Planejamento Avançado de Produção

Da wiki EverybodyWiki Bios & Wiki
Ir para: navegação, pesquisa


Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde janeiro de 2018).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.

Planejamento e Programação Avançada (APS) se refere a sistema computacional para planejamento de produção, podendo ser aplicado a períodos curtos, médios ou de longo prazo. Genericamente, APS descreve qualquer programa de computador que use algoritmos matemáticos avançados ou lógica para realizar otimização ou simulação do agendamento de operações. O agendamento é feito, observando a capacidade finita dos recursos, suprimento, além de partir o planejamento da previsão de vendas ou da carteira de pedidos. Essas técnicas consideram simultaneamente uma série de restrições e regras de negócios para fornecer planejamento e agendamento, além de alocar estoques tanto de acabado, como de componentes e matéria prima. O APS geralmente consegue gerar e avaliar diversos cenários de demanda e de regra de atendimento.[1]

Os cinco principais componentes dos sistemas APS são:

  • Planejamento da demanda,
  • Planejamento de produção,
  • Programação de produção,
  • Controle de Produção [2]

Benefícios[editar | editar código-fonte]

Existem várias vantagens de ter um sistema avançado de planejamento e planejamento, integrado com o sum sistema de gestão como o ERP. Pode-se citar:[3]

  • Visualizar rapidamente o estado do chão de fábrica, i.e., se existe atraso ou folga
  • Maximizar a ocupação dos recursos
  • Implementar metodologias de fabricação enxuta em seu chão de fábrica
  • Utilize compras just-in-time para materiais necessários
  • Planejar contra a disponibilidade de recursos, considerando capacidade produtiva
  • Minimize o tempo gasto com setup, como por exemplo: programar produtos de forma consecutiva com base na cor para minimizar a limpeza de matrizes.
  • Gerenciando recursos trabalhistas para que você tenha as pessoas certas disponíveis para o trabalho.

Características[editar | editar código-fonte]

As principais características disponíveis no software APS incluem:[3]

  • Programação finita e / ou infinita de recursos
  • Programação para múltiplas restrições de recursos - máquina, ferramentas e trabalho
  • Horários de manutenção preventiva
  • Gráfico de Gantt com funções de arrastar e colar as operações
  • Geração automatizada de programações com base em regras
  • Integração do APS com a entrada da ordem do cliente para que seja capaz de prometer datas de entrega (CTP) .
  • Agendando operações sobrepostas
  • tempos de transferências entre operações, instalações ou processadores externos
  • Capacidade de travar as operações na programação e reprogramar as operações anteriores e a montante em torno da operação bloqueada
  • Integração com a previsão da demanda para avaliar restrições de recursos com base na demanda real e prevista para produtos acabados e subconjuntos.
  • Gerar alertas quando materiais, mão-de-obra ou ferramentas não estiverem disponíveis, quando as máquinas estiverem para manutenção planejada ou não planejada e quando os trabalhos estão atrasados.
  • Programações de operações dependentes de outras ordens de trabalho (submontagem), que devem ser concluídas antes.
  • Capacidade de análise para o planejamento estratégico, baseada nas previsões de demanda, planos de recursos, etc., ajudando a identificar necessidades de investimentos de capital necessários para suportar metas de longo prazo.
  • Priorização de ordem de trabalho, pelo qual as ordens de maior prioridade são preferidas pelo mecanismo de regras APS.
  • Integração com o processo de Engenharia para garantir que os tempos de fabricação sejam baseados nas instruções de mão-de-obra de fabricação aprovadas atuais.
  • Programação a partir de uma data de início disponível ou programação para trás de uma data de requisito de cliente ou material.
  • Análise de impacto de mudanças, em que as mudanças feitas nos horários existentes podem ser avaliadas em tempo real para ver quais as ordens e os recursos são afetados pelas mudanças potenciais.
  • Integração multi-planta.
  • Programação para co-produtos e subprodutos
  • Integração com máquinas e equipamentos de chão de fábrica para captura automatizada de dados durante o processo de produção .
  • Capacidade de utilizar APS em um ambiente de sistema de pull Kanban.

Planejamento da Demanda[editar | editar código-fonte]

O Planejamento da Demanda é decidir o que a empresa irá vender no período de planejamento [4]. Sua principais variáveis são:

  • Previsão de Vendas: gerados por clientes ou métodos estatísticos.
  • Carteira de Pedidos firmes: são os pedidos já colocados pelos clientes
  • Capacidade Macro de Produção: são as principais restrições de produção, capacidade de linha, etc.
  • Parâmetros de Materiais: cobertura de estoque, lead time, custo e margem de contribuição
  • Estoques de Acabado: os estoques irão suprir as demandas de venda

Como é praticamente impossível a demanda calculada estar exatamente dentro da capacidade produtiva a empresa, existem duas estratégias necessárias:

  • Para excesso de demanda nos recursos: escolher quais pedidos, previsões ou política de estoque não serão atendidas;
  • Para falta de demanda nos recursos: escolher se a empresa irá cortar capacidade ou aumentar os estoques

O Resultado é um Plano de Demanda fechado no período. Não é ainda o Plano de Vendas, pois os pedidos ainda não foram planejados.

