Welcome to EverybodyWiki ! Nuvola apps kgpg.png Sign in or create an account to improve, watchlist or create an article like a company page or a bio (yours ?)...

Luis Alexandre Franco Gonçales

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luis Alexandre Franco Gonçales
 Edit this InfoBox
Nome completo Luis Alexandre Franco Gonçales
Nascimento 02 de junho de 1965 (55 anos)
 Rio de Janeiro
Morte
Nacionalidade brasileira
Alma mater
Ocupação arqueólogo, espeleólogo, teólogo, ambientalista, escritor, editor, jornalista, contista, teatrólogo, cenógrafo, técnico em informática
Instituições F.B.C.N / Ibama
Rio de Janeiro
Brasil
Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Luis Alexandre Franco Gonçales(Rio de Janeiro, 2 de junho de 1965) é um arqueólogo[1][2], pesquisador de espeleologia, ambientalista, teólogo, editor e escritor brasileiro,[3][4][5][6][7] autor de mais de 10 livros na área de história e arqueologia, tendo ênfase em arqueologia histórica. É bacharel em teologia.[3][4][5][6][7]

Pesquisador e grande conhecedor do Parque Nacional da Tijuca[8], trabalhou no Centro Técnico de Arqueologia da Fundação Brasileira para a Conservação da Natureza por dez anos (F.B.C.N)[9] (1980 a 1990),[10], esta era chefiada pelo "Prof. Arqueólogo Carlos Manes Bandeira" e outros assistentes, como o "Prof. Egiptólogo Nilson Jose da Silva Souza" e o "Prof. Biólogo Sérgio Barboza Gonçalves", foi responsável pela seção de restauração[11] de louça em 1982, pesquisa de campo de 1983 a 1990, peças metálicas e espeleologia em 1986, sendo ainda diretor de patrimônio de 1985 a 1987 e membro do conselho deliberativo de 1988 a 1990.

Em seu livro Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos, - Claudio Prado de Mello cita no prefácio da seguinte maneira: “Luis Alexandre Franco Gonçales, amigo de longa data é um pesquisador de espírito indomável e alma inquieta. Sua dedicação ao passado evoca o lado aventureiro e exploratório dos homens do século XIX e sua dedicação a se embrenhar continuamente por florestas e paisagens inusitadas buscando vestígios do passado tem contribuído muito para a documentação e conhecimento das ruínas arqueológicas e históricas do Rio de Janeiro e outras localidades.
 
Arqueólogo Claudio Prado de Mello.

Realizações[editar]

Trabalhou em dezenas de projetos de pesquisa e no restauro de peças, com destaque maior para a pesquisa de campo, onde fazia a localização de ruínas de antigas fazendas e depósitos de café (sítios históricos)[12] em meio à mata fechada, tendo um senso aguçado que lhe ajudou a realizar várias descobertas, sendo especialista em descoberta de ruínas em meio à mata fechada e localização de subterrâneos em centros urbanos, tendo trabalhado em mais de noventa sítios arqueológicos diferentes.

Aficionado por fotografia organizou um acervo bastante representativo de imagens da região. Tem ainda inúmeros trabalhos realizados em defesa do Meio Ambiente e do patrimônio histórico do Rio de Janeiro. Participou como membro da F.B.C.N na 2º Conferência Brasileira de Proteção a Natureza onde apresentou como co-autor o trabalho de Conservação e Proteção em Parques Nacionais em 1984.[13]

Fundou em 1984 junto com outros amigos a AEHG-RJ, Associação de Estudos Históricos e Geográficos do Rio de Janeiro. Esta tinha por objetivo levar o conhecimento que tinham sobre a geografia e história do Rio de Janeiro, a pessoas interessadas em conhecer mais profundamente o assunto.

