JotaPê Mc

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
JotaPê MC
JotaPe - Quebrando Muros 2018.jpg
JotaPê no Festival da Abundância, em 2018.
Informação geral
Nome completo Jeferson Santana Portugal dos Santos
Também conhecido(a) como Jeferson Portugal
Nascimento 11 de agosto de 1994 (27 anos)
Origem São Paulo, SP
Gênero(s)
  • Rap
  • Hip hop
  • MPB
Ocupação(ões)
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 2014-presente
Gravadora(s) Coletivo Genkidama
Afiliação(ões)
  • Slim Rimografia
  • Muzzike
  • JF MC
  • Emicida
  • Mano Brown
Influência(s)
Página oficial www.facebook.com/OficialJotaPeMc

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Jeferson Santana Portugal dos Santos (São Paulo, 11 de Agosto de 1994), mais conhecido pelo nome artístico JotaPê Mc é um rapper, cantor, compositor, produtor e poeta brasileiro, filho de uma mãe paulista e um pai nordestino, nascido e criado no Jardim Ângela, no extremo sul da Zona Sul da cidade de São Paulo. O nome JotaPê, vem das iniciais de Jeferson Portugal, outro nome socialmente usado pelo rapper. Tratasse de um MC que se destaca e que chama atenção por onde passa graças ao seu carisma, versatilidade e lírica, tudo isso embasado pelas influências que trás em si da velha e da nova escola do Rap Nacional, tendo também influencia de diversos outros ritmos brasileiros, não se prendendo, por tanto, em padrões que cercam os subgêneros dentro da cultura Hip-Hop/Rap.

O mesmo, além de rapper é trabalha também como educador social, web designer, fotógrafo e produtor cultural e líder/CEO do Coletivo Genkidama[1], uma produtora que atua na região de origem do MC como um selo, uma produtora e também como marca de roupas.[2]

Biografia[editar]

Vindo de uma família pobre, JotaPê cresceu em meio a um relacionamento um tanto conturbado entre seus pais, Ivanilda Pereira de Santana e Antonio Sergio Portugal dos Santos, uma fiscal de supermercados e um segurança, respectivamente, que o tiveram ainda na juventude, mas que são separados desde que o mesmo ainda era somente um bebê.

Jeferson, na maior parte da infância, foi criado pelo seu pai, que sempre teve uma postura mais rígida sobre ele, cresceu tendo bastante responsabilidade sobre si, que teve de se virar muito sozinho dentro de casa, tendo em vista que o pai passava muitas noites fora trabalhando e não tinha cuidasse do mesmo.

Muito influenciado pelo samba, samba-rock, rap e reggae, graças aos discos de seu pai, teve seus primeiros contatos com a poesia nos primeiros anos do ensino fundamental, quando começou a compor seus primeiros versos. À época, sem nenhum teor político, eram versos românticos, em vista a suas paixões de infância. Porém a poesia e o rap só viriam a tomar uma parte principal em sua vida 10 anos depois, já que sua rotina de casa, escola, rua e cursos que vieram depois em uma ONG do bairro o afastaram daquela arte.

Entre os seus 10 e 17 anos sua adolescência seria marcada por forte presença na, até então, Associação de Moradores do Jardim Sta. Lúcia e Adj., onde após fazer um curso basico de informática, seguiu como voluntário ONG, onde hoje é um funciona o Coletivo Família CJ, do qual já fez parte. Ainda na adolescência, por influência do pai, chegou a se formar Aprendiz Industrial em um curso no SENAI através de um concurso, mas não seguiu por falta de identificação. Essa identificação só veio novamente no fim de 2011 por influencia do rap, que foi o que o incentivou a voltar a compor. Desde então, com o apoio de amigos ele terminou suas primeiras músicas e no evento Na Quebrada, uma mostra de fim de ano organizada pelo Família CJ em outubro de 2014, subiu a um palco pela primeira vez para não parar mais.

Carreira[editar]

2014-16: Início: apresentações e primeiro single[editar]

Capa de Vamos Sorrir

Após dar o pontapé inicial em 2014, JotaPê não quis mais sair de cima dos palcos, buscando sempre por si mesmo, diferentes locais para se apresentar, desde eventos mais estruturados à mutirões e intervenções feitos com poucos recursos juntos ao Coletivo Família CJ[3].