Exemplo retirado do tutorial de mesa do sistema Seed APS[5]:

Uma empresa fabrica "Mesas de Luxo" e "Mesa Simples". Ela tem uma previsão de vendas de 100 mesas simples e 80 "Mesas de Luxo". Sabe-se que:

  • No mês de Janeiro de 2018 haverá 21 dias úteis;
  • A capacidade de produção é de 8 mesas/dia
  • O estoque atual é de 10 unidades de "Mesas de Luxo" e de 5 unidades de "Mesa Simples".

Logo,

  • A capacidade produtiva é de 8 * 21 = 168 mesas
  • A demanda líquida da "Mesas de Luxo" é de (demanda - estoque) = (80 -10) unidades = 90 unidades
  • A demanda líquida da "Mesas Simples é de (demanda - estoque) = (100 -5) unidades = 96 unidades
  • Logo a demanda líquida total é de 186 unidades

A demanda como é superior a capacidade de produção, deverá ser ajustada cortando algum dos itens. Nesse caso poderia ser a demanda de "Mesa Simples" em 18 unidades, ficando assim:

  • Demanda "Mesa Luxo" = 80 unidades
  • Demanda "Mesa Simples" = 82 unidades

Planejamento Mestre da Produção[editar | editar código-fonte]

Planejar a produção é dizer qual vai ser a produção de um determinado produto em um determinado dia. Para que isso possa ser feito é necessário conhecer:[6]

  • Demanda de cada produto, aberta por pedidos e previsões
  • Capacidade produtiva, de preferência diária
  • Regras de produção, envolvendo setups e restrições de recurso, mão de obra, ferramentas ou de fornecimento
  • Período firme congelado: indica em dias, qual é o horizonte de planejamento que não pode ser mexido
  • Coberturas de Estoque ou Estoque Mínimo
  • Tamanho de Lotes

Exemplo:

Imagine que no sistema existam dois pedidos para "Mesa Simples":

  • Pedido 1: 55 unidades para dia 17/01/2018
  • Pedido 2: 38 unidades pára dia 29/01/2018

além disso, ainda existe:

  • Pedido 3: 90 unidades para o dia 20/01/2018 de "Mesa Luxo"

O Primeiro passo do planejamento de produção é alocar o estoque a demanda, nesse caso:

  • Pedido 1: alocar 5 unidades, mantendo um saldo de 50 unidades que precisam ser produzidas
  • Pedido 3: alocar 10 unidades, mantendo um saldo de 80 unidades que precisam ser produzidas

Como a capacidade de produção é de?:

Produção Vendas Estoque
Dia Capacidade Mesa Simples Mesa Luxo Mesa Simples Mesa Luxo Mesa Simples Mesa Luxo
02 0 0 0 5 10
03 8 8*

(Pedido 1)

0* 13
04 8 8*

(Pedido 1)

0* 21
05 8 8

(Pedido 1)

29
06 0
07 0
08 8 8

(Pedido 1)

37
09 8 8

(Pedido 1)

45
10 8 8

(Pedido 1)

53
11 8 2

(Pedido 1)

6

(Pedido 3)

55 16
12 8 8

(Pedido 3)

24
13 0
14 0
15 8 8

(Pedido 3)

32
16 8 8

(Pedido 3)

40
17 8 8

(Pedido 3)

-55 0 48
18 8 8

(Pedido 3)

56
19 8 8

(Pedido 3)

64
20 0
21 0
22 8 8

(Pedido 3)

72
23 8 8

(Pedido 3)

80
24 8 8

(Pedido 3)

88
25 8 6

(Pedido 2)

2

(Pedido 3)

-90 6 0
26 8 8

(Pedido 2)

14
27 0
28 0
29 8 8

(Pedido 2)

22
30 8 8

(Pedido 2)

30
31 8 8

(Pedido 2)

-38 0 0

Dado o Planejamento de Produção, podemos gerar em seguida os Planos de Vendas e de Estoque.

Planejamento de Vendas[editar | editar código-fonte]

Portanto, os pedidos podem ser confirmados para:

  • Pedido 1: 17/01/2018
  • Pedido 2: 31/01/2018
  • Pedido 3: 25/01/2018

Ordens Planejadas de Acabado[editar | editar código-fonte]

Serão criadas 3 ordens planejadas de Produção para o atendimento dos pedidos. Essas ordens são de material acabado. Para o exemplo foram geradas 3 Ordens Planejadas

  • OP 1: Mesa Simples, 50 unidades para dia 11/01/2018
  • OP 2: Mesa Luxo, 80 unidades para dia 25/01/2018
  • OP 3: Mesa Simples, 28 unidades para dia 31/01/2018

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «APICS Operations Management Body of Knowledge Framework, Third Edition». Consultado em 1 de janeiro de 2017 
  2. «Advanced Planning and Scheduling». Consultado em 1 de janeiro de 2017 
  3. 3,0 3,1 «Advanced Planning and Scheduling Software (APS)». Consultado em 1 de janeiro de 2018 
  4. «PLANEJAMENTO DA DEMANDA». Consultado em 1 de janeiro de 2018 
  5. «Demo Seed». Consultado em 1 de janeiro de 2018 
  6. Tubino, Dalvio (2017). Planejamento e Controle da Produção - Teoria e Prática - 3ª Ed. 2017. São Paulo: Atlas. 288 páginas 

Este artigo "Planejamento Avançado de Produção" é da wikipedia