Fez vários cursos de especialização em estudos históricos sobre o Rio Antigo, arqueologia, montanhismo e extensão em arqueologia. Possuidor de uma grande biblioteca em sua residência onde através de pesquisas cede as mesmas para amigos que o procuram em busca de informações sobre arqueologia, espeleologia, Rio Antigo, História do Brasil e História Geral da Humanidade.

Nos últimos anos tem escrito vários livros mostrando os seus trabalhos de pesquisa, tanto de campo como em viagens que fez a algumas cidades do Rio de Janeiro, tendo atuando ainda em Minas Gerais, Pernambuco e Mato Grosso do Sul.

Em 2013, lançou o livro "Parque Nacional da Tijuca - construções e ruínas históricas, o primeiro de seus livros já lançados no país.[5] Ainda hoje esta em atividade, procurando registrar alguma nova ruína localizada em suas buscas dentro do Parque Nacional da Tijuca, Parque Estadual da Pedra Branca e outros locais do Rio de Janeiro.[4][3][14]

Um dos últimos trabalhos em 2019, foi uma entrevista que deu sobre a possível vinda dos Fenícios para o Brasil, onde teriam esculpido inscrições na Pedra da Gávea - RJ. Entrevista feita por Daniel Curi[15], para o canal Altas Histórias patrocinado pela Fundação Cesgranrio.[16]

Sua contribuição ao meio científico atual é mais de 50 artigos publicados.

Mantem hoje em dia uma banca de jornal no centro do Rio de Janeiro, com inúmeros livros de vários autores com informações sobre o Rio Antigo e História em Geral.[17]

Coordenadas geográficas no Rio de Janeiro[editar]

Luis Alexandre Franco Gonçales, no subterrâneo do Batalhão Villagran Cabrita, Santa Cruz, RJ - 1980
Ruína Coordenadas
Fortim dos Três Rios 22°55'27.5"S 43°17'29.3"W
Fortim da Balilônia 22°55'10.5"S 43°13'42.5"W
Fortim do Salgueiro 22°55'40.2"S 43°13'25.6"W
Forte do Campinho 22°53'48.3"S 43°15'35.5"W
Fortim Visconde de Asseca 22°53'39.0"S 43°21'03.3"W
Fortim Caetano Madeira 22°53'48.3"S 43°15'35.5"W
Fortim do Caricó 22°51'34.6"S 43°18'20.1"W
Fortim de Irajá 22°50'49.0"S 43°19'18.8"W

Ficheiro:Ruina de Vila Rica no bairro do Grajaú, Rio de Janeiro.ogv

Obras[editar]

Pesquisas de Ruínas

  • Ruína de Vila Rica - Grajaú - RJ[7]
  • Ruína Sorimã - Barra da Tijuca - RJ[4][3][14]

Trabalhos Publicados

  • Conservação e Proteção em Parques Nacionais – Apresentado na 2º Conferência Brasileira de Proteção a Natureza - PRONATURA - 16/07/1984[6]
  • CDS-ROM, enviados à pesquisadores e adquirido pela University of New Mexico em dezembro de 2001, para estudo sobre o Rio Antigo
  • CD-ROM "500 Fotos do Rio Antigo" / 2001
  • CD-ROM "Viagem pitoresca e histórica ao Brasil" / 2001
  • PDF e eBooks, gratuitos e com temas variados / 2001 a 2019[18]
Na Ruína de Vila Rica, Grajaú - RJ
Autografando seu 1º livro na editora EDITAL em Campo Grande - RJ

Concursos

  • 2014 Past Preservers - concurso internacional de fotos, participou com foto do interior do Palacio do Catete - Catete Presidential Palace, Rio de Janeiro, Brazil. 18 de novembro de 2014 - By Luis Alexandre Franco Gonçales[19]
  • 2018 Past Preservers - concurso internacional de fotos, participou com foto da Pedra da Gávea - Stone Gávea, "Possibilities of Inscriptions Phoenicians"[20] Rio de Janeiro, Brazil. 05 de novembro de 2018 - By Luis Alexandre Franco Gonçales[21]

