Welcome to EverybodyWiki ! Nuvola apps kgpg.png Sign in or create an account to improve, watchlist or create an article like a company page or a bio (yours ?)...

Marius de Romanus

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2019). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Marius de Romanus é um vampiro, personagem das Crônicas Vampirescas da escritora estadunidense Anne Rice. É o principal personagem no romance Sangue e Ouro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Marius nasceu em aproximadamente 30 a. C.,[1] em Roma, filho ilegítimo de um patrício romano com uma escrava celta. Durante sua vida mortal, viajou pelo Império e grande parte do mundo conhecido então, compilando a história da civilização.

Com aproximadamente 40 anos, foi raptado por druidas que pretendiam torná-lo seu novo Deus do Bosque. Lá, um Deus do Bosque gravemente ferido o transformou em um bebedor de sangue a fim de que descobrisse a razão pela qual ele mesmo e outros bebedores de sangue estavam sendo queimados e destruídos, embora não tivessem se exposto ao sol ou ao fogo. Marius, então, viajou até o Egito e se tornou o guardião d'Aqueles Que Devem Ser Preservados, os mais antigos dos bebedores de sangue, possuidores do Cerne Sagrado, cuja destruição acarretaria a destruição de todos os demais vampiros.

Marius morou em muitos lugares diferentes em seus dois mil anos de existência. Morou em Antioquia por dois séculos com Pandora, antiga paixão de sua vida mortal e sua primeira cria. Durante esse tempo, os dois viveram em meio a discussões e brigas, que culminaram em uma separação. Foi quando Marius se mudou para Roma, onde permaneceu por um tempo em companhia de Avicus e Mael, sendo este o druida que o raptara, agora também um bebedor de sangue criado por Avicus, ex-Deus do Bosque.

Quando Roma foi invadida pelos bárbaros, a casa onde Marius morava foi completamente devastada. Ele ficou muito abalado e entristecido com a destruição que tomou conta de sua venerada cidade, o que fez com que sucumbisse ao seu primeiro longo sono (isto é, ele parou de beber sangue e apenas se manteve em um estado de dormência), que duraria meio século. Após esse tempo, seus companheiros o acordaram e os três seguiram caminho até Constantinopla, onde Marius conheceu Eudoxia, antiga vampira que não permitia qualquer intruso em seu território. Ela travou uma pequena guerra contra Marius que, alvo de suas imprecações e temendo pela segurança dos Pais Divinos, acabou entregando-a à destruição pelas mãos de Akasha, a Mãe de todos os vampiros. Em seguida, ele conheceu Zenobia que, mesmo tendo despertado nele um grande carinho, teve de ser deixada com Avicus e Mael, enquanto ele seguia sozinho mundo afora, cumprindo com sua missão de guardar os Pais Divinos.

Marius visitou muitos lugares e adquiriu novos poderes (o que é natural nos vampiros, que ficam mais fortes com o passar do tempo), e por volta do ano 1200, após a sucumbência final do Império Romano, deitou-se em sua cripta para mais um longo sono, vindo a acordar novamente apenas em 1482. Tendo isso acontecido, visitou rapidamente Roma e Florença antes que se instalasse em Veneza, como um pintor excêntrico que só pintava para si próprio. No palazzo em que morava, passou a adquirir aprendizes aos quais proporcionava o mais alto nível de instrução e que o ajudavam na pintura. Nesse período, conheceu Bianca Solderini, bem como resgatou um garoto que havia sido vendido como escravo e se encontrava trancafiado em um bordel, recusando-se a cooperar com os que o mantinham preso. A esse garoto, ele deu o nome de Amadeo (cujo nome verdadeiro, Andrei, mais tarde viria a ser conhecido), pois ele não se lembrava de nada devido ao sofrimento que lhe havia sido infligido. Marius passou a amá-lo e proporcionou-lhe a melhor educação, enquanto se via atormentado pelo desejo de torná-lo um imortal bebedor de sangue como ele, mas sentindo-se extremamente culpado por isso, pois significaria tirar dele a vida que, afinal, ele mesmo salvara. No entanto, Amadeo se vê à beira da morte devido a uma luta com um lorde inglês, o que forçou Marius, impossibilitado de vê-lo morrer, a realizar a transformação que o tornaria imortal.

