You can edit almost every page by Creating an account. Otherwise, see the FAQ.

Paulo Freitas do Amaral

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki



Ficheiro:Paulo Freitas do Amaral.jpg
Paulo Freitas do Amaral

Paulo Pinto de Carvalho de Freitas do Amaral (Loulé, 24 de abril de 1978) é um docente universitário, historiador e político português.

Vida pessoal[editar]

O seu pai morreu aos 15 anos de idade tendo ficado como seu tutor o Professor Doutor Diogo Freitas do Amaral.

É sobrinho de Duarte Freitas do Amaral, deputado da nação pelo concelho de Guimarães e chefe de gabinete de António Oliveira Salazar.

É primo-irmão de Diogo Freitas do Amaral e primo em 2.º grau de Domingos Freitas do Amaral e de José Ribeiro e Castro.[1]

Casado com Susana Isabel dos Santos Cornacho Freitas do Amaral.

Pai de quatro filhos: Henrique Freitas do Amaral, Constança Freitas do Amaral, Carlota Freitas do Amaral e Diogo Freitas do Amaral.

É neto de Duarte do Amaral Pinto de Freitas, coronel de infantaria e presidente da Câmara Municipal de Guimarães e do Coronel Albino Oliveira Machado, natural de Estremoz e Comandante do Regimento de Elvas.

Filho de Gaspar Pinto de Carvalho de Freitas do Amaral, natural de Guimarães, coronel de artilharia, ajudante de campo do presidente da república Américo Tomás, presidente interino nacional da Cruz Vermelha e comandante da regimento de artilharia de Vendas Novas e de sua mulher Maria Albertina Coelho de Oliveira Machado, professora de História e editora da revista "Democracia e Liberdade" do partido CDS, sendo natural de Elvas.

Descendente da família real portuguesa, de Pedro Rodrigues do Amaral, conde palatino e colaborador do Papa (séc. XV); de Gaspar Pinto de Carvalho de Sousa da Silva, fidalgo da Casa do Guardal (Toural), representante da cidade de Guimarães junto das cortes do Rei (Séc. XIX).

É sócio do Sporting e da Sociedade de Instrução Musical Cruz Quebradense

Dados biográficos[editar]

Habilitações académicas

  • Aluno da SIMECruz Quebradense (1982-1985)
  • Aluno da escola primária do Dafundo (1985 -1988)
  • Doutorando na área de História de Arte na Universidade do Minho (2021)

Percurso profissional

  • Diretor do gabinete de saídas profissionais e formação profissional da Universidade Lusíada (2001-2005)
  • Técnico Superior de bibliotecas e arquivos da Universidade Lusíada (2001-2005)
  • Assessor no XVII Governo da nação na Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas (Distinguido com louvor público - 2005-2008)
  • Docente na Universidade Lusófona na licenciatura de Gestão Recursos Humanos - Departamento de Gestão (2007-2010)
  • Funcionário do Grupo Lusófona como coordenador do serviço de empreendedorismo na direção de relações internacionais, estágios, emprego e empreendedorismo da Universidade lusófona (2008-2009)
  • Business Country Manager na empresa portuguesa de software Globalsoft (2013-2017)
  • Director Comercial na empresa portuguesa de software Coolsis - Sistemas de Informação (2017-2019)
  • Administrador da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães (2018-2022)
  • Professor de "História Local" na Universidade UNAGUI em Guimarães (2019 - 2021)
  • Diretor e fundador do jornal "Correio da História" (2019-2022)
  • Professor de História, Geografia, Tecnologias de Informação e Educação para a cidadania no colégio "A Quinta de Sintra" - 2•e 3• ciclo (2021-2022)
  • Professor de História na escola pública 2+3 de Marinhais -Salvaterra de Magos (2022-2023)
  • Professor de História na Fundação Salesianos - Colégio Salesiano de Évora

Percurso político

  • Candidato à vereação do Concelho do Seixal (2002)
  • Membro no XVII Governo Constitucional como assessor do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas (2005-2009) tendo sido louvado publicamente em "Diário da República" pela prestação dos seus serviços ao estado português no Ministério dos Negócios Estrangeiros tutelado na altura pelo ministro Luís Amado.
  • Conferencista em diversos seminários sobre Comunidades Portuguesas da Fundação Res Publica sobre História
  • Eleito o Presidente de Junta de Freguesia mais novo de Portugal (freguesia da Cruz Quebrada-Dafundo em Oeiras). Em 2009 foi o único autarca em Oeiras a derrotar o movimento liderado por Isaltino Morais.
  • Principal e primeiro proponente da elevação da localidade onde cresceu (Cruz-Quebrada-Dafundo) à condição de Vila
  • Eleito deputado Municipal de Oeiras durante 4 anos (2009-2013)
  • Candidato independente a Presidente da Câmara Municipal de Oeiras tendo obtido o melhor resultado da História do CDS no concelho de Oeiras (2013)
  • Eleito deputado municipal em Guimarães (2017-2021)
  • Eleito administrador da Misericórdia de Guimarães sendo o principal criador e impulsionador de uma lista opositora à provedoria em funções da altura, ganhando a eleição mais disputada em 500 anos de História da Instituição vimaranense (2018-2022)

Referências

  1. "Anuário da Nobreza de Portugal - 2006", António Luís Cansado de Carvalho de Matos e Silva, Dislivro Histórica, 1.ª Edição, Lisboa, 2006, Tomo IV, pp. 869 e 870
  2. Paulo Freitas do Amaral assume candidatura à Presidência da República, SOL, 13 de Abril de 2015. Vista em 13 de Abril de 2015.

Erro Lua em Módulo:Controle_de_autoridade na linha 131: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).Erro Lua em Módulo:Taxonbar na linha 147: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).Erro Lua em Módulo:Medbar na linha 131: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).


Este artigo "Paulo Freitas do Amaral" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Paulo Freitas do Amaral.



Read or create/edit this page in another language[editar]