Mundo A Sorrir

Da wiki EverybodyWiki Bios & Wiki
Ir para: navegação, pesquisa


Mundo A Sorrir
Lema "Construímos Sorrisos do Tamanho do Mundo"
Fundação 5 de julho de 2005 (13 anos)
Tipo Organização não governamental (ONG)
Estado legal Ativa
Sede Porto, Portugal Portugal
Presidente Miguel Pavão
Organização Vice-presidente: Mariana Dolores
Sítio oficial www.mundoasorrir.org

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).A Mundo A Sorrir é uma Organização Não Governamental (ONG), fundada, em julho de 2005 no Porto, para trabalhar nas áreas da Saúde, Saúde Oral e Estilos de Vida Saudável junto das populações em situação de vulnerabilidade socioeconómica, com por exemplo, crianças e jovens, população sénior, desempregados, vítimas de violência doméstica, imigrantes, pacientes com debilidade intelectual/cognitiva e sem-abrigos. [1]

A Mundo A Sorrir surgiu depois de uma experiência de voluntariado de Miguel Pavão e Mariana Dolores na ilha do fogo, Cabo Verde, em 2004. Com a Missão de promover a Saúde Oral e Saúde Global como um direito universal, a Mundo A Sorrir desenvolve a sua atividade em Portugal e em alguns Países de Língua Oficial Portuguesa, através de projetos de promoção, assistência e literacia em saúde, cooperação e apoio ao desenvolvimento. [2]

Este trabalho tem sido reconhecido a nível nacional e internacional com mais de 24 prémios e distinções, entre os quais a Condecoração da Ordem de Mérito em 2015 e o prémio BPI Seniores, em 2013.

O que nos move?[editar | editar código-fonte]

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças orais continuam a ser o maior problema de saúde pública a nível mundial. Nesse sentido, a Mundo A Sorrir pretende criar um mundo melhor onde todos têm o direito a sorrir com acesso à saúde porque:

  • As cáries dentárias são a doença não contagiosa mais comum do mundo.
  • Apenas 3% dos orçamentos de Saúde na União Europeia são dedicados à promoção, educação e prevenção em saúde.
  • A Saúde e a Saúde Oral são Direitos Universais.
  • O acesso a cuidados de Saúde e Saúde Oral em Portugal e no Mundo é desigual.
  • Três milhões de pessoas no mundo não têm oportunidade de ter uma escova de dentes.
  • 60% a 90% das crianças no mundo em idades escolares têm cáries dentárias.
  • 50% das escolas primárias de todo não têm acesso a água potável.

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

Desde o início, criou projetos de norte a sul do país que visam a promoção da saúde, da saúde oral e dos estilos de vida saudáveis através da prevenção, assistência médica e capacitação dos profissionais de saúde. Atualmente a Mundo A Sorrir possui quatro delegações em Portugal Continental, nomeadamente em Braga, Porto, Lisboa e Faro. [3]

Aprender a Ser Saudável[editar | editar código-fonte]

Criado em 2010, em parceria com a Câmara Municipal de Cascais, o projeto “Aprender a Ser Saudável” visa a promoção de saúde oral e da alimentação saudável nas crianças do jardim-de-infância e do 1º ciclo de escolaridade, de forma a reduzir a prevalência de doenças orais, de excesso de peso e obesidade infantil. Atualmente, o projeto foi estendido a São Tomé e Príncipe e Guiné-Bissau.

Centro de Apoio à Saúde Oral (C.A.S.O.)[editar | editar código-fonte]

O projeto C.A.S.O. iniciou a sua ação em 2009 no Porto, em parceria com a Santa Casa de Misericórdia e a Câmara Municipal do Porto. Trata-se de um projeto que promove a reinserção social através da prestação de serviços de saúde oral e acompanhamento psicossocial a populações em situação de vulnerabilidade socioeconómica. No início de 2015, esta iniciativa foi estendida a Braga, com o apoio da Câmara Municipal de Braga e a Santa Casa da Misericórdia, uma vez que este concelho apresentava desigualdades sociais e de saúde muito similares às do Porto. Em 2018, inaugurou uma clínica na cidade de Lisboa, em parceria com a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia de Santo António. [4] [5]

Geração BeCool[editar | editar código-fonte]

O projeto “Geração BeCool” surgiu em 2018, no seguimento do “Prémio Fidelidade Comunidade”, e destina-se aos alunos do 2º ciclo do ensino básico dos Agrupamentos TEIP - Territórios Educativos de Intervenção Prioritária, da cidade do Porto. Trata-se de um projeto que tem como objetivo principal a promoção de estilos de vida saudáveis e boas práticas em saúde oral nas escolas localizadas em zonas socioeconomicamente desfavorecidas.

Nos Países de Língua Oficial Portuguesa[editar | editar código-fonte]

Atuando em linha com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) a Mundo A Sorrir trabalha nas áreas da Saúde e acesso à água potável como uma estratégia de sustentabilidade e ajuda ao desenvolvimento. Desta forma, atua em alguns Países de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), nomeadamente Guiné-Bissau, Cabo-Verde, São Tomé e Príncipe e Moçambique através do projeto “Saúde A Sorrir”. O projeto pretende contribuir para a melhoria da população socioeconomicamente fragilizada, através da promoção da saúde, bem-estar, qualidade de vida e do reforço das capacidades dos profissionais locais. [6]

- “Saúde A Sorrir” na Guiné-Bissau – Iniciou em 2005 e, até ao momento, já beneficiou 60.203 pessoas.

- “Saúde A Sorrir” em Cabo-Verde – Surgiu em 2005 na ilha do Fogo e, atualmente, apoia a ilha de S. Vicente e Santo Antão. Até ao momento, beneficiou 22.129 pessoas.

- “Saúde A Sorrir” em São Tomé e Príncipe – O projeto iniciou a sua atividade em 2013 e, até ao momento, beneficou 25.814 pessoas.

- “Saúde A Sorrir” em Moçambique – Surgiu em 2015 e já beneficiou 17.435 pessoas.

Em 2017, surgiu um novo projeto, o Aqua: Water4Health em Moçambique, com o intuito de melhorar a saúde pública da população da Macia, nomeadamente em relação às doenças infeciosas transmitidas pela água, através do fortalecimento de gestão pública da água e infraestrutura, da capacitação do setor de saúde ambiental e da sensibilização da comunidade para as questões da água, saúde e higiene. O projeto resulta de um consórcio constituído pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, Águas do Porto, Engenho e Rio e DTE. Até ao momento, o projeto já beneficiou 2.839 pessoas.

Papel dos voluntários na Mundo A Sorrir[editar | editar código-fonte]

Na sua missão de promover a Saúde Oral e Saúde Global como um direito universal, a Mundo A Sorrir conta com o contributo de voluntários especializados em diversas áreas. Em Portugal, os voluntários assumem um papel fundamental na concretização dos projetos nacionais, uma vez que prestam apoiam aos beneficiários que de outra forma não teriam acesso a cuidados de saúde oral.

No contexto internacional, o profissional de saúde pode integrar missões de curta ou longa duração com o objetivo principal de cooperar para desenvolver. Nesse sentido, todos os anos, a Mundo A Sorrir envia profissionais de saúde para a Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Cabo-Verde e Moçambique com o intuito de atuar na prevenção para a saúde, assistência médica e capacitação técnica dos profissionais locais. Pela Mundo A Sorrir já passaram mais de 1590 voluntários.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]


Este artigo "Mundo A Sorrir" é da wikipedia