Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

TV Clube (Teresina)

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
TV Clube
TV Rádio Clube de Teresina S.A.
Logotipo da TV Clube (Teresina).JPG
Teresina, Piauí
Brasil
Tipo Comercial
Canais 📺 Digital: 26 UHF
Virtual: 4 PSIP
Outros canais 12 / 412 HD (Sky)
4 (Oi TV)
4 / 504 HD (Claro TV)
515 (Vivo TV)
ver mais
Analógico:
04 VHF (1972-2018)
Sede Bandeira de Teresina.svg Teresina, PI
Slogan A gente se liga no Piauí
Rede Rede Clube (Rede Globo)
Rede(s) anterior(es) REI e Rede Tupi (1972-1976)
Fundador 👨‍💼️ Valter Alencar
Pertence a Sistema Clube de Comunicação
Proprietário Segisnando Alencar
Antigo proprietário Valter Alencar (1972-1975)
Valter Alencar Filho (1975-2015)
Presidente Segisnando Alencar
Fundação 3 de dezembro de 1972 (47 anos)
Prefixo ZYB 350
Emissoras irmãs
  • FM Clube
  • Top FM
Cobertura 93 municípios do estado do Piauí
Coord. do transmissor 5° 6' 36.1" S 42° 47' 45.2" O
Potência 4,8 kW
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial 🌐 redeglobo.globo.com/pi/redeclube/

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

TV Clube é uma emissora de televisão brasileira sediada em Teresina, capital do estado do Piauí. Opera no canal 4 (26 UHF digital), e é afiliada à Rede Globo. Foi fundada no dia 3 de dezembro de 1972, pelo engenheiro e professor Valter Alencar, sendo a primeira emissora de TV do Piauí.[1] É a cabeça de rede da Rede Clube, que gera sua programação para 93[2] municípios e também para a TV Alvorada, de Floriano.

História[editar]

Estátua do fundador, Valter Alencar, na Av: Barão de Castelo Branco emTeresina.

A história da futura TV Clube de Teresina tem início[3][4] em 1962, quando o engenheiro e professor Valter Alencar, então diretor da Rádio Clube (no ar desde 1960), entrou com pedido de concessão de emissora de TV,[5] pretendendo criar uma "Universidade do Ar".[3][4] Na época do pedido, o Estado do Piauí, ao contrário dos Estados vizinhos, era o único que não havia instalado ou inaugurado uma emissora de televisão.

No entanto, montar primeira emissora de TV do Piauí foi difícil: primeiro, com a notícia do pedido, houve resistência do mercado anunciante local que não conhecia a televisão, pois anunciava apenas emissoras de rádios e jornais até então; e o segundo, foi por conta da concessão na qual seria a primeira emissora de TV.[5] Segundo Valter Alencar Filho, mesmo parentesco de Valter, do pedido até concessão, o pai teve dificuldades: "A concessão foi o maior sofrimento do meu pai, pois existia outra pessoa de nome Valter Alencar que era comunista e teve esse entrave. Além disso, tinham políticos que não queriam que ele tivesse essa emissora nas mãos. Meu pai lutou, foi a Brasília até que o senador Petrônio Portela resolveu o problema e conseguiu o canal.", disse.[5]

A concessão foi aprovada e publicada no Diário da União em 1965 pelo Ministério das Comunicações, como finalidade de TV comercial, com o nome de TV Rádio Clube de Teresina S/A (razão social da TV Clube).

Nos anos seguintes, Alencar formou diversos sócios para viabilizar a emissora, reunir dinheiro para construir a sede da emissora que passou ser chamado de Colosso do Monte Castelo e depois comprar equipamentos. Entre os parceiros, estavam o técnico em eletrônica Raimundo Nonato de Albuquerque.[5]

Do pedido até entrada do ar, foram dez anos de espera pela liberação de canal de Televisão para o Piauí, o que muitos não acreditavam e para isso, Alencar sacrificou grande parte de seu modesto patrimônio, o que comprometeu a sua saúde, deixou de lado a sua rendosa advocacia e dedicou-se quase que exclusivamente à construção do "Colosso do Monte Castelo", onde seria a futura sede de seu empreendimento.[3][4] Alencar fica conhecido como "Homem da TV no Piauí".[6]

Em 1972, após a conclusão da sede e a instalação dos equipamentos, pois o tempo do pedido (1962) e a concessão (1965) passavam se quase 10 anos, pois o pedido até a entrada do ar iria automaticamente cancelar a concessão (1975), segundo as leis das concessões das emissoras na época, mas era comum da emissora ganhar concessão e só colocar no ar anos depois devido ao preço alto dos equipamentos.

