Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Ricardo Vicente Soares

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki

Ricardo Vicente Soares, mais conhecido como RICARDO SOARES[1][2][3][4] é um ator e produtor cultural brasileiro. Teve destaque pelo seu trabalho na série “Brasil Imperial” (2020)[5][6][7] que está disponível pela plataforma Amazon Prime onde interpreta o jornalista Gonçalves Ledo.

Ricardo Soares.jpg

Origem[editar]

Ricardo Soares é filho de Van Der Laan Soares e Sonia Maria Vicente Soares. Seus irmãos mais novos são Roberto Vicente Soares e Van Der Laan Soares Junior. Nasceu no dia 18 de junho de 1975 em Saracuruna, bairro do município de Duque de Caxias no estado do Rio de Janeiro.

Carreira[editar]

Aos 18 anos foi morar em Araruama, cidade da Região dos Lagos, onde no Curso de Teatro Suzana Pequeno iniciou seu contato com as artes. Lá, entrou para o grupo de teatro amador “Fulanas e Beltranos” e começou a se apresentar nos teatros e eventos da região. Voltou para o Rio de Janeiro em 1996 quando se matriculou na Casa das Artes de Laranjeiras - CAL[8] e onde se formou em 1999.

Ainda em 1999, participou da minissérie de 16 episódios chamada "DNA", uma produção da Casa das Artes de Laranjeiras com roteiro de Clóvis Levi e direção de Luiz Antônio Pilar. Na minissérie, interpretava o personagem André, um jovem ambicioso na trama. A série foi exibida no mesmo ano pela antiga emissora TVE, hoje, conhecida como TV Brasil.

Em Julho desse mesmo ano, na peça de formatura da Casa das Artes de Laranjeiras, fez o espetáculo “Um Homem Chamado Shakespeare”, com texto e direção da crítica teatral Bárbara Heliodora, onde interpretava alguns personagens de Shakespeare.

Em 2000, a convite do produtor Hermes Frederico, fez seu primeiro trabalho profissional o espetáculo “Fausto Gastrônomo” de Richard Schechner, com direção de Luiz Furlanetto. E no término desse ano, participou do espetáculo “Marat-Sade”, uma adaptação do diretor Paulo de Moraes (Grupo Armazém Cia de Teatro) para o texto “A Perseguição e Assassinato de Jean-Paul Marat” de Peter Weiss.

Em 2001, conheceu o diretor Nelson Rodrigues filho[9] (Filho do Dramaturgo Nelson Rodrigues) que estava produzindo e dirigindo o espetáculo “Momentos, Beijos de Nelson Rodrigues”[10], que retratava uma seleção de crônicas inéditas de Nelson Rodrigues. Fez testes para o espetáculo e integrou o elenco trabalhando ao lado dos atores veteranos Claudio Marzo e Bete Mendes.

Em 2002, permaneceu trabalhando com o diretor Nelson Rodrigues filho, em sua segunda produção, o espetáculo “Momentos, Obsessões de Nelson Rodrigues” e consecutivamente em 2003 no espetáculo “Momentos Futebol, Paixão de Nelson Rodrigues”[11][12], ambos projetos retratavam crônicas inéditas do dramaturgo Nelson Rodrigues, com apresentações no Teatro Gláucio Gil em Copacabana no Rio de Janeiro e em outros estados brasileiros.

Em 2004, a convite produtor Hermes Frederico, integrou o elenco do espetáculo “Indecência Clamorosa “, de Moises Kaufman, sob direção de Jacqueline Laurence e que teve temporadas no Teatro Maria Clara Machado no Rio de Janeiro e no Teatro do Centro Cultural Vergueiro em São Paulo.

Em 2005, a convite do diretor Nelson Rodrigues, interpreta o personagem Bibelô na peça “Os Sete Gatinhos” do dramaturgo Nelson Rodrigues. O espetáculo ficou em cartaz no teatro da Caixa Econômica no centro do Rio de Janeiro, hoje conhecido como Teatro Nelson Rodrigues.

Em 2012, após algumas leituras, foi selecionado pelo produtor Hermes Frederico, para integrar o elenco do espetáculo “Raimunda, Raimunda” de Francisco Pereira da Silva com direção de Regina Duarte. O espetáculo ficou em cartaz no Centro Cultural do Banco do Brasil no Rio de Janeiro, no teatro Raul Cortez em São Paulo e ainda teve temporadas nos teatros do SESC do interior de São Paulo, entre 2012 e 2013.