No ano de 2015, após se inscrever em um projeto da Fábricas de Cultura, pode gravar, em novembro daquele ano, sua primeira música intitulada Vamos Sorrir, que foi lançada no dia 11 de janeiro de 2016 em seu canal do YouTube. 2016 foi um ano que marcou, também, sua participação no Festival (R)Existir[4], organizado pelo Projeto Meninos e Meninas de Rua - PMMR[5] em São Bernardo do Campo, que também contou com a presença da cantora Nina Oliveira. Essa primeira vez que o MC saiu da cidade de São Paulo para expor seu trabalho. Para além, o ano contou com mais uma participação no Festival Mix Talentos, com o lançamento do single "O que eles querem de mim?", lançado no Dia Da Consciência Negra, que marcou umas das primeiras aparições do logo do Coletivo Genkidama, um selo/produtora que o mesmo vem estruturando, e com a gravação de um clipe que só viria a ser lançado em 2018.

JotaPê em cena do clipe J.O.T.A.P.Ê,

2017: Coletivo Genkidama, clipes, festivais e produções[editar]

O ano de 2017 começou com tudo para JotaPê, que marcou o lançamento do single J.O.T.A.P.Ê. para o momento da virada do ano. A música, muito bem aceita pelo público, ganhou matéria no site Bocada Forte[6] e alguns meses depois, ganhou um clipe, resultado da parceria do rapper, quanto Coletivo Genkidama, com o diretor William Barbosa, representando a AR Produções. Inicialmente postado em sua página, o clipe chegou a mais de 12 mil visualizações e ganhou mais uma matéria no Bocada Forte[7], dessa vez, falando sobre o clipe, que já se encontra também em seu canal.

No mês de junho, mais uma vez marcou presença no palco do Festival Mix Talentos.

Ainda no mesmo ano, JotaPê, que, trabalhando como Educador Social, na Associação Santa Cecília, conseguiu investir mais em estúdio e assim lançou também o web clipe de Um Renascer no dia de seu aniversário. Como se não bastasse a comemoração, foi convidado pelo fundador da Orpas - Obras Recreativas Profissionais Artísticas e Sociais[8], Daniel N. Faria[9], a levar seu show para o palco do Festival Orpas[10] e meses depois a fazer outra apresentação no palco do Troféu Periferia[11].

Entre tudo isso, começou no mês de fevereiro edições mensais da Batalha das Quadras, uma batalha de Mc's que acontecia assinada pelo Coletivo Genkidama em parceria com marcas e comércios colais que doavam bonés, roupas, cortes de cabelo e até tatuagens para servir de premiação para o vencedor.

JotaPê na #PoseDeQuebrada

2018-Presente: Mais Coletivo Genkidama, "Zona Sul, Zona Show" e o lado produtor a frente de tudo[editar]

2018 foi o ano divisor de águas para o rapper. Iniciado com a participação no final de janeiro no Festival da Abundância, organizado através do programa Quebrando Muros, que é uma realização do Visionários[12],o rapper decidiu fazer algo novo e ao mesmo tempo trazer algo para o local que vivia, algo que só se encontrava "Da ponte pra lá". E assim nasceu, o "Zona Sul, Zona Show", um evento que visa movimentar a região sul com uma balada focada em no gênero Hip-Hop/Rap e que desse a oportunidade MC's que estão começando, dividir palco com outros MC's que já são conhecidos na cena do rap no Brasil. O evento teve duas edições no ano de 2018, uma em maio e outra em agosto, passando pelo palco artistas como Sant, Souto Mc, Kimani, Muzzike, Emerson Rosa, JF Mc, DJ Arab Sald o próprio JotaPê e muitos outros. Pensado para a Zona Sul de São Paulo, o evento surpreendeu e trouxe pessoas de diversas regiões da cidade, sendo um grande sucesso e formando uma base de público que já aguarda pelas próximas edições.