Em outubro, a emissora entrou no ar em fase de testes antes de ser inaugurada. Hoje, a emissora não tem registros de sons e imagens (radiodifusão) da primeira transmissão experimental, pois existe apenas acervo fotográfico exposto na Fundação Valter Alencar em que mostra antes da inauguração.[5]

Ao mesmo tempo, o Governo do Estado do Piauí criou a estatal Empresa Piauí de Radiofusão (Radiotepi), que viria a se chamar Empresa de Telecomunicações do Piauí (Etelpi) até sua extinção, e o sinal da Clube passa a ser expandido no decorrer do ano e em 1973 para alguns municípios do interior do estado, inclusive para o Maranhão e Ceará, até então sob responsabilidade das TVs Difusora (Maranhão) e Verdes Mares (Ceará).

A TV Clube finalmente foi inaugurada em 3 de dezembro de 1972, após dois meses de testes. Foi lançado o primeiro slogan "A Força de um Ideal",[7] que permanece até hoje, mesmo com outros slogans. Em prédio próprio, recebeu o nome de "Edifício Presidente Médici",[3][4] e a primeira logomarca da emissora foi a Cabeça de Cuia, que ficou no ar até 1976.

As primeiras imagens a entrarem no ar foram do telejornal Tele Quatro, e o primeiro apresentador foi Gamalie Noronha, na época em que não havia o chamado teleprompter, em que ele lia as notícias em um papel e depois olhava para a câmera.[8]

A programação intercalava várias atrações locais com as da Rede de Emissoras Independentes (formada pela TV Record e a TV Rio) e da Rede Tupi.[3][4] Os primeiros anos de funcionamento da TV Clube foram passando e os problemas estruturais da empresa começaram a afetar, de forma direta, a sua relação com o público.[9] Apesar de ter importado mão de obra do vizinho estado do Ceará, havia problemas neste campo, pois os profissionais locais vinham do rádio, sem experiência de TV. Depois, a empresa tinha origem no núcleo familiar e ao que tudo indica o idealizador da emissora também estava aprendendo a fazer.[9] A emissora “sofria com a indefinição de conteúdo, falta de estrutura e de experiência de produção, carência de recursos e descompasso entre uma administração idealista e as exigências da lógica do mercado”.[9]

De 1972 a 1976, o faturamento da emissora continuava baixo e a programação local era limitada, o que impediu a emissora de propor uma boa grade de programação, devido aos empresários de Teresina ainda relutarem em investir no novo veículo e na mídia televisiva[9] e a falta do incentivo do Governo do Piauí e de condições do comércio local.[3][4] Este conjunto de problemas foi determinante para afiliação da TV Clube à Globo, fato que pôs fim a maioria dos programas produzidos em nível local.[9]

Nos primeiros anos da emissora, os comerciais eram feitos "ao vivo", tendo também locutores lendo textos diante de alguns slides, até comprar e ampliar divisórias para uso de videotape para edições locais.[3][4] Em 1973, segundo Segisnando, filho de Valter Alencar, em uma festa promovida pela TV Clube, surgiu convite para que a emissora seja afiliada à Rede Globo. “Nós estávamos em uma festa quando nos foi apresentado o Célio Pereira, um dos braços-direitos do Walter Clark, que era diretor de expansão da Globo. Ele disse que queria que nós fossemos a uma reunião no Rio de Janeiro, na sede da Globo, com o Clark, Boni e Roberto Marinho. E assim foi feito.", explicou.

Em dezembro do mesmo ano, dois anos depois da TV Clube entrar no ar, a emissora finalmente tornou-se afiliada da Rede Globo.[10] Apesar da afiliação com a Globo, a programação da emissora continuava independente, intercalava programas locais com atrações da REI (formada pela TV Record e a TV Rio) e da Tupi.[3][4]

Na época, apenas o Jornal Nacional e Fantástico eram exibidos ao vivo, enquanto outros programas (como novelas, desenhos, séries, filmes, entre outras atrações) eram enviados por aviões diários via malote para Teresina, o que gerava atrasos em dias ou semanas em relação a programação exibida no eixo Rio-São Paulo. Muitas vezes, a emissora era obrigada a repetir atrações do dia anterior quando havia algum problema durante o processo. Isso durou até 1983, semanas depois de ter divergências com o lançamento de um filme que iria estrear em 22 de julho do mesmo ano no Brasil, nomeado de Vidas Sem Rumo. A exemplo de outras afiliadas, a Globo ainda exibe a programação via-satélite.