Em 2015, integra o elenco da 3ª Temporada da Websérie “Anos Radicais” com direção de Alexandre Machafer e produção da Fundação Cesgranrio, onde interpretou o fazendeiro Ernesto. Nesse mesmo ano, recebe o convite do cineasta Gustavo Acioli para interpretar o Deputado João Corrêa no longa metragem “Mulheres no Poder”, uma comédia com Dira Paes. O longa-metragem ficou em cartaz no circuito nacional.

De 2016 a 2017, integra o elenco da série de 29 episódios chamada “Bem-Aventurados”, onde interpretou o apóstolo, Tiago Maior. A série foi exibida em 2018 pela emissora paulista TV Aparecida e continua sendo reexibida em 2020.

Em 2018, participou do longa metragem “O Filho do Homem” com direção de Alexandre Machafer, onde interpretou o apóstolo Tiago Maior. O longa metragem ficou em cartaz nos cinemas em circuito nacional e atualmente está disponível na plataforma de streaming AMAZON PRIME. Ainda em 2018, integra o elenco do longa metragem “Pra Onde Levam as Ondas” de Dan Albuk, onde interpreta o personagem Eric. O longa está em fase de finalização com previsão de lançamento para 2021. Em dezembro de 2018, grava a 1ª temporada da série “Brasil Imperial” onde interpreta o jornalista Gonçalves Ledo. A produção está disponível atualmente pela plataforma de streaming Amazon Prime.

Em 2019, produziu e atuou no espetáculo “Normal” do escocês Anthony Neilson, com direção de Luiz Furlanetto, onde interpretou o famoso serial killer que viveu na Alemanha em 1929, chamado de Peter Kurten. O espetáculo teve duas temporadas no Rio de Janeiro: no Teatro Rogério Cardoso na Casa de Cultura Laura Alvim em Ipanema e outra no teatro Petra Gold no Leblon. A peça lhe rendeu importante reconhecimento da crítica especializada: “...Ricardo Soares compõe, brilhantemente, seu personagem com naturalidade expressando o que quase chega a ser um cinismo debochado...”[13] Gilberto Bartolo (Blog: O Teatro me representa); “.... Convicta contextualização sensorial de Ricardo Soares como um psicopata acreditando ser normal tudo que fez sem lugar para qualquer remorso.”[14] Wagner Corrêa de Araujo (Blog: Escrituras Cênicas).

No segundo semestre de 2019, integra o elenco do longa metragem “Jorge da Capadócia” onde interpreta o personagem Octávio, um cruel conselheiro do império de Diocleciano. O longa metragem tem direção de Alexandre Machafer e está em fase de pós-produção com previsão de lançamento para 2021.

Teatro[editar]

Ano Título Personagem
1999 Um Homem Chamado Shakespeare Shylock, Demétrio
2000 Fausto Gastrônomo Lúcifer, Albert Speer
2000 Marat-Sade Danton
2001 Momentos, Beijos de Nelson Rodrigues Leocádio
2002 Momentos, Obsessões de Nelson Rodrigues
2003 Momentos Futebol, Paixão de Nelson Rodrigues Timbira, Bulau
2004 Indecência Clamorosa Narrador, Bernard Shaw
2005 Os Sete Gatinhos Bibelô
2012 Raimunda, Raimunda Caminhoneiro, Milionário
2019 Normal Peter Kurten

Filmografia[editar]

Cinema[editar]

Ano Título Personagem Nota
2016 Mulheres no Poder Deputado João Correa
2018 O Filho do Homem Tiago Maior
2018 Pra Onde Levam as Ondas Eric Lançamento previsto para 2021
2019 Elton de Medeiros - O Sol Nascerá Policial
2019 Jorge da Capadócia Octávio Lançamento previsto para 2021

Streaming[editar]

Ano Título Personagem Nota
2020 Brasil Imperial Gonçalves Ledo Disponível pela Amazon Prime

Televisão[editar]

Ano Título Personagem Nota
1999 DNA André Exibida pela antiga TVE
2018 Bem-Aventurados Tiago Maior Exibida pela TV Aparecida

Websérie[editar]

Ano Título Personagem Nota
2015 Anos Radicais Ernesto Disponível no Youtube

Referências[editar]


Este artigo "Ricardo Vicente Soares" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Ricardo Vicente Soares.