Ponte (site de jornalismo)

Da wiki EverybodyWiki Bios & Wiki
Ir para: navegação, pesquisa

A Ponte Jornalismo é uma organização de jornalismo independente com foco em segurança pública, justiça e direitos humanos. Lançado em junho de 2014, teve como primeira parceira a Agência Pública de Jornalismo Investigativo, que incubou o projeto por seis meses.[1] Dentre os jornalistas responsáveis estão André Caramante, ex-repórter da Folha de S.Paulo, e Bruno Paes Manso ex-repórter do Estadão e Claudia Belfort, ex-editora-chefe de conteúdos digitais do Estadão.

O site segue um modelo de produção jornalística baseado na formação de um coletivo de profissionais, unidos em torno de um projeto sem fins lucrativos e independente, sem nenhum tipo de filiação partidária. A Ponte Jornalismo produz reportagens sobre segurança pública, justiça e direitos humanos que sirvam de contraponto à cobertura jornalística feita pela imprensa tradicional.

Dentre seus autores, estão Arthur Stabile, Fausto Salvadori Filho, Junião, Paloma Vasconcelos, Maria Teresa Cruz, Jeniffer Mendonça, Daniel Arroyo, além de Sérgio Silva, Paulo Eduardo Dias, Fernando Martins, Giorgia Cavichioli e Olavo Barros como colaboradores.

Seus fundadores são: André Caramante, Bruno Paes Manso, Caio Palazzo, Claudia Belfort, Fausto Salvadori Filho, Joana Brasileiro, Laura Capriglione, Luis Adorno, Maria Carolina Trevisan, Marina Amaral, Milton Bellintani, Natalia Viana, Paulo Eduardo Dias, Tatiana Merlino, Rafael Bonifácio e William Cardoso.

Referências

  1. Redação Agência Pública, Jornalistas lançam canal online sobre Segurança Pública, Justiça e Direitos Humanos, Agência Pública, 17 de junho de 2014

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Este artigo "Ponte (site de jornalismo)" é da wikipedia