Com a programação atualizada e com transmissões "ao vivo", a TV Clube passou a fazer um investimento maior em pessoal: contratou os melhores profissionais do Estado e elaborou um cronograma de cursos.[3][4] Nesse período, o departamento de jornalismo da empresa contava com apenas uma equipe de externa, onde um repórter mantinha uma grande sintonia com o cinegrafista e sua câmera V-8 e as matérias eram "editadas" em campo.[3][4]

No dia 25 de janeiro de 1975, após dois meses de rigoroso tratamento médico, Valter Alencar morreu às 4:15 horas no Hospital Getúlio Vargas, por problemas de coração.[6] Com a morte de Valter Alencar, seus filhos, Segisnando e Valter Filho assumem o comando da TV Clube que, nos anos seguintes, passa a investir em mais equipamentos e na ampliação, tanto da programação local quanto da Rede Globo.

Em 1976,[3][4] passa a exibir, com exclusividade, a programação da Globo, com fim dos contratos com a REI e a Tupi. Nos anos 70, como afiliada à Globo, a emissora produzia produzia os programas TP Estúdio (apresentado pelo ator Tarcísio Prado e nas segundas-feiras pelo humorista e ex-vereador de Teresina, Deusdeth Nunes), Encontros e Debates (por Chico Costa); os programas de auditório Elvira Som & Imagem e Assunto Classe A (apresentadas pela colunista social, Elvira Raulino).[11] No entanto, a emissora vivia o drama da falta de arquivo e da insuficiência técnica para atender simples requisição de imagem, por falta de fitas U-matic.[11]

Em 1992, foi instituída a Fundação Valter Alencar, que é responsável por guardar todo o acervo histórico da TV Clube, além da realização de seminários, cursos de capacitação e distribuição bolsas de estudo. Tudo de acordo com os propósitos de Valter Alencar, em fornecer educação, para formar e informar os jovens do Piauí.

Em agosto de 1998, a TV Clube passa a ter sinal próprio de satélite, permitindo que as cidades do interior com retransmissoras passassem a receber o sinal com melhor qualidade e confiabilidade de som e imagem.[3][4] Com isso, o sinal por via terrestre da Empresa de Telecomunicações do Piauí (Etelpi), empresa estatal do Governo do Estado, deixaram de serem usados por nova tecnologia.[3][4] Graças à nova transmissão, nas cidades onde tem parabólicas (apontados ao satélite que transmite a emissora) conectados com receptores em estúdios que gera sinal à torre de retransmissão instalados para cidades ou regiões, nos anos seguintes, a emissora atinge 70% das cidades do Piauí.[3][4]

No final de 2001, às vésperas das comemorações de 29 anos da emissora, a Clube passou a operar na internet com a criação do Web Piauí, seguindo exemplo da Globo.com, criado em 1999. Em 2006, às vésperas das comemorações de 34 anos da emissora, o Web Piauí é substituído pelo [http://portaldaclube.globo.com/ Portal da Clube.

Em 3 de dezembro de 2007, a emissora comemora seus 35 anos com grande festa e a inauguração do novo transmissor, garantindo maior qualidade de som e áudio que o telespectador recebe.[12] A emissora lançou no Portal Clube sobre especial.[13]

Até 31 de maio de 2011, a TV Clube era responsável pela cobertura de 184 dos 221 municípios piauienses (equivale a 85% do Estado), inclusive os sinais alcançava leste do Maranhão, oeste do Ceará e Pernambuco, além do noroeste da Bahia. Em 1º de junho daquele ano, a emissora perdeu presença em muitos municípios para TV Alvorada do Sul, que iniciou transmissões em via satélite no StarOne C1 em 2010, que até então, só era presente apenas em Floriano e Barão de Grajaú (Maranhão) pelo sinal analógico desde que entrou no ar em 1997.

A partir de então, a TV Alvorada do Sul passou a cobrir 39 municípios apenas no centro do Piauí, limite com o Maranhão e Pernambuco. Com a perda de presença dos municípios para Alvorada do sul, a Clube passou atender 145 municípios.

No decorrer de 2011 a 2012, por falta de desentendimentos com a segunda reprise de Mulheres de Areia no Vale a Pena Ver de Novo, da Globo, a emissora deixou muitos municípios sem sinal, caindo de 145 para 71 municípios.

