Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

TV Marajó (pirata)

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
TV Marajó[1]
Breves,[1] Pará[1]
Brasil
Tipo Comercial
Canais 📺 sem informação
Sede Breves[1]
Rede sem informação
Fundação 1985 (36 anos)[1]
Extinção 1987 (34 anos)[1]
Cobertura Breves e arredores

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

TV Marajó foi uma emissora de televisão pirata brasileira sediada em Breves, no estado do Pará.[1] Permaneceu no ar por dois anos, entre 1985 a 1987, quando foi retirada do ar por não ser legalizada.[1]

Não há informações sobre o canal analógico VHF onde esteve no ar, a afiliação de rede em que a emissora repetia até seu fim e o destino de acervo (gravações de vídeos por meio de fita) da emissora deixado após dois anos no ar.

História[editar]

A existência da TV Marajó é registrada no "Mapeamento da TV aberta no Marajó: história, realidades e perspectivas" pelos estudantes universitários Maria Ataide Malcher e Ronaldo de Oliveira Rodrigues, ambos da Universidade Federal do Pará de Belém em 2012, que entrevistam e conseguem o relato de Adilson Almeida.[1]

De acordo com Adilson Almeida, ele se juntou ao técnico em eletrônica (cujo nome não foi lembrado por ele) que era de Manaus.[1] Eles fizeram as primeiras investidas, um financeiramente (Adilson Almeida) e outro na parte técnica (o técnico em eletrônica de Manaus).[1]

A emissora entrou no ar em 1985 e exibiu dois programas locais: o “Jornal Marajó” (que veiculava questões do cotidiano brevense) e o programa de auditório “Assim Nasce um Artista”, apresentado pelo próprio Adilson Almeida.[1]

Em 1987, depois de dois anos da inauguração, a TV Marajó foi retirada do ar por problemas de ordem burocrática junto ao Ministério das Comunicações, já que a transmissão da emissora era de radiodifusão pirata e nem tinha sido autorizada.[1]

Duas décadas depois, o nome da emissora "TV Marajó" foi usado por outra emissora.

Referências

  1. 1,00 1,01 1,02 1,03 1,04 1,05 1,06 1,07 1,08 1,09 1,10 1,11 1,12 Maria Ataide Malcher e Ronaldo de Oliveira Rodrigues. Mapeamento da TV aberta no Marajó: história, realidades e perspectivas (em Português). Geografias (2012). Página visitada em 12-10-2020.