Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Libra (grupo musical)

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki

Libra foi um grupo italiano de rock progressivo ativo na década de 1970.

História[editar]

Caso único de um grupo italiano que tinha contrato com a etiqueta americana Motown, o Libra foi fundado em Roma, em 1973 a partir da dissolução do Logan Dwight, com uma formação que incluía dois dos componentes daquele grupo, Federico D'Andrea e o guitarrista Franco Ventura, além de Sandro Centofanti, nos teclados, proveniente do Buon Vecchio Charlie, Nicola Di Staso, na guitarra, e David Walter, na bateria.

Após um primeiro rompimento o grupo se reformou no outono de 1973 para participar do musical Jacopone, com o baixista Claudio Barbera, também oriundo do Logan Dwight no lugar de Ventura. Nesse período conheceram o produtor Danny Besquet, que lhes propôs um contrato discográfico. No fim do tour a formação se estabilizou com o ingresso do baixista Dino Cappa, com o qual gravaram um demo no estúdio Sonic, de Roma.

Graças ao ensaio, obtiveram um contrato com a Ricordi e gravaram em Milão, no outono de 1974, o primeiro disco Musica e parole, o qual teve uma versão realizada em inglês.

O disco saiu em fevereiro de 1975, um álbum essencialmente rock com largo uso de partes acústicas e algumas influências jazz-rock e funky. Musica e parole tem qualquer semelhança com a Premiata Forneria Marconi e alguns momentos em estilo progressivo interessantes, como a longa música de 13 minutos que fecha o disco, Inquinamento, cantado em romanesco e rebatizada Pollution na versão americana. O disco foi promovido com um tour de abertura do Banco del Mutuo Soccorso na primavera de 1975.

Nesse ínterim o produtor Besquet conseguiu obter um contrato para 20 LPs com a etiqueta americana Motown, utilizando a versão em inglês do disco, que foi publicada nos Estados Unidos com o título Libra. Uma das músicas do disco, Beyond the fence, muito funky, era em inglês já no álbum original, e é uma canção gravada ao vivo ou com falsos aplausos.

A banda, com o novo baterista Walter Martino, ex-Rittrato di Dorian Gray, Reale Accademia di Musica e Goblin, se preparou para todo o versão de 1975 visando o tour americano, que começou em outubro, em Los Angeles, com concertos conjuntos com Frank Zappa, Tubes, Chicago e Steppenwolf

Nos Estados Unidos foi também gravado um novo álbum, mas em dezembro de 1975 o grupo voltou à Itália e por causa da deterioração das relações com o produtor, se desfez.

O segundo disco Winter days nightmare, muito mais comercial que o anterior e com fortes e óbvias, considerado a etiqueta, influências funky, saiu nos Estados Unidos na primavera de 1976, mas não obteve sucesso.

Uma última formação do Libra compreende o tecladista Maurizio Guarini, do Goblin, e o guitarrista Carlo Pennisi, do Flea on the Honey, publicou um terceiro disco, em 1977, como trilha sonora do filme Schock, do diretor Mario Bava, em estilo muito próximo ao Goblin. Depois o grupo se separou.

Federico D'Andrea morreu em 1978, atropelado por um automóvel.

Formação[editar]

1974

  • Federico D'Andrea (voz, guitarra)
  • Nicola Di Staso (guitarra, voz)
  • Sandro Centofanti (teclado)
  • Dino Cappa (baixo, voz)
  • David Walter (bateria, percussões)

1975

  • David Walter sai e entra:
  • Walter Martino (bateria)

1977

  • Sandro Centofanti (teclado)
  • Maurizio Guarini (teclado)
  • Carlo Pennisi (guitarra)
  • Dino Cappa (baixo)
  • Walter Martino (bateria, percussões)

Fontes[editar]

  • Enciclopédia do Rock Progressivo, autoria de Leonardo Nahoum, 1997;
  • Italian Prog


Este artigo "Libra (grupo musical)" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Libra (grupo musical).