Luciano Magno

Da wiki EverybodyWiki Bios & Wiki
Ir para: navegação, pesquisa


Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde janeiro de 2016).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Outubro de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o guitarrista. Para o pesquisador que utiliza o pseudônimo Luciano Magno, veja Lucio Muruci.

Luciano Magno (nascido em Paulo Afonso, Bahia) é um guitarrista brasileiro, radicado na cidade do Recife.

Luciano Magno é guitarrista, compositor, cantor, arranjador e produtor musical.

Magno é um virtuose da guitarra e um dos novos nomes da música instrumental brasileira.

Sua música traz uma representatividade marcante para a guitarra brasileira, transitando com muita fluência no universo do frevo, do samba, da bossa, do choro e do baião.

Nasceu em Paulo Afonso – BA e é filho de pernambucanos.

Sua carreira musical começou no Recife nos anos 90 e lançou seu primeiro álbum instrumental (Liberdade) em 2000, pela gravadora Polydisc com a distribuição da Sony. O álbum que conta com a participação de nomes como Naná Vasconcelos, Dominguinhos e Heraldo do Monte, lhe rendeu várias críticas positivas e menções em diversas revistas do gênero. Luciano Magno se apresentou no Festival de Montreux, no mesmo ano, apresentando o repertório do álbum Liberdade, com uma banda que contava com a participação do saxofonista Spok.

Em sua carreira instrumental, lançou os seguintes discos:

Liberdade – 2000

Sotaque – 2003 (em duo com o pianista Fábio Valois)

Engasga Gato (2005) (com o Trio Sotaque)

DVD Trio Sotaque (2006) Viva Dominguinhos (2009) (Em duo com o violonista Sandro Haick)

Trajetória Instrumental (2012) Guitarra no Frevo - Livro Instrucional (2013)

Estrada do Tempo (2014/2015)

Luciano Magno tem uma vasta experiência internacional com várias passagens por países como: Portugal, Espanha, França, Alemanha, Suíça, Áustria, Holanda, Bélgica, Dinamarca, Itália, Macedônia, Inglaterra, EUA, Chile e Argentina.

Em 2011, Luciano Magno foi o grande vencedor do Festival de Música Carnavalesca do Recife, ganhando o melhor arranjo do festival e o primeiro lugar na categoria frevo de rua (instrumental), com o seu frevo “Pisando em Brasa”.

No mesmo ano, recebe uma composição do Roberto Menescal em sua homenagem, o “Samba Magno”, que estará no repertório do próximo disco do Luciano, com a participação do Menescal. Em março de 2012, Luciano Magno recebe, por unanimidade, o Título de Cidadão de Pernambuco em sessão solene na Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco. A comenda representa o compromisso de Luciano na difusão da cultura pernambucana no Brasil e no mundo.

Luciano Magno participou da abertura do Carnaval do Recife 2013 em um duo com o Armandinho Macedo, acompanhados da Spok Frevo Orquestra. Na abertura  do Carnaval do Recife 2014, fez dueto com o maestro Forró. Em 2013, Luciano Magno recebe o Troféu Acinpe (Prêmio da Música de Pernambuco), como o melhor álbum instrumental pelo voto dos críticos, com o disco Trajetória Instrumental.

Lança em 2013 em parceria com a Editora DPX de São Paulo, o primeiro método de Frevo para guitarra do Brasil (Luciano Magno – “Guitarra no Frevo”).

O artista é patrocinado pelas marcas: Condor Guitars, Santo Ângelo, NIG Strings, Meteoro Amplificadores, Lost Dog Palhetas e Fire Custom Shop.

Fonte: Pesquisa no site do artista (2014).

Ícone de esboço Este sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Este artigo "Luciano Magno" é da wikipedia