Marcelo Gularte

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Marcelo Gularte
 Edit this InfoBox
Nome completo Marcelo Sandoval dos Santos
Nascimento 1973 (49 anos)
Madureira (bairro do Rio de Janeiro)
Morte
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Zaira Inacia de Araújo
Pai: Sandoval dos Santos
Alma mater
Ocupação Poeta, Escritor, Cineasta, Pesquisador, Psicanalista, Músico, Ator, Produtor Cultural e Recordista Brasileiro
Gênero literário Romance
Página oficial
http://www.marcelogularte.com
Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Marcelo Gularte, batizado como Marcelo Sandoval dos Santos (Rio de Janeiro, 31 de dezembro de 1974) é poeta, escritor,[1][2] produtor, cineasta, psicanalista, músico[3], ator,[4] folclorista e, produtor cultural brasileiro.[5]

Conforme a empresa RankBrasil, é conhecido como o rei dos ditados populares e detentor de 7 recordes brasileiros.[6]

Biografia[editar]

Marcelo Gularte nascido em 1974 na cidade do Rio de Janeiro, filho de Zaira Inacia de Araújo e Sandoval dos Santos.[7] É graduado em psicóloga na Universidade Federal Fluminense (UFF), e em psicanálise pela Escola Letra Freudiana.[7][8]

Na área musical, concluiu licenciatura no Conservatório Brasileiro de Música (CBM), e curso técnico no instrumento flauta transversa na Escola de Música Villa Lobos.[7][8] Em 2007, escreveu o livro "O Dito Pelo Não Dito", reconhecido pelo RankBrasil como o "Maior narração literária com ditos populares".[7][9][8]

Em 2013, produziu e dirigiu o documentário biografico de MC Magalhães,[9][10][11][12] denominado "MC Magalhães: uma lenda viva do funk",[4] episódio integrante do longa-metragem "Funk Brasil, cinco visões".[7] Patrocinado pela Secretaria Estadual de Cultura do Rio de Janeiro via concurso "Estímulo a produções artísticas do funk".[13]

Autor do romance "A Lenda do Funk Carioca", livro com 1 500 páginas,[14] reconhecido em 2014 pelo RankBrasil, como o ‘Maior romance em número de páginas’ e o ‘Romance com maior número de personagens’ e,[13][9][8] premiado em 2015 pela Secretaria Municipal de Cultura como Ação Local.[7] Autor do livro "Enciclopédia do Funk", premiado em 2014 na "Criações Artística do Funk" e "1º Feira Favela Criativa", concursos da Secretaria de Estado de Cultura.[7]

Em 2015, foi palestrante convidado no "II Simpósio de Pesquisadores do Funk Carioca" com o tema "Música, território, juventude e identidade".[2] Em 2016, escreveu e dirigiu o longa-metragem documentário "A história de um Silva".[7] Ainda no mesmo ano, foi premiado com a Medalha de Mérito Pedro Ernesto pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro por préstimos serviços à cultura.[7][15] Escreveu o romance "Benvindo entre o vão dos livros".[7]

É responsável por dois pontos de cultura (Mangueiral e Nosso Olhar)[7] na Zona Oeste do Rio de Janeiro.[9] Detêm o recorde pelo projeto da 'Maior escultura sonora com material reciclável', o ‘chocalho colossal’ foi um projeto em homenagem ao aniversário de 80 anos do multi-instrumentista Hermeto Pascoal.[7][8] Autor da "Enciclopédia do Funk", considerado o primeiro livro sobre bailes blacks.[8]

Referências

  1. «Pesquisador desvenda as lendas do funk». O Globo, Cultura. 27 de julho de 2014. Consultado em 26 de agosto de 2019 
  2. 2,0 2,1 «II Simpósio de Pesquisadores do Funk Carioca». UFRJ, Eventos. 12 de maio de 2015. Consultado em 26 de agosto de 2019 
  3. «Trio Boêmia Carioca». Veja, Rio Abril. 2 de junho de 2017. Consultado em 26 de agosto de 2019 
  4. 4,0 4,1 «Curta-metragem lançado por morador e cineasta da Zona Oeste aborda a vida de MC Magalhães». O Globo, Rio. 2013. Consultado em 26 de agosto de 2019 
  5. «O autor que é pau para toda obra». O Globo, Rio/Bairros. 22 de janeiro de 2014. Consultado em 26 de agosto de 2019 
  6. «O 'rei' dos ditados populares». O Globo, Vídeos. 2014. Consultado em 26 de agosto de 2019 
  7. 7,00 7,01 7,02 7,03 7,04 7,05 7,06 7,07 7,08 7,09 7,10 7,11 «Requerimento nº 1630/2016 - Requer a concessão do conjunto de medalhas de mérito pedro ernesto ao senhor marcelo sandoval dos santos». Câmara Municipal do Rio de Janeiro. 10 de junho de 2016. Consultado em 20 de fevereiro de 2021 
  8. 8,0 8,1 8,2 8,3 8,4 8,5 «Marcelo Gularte -». Filmes no Cinema. Consultado em 20 de fevereiro de 2021 
  9. 9,0 9,1 9,2 9,3 «Livro sobre funk é o maior da literatura do país». O Dia, Rio de Janeiro. 24 de abril de 2016. Consultado em 26 de agosto de 2019 
  10. «As Caras do Rio: Vende Chokito, Magalhanze!». O Dia, Legado Rio. 19 de maio de 2013. Consultado em 26 de agosto de 2019 
  11. «Sucesso no funk na década de 90, MC Magalhães ganha filme e volta aos palcos». Extra/O Globo, Tv e Lazer/Música. 8 de setembro de 2015. Consultado em 26 de agosto de 2019 
  12. «Veja teaser do documentário sobre MC Magalhães». O Globo, blogs. 10 de julho de 2013. Consultado em 26 de agosto de 2019 
  13. 13,0 13,1 «Marcelo Gularte lança "A Lenda do Funk Carioca" - a bíblia do funk carioca». Diário Carioca. 15 de abril de 2018. Consultado em 20 de fevereiro de 2021 
  14. «Rio Sem Fronteiras: A 'Bíblia' do funk carioca». O Dia, Rio de Janeiro. 16 de abril de 2016. Consultado em 26 de agosto de 2019 
  15. «Resolução 9191/2016 - Conferir a Medalha de Mérito Pedro Ernesto ao Senhor MARCELO SANDOVAL DOS SANTOS». Câmara Municipal do Rio de Janeiro. 21 de junho de 2016. Consultado em 20 de fevereiro de 2021 


Este artigo "Marcelo Gularte" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Marcelo Gularte.