Livros

  • 2013 - Parque Nacional da Tijuca - construções e ruínas históricas
  • 2014 - A Lenda dos Fenícios na Pedra da Gávea
  • 2014 - Tutankamon - os tesouros de sua tumba
  • 2015 - Parque Estadual da Pedra Branca – construções e ruínas históricas
  • 2016 - A Expedição Fawcett em busca da cidade perdida de Z
  • 2016 - Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos - um passado resgatado das águas
  • 2016 - O Reflorestamento da Floresta da Tijuca e a Lenda do tesouro do Major Archer
  • 2016 - Crime no Arsenal de Guerra - O Assassinato do Marechal Bittencourt em 1897
  • 2016 - Jívaro - Caçadores de cabeças
  • 2017 - A Arca de Noé e o Monte Ararat - revisitando o Gênesis
  • 2020 - Capitão Pedro José Rufino e Bela Vista na Guerra da Tríplice Aliança

“ Eis que chego às margens do rio Aqueronte, um lugar sombrio, onde perambulam as almas dos infortúnios que não tiveram um misero amigo ou por destino morreram sem um enterro, onde ninguém pode lhe deixar uma moeda para que pudesse pagar sua travessia para Caronte.

Caronte é um velho barbudo que adora dinheiro, eu tenho que guardar com cuidado meu dinheiro, pois o safado pode querer tentar pegar tudo de uma só vez, mas nada que uma boa mordida em seu tornozelo não resolva. Tenho uma missão a cumprir, é em seu barco que deverei atravessar o rio Aqueronte, escolher meu lugar no mundo dos mortos, conversar com Cérbero para ele autorizar minha saída do mundo dos mortos, o que com certeza ele ira autorizar, pois falamos a mesma língua e voltar ao mundo dos vivos já em minha forma invisível, para cumprir minha missão.

Para isto fui enterrado com várias moedas para poder ir e voltar quantas vezes for necessário, voltar ao mundo dos vivos e atormentar aquele que ousou destruir a vida de minha “Dona”, ele não sabe o que o espera, eu presenciei todo o sofrimento o qual ela passou, e isto não vai sair barato para ele. Eu irei atormenta-lo, todos os dias, ele não aguentara escutar os meus latidos..? Sim, eu fui incumbido desta missão. ”

— Luis Alexandre Franco Gonçales, Meu encontro com Caronte, 2017

Edição de Livros

  • 2016 - Vítimas da Inquisição - Autor: Ronaldo Morais[22]

Contos

  • 2017 - Meu encontro com Caronte
  • 2018 - O Zumbi do Vale das Almas
  • 2019 - O Pé Grande da Floresta da Tijuca

Teatro

  • 2020 - Tragicomédia: Passageiros...[a ser lançado no primeiro trimestre de 2020].

Videos

  • 2016 - YouTube: Ruína da Fabrica de Anil do Cardoso - Publicado em 13 de janeiro de 2016[7]
  • 2019 - YouTube: Centro Cultural Cesgranrio - Série Altas Histórias - Publicado em 22 de julho de 2019 - Os Mistérios da Pedra da Gávea #pedradagavea[16]

Ver também[editar]

  • Jornalismo científico
  • Interesse arqueológico sobre a Pedra da Gávea
  • Teoria da presença de fenícios no Brasil
  • História pré-cabralina do Brasil

