Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Rita de Cássia (compositora)

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki


Rita de Cássia
Informação geral
Nome completo Rita de Cássia Oliveira dos Reis
Nascimento 8 de agosto de 1972 (48 anos)
Local de nascimento Alto Santo, Ceará
 Brasil
Gênero(s) Forró, Pop
Instrumento(s) Vocais, Violão
Período em atividade 1990 – atualmente
Outras ocupações Cantora, Compositora
Gravadora(s) Somzoom Studio (Desde de 1994)
Página oficial www.ritadecassiaebanda.com.br

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Rita de Cássia Oliveira dos Reis (Alto Santo, 8 de agosto de 1972), mais conhecida simplesmente por Rita de Cássia, é uma cantora e compositora de forró brasileira. É considerada a maior compositora de forró do Brasil e tem mais de 500 músicas compostas sem parceria, sendo letras e melodias de sua própria autoria.

No decorrer de sua carreira Rita de Cássia gravou 12 CDs em parceria com seu irmão Redondo e a Banda Som do Norte, 05 CDs Voz e Violão, 01 DVD Acústico , 01 CD em comemoração aos 20 anos de carreira, 01 CD Rita de Cássia Ao Vivo (2010) e 01 CD intitulado de "Cuide de ser feliz" (2015), com 13 faixas inéditas .

Com mais de 500 composições, não é a toa que ela recebeu do meio forrozeiro o título de "A Melhor Compositora de Forró do Brasil ". Tem músicas gravadas por vários cantores e bandas, como Mastruz com Leite, Cavalo de Pau, Mel com Terra, Catuaba com Amendoim, Brasas do Forró, Banda Styllus, Aviões do Forró, Eliane, Kátia di Tróia, Frank Aguiar, Wesley dos Teclados, Amelinha, Marinês, As Mineirinhas e etc.[1]

Biografia[editar]

A penúltima dos doze filhos que sua mãe, a professora dona Maria Oliveira dos Reis teve com seu pai, o agricultor e sanfoneiro Francisco Flor dos Reis. [1]

Quando começou a compor, escrevia suas composições em cadernos e guardava só para ela, porque não se interessava em mostrar a ninguém. Quando concluiu o 2° grau seu irmão Redondo a convidou para ser cantora da Banda Som do Norte.

Mesmo sem aprovação dos pais, ingressou em seu sonho de cantar e ser uma grande compositora com o tempo ela os fez mudar de ideia.

Carreira[editar]

Em 1992 a cantora Eliane grava Brilho da Lua, tornando sucesso absoluto, sendo a música mais executada em Fortaleza. Logo em seguida, "Sonho Real" foi gravada pela Banda Mastruz com Leite que já começava a despontar com muito sucesso no Ceará e outros Estados.

Em 1993, Mastruz com Leite grava "Meu Vaqueiro, Meu Peão" de Rita de Cássia, que é tida como marco inicial do forró eletrônico[2]. Começa ai o estrelato de Rita de Cássia como compositora. Ganhou o diploma “Destaque de Melhor Compositora do Ceará 1993”. O forró começava a tomar conta de todo Nordeste com a nova linguagem romântica, a poesia. A forma direta de falar de amor começou a dar certo e Rita de Cássia, usando todo o seu talento e carisma, continuava compondo canções lindíssimas e recebia muitos elogios a cada dia de locutores, bandas e de principalmente de jovens que passaram a gostar do forró com esta grande revolução.

Em 1994 ganha o prêmio "Destaque da Região Vale do Jaguaribe" como melhor compositora. Além disso, já estava em 8° lugar entre os melhores compositores do País e em 1995 recebeu os parabéns do ECAD ( Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), por ter sido primeiro lugar em execução no Brasil, juntamente com a SomZoom Stúdio. Foi também nesse ano que foi gravado o primeiro CD intitulado Rita de Cássia, Redondo e Banda Som do Norte, tendo como sucesso a música "No voo da asa branca", em que retratava a saudade dos nordestinos que deixavam sua terra natal e partiam para as grandes cidades.

Em 1998 Mastruz com Leite volta a fazer sucesso com a música "Tatuagem" de Rita de Cássia, que foi umas das mais tocadas nas rádios de todo o Brasil.

Em 2000 seus méritos também foram reconhecidos no evento "XX – O Século das Mulheres", promovido pelo jornal Folha do Comércio, onde ela foi homenageada e recebeu o título de "Compositora do Século XX".

Em 2002 teve novamente a explosão de suas composições na música "Jeito de Amar (Porres por Você)", gravado na vozes de Solange e Xande (Aviões do Forró) no 2º CD da banda e, mais tarde, pela Mastruz com Leite. Atualmente terão também nas faixas do novo CD suas composições gravadas.

Em 2004 Rita deixa a Banda Som do Norte após 10 anos e não parou de cantar e compor.

Em 2015 tem o livro "Sertão, Serra e Suor" escrito por Herbet Frota, inspirado na obra de Rita de Cassia "Saga de um Vaqueiro".

Carreira solo[editar]

Rita de Cássia atualmente segue carreira solo com a sua própria banda.

Discografia[editar]

Com a Banda Som do Norte[editar]

  • 1994: Redondo, Rita de Cássia e Banda Som do Norte
  • 1995: Príncipe de Nada
  • 1996: Sou Nordeste
  • 1997: Rita de Cássia e Redondo Ao Vivo I
  • 1997: Solos pra você dançar I
  • 1998: Sereia das Américas
  • 1998: Solos pra você dançar II
  • 1999: Rita de Cássia e Redondo Ao Vivo II
  • 1999: Solos pra você dançar III
  • 2000: Minha Bela e Fera
  • 2000: Solos pra você dançar IV
  • 2001: 24 Horas no Ar
  • 2001: Rita de Cássia e Redondo Ao Vivo III
  • 2002: Por Teu Amor
  • 2003: Marcha Nupcial
  • 2004: Rita de Cássia e Redondo Ao Vivo IV

Carreira Solo[editar]

  • 2004: Acústico I
  • 2005: Acústico Parte II
  • 2006: Acústico Ao Vivo
  • 2007: Rita e Você
  • 2010: Rita de Cássia Ao Vivo
  • 2015: Cuide de ser feliz

Premiações[editar]

  • "Destaque de Melhor Compositora do Ceará 1993". (1993)
  • "Destaque da Região Vale do Jaguaribe". (1994)
  • "Compositora do Século XX" (pelo evento "XX – O Século das Mulheres"). (2000)
  • "Compositora do século XX" (pelo Jornal Folha do Comércio de São Paulo).
  • "Diploma de Mérito Cultural" (pela ALMECE - Academia de Letras dos Municípios do Estado do Ceará). (2008)
  • "Maior Compositora de Forró do Brasil" (pelo Jackson e Gonzagão do São João de Campina Grande)[1]. (2010)

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 Site oficial: Biografia Arquivado em 24 de março de 2012, no Wayback Machine.
  2. Gomes, Felipe (7 de junho de 2017). «Rita de Cássia: a compositora que conquistou gerações». Vós. Consultado em 5 de junho de 2020 

Ligações externas[editar]


Este artigo "Rita de Cássia (compositora)" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Rita de Cássia (compositora).