Magali Mendes de Menezes

Da wiki EverybodyWiki Bios & Wiki
Ir para: navegação, pesquisa

Magali Mendes de Menezes é uma filósofa brasileira dedicada à pesquisa sobre Ética, Alteridade, Feminismo, Interculturalismo e Economia solidária. Graduou-se em Filosofia em 1988 pela Faculdade de Filosofia Nossa Senhora da Imaculada Conceição - FAFIMC. Concluiu o mestrado em filosofia em 1994 na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul-PUCRS, com a dissertação "As diferentes figuras do feminino na obra de Emmanuel Lévinas", tendo como orientador o Dr. Pergentino Pivatto. Doutorou-se em Filosofia no ano de 2005 pela PUCRS, com a tese "O Dizer: um ensaio desde Emmanuel Lévinas e Jacques Derrida sobre a linguagem estrangeira do corpo, da palavra e da subjetividade", orientada pelo Dr. Ricardo Timm de Souza, tendo cursado o ano de 2004 do doutorado na Université de Toulouse Le Mirail (França). Organizou o livro Anais do II Congresso Brasileiro de Filosofia da Libertação: Historicidade e sentidos da libertação hoje (2014) e escreveu As mulheres e a Filosofia (2002) e Amor em Transeto (2002). Também tem uma ampla produção acadêmica em livros, revistas, periódicos e anais de congressos no Brasil e no exterior. É professora adjunta III da Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS,[1][2] professora e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFRGS, presidenta da Associação Sul Americana de Filosofia e Teologia Interculturais-ASAFTI e sócia-fundadora do Centro de Estudos Brasileiros sobre Emmanuel Lévinas-CEBEL.[3][4]

Formação Acadêmica[editar | editar código-fonte]

Graduação em Filosofia, 1984–1988, Faculdade de Filosofia Nossa Senhora da Imaculada Conceição-FAFIMC; Mestrado em Filosofia, 1990–1994, Universidade Católica do Rio Grande do Sul-PUCRS; Doutorado em Filosofia, 2001-2005, Universidade Católica do Rio Grande do Sul-PUCRS.[4]

Histórico Profissional[editar | editar código-fonte]

Professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS, Porto Alegre desde 2011[2]; Professora da Universidade Feevale, Novo Hamburgo (2001-2011)[1]; Professora assistente da Universidade La Salle, Canoas (1998 - 2005); Professora substituta da Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS, Porto Alegre (1999-2000)[2][4]

Contribuições filosóficas[editar | editar código-fonte]

No artigo "O Pensamento de Emmanuel Lévinas: uma filosofia aberta ao feminino",[5] Mendez traz a compreensão de que forma o conceito do feminino surge no pensamento de Lévinas, e se assume diante do masculino, da subjetividade e do pensamento sobre a ética. A questão abordada decorre de uma nova visão para o feminino, historicamente associado a sentidos pejorativos, como sensibilidade, passividade, etc. Essa nova visão diz respeito a multiplicidade que o femino traz pra o sujeito, o "eu".

Nas palavras da autora: "Por vezes, o feminino aparece como metáfora da morada, da subjetividade e, em outros momentos, como encarnado na figura da mulher. [...] Isso nos conduz a compreender que, nesse momento, o feminino está além do contraponto com o masculino, trazendo à tona, na subjetividade, a própria multiplicidade. Ou seja, uma subjetividade que não nasce como diferença de sexos (pois a subjetividade, embora tenha um corpo, não é erótica), mas como diferença em si mesma. [...] O feminino, a partir de sua equivocidade, faz surgir uma multiplicidade no próprio sujeito. O encontro com o feminino provoca um desfalecimento do eu heróico e viril que busca incessantemente se impor diante do mundo e dos outros, para desse modo se manter o mesmo. Através de sua delicadeza, doçura, o feminino fratura o universo hostil e frio do Mesmo. O feminino, através do vestígio do corpo, se faz subjetividade maternal – corpo que encarna o sentido da ética. Mas o feminino também penetra a palavra fazendo da escrita acolhimento, lugar de passagem a todo errante, sem nome, sem lugar, estrangeiro. O texto é feminino por permitir que o Outro fale, expressão que deixa seus rastros em um texto que está sempre aberto. [5]

Obras Publicadas[editar | editar código-fonte]

Artigos[editar | editar código-fonte]

