. .

** A avaliação da pós-graduação pela CAPES. .

** A avaliação da pós-graduação na área de Letras. .

** A construção do sujeito leitor. .

** Tempo: da língua ao discurso. .

** Teorias do Discurso: a Semiótica francesa. .

** Teorias do Discurso: a Análise do Discurso francesa. .

** Perspectivas da pós-graduação em Letras. .

* 1995:

** Bakhtin e o realismo grotesco.

** Estruturalismo e teoria do discurso. .

** Aspectos interdiscursivos na construção do sentido. .

** La personne en portugais. .

** Le temps: entre la langue et le discours. .

** Théories du discours et enseignement de la lecture et de la rédaction. .

** La personne dédoublée. .

** Teorias do texto e ensino de Português. .

* 1994:

** Trabalhando e entendendo textos. .

** Ensino de gramática e trabalho com textos no 1º e 2º graus. .

** Fatores de textualidade: coerência e coesão. .

** Todo professor é professor de leitura. .

** Ensino de texto. .

** Ensino de Língua Portuguesa no 1º e no 2º graus. .

** Ensino de Língua Portuguesa. .

** Semântica estrutural. .

** Estratégias persuasivas do discurso. .

** Mito e linguagem. .

* 1993:

** Gramática e texto na escola.

** Tipologia do texto.

** O texto figurativo e o texto temático: o trajeto entre a leitura e a produção. .

** A semântica do discurso. .

** Mito e linguagem. .

** Tematização e figurativização. .

** Heterogeneidade e discurso. .

** Argumentação. .

* 1992:

** A formação do profissional de Letras na atualidade. .

** Construção do sentido na leitura: perspectiva cultural. .

** Figuras de linguagem. .

** O ensino da leitura. .

** Romênia: formação social e lingüística. 1992. (apresentação).

** A situação romena no pós-socialismo. .

** O ensino da Língua Portuguesa. .

** Para entender o texto. .

** Análise do Discurso e suas aplicações. .

** A abordagem semiótica do discurso. .

** O socialismo após os recentes acontecimentos no Leste Europeu: o caso romeno. .

** Leitura e produção do texto. .

* 1991:

** Metáfora e metonímia: o signo saussuriano. .

** A questão da leitura. .

** O ensino de texto na escola de 2º grau. .

** A questão da leitura na escola. .

** A redação no vestibular. .

* 1990:

** Questões do ensino de língua e de literatura. .

** Perspectivas do ensino do Português. .

** Análise do Discurso. .

** Texto: simulacro da realidade. .

** Para entender o texto: leitura e redação. .

** Métodos e técnicas de leitura. .

** Análise do Discurso: fundamentos da leitura. .

* 1989:

** Questões fundamentais da Análise do Discurso. .

** Linguagem e ideologia. .

** Análise do discurso e ensino da leitura. .

* 1988: Leitura interna e externa de textos. .

* 1987: Problemas de linguagem. .

* 1996:

** Filosofia da linguagem.

** Análise da situação atual da universidade brasileira.

** O curso de Letras.

** Literatura e televisão.

* 1985:

** Ensino da Literatura no terceiro grau.

** Ensino de Português: preocupações e reflexões.

** Discurso e ideologia.

** O discurso político brasileiro de 1964 a 1978.

** Interpretação de textos.

** Euclides da Cunha e o discurso de Antônio Conselheiro.

** Literatura e televisão.

* 1984: Análise do discurso político.

* 1983:

** O discurso de Antônio Conselheiro.

** O discurso político.

** A fábula como modalidade de manifestação do diálogo.

* 1982:

** Redação: produção ou reprodução.

** A análise do discurso.

** O discurso político.

** A linguagem do discurso político.

** Análise do discurso político.

* 1981:

** A influência dos meios de comunicação de massa sobre o homem.

** Ciências Humanas e campo de atuação profissional.

* 1980:

** Conceitos básicos de fonologia estrutural.

** Sistema vocálico do Português.

** Sistema consonântico do Português.

** Estrutura da sílaba e acentuação em Português.

** A influência da televisão na formação da criança e do adolescente.

** A influência da televisão na formação da crianca e do adolescente.

* 1979: Aplicação da semântica greimasiana na análise do discurso literário.

