Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Leonor Alcácer

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Leonor Alcácer
Nome completo Maria Leonor Costa Carvalho da Conceição
Nascimento 2 de julho de 1961 (59 anos)
Alcácer do Sal, Portugal
Nacionalidade Portugal portuguesa
Atividade actriz, dobradora e encenadora

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Maria Leonor Costa Carvalho da Conceição com o nome artístico Leonor Alcácer[1] (Alcácer do Sal, 2 de julho de 1961) é uma atriz, dobradora e encenadora portuguesa.

Televisão[editar]

Vários foram os trabalhos, destacando-se em:

Crianças S.O.S

Médico de família

Os Batanetes - TVI

Morangos com Açúcar - Série VI

Fascínios - TVI

Liberdade 21 - RTP1

O Jogo

Aqui não Há Quem Viva - SIC

Chiquititas - SIC

Doce Fugitiva - TVI

Saber Amar - TVI

O Espírito da Lei

A Família Ventura

A Única Mulher - TVI

Vidas Opostas - SIC

2020 - Quer o Destino - Lúcia - TVI

Participou ainda em várias séries televisivas como atriz convidada.

Ainda dobrou uma personagem em Par de Reis do Disney de Channel

Dobragens[editar]

Gloria - Madagáscar, Madagáscar 2, Madagáscar 3

Spinelli - Recess (série)

Princesa Atta - Uma Vida de Inseto

Audrey - Atlântida: O Continente Perdido, Atlântida: O Regresso de Milo

Valka - Como Treinares o Teu Dragão 2

Teatro[editar]

  • 1985 “Mestre Meu Mestre Querido”, adaptação de “O Marinheiro” de Fernando Pessoa. Encenação de João Mota. Teatro da Comuna. 1986 “O Físico Prodigioso “, adaptação do conto de Jorge de Sena. Encenação de Almeno Gonçalves. Teatro do Triângulo. 1987/88 “O Baile”. Encenaçao de Helder Costa. Grupo de Acção Teatral “A Barraca”. “Fernãozinho”, peça infantil baseada na “Peregrinação” de Fernão Mendes Pinto. Encenação de Helder Costa. Grupo de Acção Teatral “A Barraca”.
  • 1989 “Iuzéquezé?”. Texto e encenacão de José Carretas. Casa da Comédia. 1990 “Meninas à Cena”. Leonor Alcácer – Curriculum Vitae, 2009 - 3/ 5 - Encenação colectiva (Leonor Alcácer, Maria João Luís, Teresa Faria, e Isabel Ribas). Orientação de Adriano Luz. Teatro o Chapitô. “Auto de Sibila Cassandra”, de Gil Vicente. Encenação de Alexandre Sousa. Espectáculo de rua realizado em Vila Velha de Ródão e produzido pela Cassefaz. 1991 “Joana Que”. Texto de José Carretas e Teresa Faria. Encenação de José Carretas. Teatro A Comuna. 1992 “As Pulgas” . Texto de Cunha de Leiradeles. Para o Grupo Persona. “O Quiosque”. Texto e encenação de Fernando Gomes. Para o Grupo Persona. 1993 “Uma floresta de enganos”, de Gil Vicente. Encenaçao de Helder Costa. Grupo de Teatro A Barraca. “Macbeth” . Texto de Ionesco. Encenação de Helder Costa. Grupo de Teatro “A Barraca”. “Um Certo Plume”. Texto de Henri Michaux. Encenaçao de Adriano Luz. Teatro A Cornucópia. 1994 “As Bocas de Sino”. Encenação de Rui Paulo. Teatro A Comuna. 1995 “Mistérios de Lisboa”, baseado na vida e obra de Camilo Castelo Branco. Encenação de Almeno Gonçalves e Adriano Luz. Cine Teatro Monumental. 1996 “As Bocas de Sino”.
  • Tournée Portugal/ Galiza. 1997 “Leonardo, Leo, Barbete e os Anjos”. Musical com texto e encenação de José Jorge Duarte e direcção de actores de Águeda Sena. 1998 “Sim Sr. Ministro”. Texto e encenação de Helder Costa. Grupo de Teatro “A Barraca”. 2000 “Popcorn”. Encenaçao de António Feio. Produção Uau para o teatro Villaret. 2001 “Tem a palavra a Revista”. Encenação de Paulo César e produção da Toca dos Raposos. Parque Mayer. 2002 “Partitura Inacabada”, de Tchekov. Encenaçao de Paulo Matos. Teatro da Trindade. 2003
  • “Teatro de Guerra”. Texto de As Produções Fictícias. Encenação de Rui Paulo. Produção Spara para o Teatro da Luz. “As Taradas”. Encenação de António Montês. Produção Média Capital. Teatro Tivoli. 2004 “Dentro de Mim Acontece”. Monólogo. Texto e encenação de Mario Fedele. Auditório Municipal de Alcácer do Sal e Teatro de S. Francisco, Lisboa. 2005 “A Dor” Monólogo. Texto de Faria de Vasconcelos. Encenação de Águeda Sena. 2007 “Projecto Cegonha”, projecto de acção social, cultural e educacional
  • 2008 “Fernando Mil Pessoas Uma Musa e...”. Encenação de Mário Fedele a partir de textos de Fernando Pessoa. Produzido por Leonor Alcácer Produções para o Instituto Camões. Integrante da efeméride dos 120 anos do nascimento de Fernando Pessoa. Estreia no St John’s College Auditorium, Universidade de Oxford. Auditório Municipal de Alcácer, Grândola e Ferreira do Alentejo. Teatro Cinearte “A Barraca”, Lisboa. 2010/11 “Humor e Húmus” Encenação de José Arantes e Patrícia B: Cunha. Espectáculo de rua realizado em várias hortas biológicas no país divulgando e promovendo a ecologia e a sustentabilidade. 2013 “Serões do Mar” Espectáculo poético em preparação com estreia em 17 de Agosto , na Casa da Cultura da Herdade da Comporta. 2014 “Celebração” Espectáculo poético-teatral que encenou e em que participou como actriz, com estreia em Junho na Biblioteca da Imprensa Nacional Casa da Moeda, em Lisboa e carreira na Escola de Medicina tradicional Chinesa. 2016 “Juro, quem mais jura mais mente”, Encenação de Luís Lourenço com estreia no casino Estoril, “A Paz” Encenação de Silvina Pereira, no Teatro Romano de Lisboa “Reservado” Encenação de Leonor Alcácer , no Museu da Água da Epal 2017 “Reservado” Ecenação de Leonor Alcácer assistência de encenação de Cecilia Sousa que esteve em cena no Teatro da Trindade , Fábrica Braço de Prata e Teatro da Malaposta e se encontra actualmente em digressão pelo país.

Referências

  1. «Lista de associados da Audiogest» (PDF). Actividades Culturais / Ministério da Cultura. 25 de Julho de 2007. Consultado em 2 de Janeiro de 2014. Arquivado do original (PDF) em 24 de dezembro de 2013 
Ícone de esboço Este sobre um ator ou atriz de cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Este artigo "Leonor Alcácer" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Leonor Alcácer.