Lista de lugares de El Chavo del Ocho

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki


Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.

Esta página cita cenários que aparecem na série Chaves.

Lugares[editar]

Casas do primeiro pátio:

  • nº 72 - Seu Madruga mora lá com sua filha Chiquinha. Dona Neves já morou no 72, durante a ausência do Seu Madruga.
  • nº 23 - Glória e sua sobrinha Paty moram nesta casa. No episódio "As Bombinhas", Chaves entra nesta casa, e aparentemente, ninguém mora nela.
  • nº 24 - Glória e sua sobrinha Paty moraram lá em 1978, Jaiminho morou lá nos anos 80, com isso, Glória e Paty se mudam para o segundo pátio.
  • nº 71 - Dona Clotilde mora nesta casa. Já morou com seu cachorrinho Satanás.
  • nº 14 - Dona Florinda mora nesta casa com o seu filho Quico. Previamente, ela morou lá com seu marido Frederico. Pertenceu ao Seu Madruga no episódio "O Homem da Roupa Velha".

Casas desconhecidas:

  • nº 8 - Chaves (provavelmente se localiza em um terceiro pátio na vila)
  • nº 78 - Rosa
  • Família Gonçalves.
  • Família Martinez.

Segundo Pátio:

  • nº 44 - Malicha (Nunca foi vista)
  • Casa desocupada - Onde Seu Madruga se esconde do Senhor Barriga
  • Casa de Paty e Glória - É desconhecido seu número, mas acredita-se que seja a casa da escada, como era quando elas moravam no primeiro pátio. As duas se mudam para o segundo e sua antiga casa é ocupada por Jaiminho.

Dentro da Vila[editar]

