You can edit almost every page by Creating an account. Otherwise, see the FAQ.

Sessa (cantor)

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki



Sessa
Informação geral
Nascimento 27 de julho de 1986 (37 anos)
Local de nascimento São Paulo
Brasil
Gênero(s) MPB, psicodélico, indie
Instrumento(s) Voz, violão

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Sessa é um cantor e compositor brasileiro. Nascido em São Paulo, em 27 de julho de 1986, ele ganhou destaque no cenário musical com sua sonoridade singular, que mescla influências do folk, MPB e música psicodélica.[1]

História[editar]

Ao longo de sua carreira, Sessa lançou dois álbuns de estúdio, "Grandeza" (2019) e "Estrela Acessa" (2022), além de diversos singles e colaborações. recebendo elogios na mídia nacional por sua abordagem minimalista e letras poéticas.[2]

Sessa começou sua trajetória musical na adolescência, quando aprendeu a tocar violão e guitarra de forma autodidata. Influenciado por artistas como Caetano Veloso, Tom Zé e Devendra Banhart, ele explorou diferentes estilos musicais até encontrar sua própria identidade sonora.[3]

Em 2018, Sessa lançou seu primeiro álbum, intitulado "Grandeza". O disco foi aclamado pela crítica, que elogiou sua voz suave e melodias envolventes. As letras de suas músicas abordam temas como amor, espiritualidade e natureza, trazendo reflexões profundas e sensíveis.[2]

Após o lançamento de "Grandeza", Sessa embarcou em uma série de turnês pelo Brasil e por outros países, levando sua música para diversos palcos.[4]

Em 2022, o cantor lançou seu segundo álbum, "Estrela Acessa", que foi produzido pelo próprio Sessa em parceria com o baterista e percussionista Biel Basile, conhecido por seu trabalho com as bandas O Terno e Maurício Pereira. O álbum também foi lançado mundialmente pelo selo americano Mexican Summer.[5]

O trabalho é composto por 12 faixas que foram inspiradas por diversos artistas brasileiros renomados, como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Gal Costa, Jorge Ben, Chiquinho de Moraes, Erasmo Carlos, Arthur Verocai, Clube da Esquina, Paulinho da Viola e Baden Powell.[5]

Apesar de sua carreira relativamente curta, Sessa já teve a oportunidade de se apresentar em festivais de música internacionais de grande destaque, incluindo o Desert Daze e Brasil Summerfest, nos Estados Unidos, Le Guess Who?, na Holanda, e o Tremor Festival, em Portugal. Ele também recebeu elogios de artistas internacionais, como o Belle and Sebastian.[6]

Discografia[editar]

Álbuns[editar]

  • Grandeza (2019)
  • Estrela acessa (2022)

Referências

  1. «Sessa apresenta o primeiro álbum solo, 'Grandeza', oito anos após ter saído da banda Garotas Suecas». G1. 4 de junho de 2019. Consultado em 24 de junho de 2023 
  2. 2,0 2,1 «Do Brasil para o mundo com Sessa». Elástica – Todos do mesmo lado. Consultado em 24 de junho de 2023 
  3. Amigos, Tenho Mais Discos Que (9 de agosto de 2022). «TMDQA! Entrevista: Sessa fala sobre "Estrela Acesa", um dos lançamentos mais interessantes do ano». Tenho Mais Discos Que Amigos!. Consultado em 24 de junho de 2023 
  4. Lopes, Mário (2 de junho de 2023). «Sessa, uma visão da beleza do mundo, um som que abraça». PÚBLICO. Consultado em 24 de junho de 2023 
  5. 5,0 5,1 Papelpop, Redação (27 de junho de 2022). «Sessa encontra "Estrela Acesa" em segundo disco, que teve repercussão internacional». PAPELPOP. Consultado em 24 de junho de 2023 
  6. «Sessa apresenta "Estrela Acesa" no Porto e em Lisboa | Global News Portugal». 1 de março de 2023. Consultado em 24 de junho de 2023 
Ícone de esboço Este sobre um cantor é um esboço relacionado ao Projeto Música. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Este artigo "Sessa (cantor)" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Sessa (cantor).



Read or create/edit this page in another language[editar]