You can edit almost every page by Creating an account. Otherwise, see the FAQ.

Semana Mundial de Conscientização da Burnout

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki

A Semana Mundial da Conscientização da Burnout[1] é um evento anual, gratuito e sem fins lucrativos, com o objetivo de ampliar a conscientização em relação à Síndrome de Burnout[2], ajudar a eliminar o estigma que envolve a doença, além de intensificar a divulgação de suas causas, consequências e tratamentos.

Ela acontece anualmente, na semana após a Black Friday, e conta com painéis transmitidos ao vivo com especialistas, estudiosos e pessoas que passaram pela síndrome de Burnout.

O evento[editar]

A Semana Mundial de Conscientização da Burnout é um evento global, realizado em português e em inglês (como Burnout Awareness Week). Na primeira edição da semana, em 2020, estiveram presentes convidados do Brasil, Estados Unidos, África do Sul, Alemanha e Holanda.

O evento é gratuito, não tem fins lucrativos e está aberto à participação de voluntários que possam e queiram de alguma forma compartilhar suas experiências. A missão da semana é eliminar o estigma que envolve a síndrome e seus efeitos (como depressão, síndrome do pânico, ansiedade generalizada e outras comorbidades de saúde mental e física decorrentes do estresse crônico).

Edições[editar]

2020

A primeira edição da 'Semana Mundial de Conscientização da Burnout aconteceu entre 30 de novembro e 04 de dezembro de 2020, e contou com mais de 300 inscritos de diversos lugares do mundo.

Entre os painelistas, o evento contou com a participação da jornalista Izabella Camargo, que sofreu com a síndrome de Burnout e escreveu um livro sobre a nossa relação com o tempo e produtividade. A edição de 2020 contou com mais 300 inscritos e painelistas de 5 países (em inglês e português), em mais de 15 horas de conteúdo.


2021

Com o tema "A Burnout nos transforma, e nos encoraja a transformar", a segunda edição do evento aconteceu, com transmissão ao vivo pelo YouTube, entre 29 de novembro e 5 de dezembro de 2021.

Com mais de 30 painelistas nacionais e internacionais, em painéis transmitidos ao vivo no eixos temáticos "Saúde & Bem-Estar, Cultura & Sociedade, O Papel das Organizações [3], e Histórias da Burnout"[4], o evento atraiu mais de 600 inscritos. A jornalista Izabella Camargo[5] foi mediadora de dois painéis e atuou na produção do evento.


2022

A edição de 2022 acontecerá entre 28 de novembro e 02 de dezembro.

Organização[editar]

O evento foi idealizado e é produzido pela escritora e investigadora da síndrome de Burnout e saúde mental na relação com o trabalho, Carol Milters. Publicitária por formação, Carol trabalhou por mais de dez anos com marketing, tendo desenvolvido estratégias para algumas das maiores organizações da América Latina, como Mercado_Livre, Azul Linhas Aéreas, O Boticário e Philips.

Autora do livro "Minhas Páginas Matinais: Crônicas da Síndrome de Burnout" e organizadora do grupo de apoio online, Burnoutados Anônimos [6], Carol se dedica a promover a conscientização sobre a saúde mental no trabalho e a síndrome de Burnout a partir de sua própria experiência com dois episódios que a afastaram do trabalho por mais de três anos.

Veja também[editar]

Dia Mundial da Saúde Mental (10 de outubro)


Referências

  1. https://dhojeinterior.com.br/burnout-conheca-o-diagnostico-e-tratamento-da-nova-doenca-ocupacional/Burnout: conheça o diagnóstico e tratamento da nova doença ocupacional: ""A gaúcha Carol Milters, de 34 anos, que é escritora e fundadora da Semana Mundial de Conscientização da Burnout, evento que acontece todo ano na última semana de novembro, teve dois episódios de burnout; o primeiro entre 2014 e 2016, e o segundo entre 2017 e 2019."
  2. https://vocesa.abril.com.br/carreira/entenda-o-que-realmente-e-a-sindrome-de-burnout/ Reportagem da Você S/A Reportagem da Você S/A, "Entenda o que realmente é a síndrome de burnout": "Contribuíram: Edwiges Parra, psicóloga organizacional especialista em recursos humanos; Juliana Nunes Moreira, doutora em psicologia da saúde pela Universidade de Lausanne (Suíça) e especialista em Síndrome de Burnout; Carol Milters, autora de “Minhas Páginas Matinais: Crônicas da Síndrome de Burnout” e idealizadora da Semana Mundial da conscientização da Burnout"
  3. https://www.terra.com.br/noticias/educacao/carreira/bem-estar-no-trabalho-tem-nota-abaixo-do-ideal-em-medicao-de-startup,b2694f882cf94f065a282615106e5345dk4e1l1r.html Reportagem do Terra.com.br, "Bem-estar no trabalho tem nota abaixo do ideal em medição de startup"
  4. https://saude.abril.com.br/mente-saudavel/burnout-e-reconhecido-pela-oms Reportagem da Veja Saúde, "Burnout: problema é reconhecido pela OMS e faz cada vez mais vítimas
  5. https://www.uol.com.br/vivabem/reportagens-especiais/burnout-e-cada-vez-mais-comum-izabella-camargo-conta-sua-historia/ "Burnout não é o fim"": Izabella Camargo estava no limite da saúde quando descobriu a síndrome, que atinge 30% dos brasileiros
  6. https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2021/04/05/burnoutados-anonimos-grupo-online-oferece-apoio-a-quem-sofre-da-doenca.htm Reportagem Burnoutados Anônimos: grupo online apoia quem sofre de esgotamento

Links Externos[editar]

Página Oficial da Semana Mundial de Conscientização da Burnout


Este artigo "Semana Mundial de Conscientização da Burnout" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Semana Mundial de Conscientização da Burnout.



Read or create/edit this page in another language[editar]