Referências

  1. «Luis Alexandre Franco Gonçales - Citações do Google Acadêmico». scholar.google.com. Consultado em 26 de janeiro de 2020 
  2. Gonçales, Luis Alexandre Franco. «UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ CURSO: LETRAS -INGLÊS DISCIPLINA; ASPECTOS ANTROPOLÓGICOS E SOCIOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO PROFESSOR(A) TUTOR(A): JOANA DARC VENANCIO TÍTULO Floresta da Tijuca: pedagogia do meio ambiente». Floresta da Tijuca: pedagogia do meio ambiente (em English) 
  3. 3,0 3,1 3,2 3,3 Meio Ambiente - UERJ - 20/10/2016
  4. 4,0 4,1 4,2 4,3 https://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:vjs7O8MuUY8J:https://oglobo.globo.com/rio/bairros/vestigios-arqueologicos-revelam-uma-barra-do-periodo-colonial-20314833+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br&lr=lang_en%7Clang_es%7Clang_fr%7Clang_pt&client=opera
  5. 5,0 5,1 5,2 [https://oglobo.globo.com/rio/bairros/a-mao-do-homem-no-parque-nacional-da-tijuca-9789698
  6. 6,0 6,1 6,2 Conservação e proteção em Parques Nacionais - 16/07/1984
  7. 7,0 7,1 7,2 7,3 Ruína da Fabrica de Anil do Cardoso, consultado em 3 de setembro de 2019 
  8. «Parque Nacional da Tijuca». Consultado em 22 de dezembro de 2019 
  9. Fundação Brasileira para a Conservação da Natureza. FBCN informativo. [S.l.]: Fundação Brasileira para a Conservação da Natureza. OCLC 26462327 
  10. Arqueologia Histórica do Parque Nacional da Tijuca - 1997
  11. «UFPE» (PDF). Consultado em 22 de dezembro de 2019 
  12. «Arqueologia e Pré-História». Consultado em 22 de dezembro de 2019 
  13. Conservação e proteção em Parques Nacionais - 16/07/1984
  14. 14,0 14,1 http://condominioviaprivilege.com.br/web/?p=436
  15. Curi, Daniel (18 de dezembro de 2019). «Daniel Curi - Entrevistador». Consultado em 18 de dezembro de 2019 
  16. 16,0 16,1 Os Mistérios da Pedra da Gávea - Centro Cultural Cesgranrio
  17. «Banca de jornal com livros sobre o Rio Antigo, no Centro do Rio de Janeiro.». 10 de julho de 2018. Consultado em 29 de janeiro de 2020 
  18. https://independent.academia.edu/LGon%C3%A7ales
  19. «Past Preservers». www.facebook.com. Consultado em 3 de setembro de 2019 
  20. Ramos, Bernardo de Azevedo da Silva (1930). Tradiçoes da America Pré-Histórica, Especialmente do Brasil Vol. I. [S.l.]: Imprensa Nacional 
  21. «Past Preservers». www.facebook.com. Consultado em 3 de setembro de 2019 
  22. Morais, Ronaldo Carneiro de (2016). Vítimas da Inquisição. Rio de Janeiro: Luis Alexandre Franco Gonçales. 116 páginas 

Ligações externas[editar]


  • Portal da arqueologia
  • Portal do teatro
  • Portal da história
  • Portal do Patrimônio Histórico
  • Portal do jornalismo
  • Portal da imprensa



Outros artigos do tema Teatro : Coreógrafos, Teatro de bonecos, Teatros de Portugal, Ópera, Teatro da França, Teatros, Teatro por país

Outros artigos do tema História : Diogo Barbosa do Rego, Costa e Silva, 2014, Cronologias da história do Brasil, João Figueiredo, Ernesto Geisel, Estados imperiais extintos

Outros artigos do tema Jornalismo : Adriano Campanhole, Camilo Rocha, Ricardo Alcantara, Evê Sobral, Allan Menengoti, Allan dos Santos, Luiz Carlos Alborghetti

Outros artigos do tema Imprensa : Categoria:Jornais do Rio de Janeiro, Lei de Imprensa, Jornais do Rio de Janeiro, Jornais por país, Agências de notícias, Jornais do Brasil, Jornais de São Paulo


Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).



Compte Twitter EverybodyWiki Follow us on https://twitter.com/EverybodyWiki !