Referências

  1. Barbosa, Eltongil Brandão (2012). História e memória docente nos cursos de letras de Campo Grande, MS (PDF). Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação - FAED (Dissertação de Mestrado). https://www.escavador.com/sobre/5298450/eltongil-brandao-barbosa. Dourados (MS): Universidade Federal da Grande Dourados - UFGD. p. 152. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 
  2. «Bolsonaro e Escola Sem Partido querem educação que "ensine ideologia da direita"». Brasil de Fato. 15 de outubro de 2018. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  3. 3,0 3,1 3,2 3,3 dos Santos, Kiara (3 de dezembro de 2018). «José Luiz Fiorin». Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Prezi. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 
  4. 4,0 4,1 4,2 4,3 Venturini, Maria Cleci (2011). Leitura e produção: espaço do mesmo e do diferente (PDF). Guarapuava, PR: Unicentro. 70 páginas. ISBN 978857891-1294. CDD 808. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 
  5. 5,0 5,1 5,2 5,3 5,4 5,5 5,6 5,7 «Linguista José Luiz Fiorin fará palestra na Fale sobre argumentação - Notícias da UFMG». UFMG. Consultado em 5 de fevereiro de 2019 
  6. 6,0 6,1 6,2 6,3 6,4 6,5 6,6 6,7 6,8 Portela, Jean Cristtus; Portela, Jean Cristtus (2015). «Manual de manuais: Elementos de análise do discurso» (PDF). São Paulo. Revista Bakhtiniana Estudos do Discurso. 10 (3): 80–100. ISSN 2176-4573. doi:10.1590/2176-457323467. Consultado em 4 de fevereiro de 2019. Resumo divulgativohttp://revistas.pucsp.br/bakhtiniana/article/view/23467 
  7. NASSIF, Luís (4 de dezembro de 2012). «José Luiz Fiorin e o livro didático "Por uma Vida Melhor"». Jornal GGN. Consultado em 8 de fevereiro de 2019 
  8. «Convidado: José Luiz Fiorin». Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco. 10 de abril de 2012. Consultado em 8 de fevereiro de 2019 
  9. 9,0 9,1 9,2 9,3 «José Luiz Fiorin». Escavador. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 
  10. 10,0 10,1 10,2 10,3 «José Luiz Fiorin». Editora Contexto. Autores. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  11. 11,0 11,1 11,2 11,3 «José Luiz Fiorin». Biblioteca Virtual da FAPESP. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  12. «José Luiz Fiorin». Guia do Livro. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 
  13. «Livros de Jose Luiz Fiorin na Estante Virtual». Estante Virtual. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  14. «José Luiz Fiorin». Editora Saraiva. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  15. Luiz., Fiorin, José. Argumentação. São Paulo: [s.n.] ISBN 9788572448864. OCLC 972507007 
  16. Oliveira, De Siqueira E.; Teixeira, Lucia (2015). «Argumentação». Montevideo. Revista Lingüística. 31 (1): 179–184. ISBN 978-85-7244-886-4. ISSN 2079-312X 
  17. Fiorin, José Luiz; Petter, Margarida Maria Taddoni (2008). África no Brasil : a formação da língua portuguesa. São Paulo: Editora Contexto. ISBN 9788572443821. OCLC 236490253 



Outros artigos dos temas São Paulo E EducaçãoCentro Acadêmico Luiz de Queiroz, João José Neto, Ovídio Pires de Campos, Faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia da PUC-SP, João Egberto Camargo, Escola Italiana Eugenio Montale, Escola Estadual Monsenhor Seckler

Outros artigos do tema São Paulo : Bebeto (cantor), NovaBrasil FM, Aldrin Mazzei, JotaPê Mc, Mr. Kill, Armando Fernandes de Oliveira, Diogo da Costa Tavares

Outros artigos do tema Educação : Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas, Tales de Sá Cavalcante, Centro Tecnológico da Universidade Federal da Santa Catarina, Rio com Gentileza, Aula Magna, Universidades estaduais do Brasil, Biblioteca Central da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Outros artigos do tema Biografia : Daniel Cambronero, Johnny Bruck, Anderson Lessa, Flávio Fonseca, Walter Nixon, João Amorim, Mônica Fonseca


Este artigo "José Luiz Fiorin" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:José Luiz Fiorin.



Compte Twitter EverybodyWiki Follow us on https://twitter.com/EverybodyWiki !