Welcome to EverybodyWiki ! Sign in or sign up to improve or create : an article, a company page or a bio (yours ?)...


Solon Dantas de França

Da wiki EverybodyWiki Bios & Wiki
Ir para: navegação, pesquisa

Predefinição:Info/Padre da Igreja Católica

Solon Dantas de França (Paulista, 04 de maio de 1935 - Sousa, 03 de junho de 2006) foi um sacerdote católico de grande influência política e religiosa no sertão paraibano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Solon Dantas de França nasceu no dia 04 de maio de 1935 no sítio Várzea da Serra, parte do então distrito de Paulista, município de Pombal. Filho de Emerentina Dantas de Sousa e do poeta Belarmino Fernandes de França. Foi batizado no dia 30 do mesmo mês de maio daquele ano de 1935, na igreja de São José em Paulista, pelo padre Valeriano Pereira. No dia 02 de setembro do mesmo ano recebeu o sacramento do crisma em celebração presidida pelo bispo diocesano de Cajazeiras, Dom Henrique Gelain.[1]

Aos 19 anos, em 1954, foi chamado pelo bispo diocesano, Dom Zacarias Rolim de Moura para ingressar no Seminário Diocesano Nossa Senhora da Assunção. Aceitando o convite, no ano de 1955 ingressou no seminário de Cajazeiras onde permaneceu até 1961, quando foi transferido para o Seminário Provincial de Fortaleza.

Recebeu, em 12 de janeiro de 1968, o diaconato na Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Remédios em Catolé do Rocha, e no dia 10 de julho daquele mesmo ano, foi ordenado sacerdote.

Faleceu em 03 de junho de 2006 na cidade de Sousa. Conforme seu desejo foi sepultado na Igreja de São José, na mesma cidade de Paulista.[2]

Por meio da lei municipal nº 326/2011, o dia 03 de junho tornou-se feriado municipal na cidade de Paulista, em memória da morte do maior líder religioso e político da cidade.

Obras sociais[editar | editar código-fonte]

Em Paulista, Padre Solon foi responsável pela construção do Ginásio Paroquial "Cândido de Assis Queiroga", creche "Robson de Araújo Veras", Hospital e maternidade "Emerentina Dantas", casa do estudante "Belarmino de França", praça São José, ao lado da Igreja Matriz e diversas passagens molhadas sobre o Rio Piranhas.

Foi responsável também por criar uma das maiores manifestações culturais da cidade, a festa do rosário, além de trazer para a cidade a agência do Banco do Brasil, TELPA, água saneada através da CAGEPA e também a primeira banda marcial da cidade.

Como último legado conseguiu a criação da Comarca de Paulista e instalação do Fórum "Leandro Gomes de Barros".[3]

Precedido por
José González Alonso
Pároco de São José em Paulista
1969 - 2002
Sucedido por
Damião Nunes Viana

Referências

  1. Araújo Neto, José Tavares (6 de maio de 2017). «Pequena biografia de Padre Solon». Caldeirão Político. Consultado em 13 de novembro de 2018 
  2. Brunet, Clemildo (6 de março de 2017). «Biografia de Pe. Solon». Clemildo Brunet. Consultado em 13 de novembro de 2018 
  3. Laurentino da Silva, Maria Salete (6 de junho de 2015). «Professora de Paulista faz biografia de Padre Solon». HW Comunicação. Consultado em 13 de novembro de 2018 


Este artigo "Solon Dantas de França" é da wikipedia