  • Primeiro pátio: O primeiro pátio da vila é o centro e o local principal onde se passam as histórias de Chaves. Quase sempre uma história na vila inicia-se neste pátio. É muito raro este pátio da vila não aparecer (ele só não aparece em alguns episódios da escolinha do Professor Girafales, do restaurante da Dona Florinda e da viagem a Guarujá/Acapulco, cuja história inteira passa-se nestes referidos locais). O primeiro pátio da vila é composto por cinco apartamentos: O 14, onde reside Dona Florinda, e seu filho Quico, o 71 onde reside a Dona Clotilde, e o 72, onde residem Seu Madruga e Chiquinha (inicialmente residiram no 14). A partir de 1979, Dona Neves reside ao 72. Existem também mais dois apartamentos no primeiro pátio: O 23, que já foi residido por Dona Edwiges (a louca da escada), Paty com Glória e Jaiminho e o 24, localizado no lado direito da portaria da vila, já residido pela porteira da vila. Nas sketches de 1972, o pátio é um tanto diferente em relação as temporadas posteriores, em Remédio Duro de Engolir, o primeiro pátio é maior, o apartamento da escada é bem maior, e há três tanques ao invés de dois, além disso, as cores são bem mais fortes. Além disso, o número das casas muda constantemente, o apartamento 71 (de Dona Clotilde) é 5 ou 81 em algumas sketches, o 72 (de Seu Madruga e Chiquinha) já foi o 4 e também o 5 e o 14 (de Dona Florinda e Quico) já foi 24, 42[1] e 81[2].
  • Segundo pátio: Outro pátio da vila do Chaves, que aparece somente em alguns episódios, como "O Vale de Um Milhão de Cruzeiros", "A Fonte dos Desejos", etc. O segundo pátio pode ser acessado atravessando um corredor existente entre as casas de Dona Clotilde e Seu Madruga. Nesse pátio, nenhum personagem principal mora lá, mas é um local onde as crianças frequentemente brincam, devido ao seu chafariz, que atrai os moradores para lá. É também o principal esconderijo do Seu Madruga para não pagar o aluguel. Inicialmente não se conhece ninguém que more nos apartamentos deste pátio (com exceção de Malicha, uma personagem que substituiu Chiquinha em poucos episódios), porém no desenho e na versão de 1987 do Programa Chespirito, com Patty Strevel, Paty e Glória também passam a morar lá, residindo no apartamento da escada do segundo pátio, já que no da escada do primeiro, reside Jaiminho. Aparece pela primeira vez na segunda parte de Madruguinha, o cãozinho do Quico, de 1974. Em alguns episódios, dá a entender que Pópis também se mudou para o segundo pátio, já que quando aparece costuma sair de lá, e não da entrada da vila.
    • Casa desocupada: Esta casa aparece no episódio Os Refrescos do Chaves, de 1974, onde Seu Madruga se esconde dentro dela para fugir do Senhor Barriga. Ela tem paredes brancas e vários jornais espalhados pelo chão.
  • Casa de Seu Madruga e Chiquinha: A casa de Seu Madruga e Chiquinha é a de número 72. Aparece em alguns episódios, tais como: A catapora de Chiquinha, Animais Proibidos, O filme de Terror e O despejo do Seu Madruga. Nas temporadas de 1975 em diante, tem paredes verdes, dois sofás, um armário em frente à mesa, uma mesa, e nas paredes, há pôsteres de times mexicanos, e um quadro da Chiquinha exposto na parede. Há também duas portas: Uma delas, dá para o quarto de Chiquinha (às vezes é o banheiro da casa, como Seu Madruga diz no episódio O disco voador), e a dos fundos, dá acesso para a cozinha. Aparece pela primeira vez em O Surto de Catapora, de 1973.
    • Quarto da Chiquinha: Outro cenário da série, que aparece em apenas dois episódios: A catapora da Chiquinha, e A Galinha da vizinha é mais gorda do que a minha. O quarto de Chiquinha tem paredes amarelas e uma cama de casal.
    • Cozinha de Seu Madruga: Cenário que apareceu apenas no episódio Os Espíritos Zombeteiros, em ambas as versões de 1974 e 1977. Na segunda parte do episódio, Quico se esconde lá. Seu acesso é a porta dos fundos no interior da casa de Seu Madruga e Chiquinha. Na casa de Dona Florinda, a cozinha também é a porta dos fundos no interior da casa.
  • Casa de Dona Florinda e Quico: Casa onde reside Dona Florinda, e seu filho, Quico. É a casa de número 14. Faz algumas aparições como nos episódios: Aniversário do Quico, Quico doente, Um astro cai na vila, A Sociedade e O julgamento de Chaves. A casa tem paredes azuis claras, três sofás, ao contrário da casa de Seu Madruga e Chiquinha que tem dois, também há uma geladeira na sala, e uma mesa, que ficam ao lado da sala. A casa também tem quarto, e cozinha. O quarto que aparece no episódio O despejo do Seu Madruga, é o de uma outra casa, pois no livro "Diário do Chaves", é dito que Dona Florinda foi morar na vila, depois da morte do seu marido. Aparece pela primeira vez em Natal na Casa da Dona Florinda e Quico, de 1973.
  • Casa de Dona Clotilde: No seriado, já foram mostradas duas, mas uma é verdadeira e a outra é apenas imaginada por Chaves, Chiquinha e Quico.
    • Casa imaginada: Aparece no episódio A Casa da Bruxa. Chaves, Chiquinha, e Quico imaginam que estão entrando na casa. A casa imaginada pelas crianças tem aspecto mal-assombrado, um degrau que dá acesso ao salão subterrâneo, onde a bruxa (imaginada) trabalha. Ela foi mostrada, diferente em remakes de 1981 e 1985.
    • Casa verdadeira: Aparece no episódio inédito Os Espíritos Zombeteiros - Versão 3 (Chespirito/Clube do Chaves), tem paredes amarelas, embora que na série clássica, aparente ser azuis, tem o tamanho da casa de Seu Madruga e um degrau.
      • Cozinha de Dona Clotilde: É um cenário feito por uma rápida visão de um fogão e uma vassoura que são os únicos móveis vistos. Quando toda a confusão termina, Chaves abre a porta da cozinha e Chiquinha estava desmaiada.
  • Casa de Jaiminho: Aparece somente em episódios gravados nos anos 80. A casa de Jaiminho é situada no alto da escada, que já foi ocupada por Paty e Glória e Dona Edwiges. No desenho, ganhou uma nova versão. No Clube do Chaves, a casa foi exibida nos episódios Tirando a sorte grande e Enfermeiros trapalhões, e também foi exibida no episódio Todo Queda En Familia, nas versões de 1982 e 1988. É o episódio do Programa Chespirito em que Chapolin aparece na vila. Na sketch Remédio Duro de Engolir, de 1972, o apartamento tem quase o dobro do tamanho de suas versões posteriores. Nos episódios dos anos 70, o interior da casa nunca é mostrado. No desenho, ele também é mostrado. Com a ocupação de Jaiminho, Glória e Paty vão morar no apartamento da escada do segundo pátio (provavelmente a razão pela qual não aparecem muito nos episódios).

Fora da Vila[editar]

