Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Paulo da Silveira Rosas

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki



Paulo Rosas
 Edit this InfoBox
Nome completo Paulo da Silveira Rosas
Nascimento 15 de abril de 1930
Natal (RN), Brasil
Morte 18 de novembro de 2003 (73 anos)
Paris, França
Residência Recife (PE), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Cônjuge Argentina Carlos da Silva Rosas
Alma mater Universidade Católica de Pernambuco
Ocupação Psicólogo, professor, escritor e pesquisador
Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Paulo da Silveira Rosas (Natal, 15 de abril de 1930 — Paris, 18 de novembro de 2003), foi um psicólogo, professor, escritor e pesquisador brasileiro. Reconhecido como um profissional de Psicologia com suas pesquisas e estudos voltados para a educação e trazendo expressivas contribuições nesse campo para o Nordeste Brasileiro e em especial para Pernambuco.

Formação[editar]

Paulo Rosa mudou-se para o Recife a fim de cursar Filosofia, uma vez que ainda não existiam cursos de Psicologia no Brasil. Graduou-se em 1954 pela Universidade Católica de Pernambuco. No mesmo ano, especializou-se em Psicologia Aplicada e Orientação Profissional no Instituto de Cultura Hispânica de Madri. Posteriormente, fez Doutorado em História da Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco. Interessou-se pelo trabalho do psiquiatra e educador Ulisses Pernambucano (já falecido à época da sua graduação) e cujo trabalho e obra lhe foram apresentados por Anita Paes Barreto, assistente do Dr. Ulisses, psicóloga e educadora de quem ficou próximo.

Biografia[editar]

No ano de 1956, Paulo Rosas publicou sua primeira obra na área da Psicologia, onde descreveu sobre a formação pedagógica e psicológica da adolescência, com a contribuição de seus colegas e alunos da disciplina de Psicologia e Adolescência do curso de Formação de Orientadores Educacionais, no Instituto Pernambucano de Estudos Pedagógicos. 

No ano seguinte ano 1957, foi chamado para assumir como professor catedrático na Universidade Federal de Pernambuco, nos cursos de Pedagogia e Didática com a disciplina de Psicologia Educacional. Na mesma Instituição, em 1963, lutou para que houvesse a criação de um projeto de Divisão Pedagógica, onde se tornou o primeiro coordenador do Instituto de Ciências do Homem e diretor do projeto. Manteve o vínculo com a Universidade até 1960. Ministrou as disciplinas de História da psicologia, Psicologia Cognitiva, Teoria Psicológica, Psicologia Aplicada à Educação, Técnicas de Pesquisa em Psicologia, entre outras.

Entre 1956 e 1977, esteve como professor titular da Faculdade Frassinetti do Recife - FAFIRE, coordenando o programa de pós-graduação e chefiando o departamento de Psicologia. Ministrou aulas nas disciplinas de Psicologia Clínica, Ciências Sociais e Orientação e Técnicas Educacionais da Psicologia.

Foi sócio fundador e coordenador de pesquisas do Movimento de Cultura Popular, entre 1960 e 1964 que se consolidou como um importante movimento de alfabetização popular, com a participação de Anita Paes Barreto e Paulo Freire, de quem se tornou grande amigo, tendo participado da direção do Centro Paulo Freire - Estudos e Pesquisas.

Em 1964, fez estágio de Psicologia Experimental na Universidade de Paris e especializou-se em Psicologia do Trabalho, tendo fundado em 1971 o Instituto de Psicologia do Trabalho.

Em 1976, voltou como livre docente para a Universidade Federal de Pernambuco onde se aposentou em 1988.

Destacou-se no movimento para a legalização da profissão do psicólogo no Brasil, bem como na criação dos correspondentes Conselhos Regionais e Federal de Psicologia. Junto com Paulo Freire desenvolveu várias ações relacionadas à Educação, que entendia como um exercício político.

Morte[editar]

Em 18 de novembro de 2003, morreu aos 73 anos de idade vítima de embolia pulmonar, em Paris, ao lado de sua esposa, Argentina Carlos da Silva Rosas, com quem foi casado por mais de 45 anos, deixando 4 filhos. Na ocasião, Paulo Rosas iria representar o Centro Paulo Freire num evento da UNESCO.

