Welcome to EverybodyWiki ! Sign in or sign up to improve or create : an article, a company page or a bio (yours ?)...


Rainha Brasileira do Café 1957

Da wiki EverybodyWiki Bios & Wiki
Ir para: navegação, pesquisa


Rainha Brasileira do Café 1957
Data 12 de Janeiro de 1957
Transmissão TV Tupi
Candidatas 23 (60 inscritas)
Local Club Homs
Cidade São Paulo, SP

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Rainha Brasileira do Café 1957 foi a 1ª edição do concurso que visava escolher a melhor representante brasileira para o certame de Rainha Internacional do Café, naquela época denominado "Rainha Continental do Café", realizado bienalmente dentro da Feira de Manizales, na Colômbia. O concurso foi promovido pelos Diários Associados, junto ao Instituto Brasileiro do Café com a presença de vinte e três (23) candidatas de oito Estados do País. A final ocorreu no dia 12 de Janeiro daquele ano no Club Homs, na capital de São Paulo e teve como vencedora a paulista de Araraquara, Cléia Honain. O concurso não teve desfile de maiô, teve apenas duas etapas: sabatina de perguntas com os jurados sobre o café e desfile de gala, com transmissão pela TV Tupi. [1]

Importância[editar | editar código-fonte]

O concurso foi realizado para ressaltar a importância do principal produto que o Brasil exporta, o café, bem como sua exportação e dados significativos. Além de destacar o País em uma feira internacional no País líder de exportação de café no mundo, a Colômbia, a vencedora se torna uma porta-voz e representa sua cultura e conhecimentos cafeeiros internacionalmente.

Instituto Brasileiro do Café[editar | editar código-fonte]

Principal apoiador do concurso, o presidente do Instituto Brasileiro do Café da época, Paulo Guzzo, assim declarou sobre a competição:

Paulo Guzzo, presidente do Instituto Brasileiro do Café.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

A vencedora recebeu Cr$100.000 cruzeiros, despesas pagas durante sua estadia na Colômbia, além do direito de representar seu País internacionalmente e levar consigo, mais dois acompanhantes para a ocasião. As quatro princesas receberam também a importância de Cr$25.000 cruzeiros cada uma. [3]

Vencedora[editar | editar código-fonte]

Berta Cléia Honain é filha de cafeicultor e tem descendência libanesa. Morena de olhos verdes, Cleia respondeu corretamente quatro das cinco perguntas sobre conhecimentos gerais sobre o café feita pelos jurados da competição. A fazenda "São João da Bela Vista" de seu pai, Camilo Honain, em 1957 tinha 65 mil pés de café. Além de ter aulas de inglês com professor particular, Cleia ainda praticava vôlei, basquete e tênis. Entre seus títulos de beleza, destacam-se rainha do seu colégio, do seu clube e rainha dos esportistas de Araraquara, sua cidade natal. [4]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Colocações[editar | editar código-fonte]

Posição Estado e Candidata
Vencedora
1ª Princesa
2ª Princesa
3ª Princesa
4ª Princesa

Prêmio especial[editar | editar código-fonte]

Prêmio Estado e Candidata
Miss Encanto
  1. Hélcia foi escolhida pelas candidatas na noite posterior ao concurso durante um baile no Hotel Danúbio.

Jurados[editar | editar código-fonte]

Final[editar | editar código-fonte]

Ajudaram a escolher a vencedora:

  1. Armindo Maia Lello, deputado;
  2. Durval Acioli, vice-presidente da FETAESP;
  3. Joaquim Mulcarioba, empresário do ramo industrial;
  4. Paulo Guzzo, presidente do Instituto Brasileiro do Café;
  5. Luiz Piza Sobrinho, presidente da Sociedade Rural Brasileira;
  6. Jaime de Almeida Pinto, secretário da Agricultura de São Paulo;
  7. Osvaldo Leite Ribeiro, presidente da Bolsa Brasileira de Mercadorias;
  8. Benedito Pio da Silva, representante da diretoria do Banco do Brasil;
  9. Assis Chateaubriand, diretor do Diários & Emissoras Associados;
  10. Edmundo Monteiro, diretor do Diários & Emissoras Associados;
  11. Aleb Safadi, presidente das "Indústrias Texteis Carone";
  12. Lúcia de Carvalho, Miss "Pernas" de São Paulo;

Candidatas[editar | editar código-fonte]

Disputaram o título 23 candidatas: [5]

Estados[editar | editar código-fonte]

Municípios de São Paulo[editar | editar código-fonte]

  • São Paulo Pirajuí - Maria Helena Machado Guimarães
  • São Paulo Santos - Eline Whitaker Pires

Histórico[editar | editar código-fonte]

Desistência[editar | editar código-fonte]

Algumas informações sobre as candidatas[editar | editar código-fonte]

  • Enerilda Matos (Bahia) era filha do prefeito de Santa Inês. Desbancou outras nove candidatas para disputar o título nacional. [6]
  • Maria Dorotéia Antunes (Minas Gerais) tinha 18 anos, nasceu em Muriaé e se mudou para Juiz de Fora aos 5 anos de idade. [7]
  • Maria Helena Machado (Pirajuí) tinha 20 anos, dançava, tocava piano e era cantora lírica. Já deu receitais na TV.
  • Lilian Quilici (Rio Claro) tinha 21 anos, representou Campinas no Miss São Paulo 1955 e já ganhou o concurso "Os Mais Belos Olhos de SP";
  • Regina Vitorelli (Paraná) venceu outras nove candidatas pelo título. Cursava contabilidade e a fazenda de seu Pai tinha 5 milhões de pés de café. [8]

Referências

  1. Diário do Paraná, 15 de Janeiro de 1957, Ano II - Nº 543
  2. Diário do Paraná, 01 de Janeiro de 1957, Ano II - Nº 532
  3. Diário do Paraná, 2 de Dezembro de 1956, Ano II - Nº 508
  4. Diário do Paraná, 15 de Janeiro de 1957, Ano II - Nº 543
  5. Diário do Paraná, 12 de Janeiro de 1957, Ano II - Nº 541
  6. Diário do Paraná, 28 de Dezembro de 1956, Ano II - Nº 528
  7. Revista "O Cruzeiro" Edição 0015 Ano 1957
  8. Diário do Paraná, 10 de Janeiro de 1957, Ano II - Nº 539

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).


Este artigo "Rainha Brasileira do Café 1957" é da wikipedia