You can edit almost every page by Creating an account. Otherwise, see the FAQ.

TV Catarinense (Joaçaba)

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki

TV Catarinense
Televisão Joaçaba Ltda.

Brasil
Tipo Comercial
Cidade de concessão Joaçaba, SC
Canais 📺
6 VHF analógico
Rede Rede Bandeirantes
Rede(s) anterior(es) Rede Manchete
Proprietário Família Bonato
Fundação 27 de maio de 1988 (35 anos)
Extinção 1 de junho de 2005 (18 anos)
Sucessora RBS TV Centro-Oeste
Cobertura Santa Catarina:
Extremo-Oeste
Oeste
Meio-Oeste Catarinense
Planalto Serrano
Rio Grande do Sul:
Norte do Rio Grande do Sul.
Agência reguladora DENTEL (1988-1997)
ANATEL (1997-2005)
Página oficial 🌐 tvcatarinense.com.br (inativo)

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

A TV Catarinense foi uma emissora de televisão brasileira instalada na cidade de Florianópolis, no Estado de Santa Catarina. A emissora era sintonizada no canal 6 VHF analógico e era afiliada à Rede Bandeirantes. A emissora entrou no ar em 1988 e foi extinta em 2005.

Como acontece em todas as emissoras de TVs brasileiras sintonizadas no canal 6 VHF analógico, a emissora podia ser ouvida em uma rádio comercial, sintonizada na frequência em FM 87.75 MHz.

História[editar]

A TV Catarinense entrou no ar em 27 de maio de 1988, como afiliada à Rede Manchete, pertencente à Família Bonato. Na inauguração, juntamente com familiares de Bonato, o então governador de Santa Catarina, Pedro Ivo Campos, ressaltou em seu discurso que a Região já fazia por merecer a implantação da emissora de TV pelo grande progresso e desenvolvimento alcançado nos últimos anos: "Representa um marco na história da Região, um sonho que se tornou realidade graças à tenacidade e perseverança daqueles que tiveram a iniciativa e a coragem de vencer os obstáculos". Em seguida, o então Ministro da Justiça, Paulo Brossard, à respeito da implantação da emissora: "Um acontecimento inesquecível para Joaçaba e Região." afirmou.[1]

A emissora passou retransmitir a programação local da TV Barriga Verde de Florianópolis, também afiliada à Manchete desde 1984, na época transmitia quase o Estado de Santa Catarina (menos no Oeste e Sul), sul do Paraná e nordeste do Rio Grande do Sul também a programação da Manchete, enquanto a cobertura da emissora se estendia do Extremo-Oeste ao Planalto Serrano de Santa Catarina e Norte do Rio Grande do Sul. Além da sede em Joaçaba, possuía quatro sucursais: em Chapecó, Concórdia, Lages, Erechim e Florianópolis.

Em 1993, juntamente com a TV Barriga Verde, a emissora trocou a programação da Rede Manchete pela Rede Bandeirantes (por conta da queda da audiência seguida a crise da rede que levou greve), deixando a Manchete praticamente sem sinal aberto em todo o estado, ao contrário dos estados vizinhos (Rio Grande do Sul e Paraná) que optaram continuar a rede por alguns anos. Por outro lado, a Bandeirantes estava sem sinal desde 1992, quando a RCE TV trocou a Bandeirantes pela recém-inaugurada Rede OM Brasil (atual CNT), ganhou sinal praticamente em todo o estado. Após a troca de rede, a Manchete nunca ganhou alguma afiliada em Santa Catarina até sua extinção em 1999.

Em 2004, a Família Bonato anuncia a venda da TV Catarinense e o Grupo RBS se apresenta na compra com interesse de ampliar seu o sinal em todo o estado. Após finalizar a compra, a emissora inicia transição até o dia 1º de junho de 2005, cinco dias depois de completar 17 anos no ar, quando a TV Catarinense deixa de existir e se torna a RBS TV Centro-Oeste, sendo a sexta emissora do grupo em SC. Com isso, a programação da Bandeirantes (quarta lugar em audiência) é trocada pela Rede Globo (líder de audiência) e o vínculo com a TV Barriga Verde é trocado pela RBS TV Florianópolis. No momento da extinção, a emissora produzia 16 programas e eram principalmente de caráter jornalísticos e de entretenimento, sendo posteriormente todos retirados do ar com a mudança de rede.

Programação[editar]

Em sua fase como TV Catarinense, a emissora retransmitia os programas gerados pela TV Barriga Verde de Florianópolis, e produzia noticiários locais. Destacam-se nesta época o Jornal da Manhã, apresentado por Clemir Schmidt, o Jornal Meio-Dia apresentado por Edy Wilson Serpa e Marcos Valnei, e o Jornal da Catarinense, no horário noturno, ancorado por Nelson Paulo.[2]

Fonte[editar]

Referências

  1. Histórico. TV Catarinense.[ligação inativa] Web Archive em 14-02-2003.
  2. «Jornais da TV Catarinense». TV Catarinense. 30 de dezembro de 2002. Consultado em 16 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 30 de dezembro de 2002 
Precedido por
Emissora Inexistente.
Canal 6 VHF analógico em Joaçaba
1988 a 2005
Sucedido por
RBS TV Centro-Oeste

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).



Outros artigos dos temas Televisão E Rio Grande do SulJoseane Oliveira, TV Cachoeira do Sul, Diego Becker, Sabrina Boing Boing, TV Pampa Cachoeira, TV Catarinense (Florianópolis), TV Cachoeira

Outros artigos do tema Televisão : Mestre do Sabor (1.ª temporada), Cultura Mundo, TV Jovem Pan News, TV Buritis, TV Cidade Presidente Dutra, TV Cidade Alto Alegre do Maranhão, TV Timon

Outros artigos do tema Rio Grande do Sul : Museu do Vinho e Enoteca, Pedro Raúl, Denis Lerrer Rosenfield, Maristela, Museu Arqueológico do Rio Grande do Sul, 88,7 FM, Cruzeiro Esporte Clube (Rio Grande do Sul)


Este artigo "TV Catarinense (Joaçaba)" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical.




Read or create/edit this page in another language[editar]