Ainda se testando com produções, o rapper editou, finalizou e lançou o clipe que havia dirigido as gravações em 2016, colocando na rua, no mês de outubro, mês de eleições presidenciais, o som "Próxima Rodada", que saiu em matérias dos sites Noticiário Periférico[13] e Bocada Forte[14].

Após isso, o MC lançou a chamada #JotaPêPocketTour, uma turnê de pocket shows, onde está rodando as Batalhas de MC's, inicialmente de São Paulo, divulgando seus sons lançados e outros que estarão no EP, de nome ainda não divulgado, mas produzido pelo próprio rapper, que pretende lança-lo em março de 2018 pelo Coletivo Genkidama.


Escrito por Andreza Ramos baseada em conteúdo cedido pelo rapper e família.[2]


Redes Sociais e Plataformas de Streaming[editar]

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Facebook: http://www.facebook.com/oficialjotapemc

Instagram: http://www.instagram.com/oficialjotapemc

Twitter: http://www.twitter.com/oficialjotapemc

Spotify: https://open.spotify.com/artist/3atmjcAXYSUwpN2zSMiYj9

Deezer: https://www.deezer.com/br/artist/11499794

Apple Music Itunes: https://itunes.apple.com/us/artist/jotap%C3%AA-mc/1182871839

Turnês[editar]

Oficiais[editar]

  • #JotaPêPocktTour (2018-19)

Referências

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).


Este artigo "JotaPê Mc" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:JotaPê Mc.



Outros artigos dos temas São Paulo E Brasil E ArteDavid Netto, Diego Becker, Elaine Mickely, Mara Carvalho, Patrícia Pomerantzeff, Emicida, TV PinGuim

Outros artigos dos temas São Paulo E BrasilRodrigues Alves, Ângelo Valle, Guto Negrão, Thaigo Consani, José Toscano Martins Neto, Região Sudeste do Brasil, André Kfouri

Outros artigos dos temas São Paulo E ArteEmicida, Líria Marçal, TV PinGuim, Elaine Mickely, Patrícia Pomerantzeff, David Netto, Lucas Penteado

Outros artigos dos temas São Paulo E MúsicaMateus Sartori, Banda Kadoshi, Mamonas Assassinas, Tião Carreiro, Hugo Alencar, Mr. Kill, Rockstrada

Outros artigos dos temas Brasil E ArteEdson Montenegro, Roberto Carlos, Esta é a nossa canção, Oscar Niemeyer, João Massarolo, Emicida, David Netto

Outros artigos dos temas Brasil E MúsicaPeu Cavalcante, Marcynho Sensação, Bruno Cardoso, Lista de personagens de Chiquititas, D-Groov, Família Rocha, Mc_Didizin

Outros artigos dos temas Arte E MúsicaBusy P, Don Gerson, Matt DeVries, Lista de canções de Ashley Tisdale, Grupo Tradição, Luis Pastor, Crispy

Outros artigos do tema São Paulo : Hino de Jacareí, Ibrachina Arena, Brasão de Rafard, Léo San, Copa Federação Paulista de Futebol de 2005, Banda Kadoshi, Natalie Gedra

Outros artigos do tema Brasil : Relações entre Brasil e Suriname, Paulo Galo, AHPG Play, Marco Antônio Paes dos Santos, Eleições gerais no Brasil em 2022, Andragonia, Heino Willy Kude

Outros artigos do tema Arte : Iosif Kheifits, Ignacio Garmendia, Central Gospel Music, Nubeluz, Iaiá Garcia (1982), John Platania, Mortal Love

Outros artigos do tema Música : Celina Borges, Sérvia e Montenegro no Festival Eurovisão da Canção 2005, Spinalcord, Boney M, Dai-li-dou, Baladas Sangrentas, Because the Night

Outros artigos do tema Hip hop : La Tec, Double Dee e Steinski, MD Chefe, Rap, Don Gerson (Rapper), Mãolee, Visionapache
Outros artigos do tema biografias : Roseli Pereira de Araújo Sousa, Marquinho Amaral, José Pavan Júnior, Kildare Gonçalves Carvalho, Fábio Cardoso





Este artigo "JotaPê Mc" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:JotaPê Mc.