Obras e Artigos Publicados[editar]

  • ROSAS, P.S. - O discurso psicológico na SBPC. Recife: Editora da UFPE, 1998.
  • ROSAS, P.S. - SILVA, S. B. . Mira y López e a Psicologia Aplicada no Brasil. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1997.
  • ROSAS, P.S. - Mira y López - 30 Anos Depois. São Paulo: Editora Vetor, 1995.
  • ROSAS, P.S. - Para Compreender a Educação Superior Brasileira. São Paulo: Paz e Terra, 1992.
  • ROSAS, P.S. - Vocação e Profissão. Petrópolis: Editora Vozes, 1970.
  • ROSAS, P.S. - Seleção e Orientação Profissionais. Petrópolis: Editora Vozes, 1966.
  • ROSAS, P.S. - O dilema da psicologia contemporânea. Psicologia Ciência e Profissão, Brasília, p. 61-136, 1979.
  • ROSAS, P.S. - Um programa de informação profissional para o Nordeste. Arquivos Brasileiros de Psicologia, Rio de Janeiro, p. 299-306, 1980.
  • ROSAS, P.S. O valor da psicologia. Lúmen (Recife), Recife, p. 47-55, 1982.

Prêmios e Títulos[editar]

  1. Homenagem (Placa), Universidade Federal de Pernambuco. (2000)
  2. Paulo Rosas - Uma Questão de Ética/Projeto Memória Viva da Psicologia no Brasil, Conselho Federal de Psicologia do Brasil. (2000)
  3. Reconhecimento dos psicólogos brasileiros pela contribuição no desenvolvimento da Psicologia como Ciência e Profissão, Conselho Federal de Psicologia. (1997)
  4. Mérito Educacional Paulo Freire, Conselho Estadual de Educação de Pernambuco. (1997)
  5. Certificado de Mérito, INEP. (1988)
  6. Mérito ao Educador, Prefeitura da Cidade do Recife. (1986)
  7. Foi homenageado pelo Conselho Federal de Psicologia, por ocasião da comemoração de 35 anos da regulamentação da profissão de psicólogo no Brasil.
  8. Ganhou Prêmio Monográfico 2007, pelo Conselho Regional de Psicologia de São Paulo, após a sua morte. O prêmio foi em homenagem a sua luta pelos direitos humanos.


[1] [2] [3] [4] [5] [6]

Referências

  1. BARRETTO, Anita Paes. Ulisses Pernambucano, Educador, Psicologia Ciência e Profissão. Brasília, v.12, n.1, p.14-17, 1992. Disponível em: [1], Scielo, Acesso em: 17.abr.2020
  2. FACULDADE PERNAMBUCANA DE SAÚDE. Integração da Psicologia Presta Homenagem a Paulo Rosas, Pernambuco, 2018. Disponível em: [2], Fasp.Edu, Acesso em: 04.mar.2020
  3. OLIVEIRA, Leila. Paulo Rosas. Psicologia Ciência e Profissão, vol. 21, nº 2, Brasília, Jun.2001. Disponível em: [3], Scielo, Acesso em: 04 mar.2020
  4. ROSAS Paulo. Entrevista. Estudos de Psicologia (Natal), Natal, v.2, n.2, p.313-327, Dez.1997. Disponível em: [4], Scielo, Acesso em: 17.abr.2020
  5. ROSAS, Paulo da Silveira. Currículo do Sistema Lattes, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq. Brasília. Disponível em: [5], Lattes, Acesso em: 04.mar.2020
  6. WITTER, Geraldina Porto. VII Obituário de Paulo da Silveira Rosas. Boletim Academia Paulista de Psicologia, vol. XXIV, nr. 1, janeiro-abril, 2004, pp. 69-70. São Paulo: Academia Paulista de Psicologia. Disponível em: [6], Academia Paulista de Psicologia, Acesso em: 04.mar.2020



Outros artigos dos temas Brasil E BiografiasRomildo Póvoa Faria, Lívia Zaruty, José Sarney, Joel Pedro da Silva, Airon Timóteo Cavalcante, João Carlos Taveira, Sienna Belle

Outros artigos do tema Psicologia : Transtorno mental, Steve Abadie-Rosier

Outros artigos do tema Brasil : Daniel Bordignon (basquetebolista), Rede Família, Luiz Inácio Lula da Silva, João Carlos Taveira, Rede Brasil de Televisão, Relações entre Brasil e Lituânia, Confederação Brasileira de Tiro Esportivo

Outros artigos do tema Biografias : Kléver Rodrigo Gomes Rufino, Licurgo Soares de Lacerda Filho, Adriano Campanhole, Mãolee, Sienna Belle, Bruno Garschagen, Sueli Chan Ferreira


Erro Lua em Módulo:Controle_de_autoridade na linha 131: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).Erro Lua em Módulo:Taxonbar na linha 147: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).Erro Lua em Módulo:Medbar na linha 131: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).


Este artigo "Paulo da Silveira Rosas" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Paulo da Silveira Rosas.