  1. MENEZES, M. M.; NUNES, Mirelle Barcos . Turismo de Base Comunitária: a reconstrução de identidades desde a experiência do encontro. REVISTA CENÁRIO, v. 5, p. 97-108, 2017.[6]
  2. MENEZES, M. M.; DORNELES, L. C. . Ética Intercultural: do conhecer ao reconhecer o Outro. EDUCACAO UNISINOS (ONLINE), v. 21, p. 366-373, 2017.[7]
  3. MENEZES, M. M.. Os encontros com o filósofo-educador: afetos do pensar. Revista Internazionale di Scienze, Filosofiche, Pedagogiche e Sociali, v. 19, p. 77-88, 2016.[8]
  4. BERGAMASCHI, M. A. ; PEREIRA, M. S. ; MENEZES, M. M. . Um olhar sobre o olhar indígena e suas Escol(h)as. Arquivos Analíticos de Políticas Educativas / Education Policy Analysis Archives, v. 23, p. 01-29, 2015.[9]
  5. DORNELES, L. C. ; SILVA ; MENEZES, M. M. . Esboço de uma antropologia filosófica americana. Educação e Realidade, v. 39, p. 1251-1257, 2014.[10]
  6. ZUCHETTI, D. ; MENEZES, M. M. ; MOURA, E. P. . A ARTESANIA DE UM FAZER: A PRÁTICA DO TRABALHO DE EDUCADORES. Revista Brasileira de Educação, v. 19, p. 967-985, 2014.[11]
  7. ZUCHETTI, D. ; MOURA, E. P. ; MENEZES, M. M. . A auto-organização política da Economia Popular Solidária no Brasil. Um novo exercício do político?. Otra Economía, v. 8, p. 03-10, 2014.
  8. ZUCHETTI, D. ; MOURA, E. P. ; MENEZES, M. M. . Práticas de Educação não escolar entre a precarização e a profissionalização. Trabalho & Educação (UFMG), v. 23, p. 87-100, 2014.[12]
  9. MENEZES, M. M.. Experiência: Veredas possíveis entre Guimarães Rosa, M. Blanchot e W. Benjamin. Letras de Hoje (Impresso), v. 48, p. 199-205, 2013.
  10. MOURA, E. P. G. ; ZUCCHETTI, D. T. ; MENEZES, M. M. . Auto organización política dela economia popular solidaria en brasil. Un nueno ejercicio de política?. Cayapa. Revista Venezolana de Economia Social, v. 13, p. 29-40, 2013.
  11. MENEZES, M. M.; MOURA, E. P. G. ; ZUCHETTI, D. . Economia Solidaria: uma experiencia intercultural. Economía, Sociedad y Territorio, v. 11, p. 1-17, 2011.
  12. MENEZES, M. M.. Nos interstícios da cultura: as contribuições da Filosofia Intercultural. Educação (PUCRS. Impresso), v. 34, p. 324-329, 2011.
  13. MENEZES, M. M.; MOURA, E. P. ; ZUCHETTI, D. . Cultura e Resistencia: a criação do popular e o popular como criação. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 92, p. 663-677, 2011.
  14. MENEZES, M. M.; MOURA, E. P. ; ZUCHETTI, D. . Hay espacio para economia solidaria en el ámbito de la educacion?. Diálogo (Canoas), v. 18, p. 37-51, 2011.
  15. MENEZES, M. M.. O feminismo e sua possibilidade de universalidade: sujeitos e lugares que se cruzar. Filosofia Unisinos, v. 14, p. 52-58, 2010.
