O Erotismo

Da wiki EverybodyWiki Bios & Wiki
Ir para: navegação, pesquisa

O Erotismo é um livro escrito pelo sociólogo Francesco Alberoni, tendo sido publicada a sua primeira edição em 1986. O livro é escrito em um estilo popular e contém muitas referências literárias históricas.

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

O livro parte da premissa de que os homens diferem das mulheres também no que diz respeito à sensibilidade, fantasias, desejos e reações. A obra de Alberoni estuda as diferenças entre o erotismo masculino e o feminino; o sonho da mulher, sua sensibilidade tátil, corpórea e o desejo que a percorre de deixar uma marca indelével por onde quer que passe; o sonho do homem — o que a palavra seduzir significa para ele, o seu medo de se envolver com o amor e a maneira que adota para melhor lidar com a sexualidade; a promiscuidade dos gays e dos solteiros, e as características mais marcantes das comunidades eróticas, bem como seus limites; as forças estáveis do amor — como as pessoas se ligam umas às outras, o progressivo crescimento da atração erótica e o ciúme em todas as suas formas; as contradições impostas pela sociedade; a convergência - o encontro entre o erotismo masculino e o feminino, à luz da psicologia e da poesia.[1]

Nesse livro, Alberoni observa que "as indústrias eróticas" se dividem em duas partes: na romântica, cujo público é massivamente formado por mulheres; e a pornográfica, cujo público é massivamente formado por homens. Alberoni sugere que dessa diferença entre as preferências e fantasias eróticas dos homens e das mulheres é possível retirar informações sobre a essência dos desejos e das diferenças que há entre homens e mulheres. Depois de mostrar essa divergência entre os sexos, ele ressalta no fim do livro algumas convergências.

No todo, Alberoni fala do erotismo na vida real, não na literatura, mas as ambiguidades que ele analisa se expressam em ambos os casos.[2]

Índice[editar | editar código-fonte]

1. As diferenças.

2. O sonho da mulher.

3. O sonho do homem.

4. A promiscuidade.

5. Objetos de amor.

6. Contradições (ou Divergências).

7. Convergências.

Referências

  1. Francesco Alberoni (1997). O Erotismo. [S.l.]: Rocco 
  2. CAVALCANTI, Geraldo Holanda. (2005). «O Cântico dos Cânticos: um ensaio de interpretação através de suas traduções». p. 216 

Este artigo "O Erotismo" é da wikipedia