Em 1 de abril de 2012, incentivando a reprise da novela Chocolate com Pimenta no Vale a Pena Ver de Novo deixar essa cultura, as TVs Clube e a Alvorada do Sul se unificam e formam a Rede Clube.[14]

 Sinal digital[editar]

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
4.1 26 UHF 1080i Programação principal da TV Clube / Globo

A TV Clube iniciou os testes de sinal digital no Canal 26 UHF em maio de 2010.[15]

Em 11 de junho, a emissora recebeu o primeiro lote de equipamentos para a instalação definitiva da TV Digital. Foram investidos mais de 4 milhões para a compra de um transmissor de 2,4KW de potência, capaz de cobrir com o sinal digital todas as regiões que já recebem o analógico através do Canal 4. De acordo com o gerente de engenharia da TV Clube, Sérgio Paiva, entre as partidas de futebol, o sinal de teste continuará sendo exibido no canal 26 UHF com trechos de programas da Rede Globo gravados em alta definição.[16]

Em 23 de julho, a emissora recebeu o segundo lote de equipamentos para a instalação definitiva da TV Digital. A primeira transmissão em HD da TV Clube foi o primeiro jogo da Copa do Mundo em junho deste ano. A previsão é que a TV Clube inicie a transmissão em caráter definitivo no dia 16 de agosto, aniversário da capital piauiense.[17][18]

Em 16 de agosto, estreou os novos cenários, e passou a transmitir em caráter definitivo o seu sinal Digital, no aniversário de Teresina.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a TV Clube, bem como as outras emissoras de Teresina e região metropolitana, cessou suas transmissões pelo canal 04 VHF em 30 de maio de 2018, seguindo o cronograma oficial da ANATEL. O sinal foi cortado às 23h59, durante o Profissão Repórter, e foi substituído pelo aviso do MCTIC e da ANATEL sobre o switch-off..[19]

Retransmissoras[editar]

A partir de 1998 e decorrer dos anos 2000, a emissora substituiu os enlaces (ou links) de antenas terrestres pela transmissão da programação via satélite ao interior do Piauí, com exerção dos enlaces próximos à capital Teresina. Para retransmitir seus sinais no interior, a TV Clube utiliza gratuitamente infraestrutura pertencente ao Poder Público, torres de transmissão de prefeituras (Prefeitura Municipal) ou da Empresa de Telecomunicações do Piauí (Etelpi), a quem também pertence a grande maioria das concessões de RTV que utiliza no Estado.

Lista de retransmissoras
Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital
Agricolândia 11 - Água Branca 08 - Alto Longá 27 - Altos 12 -
Angical do Piauí 13 - Aroazes - - Assunção do Piauí - - Avelino Lopes - -
Baixa Grande do Ribeiro - - Barra d'Alcântara - - Barras 12 - Barro Duro 09 -
Batalha 40 - Beneditinos - - Boa Hora - - Bocaina - -
Bom Princípio do Piauí - - Boqueirão do Piauí - - Brasileira - - Buriti dos Lopes 09 -
Buriti dos Montes - - Cabeceiras do Piauí 09 - Cajueiro da Praia - - Campo Largo do Piauí - -
Campo Maior 13 - Canavieira 09 - Canto do Buriti 09 - Capitão de Campos - -
Castelo do Piauí - - Cocal 07 - Cocal de Telha - - Coivaras - -
Corrente 20 - Cristino Castro - - Curimatá 09 - Demerval Lobão - 26
Domingos Mourão - - Elesbão Veloso 07 - Esperantina 13 - Francinópolis - -
Gilbués 13 - Hugo Napoleão 09 - Inhuma 13 - Itainópolis 09 -
Jaicós - - Jardim do Mulato 09 - Jatobá do Piauí - - Joaquim Pires 03 -
José de Freitas - - Lagoa Alegre - - Lagoa de São Francisco - - Lagoinha do Piauí 09 -
Luís Correia 08 29 Luzilândia 30 - Matias Olímpio 11 - Miguel Alves - -
Miguel Leão 13 - Milton Brandão - - Monsenhor Gil 13 - Morro do Chapéu do Piauí - -
Nazária - 26 Nossa Senhora de Nazaré - - Nossa Senhora dos Remédios - - Novo Oriente do Piauí - -
Olho d'Água do Piauí - - Palmeirais 07 - Parnaguá - - Parnaíba - 29
Passagem Franca do Piauí 11 - Paulistana 03 - Pedro II 09 - Pimenteiras 09 -
Piracuruca 09 - Piripiri 09 - Porto - - Prata do Piauí 09 -
Redenção do Gurgueia - - Regeneração 11 - Ribeiro Gonçalves - - Santa Cruz dos Milagres 11 -
Simplício Mendes 13 - Simões 05 26* Socorro do Piauí - - São Félix do Piauí - -
São Gonçalo do Piauí - - São José do Divino - - São João da Serra 07 - São João do Piauí - -
São Miguel da Baixa Grande - - São Miguel do Tapuio - - São Pedro do Piauí 11 - São Raimundo Nonato 03 -
União 47 - Valença do Piauí 26 - Várzea Grande 55 -