  16. MENEZES, M. M.; MOURA, E. P. ; ZUCHETTI, D. . Experiencias sociais: o que é possível ver de onde estamos?. Textos & Contextos (Porto Alegre), v. 9, p. 37-46, 2010.
  17. MENEZES, M. M.; MICHEL, Cristiane . O tempo como invenção da vida: Reflexões em torno do pensamento de H. Bergson. Prâksis (FEEVALE), v. VII, p. 65-71, 2010.
  18. MENEZES, M. M.; MOURA, E. P. ; ZUCHETTI, D. . Projetos Socioeducativos. A naturalização da exclusão nos discursos de educadores.. Sociedade e Estado (UnB. Impresso), v. 25, p. 465-478, 2010.
  19. MENEZES, M. M.. A linguagem como espaço de acolhida: reflexão sobre o pensamento ético de Emmanuel Lévinas. Razão e Fé, v. 11, p. 05-16, 2009.
  20. MENEZES, M. M.. O pensamento de Emmanuel Lévinas: uma filosofia aberta ao feminino. Revista Estudos Feministas, v. 16, p. 13-33, 2008.
  21. MOURA, E. P. ; ZUCHETTI, D. ; MENEZES, M. M. . Hay espacio para la economia solidaria en el campo de la educación?. Cayapa. Revista Venezolana de Economia Social, v. 008, p. 16, 2008.
  22. MENEZES, M. M.; ZUCHETTI, D. . As cidades e seus (des)encontros: por uma educação que poetize a existência e teatralize a vida. Educação Unisinos, v. 11, p. 42-50, 2007.
  23. MENEZES, M. M.. A linguagem do dizer em um corpo que se apresenta como ético. Veritas (Porto Alegre), v. 52, p. 67-77, 2007.
  24. MENEZES, M. M.. É possível viver juntos? O encontro como reinvenção da vida. Ethica (Rio de Janeiro), v. 14, p. 65-74, 2007.
  25. MENEZES, M. M.. Derrida e Lévinas: a palavra que acolhe pode, ao mesmo tempo, ser também violenta?. Cadernos La Salle (Canoas), Canoas, v. 2, n.2, p. 141-148, 2006.
  26. MENEZES, M. M.. A Subjetividade: expressão de um corpo habitado pelo estrangeiro. Ethica (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, v. 12, n.1 e 2, p. 199-229, 2005.
  27. MENEZES, M. M.. A maternidade como expressão da subjetividade na obra de Emmanuel Lévinas. Perspectiva Filosófica, Recife, v. 1, n.nº 19, p. 169-195, 2003.
  28. MENEZES, M. M.. O Terceiro como Fundamento da Justiça. Filosofia Unisinos, Unisinos, v. 3, n.5, p. 191-199, 2002.
  29. MENEZES, M. M.. A mulher enquanto Outro na obra de Simone de Beauvoir. Diálogo (Canoas), Canoas, v. 2, p. 89-109, 2001.
  30. MENEZES, M. M.. Um panorama histórico do pensamento feminista na filosofia do século XX. Cadernos da FAFIMC, Viamão, p. 63-85, 1998.
  31. MENEZES, M. M.. O conceito de feminino em Emmanuel Lévinas e sua relação ética. Veritas (Porto Alegre), Porto Alegre, v. 37, p. 413-422, 1992.

Livros publicados/organizados ou edições[editar | editar código-fonte]

  1. MENEZES, M. M.; SILVA (Org.) . Anais do II Congresso Brasileiro de Filosofia da Libertaçao: historicidade e sentidos da Libertaçao hoje. 1. ed. Nova Petropolis: Nova Harmonia, 2014. v. 1. 438p .[13]
  2. MENEZES, M. M.. Amor em Transeto. 1. ed. Novo Hamburgo: FEEVALE, 2002. v. 1. 184p .[14]
  3. MENEZES, M. M.. As Mulheres e a Filosofia. 1. ed. São Leopoldo: UNISINOS, 2002. v. 1. 285p .[15]

Capítulos de livros publicados[editar | editar código-fonte]

  1. MENEZES, M. M.; COSTA, P. A. . O Reconhecimento seria suficiente para pensarmos os direitos humanos?. In: Ozanan Vicente Carrara. (Org.). A democracia em tempos de crise. 1ed.Passo Fundo: Saluz, 2017, v. 1, p. 59-78.
  2. MENEZES, M. M.; SILVA ; OLIVEIRA, E. ; SIDEKUN, A. ; MANCE, E. . A INTERCULTURALIDADE COMO PRÁXIS LIBERTADORA:OS SABERES INDIGENAS NA ESCOLA. In: PAULO CESAR CARBONARI, JOSE ANDRE DA COSTA E LUCAS MACHADO. (Org.). FILOSOFIA E LIBERTAÇÃO: HOMENAGEM AOS 80 ANOS DE ENRIQUE DUSSEL. 1ed.PASSO FUNDO: IFIBE, 2015, v. 1, p. 287-298.
  3. MENEZES, M. M.. A escola indigena: um espaço poetico entre o ser e estar. In: Raul Fornet-Betancourt. (Org.). Denktraditionen im dialog: studien zur befreiung und interkulturalitat. 40ed.Aachen: M Verlag Mainz, 2015, v. 40, p. 155-167.
  4. EGGERT, Edla ; MENEZES, M. M. . A filosofia feminista desde os olhares da filosofia intercultural: uma reflexão entre margens. In: Juliana Pacheco. (Org.). Mulher e Filosofia: as relações de gênero no pensamento filosofico. 1ed.Porto Alegre: Editora Fi, 2015, v. , p. 62-81.
  5. SILVA, R. D. ; PIASON, A. S. ; MENEZES, M. M. . O sujeito politico lébico-feminista: construções nas militâncias sociais no Sul do Brasil. In: Henrique Pereira. (Org.). Coming-out for LGBT Psychology in the corrent international scenario. 1ed.Lisboa, Portugal: University of Beira Interior, 2014, v. 1, p. 235-240.
  6. MENEZES, M. M.. O silêncio e sua forma. In: Elisangela R. Steinmetz, Patricia Silveira e Suzana Bins. (Org.). Estranhas ficções de tempo, morte e utopia. 1ed.Porto Alegre: Buqui, 2014, v. 1, p. 72-77.
  7. MENEZES, M. M.. A foto de uma cidade que se perde. In: Elisangela R. Steinmetz, Patricia Silveira e Suzana Bins. (Org.). Estranhas ficções de tempo, morte e utopia. 1ed.Porto Alegre: Buqui, 2014, v. 1, p. 78-83.
  8. MENEZES, M. M.. Experiências de leitura: veredas possíveis entre Guimarães Rosa, M. Blanchot e E. Levinas. In: Sandro Sayão. (Org.). Levinas: entre nós. 1ed.Recife: UFPE, 2014, v. 1, p. 239-247.
  9. MENEZES, M. M.. Interculturalidade. In: Sayão, Sandro e Pelizzoli, Marcelo. (Org.). Fragmentos Filosóficos:direitos humanos e cultura da paz. 1ed.Recife: UFPE, 2012, v. , p. 159-170.
  10. MENEZES, M. M.; NUNES, M. B. . Um olhar turistico sore a comunidade do bairro Restinga com vistas ao turismo de base comunitaria. In: Alice da Silva Costa et. al.. (Org.). Tendencias do turismo regional diante do novo perfil do consumidor: seleção dos melhores trabalhos apresentados no V Fórum Internacional de Turismo do Iguassu. 1ed.Foz do Iguaçu: Polo Iguassu Feiras & Eventos, 2012, v. 1, p. 61-83.
  11. MENEZES, M. M.; ROSA, G. R. . Apresentação. As Relações de gênero na Filosofia. 1ed.Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2012, v. , p. 11-15.
  12. MENEZES, M. M.; MOURA, E. P. G. ; ZUCHETTI, D. . Um ajuntamento de gente:o percurso e os percalços de um fórum municipal de economia solidária. In: ARAUJO, Margarete; RIBEIRO, Neusa. (Org.). Economia Solidária Experiências na extensão universitária. Novo Hamburgo: FEEVALE, 2011, v. , p. 123-140.
  13. MENEZES, M. M.. O ensino da Filosofia e suas questões marginais. In: NOVAES, Jose Luis Correa; AZEVEDO, Marco Antonio Oliveira de.. (Org.). A Filosofia e seu ensino: desafios emergentes. Porto Alegre: Sulina, 2010, v. , p. 201-210.
  14. MENEZES, M. M.; LOUREIRO, J. A. ; MELLO, M. N. . A incubação como uma tecnologia que se recicla. In: Zanin, Maria. (Org.). Economia Solidaria: tecnologias em reciclagem de residuos para geração de trabalho e renda. 1ed.Sao Carlos: Claraluz, 2009, v. , p. 197-199.
  15. MENEZES, M. M.. A trama do corpo e da palavra em um dizer que se faz feminino. In: SOUZA, Ricardo T.;FARIAS, André B.; FABRI, Marcelo. (Org.). Alteridade e Ética. 204ed.Porto Alegre: PUCRS, 2008, v. , p. 227-258.
  16. MENEZES, M. M.. Um dizer Feminino: a maternidade como expressão da subjetividade no pensamento de E. Lévinas. In: TIBURI, Marcia; VALLE, Bárbara. (Org.). Mulheres, Filosofia ou coisas do gênero. Santa Cruz: EDUNISC, 2008, v. , p. 146-166.
  17. MENEZES, M. M.; GEBARA, Ivone ; DEIFELT, Wanda ; EGGERT, Edla . Escritas que emudecem ou fazem o corpo falar. In: NEUENFELDT, Elaine; BERGESCH, Karen; PARLOW, Mara. (Org.). Epistemologia, violência, sexualidade. São Leopoldo: Sinodal/EST, 2008, v. , p. 51-64.
  18. MENEZES, M. M.; DERRIDA, Jacques ; QUEIROZ, Andre . A escrita e sua temporalidade: Maurice Blanchot e Emmanuel Lévinas. In: QUEIROZ, André; ALVIM, Luiza; OLIVEIRA, Nilson. (Org.). Apenas Blanchot. Rio de Janeiro: Pazulin, FAPERJ, 2008, v. , p. -.
  19. MENEZES, M. M.; SILVA . Em tempos pós-modernos: a educação como lugar de (des)encontros. In: Betancourt, Raul Fornet. (Org.). Menschenbilder interkulturell. Kulturen der Humanisierung und der anerkennung - Concordia Reihe Monographien. Aachen: M Verlag Mainz, Wissenschaftsverlang, 2008, v. Band48, p. 223-230.
  20. MENEZES, M. M.. A palavra como acontecimento: por uma pronúncia fora da ordem. In: Eliana Perez Gonçalves de Moura. (Org.). Educação, cultura e trabalho. 1ed.Novo Hamburgo: FEEVALE, 2006, v. , p. 33-42.
  21. MENEZES, M. M.; BETANCOURT . Apresentação. In: ASTRAIN, Ricardo Salas; ÁLVAREZ, David.. (Org.). Estúdios Interculturales,Hermenéutica y Sujetos Históricos. Santiago: Ediciones Universidad Catolica Silva Henriques, 2006, v. , p. 11-14.
  22. MENEZES, M. M.. Por que as mulheres e a Filosofia?. In: Marie Jane Soares Carvalho, Cristianne Maria Famer Rocha. (Org.). Produzindo Gênero. Porto Alegre: Sulina, 2004, v. , p. 122-127.
  23. MENEZES, M. M.. Um texto no Feminino atravessado pela diferença: uma leitura de Nietzsche através de Derrida. In: Neusa Vaz e Silva; João Miguel Back. (Org.). Temas de Filosofia Intercultural. São Leopoldo: Nova Harminia, 2004, v. , p. 113-122.
  24. MENEZES, M. M.. Nos vestígios de um pensamento ou por uma alteridade da palavra. In: Luiz Carlos Susan; Marcelo fabri; Pergentino Pivatto; Ricardo Timm de Souza. (Org.). Éticas em Diálogo. Lévinas e o Pensamento Contemporâneo: questões e interfaces. Porto Alegre: PUCRS, 2003, v. 159, p. 131-144.
  25. MENEZES, M. M.. Da Academia da Razão à Academia do Corpo. In: Marcia Tiburi; Magali Mendes de Menezes; Edla Eggert. (Org.). As Mulheres e a Filosofia. São Leopoldo: UNISINOS, 2002, v. , p. 13-22.
  26. MENEZES, M. M.. "O Diário do sedutor" de Soren Kierkegaard ou algumas considerações a respeito de um D. Juan que virou sapo. In: Magali mendes de Menezes. (Org.). O Amor em Transeto. Novo Hamburgo: FEEVALE, 2002, v. , p. 69-79.

Textos em jornais de notícias/revistas[editar | editar código-fonte]

  1. MENEZES, M. M.. com vocês elas, as mulheres. Filosofia (São Paulo), São Paulo, p. 5 - 7, 01 jul. 2011
  2. MENEZES, M. M.. A mulher, entre linhas. Filosofia (São Paulo), São Paulo, p. 07 - 14, 20 dez. 2008.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos[editar | editar código-fonte]

  1. MENEZES, M. M.. Os desafios do Intercultural na contemporaneidade. In: VI Seminário Transdisciplinar da UEFS, 2013, Feira de Santana. A complexidade da teia da\s culturas: tradição, pertencimento e diversidade - os desafios do intercultural. Feira de Santana: NUEG, 2013. v. 1. p. 22-36.
  2. MENEZES, M. M.. Feminismo e Interculturalidade: implicações para pensar a universalidade. In: III Simpósio Internacional Gênero, Arte e Memoria, 2011, Pelotas. Anais do III SIGAM Bienal, 2011.
  3. MENEZES, M. M.. NOS INTERSTÍCIOS DA CULTURA: AS CONTRIBUIÇÕES DOS DIÁLOGOS INTERCULTURAIS NA EDUCAÇÃO.. In: XII SIMPOSIO DE PENSAMIENTO LATINOAMERICANO, 2010, Santa Clara/Cuba. Ata do XII SIMPOSIO DE PENSAMIENTO LATINOAMERICANO. Santa Clara: UCLV, 2010.
  4. MENEZES, M. M.; ZUCHETTI, D. ; MOURA, E. P. G. . A palavra que se tece na experiencia coletiva. In: XII Congresso ARIC, 2009, Florianópolis. XII Congresso da ARIC. Florianópolis: UFSC, 2009.
  5. MENEZES, M. M.. A pós-modernidade e a emergência de uma educação intercultural. In: VII Congresso Internacional de Filosofia Intercultural, 2007, Buenos Aires. VII Congresso Internacional de Filosofia Intercultural, 2007.
  6. MENEZES, M. M.; ZUCHETTI, D. ; MOURA, E. P. . Aprender-a-aprender e a fazer-aprender: desafios ao trabalho de extensão Universitária. In: VIII Congresso Ibero-Americano de Extensão Universitária, 2006, Rio de Janeiro. VIII congresso Ibero-Americano de extensão Universitária. Rio de janeiro: Universidade Federal do Rio de janeiro, 2006. v. 2. p. 544-549.

Resumos publicados em anais de congressos[editar | editar código-fonte]

  1. MENEZES, M. M.; MOURA, E. P. G. ; ZUCHETTI, D. ; SILVA, D. R. . Fórum Municipal de Economia Solidária: marcas de um percurso. In: III Colóquio Internacional: Economia Social e Solidaria em perspectiva internacional, 2009, São Leopoldo. Resumo das comunicações do II Colóquio Internacional: Economia Social e Solidaria em perspectiva internacional. São Leopoldo: UNISINOS, 2009.
  2. VALLS, Álvaro ; MENEZES, M. M. . Por uma escrita que grita no murmúrio da palavra: encontros possíveis entre Blanchot e Lévinas. In: XIII ANPOF, 2008, Canela. XIII Encontro Nacional de Filosofia. São Leopoldo: UNISINOS, 2008. p. 438-439.
  3. MENEZES, M. M.. A educação no desejo: a linguagem e a Ética em Emmanuel Lévinas. In: 31ª Reunião Anuel da ANPED: constituição brasileira, direitos humanos e educação, 2008, Caxambu. 31ª Reunião Anual da ANPED: constituição brasileira, direitos humanos e educação. Rio de Janeiro: ANPED, 2008. p. 223-223.
  4. MENEZES, M. M.. O dizer poético: a palavra como encontro em Blanchot e Lévinas. In: XII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2006, Salvador. Livro de ATAS. Salvador: ANPOF, 2006. v. 1. p. 351-352.
  5. MENEZES, M. M.. Dizer - subjetividade maternal tecida pelo Outro. In: Congresso Internacional de Filosofia Pessoa e Sociedade, perspectivas para o século XXI, 2005, Braga. Pessoa e Sociedade. Braga: Revista Portuguesa de Filosofia, 2005. v. 1. p. 110-110.
  6. MENEZES, M. M.. O Feminino como anúncio de uma ética da hospitalidade. In: X Encontra Nacional de Filosofia- ANPOF, 2002, São Paulo. Atas do X Encontro Nacional de Filosofia. Campinas: Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia, 2002. v. I. p. 34-34.

Apresentações de Trabalho[editar | editar código-fonte]

  1. MENEZES, M. M.; SANTOS, A. I. M. . Saberes Interculturais na educação Infantil: práticas e vivências construtivas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
  2. MENEZES, M. M.. A experiencia poética como exercício ético. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
  3. MENEZES, M. M.; NUNES, Mirelle Barcos . Um olhar turístico sobre a comunidade do bairro Restinga com vistas ao turismo de base comunitária. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).
  4. MENEZES, M. M.. NOS INTERSTÍCIOS DA CULTURA: AS CONTRIBUIÇÕES DOS DIÁLOGOS INTERCULTURAIS NA EDUCAÇÃO.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
  5. MENEZES, M. M.. Nomadismos de saberes: as contribuições dos diálogos interculturais na educação. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
  6. MENEZES, M. M.; MOURA, E. P. ; ZUCHETTI, D. . A palavra que se tece na experiencia coletiva. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).
  7. MOURA, E. P. G. ; ZUCHETTI, D. ; MENEZES, M. M. . A Economia Solidaria e a Interculturalidade: uma nova epistemologia. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
  8. LOUREIRO, Juliana Alves ; MELLO, Marcelo Noronha ; MENEZES, M. M. . A Incubação como uma metodologia que se recicla. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  1. BETANCOURT, R. F. ; MENEZES, M. M. . Manual de Filosofia Sul-Sul. Marocco: UNESCO, 2014 (Livro).
  2. MENEZES, M. M.. Entre Nós, ensaios sobre a alteridade. Petrópolis: Vozes, 1997. (Tradução/Livro).
  3. MENEZES, M. M.. Humanismo do Outro Homem. Petrópolis: Vozes, 1993. (Tradução/Livro).