Ficheiro:Escola do Professor Girafales.jpg
Escola do Professor Girafales.
  • Escolinha do Professor Girafales: Não se sabe exatamente em qual rua ela fica, mas comunente aparece em vários episódios. A escolinha é composta pela sala de aula, onde trabalha o Professor Girafales e aparece em todos os episódios da escolinha, e onde ocorre as confusões. A sala de aula varia com os anos, em 1974, é branca e bem maior que nos episódios posteriores, de 1975 a 1976 e de 1980 a 1985, é verde azulado, entre 1978 e 1979 e de 1986 a 1987, a sala é amarela e, em alguns episódios, é branca. De 1988 a 1992, à sala é verde. Existe também um parquinho na escola, que aparece raramente, e só tem um escorregador como brinquedo. O parquinho aparece em poucos episódios, tais como: Seu Madruga Professor e Uma Aula de Canto. No programa Chespirito (E na última temporada de Chaves em 1979), o parquinho sumiu e deu lugar a um pátio com uma fonte e um portão, onde era possível ver a rua da frente. Em 1981, o cenário muda, a fonte sai e ganha bancos e plantas. Aparece na segunda versão de O aniversário do Seu Madruga, daí por diante, só é mostrado em 1985, no episódio Jaiminho resolve estudar, com lugar mais simples com só um banco e um muro cheio de plantas. No desenho, ela ganhou uma nova versão: Ela está situada numa avenida, seu pátio é maior e a sala passou a ter paredes azuis. Na série clássica, aparece pela primeira vez em O Festival da Burrice, de 1974.
  • Restaurante: O restaurante de Dona Florinda, aparece também ocasionalmente, e somente nos episódios de 1979. O restaurante tem como sua primeira aparição no episódio Os Penetras, neste episódio após Chaves e Chiquinha destruírem a festa que a Dona Florinda e a Dona Clotilde fizeram para o Professor, eles vão comer no restaurante. O restaurante, que possuía um atendimento péssimo e estava a venda, é comprado por Dona Florinda. Tem também uma cozinha, que já foi mostrada em alguns episódios da série. O restaurante possui apenas um banheiro, para homens e mulheres, que nunca foi mostrado. No programa Chespirito, o restaurante varia de cor entre azul e bege. Todas as mesas do restaurante possuem cores brancas. No desenho, o restaurante também está situado numa avenida, possivelmente na mesma onde fica a escola. A última aparição do restaurante na série foi em 1990.
  • Rua da vila: Aparece em algumas ocasiões, como no episódio "Epidemia de Gripe", quando Chaves vai lavar o carro do Senhor Barriga, ou no episódio "O Show de Ioiôs", quando Seu Madruga contrata profissionais de ioiô, ou quando Chaves resolve vender refrescos. É nessa rua que é situado o parque de diversões que aparece em dois episódios e é um beco bem pequeno. Aparece pela primeira vez em O Festival da Boa Vizinhança - Parte 2, de 1973, com uma aparência diferente da conhecida. Na versão do desenho animado, ela é maior e mais movimentada por carros, e pode-se ver também outros trechos de rua por perto dela, como o que leva ao parquinho.
  • Cabeleireiro: Não se sabe onde fica exatamente, mas é o local onde Seu Madruga está trabalhando temporariamente. Aparece somente no episódio Seu Madruga Cabeleireiro, em ambas as versões de 1973 e 1976.
  • Parque de Diversões: Outro local do seriado que fez uma única aparição. Está situado na rua em frente a vila. O parque conta com algumas atrações como: Tiro ao Alvo, acerte o sino, Carrossel, Arco e Flecha, entre outras. No desenho, ganhou uma nova versão, sendo localizado pouco longe da vila e contendo ainda novas atrações, como o Túnel do Amor e Montanhas Russas.
  • Parquinho: Diferente do Parque de Diversões, o Parquinho é um trecho movimentado que fica situado perto da vila. Ele aparece no episódio "Seu Madruga Fotógrafo", quando ele tenta fotografar Godines. Tem algumas árvores, um escorregador e alguns carrinhos ambulantes. No desenho animado, ele é praticamente enorme e aparece em vários episódios, tendo campos verdes e tem mais árvores.
  • Cinema: Aparece apenas no episódio Vamos ao Cinema?, de 1979. Também não se sabe onde exatamente fica.
  • Casa do Senhor Barriga e Nhonho: Aparece no episódio Os hóspedes do Senhor Barriga, de 1979, dividido em quatro partes. Senhor Barriga vai finalmente reformar a vila, e pede para que Dona Florinda, Dona Clotilde e Dona Neves hospedem em sua casa. A casa é realmente grande, tem vários cômodos, mas são mostrados apenas a sala da casa, e o quarto do Nhonho. Não se sabe exatamente onde fica, mas só se sabe o endereço: Ela fica na Rua dos Cachalotes, na vila dos Elefantes. E se perceberem, a casa do Seu Barriga tem exatamente o formato da vila e o quarto de Dona Florinda e Dona Neves ficam no mesmo lugar onde elas moram na vila.
    • Quarto do Nhonho: É o quarto onde Nhonho dorme. É composto por uma beliche, um armário ao lado dele, e cheio de brinquedos. Pelo que se faz entender, é localizado no piso superior da casa onde moram.
  • Terreno baldio: Apareceu apenas num episódio chamado O Futebol Americano, onde Seu Madruga tenta ensinar as crianças a jogar o esporte. A entrada dele é secreta: é feita por uma tábua de madeira que precisa ser levantada para passar (igual aos portões de garagem). No desenho, ganhou nova versão, tendo muros mais baixos (uma vez em que na série os muros são bem altos), além da história se passar durante o dia, enquanto na série, parece se passar á noite. Se diz que se localiza na esquina perto da vila.
  • Acapulco
Ver artigo principal: Acapulco

Os episódios de Acapulco foram gravados em 1977, no Hotel Acapulco Continental (atual Hotel Acapulco Emporio) e em algumas partes da cidade e da praia de Acapulco.[3][4] Em uma das dublagens, o local é chamado erroneamente de Guarujá.[5]

Referências

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).


Este artigo "Lista de lugares de El Chavo del Ocho" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Lista de lugares de El Chavo del Ocho.