Em uma determinada noite, um bando de vampiros que se denominavam Filhos das Trevas, sob a liderança de Santino, atacou o palazzo de Marius e o deixou gravemente ferido, levando consigo Amadeo e os aprendizes como prisioneiros. Debilitado, Marius transforma Bianca em vampira, para que assim pudesse ajudá-lo a se recuperar. Moraram juntos por um período de tempo no norte da Europa, quando Marius descobriu que Amadeo, tendo mudado seu nome para Armand, filiara-se ao bando de Santino e tornara-se um grande líder dos Filhos das Trevas em Paris, o que o deixou muito decepcionado. Finalmente, ele e Bianca se mudaram para Dresden, onde Marius reencontrou Pandora, implorando em vão que ficasse com ele e abandonasse seu então companheiro, Arjun.

A essa altura, Bianca, sentindo-se traída por Marius por causa de seu amor por Pandora, abandona-o. Logo após, Marius se encontra com Lestat, que recorre a ele em busca de respostas para os mistérios que envolvem a existência dos vampiros. Marius abre as portas do santuário d'Aqueles Que Devem Ser Preservados a Lestat, que consegue extrair da rainha Akasha uma comunicação que Marius, por milênios, não obtera. Enciumado e preocupado com a violência do rei Enkil, bem como com a instabilidade que reinava nos Pais Divinos com a presença de Lestat, Marius é obrigado a mandá-lo embora, mantendo dele uma distância segura.

Mais tarde, Lestat, agora um astro do rock, desperta Akasha e seu desejo de dominar o mundo. Marius se sentiu extremamente humilhado quando Akasha, tendo voltado à vida, deixa-o soterrado sob as ruínas gélidas do santuário, completamente indefeso. Após ser socorrido por Pandora e Santino, ele se junta aos outros vampiros, dentre os quais estava Armand, com o qual teve um emotivo reencontro, para discutir o que fazer em relação a Akasha e seus planos macabros, argumentando com ela quando, finalmente, decidiu ouvir o pequeno Conselho acompanhada de Lestat.

Por fim, Marius transfoma em vampiros dois protegidos de Armand, Benjamin e Sybelle, a fim de que fossem seus companheiros na imortalidade, em uma tentativa de compensar todo o sofrimento que lhe fora causado com a brusca separação dos dois. Pandora e Armand se juntam por um breve período de tempo a Marius, que então se afasta para uma residência no norte.

Personalidade e poderes[editar | editar código-fonte]

Marius de Romanus é apresentado nas Crônicas como sendo um vampiro sábio, dotado de grande inteligência e otimismo em relação à humanidade. Amante de História e artes, em especial a pintura, Marius se enquadra no grupo dos chamados Filhos dos Milênios, vampiros que sobreviveram por um grande período de tempo, acumulando uma gama enorme de poderes e uma força inimaginável. O vampiro Lestat, no livro A História do Ladrão de Corpos, refere-se a ele como o mestre, o pai, o grande sacerdote.[2]

Fisicamente, é descrito com a aparência de um homem de cabelo amarelo, quase branco, na altura dos ombros, olhos azul-cobalto, rosto delicado, expressão extremamente amável e bondosa. Em razão de sua idade vampírica, aproximadamente dois mil anos, sua pele se tornou extremamente lisa e pálida, além de rígida, características que se acentuam nos vampiros com o passar do tempo. É dito nas Crônicas que sua cor preferida é o vermelho. Assim, em muitas passagens ele é descrito usando sua capa vermelha de veludo antigo.

Dentre os poderes que possui, estão o Dom da Nuvem (capacidade de voar), o Dom do Fogo (capacidade de fazer coisas e pessoas entrarem em combustão, com o poder da mente), o Dom da Mente (capacidade de ler pensamentos), dentre outros.

Referências

  1. Sangue e Ouro, Anne Rice, capítulo 5, página 119, versão em meio eletrônico.
  2. A História do Ladrão de Corpos, Anne Rice, capítulo 29, página 669, versão em meio eletrônico.



Outros artigos do tema Arte : The Devil's Triangle (documentário), DevilDriver, Frank Delgado, Chris Shiflett, Retábulo de São José, Amanda Tepe, Brian Stepanek


Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).


Este artigo "Marius de Romanus" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Marius de Romanus.



Compte Twitter EverybodyWiki Follow us on https://twitter.com/EverybodyWiki !