REFERÊNCIAS[editar | editar código-fonte]

Este artigo "Magali Mendes de Menezes" é da wikipedia

  1. 1,0 1,1 «Equipe Editorial». periodicos.feevale.br. Consultado em 13 de agosto de 2018 
  2. 2,0 2,1 2,2 «Docentes | PPGEDU - UFRGS». www.ufrgs.br. Consultado em 13 de agosto de 2018 
  3. «Pesquisadora Ciência para Educação» 
  4. 4,0 4,1 4,2 «Currículo do Sistema de Currículos Lattes (Magali Mendes de Menezes)». lattes.cnpq.br. Consultado em 13 de agosto de 2018 
  5. 5,0 5,1 Menezes, Magali Mendes de (2008-4). «O pensamento de Emmanuel Lévinas: uma filosofia aberta ao feminino». Revista Estudos Feministas. 16 (1): 13–33. ISSN 0104-026X. doi:10.1590/S0104-026X2008000100002  Verifique data em: |data= (ajuda)
  6. Nunes, Mirelle Barcos; Menezes, Magali Mendes de (16 de janeiro de 2018). «Turismo de Base Comunitária: a reconstrução de identidades desde a experiência do encontro». Revista Cenário. 5 (9): 96–108. ISSN 2318-8561 
  7. «Ética Intercultural: do conhecer ao re-conhecer o Outro». webcache.googleusercontent.com. Consultado em 13 de agosto de 2018 
  8. «Topologik - Rivista Internazionale di Scienze Filosofiche, Pedagogiche e Sociali [Testo stampato], numero 6, a cura di Michele Borrelli - Francesca Caputo, 2009, pp. 159, ISSN: 2036-5683, Euro 16,00 - TOPOLOGIK. RIVISTA INTERNAZIONALE DI SCIENZE FILOSOFICHE, PEDAGOGICHE E SOCIALI». www.topologik.net. Consultado em 13 de agosto de 2018 
  9. Menezes, Magali Mendes; Bergamaschi, Maria Aparecida; Pereira, Mateus da Silva (3 de outubro de 2015). «Um olhar sobre o olhar indígena e suas escol(h)as». education policy analysis archives. 23 (0). ISSN 1068-2341 
  10. Menezes, Magali Mendes de; Silva, Neusa Vaz e; Dorneles, Leonardo Castro (2014-12). «Esboço de uma antropologia filosófica americana». Educação & Realidade. 39 (4): 1251–1257. ISSN 2175-6236. doi:10.1590/S2175-62362014000400016  Verifique data em: |data= (ajuda)
  11. «A ARTESANIA DE UM FAZER» (PDF) 
  12. qu4rtin. «PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO NÃO ESCOLAR ENTRE A PRECARIZAÇÃO E A PROFISSIONALIZAÇÃO». webcache.googleusercontent.com. Consultado em 13 de agosto de 2018 
  13. «Anais do II Congresso Brasileiro de Filosofia da libertação | II Congresso Brasileiro de Filosofia da Libertação: historicidade e sentidos da libertação hoje». www.ufrgs.br. Consultado em 13 de agosto de 2018 
  14. «Livro: Amor Em Transeto - Magali Mendes de Menezes Org | Estante Virtual». Estante Virtual. Consultado em 13 de agosto de 2018 
  15. Sinos), Simpósio Nacional As Mulheres e a Filosofia; Tiburi, Marcia; Menezes, Magali M. de; Eggert, Edla (2002). As mulheres e a filosofia (em Portuguese). [S.l.]: São Leopoldo, RS, Brasil : Editora Unisinos. ISBN 857431126X