Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Leila Krüger

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Leila Krüger
 Edit this InfoBox
Leila_1.png
Nome completo
Nascimento 10 de novembro de 1981 (39 anos)
Ijuí, RS, Brasil
Morte
Nacionalidade brasileira
Alma mater
Ocupação Escritora e jornalista
Página oficial
wwww.leilakruger.com
Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Leila Gisele Krüger (Ijuí, 10 de novembro de 1981) é uma romancista, poeta, cronista e contista brasileira[1].

É mais conhecida por seu romance "Reencontro" [2] (2011) e seu livro de poemas "A Queda da Bastilha" (2012/2019). Porém, publicou outros livros de crônicas e contos e participou de antologias no Brasil e em Portugal.

Leila Krüger atua ainda como jornalista, colaborando com jornais como HoraH, como colunista e na área de Publicidade, além de escrever na Revista Projeto Autoestima. Idealizou o projeto feminista Malalas.com, e atua como ghost writer[3].

Vida[editar]

Leila Krüger nasceu em Ijuí, conhecida como Colmeia do Trabalho, a noroeste do Rio Grande do Sul, em uma família de pai agricultor e mãe professora de música. Logo cedo desenvolveu aptidão artística, primeiro pelo desenho - daí a formação em Design Gráfico - e, então, em Música e Literatura.

Trabalhou como designer gráfico antes de se dedicar à literatura e ao jornalismo, em especial após o diploma de Mestrado em Comunicação Social na PUCRS.

A autora tem quatro livros, publicados por editoras brasileiras e dos Estados Unidos entre 2011 e 2019. Publicou seu primeiro livro em 2011, o romance "Reencontro"[4][5], pela editora Novo Século - SP, selo Novos Talentos da Literatura Brasileira, que seria lançado nos Estados Unidos pela editora Sarah Book Publishing (extinta) em 2016. A obra é destinada ao público jovem, e trata de temas como drogas, depressão, amizades, amor e superação.

Em 2012, lançou o livro de poemas "A Queda da Bastilha" pela editora Confraria do Vento - RJ, que viria a ser reeditado pela editora Madrepérola - PR em 2019.

Já em 2014, veio o livro de crônicas "Coração em chamas" pela editora Multifoco - RJ, e, em 2018, a obra "Eu quero mais é ser feliz"[6] pela editora Buriti - MG, uma coletânea de crônicas escritas em portais na Internet e antologias entre 2011 e 2017. Ainda em 2018, publicou, em e-book, o conto "A Night In The Tavern", presente, em português, no livro "Coração em chamas", que reúne contos com histórias de amor vividas por diferentes personagens.

Leila Krüger é graduada em Desenho Industrial - habilitação em Programação Visual pela UFSM - RS, especialista em Expressão Gráfica pela PUCRS e Mestre em Comunicação Social pela FAMECOS na mesma instituição. Atualmente, trabalha como jornalista nas áreas de finanças, sociedade, marketing e cultura. Colaborou em jornais como Gazeta do Povo[7][8], Correio do Estado[9], Zero Hora[10] e Jornal da Manhã Ijuí[11][12][13].

Leila Krüger é colunista no Jornal HoraH e nos portais Mundo de Livros[14] e Mundo de Cinema, de Portugal.

Participou das seguintes antologias, com poemas, crônicas e contos:

  • "Amanhã, outro dia", Edições AG, São Paulo, SP, 2011
  • "Espelho da alma", Círculo dos Escritores de Ijuí Letra Fora da Gaveta, Ijuí, RS, 2012
  • "Lua única", Confraria Terra dos Poetas, Curitiba, PR, 2013
  • "Liberdade", Chiado Books, Lisboa, Portugal, 2019
  • "Baú de palavras", Albatroz Editora, Rio de janeiro, RJ, 2020
  • "Viagens e aventuras", editora IGM, São Paulo, SP, 2020
  • "Sociedade dos contos fantásticos", editora Flyve, Bento Gonçalves, RS, 2020
  • "Quarentena", Chiado books, Lisboa, Portugal, 2020
  • "Sonhos e sensibilidade", Revista Projeto Autoestima, São Paulo, SP, 2021
  • "Penso, logo escrevo", Revista Projeto Autoestima, São Paulo, SP, 2021


Referências

Ligações externas[editar]


Este artigo "Leila Krüger" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Leila Krüger.