Welcome to EverybodyWiki ! Nuvola apps kgpg.png Sign in or create an account to improve, watchlist or create an article like a company page or a bio (yours ?)...

Laboratório de Acessibilidade Informacional

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Laboratório de Acessibilidade Informacional[editar | editar código-fonte]

O Laboratório de Acessibilidade Informacional(LAI) foi implementado na Biblioteca Central da Universidade Federal de Goiás - campus samambaia - pelo seu Núcleo de Acessibilidade. A finalidade do LAI é disponibilizar informação e recursos tecnológicos pedagógicos acessíveis à pessoas com deficiências, priorizando uma comunicação prática efetiva e sem barreiras na acessibilidade. Por meio destes instrumentos é possível promover de fato as acessibilidades comunicacional, metodológica e instrumental. O LAI representa um importante passo na inclusão de deficientes físicos e audiovisuais no ensino superior, especificamente na UFG. Por meio destes recursos tecnológicos, os discentes e docentes deficientes podem ter um amplo acesso ao conhecimento, garantindo os seus direitos.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O LAI faz parte do Núcleo de Acessibilidade, que foi criado em 2008. O Núcleo de Acessibilidade da UFG tem como objetivo romper com as barreiras arquitetônicas, comunicacionais, instrumentais e metodológicas. Possui políticas voltadas exclusivamente para pessoas com deficiências e, desta maneira, pretende proporcionar uma maior inclusão dessa minoria no âmbito do ensino superior, além de auxiliar na sua formação como profissionais qualificados. Buscam, também, conscientizar os discentes e docentes da comunidade acadêmica em geral a respeito dos direitos dos portadores de deficiência. Uma das metas do Núcleo, expressa na Política de Acessibilidade da UFG, é aumentar o número de alunos e profissionais deficientes atendidos e praticar ações que favoreçam a permanência dos mesmos.

    O Núcleo de Acessibilidade realiza incessantes pesquisas, buscando sempre a obtenção de novas tecnologias e recursos para todos os espaços da universidade. Para tanto, foi criado, em 2014, o Sistema Integrado de Núcleos de Acessibilidade da UFG (SINAce), cujo objetivo principal é proporcionar uma melhor estruturação por meio da aprovação da Política de acessibilidade da UFG.

   A principal ação de inclusão do Núcleo de Acessibilidade foi a criação do Laboratório de Acessibilidade, que está localizada na Biblioteca Central da Universidade Federal de Goiás.

Equipamentos[editar | editar código-fonte]

Os equipamentos disponíveis no LAI:

    · O equipamento scanner chamado Sara, que converte o texto escrito em áudio;

   · O instrumento intitulado linha braile é um computador que converte qualquer texto para o braile;

    · Computadores ampliadores de tela, que serve como uma lupa para textos digitais, ampliando a letras e auxiliando a leitura por parte de alunos com dificuldades na visão. Há também os ampliadores de materiais impressos.

   ·  Scanner que converte qualquer texto para o braile e o imprime.

   ·  Folheador de páginas, para alunos com deficiência nos membros superiores.

   · Teclados ampliados

   · Disponibiliza regletes, que são importantes equipamentos auxiliadores na escrita em braile.


Referências[editar | editar código-fonte]

SISTEMA INTEGRADO DE NÚCLEOS DE ACESSIBILIDADE. Relatório das ações de acessibilidade na UFG. Goiânia: Universidade Federal de Goiás, 2016. 40 p. Disponível em <https://acessibilidade.ufg.br/up/211/o/Relat%C3%B3rio_de_Outubro_2016.pdf>. Acesso em  15 nov. 2018.


Este artigo "Laboratório de Acessibilidade Informacional" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Laboratório de Acessibilidade Informacional.


Compte Twitter EverybodyWiki Follow us on https://twitter.com/EverybodyWiki !