Referências

  1. «História da TV». Portal da Clube. 19 de abril de 2008. Consultado em 19 de abril de 2008 [ligação inativa] 
  2. «Exibidoras». negocios8.redeglobo.com.br. Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  3. 3,00 3,01 3,02 3,03 3,04 3,05 3,06 3,07 3,08 3,09 3,10 3,11 3,12 3,13 «TV Rádio Clube de Teresina». Web Piauí. 2002. Cópia arquivada em 27 de setembro de 2002 
  4. 4,00 4,01 4,02 4,03 4,04 4,05 4,06 4,07 4,08 4,09 4,10 4,11 4,12 4,13 «Empresa». Web Piauí. 2002. Cópia arquivada em 23 de fevereiro de 2003 
  5. 5,0 5,1 5,2 5,3 5,4 «Há 40 anos, parceiros de Valter Alencar se uniam para criar TV Clube». G1 PI. 2 de dezembro de 2012. Consultado em 3 de dezembro de 2012 
  6. 6,0 6,1 «Currículo de Valter Alencar». Web Piauí. 2003. Cópia arquivada em 12 de janeiro de 2003 
  7. «A Força de um Ideal». Portal da Clube. 19 de abril de 2008. Consultado em 19 de abril de 2008 [ligação inativa] 
  8. «Imparcialidade e pioneirismo são as marcas do Telejornalismo da Tv Clube». 02-12-2012. Consultado em 3 de dezembro de 2012 
  9. 9,0 9,1 9,2 9,3 9,4 Francisco Alcides do Nascimento. «IMPRENSA E IMAGENS: A CONSTRUÇÃO DE REPRESENTAÇÕES DO PIAUÍ E DE TERESINA ATRAVÉS DE JORNAIS DIÁRIOS NA DÉCADA DE 1970.». 2009. Consultado em 4 de dezembro de 2012 
  10. «TV Clube foi a 5ª emissora no país a fazer parte da Rede Globo». 2 de dezembro de 2012. Consultado em 3 de dezembro de 2012 
  11. 11,0 11,1 Tyciane Viana Vaz. Co-autores: Anucha Melo, Joelson Giordani, Josué Nogueira, Nadja Rodrigues, Sérgio Mendes. (2009). «História da Televisão Piauiense: Período 1976 a 1980» (PDF). UFRGS e Universidade Federal do Piauí. Consultado em 4 de dezembro de 2012 
  12. «TV Clube comemora seus 35 anos em grande estilo». Portal da Clube. 15 de dezembro de 2007. Consultado em 17 de junho de 2010 
  13. «TV Clube 35 anos "A Força de um Ideal"». Portal Clube. 2007. Consultado em 3 de abril de 2014. Cópia arquivada em 31 de maio de 2008 
  14. «Sinal da TV Alvorada vai chegar a 39 municípios a partir do dia 1º de abril» 
  15. «TV Clube em HD». Blog de notícias TV Piauí. 23 de maio de 2010. Consultado em 23 de maio de 2010 [ligação inativa]
  16. «TV Clube recebe 1º lote de equipamentos para a implantação da TV Digital». Portal da Clube. 11 de junho de 2010. Consultado em 11 de junho de 2010 
  17. «TV Clube inicia transmissão digital em agosto». Portal da Clube. 23 de julho de 2010. Consultado em 23 de julho de 2010 
  18. «Mais quatro cidades passam a ter a TV digital em agosto.». Portal TV Globo Digital. 25 de julho de 2010. Consultado em 25 de julho de 2010. Arquivado do original em 29 de julho de 2010 
  19. Higa, Paulo (15 de fevereiro de 2016). «Quando a TV analógica será desligada na sua cidade». Tecnoblog. Consultado em 29 de março de 2017 

Ligações externas[editar]

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

  • Portal da televisão
  • Portal do Piauí



Outros artigos dos temas Televisão E PiauíTV Cidade Verde (Teresina), Rede Meio Norte, TV Bandeirantes Piauí, TV Meio Norte Teresina

Outros artigos do tema Televisão : Mundos Invisíveis, TV Buritis, Rosana Menezes, Total Drama Action, TV Sapucaia, TV Comunicar, RedeTV! Nortelandia

Outros artigos do tema Piauí : Músicos do Piauí, Diego Leonardo Silva Soares Pereira, !Predefinições sobre o Piauí, João Brígida, Rede Meio Norte, Seth Emanuel Couto de Mello, Manoel do Nascimento Rocha


Este artigo "TV Clube (Teresina)" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical.