Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

TV Sinal Verde

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki


TV Sinal Verde
Rádio Caxias Ltda.
Logotipo da TV Sinal Verde.png
Caxias, Maranhão
Brasil
Tipo Comercial
Canais 📺
11 VHF analógico
38 UHF e 11.1 Virtual digital
Outros canais 3 VHF (2014-2015)
Sede Bandeira do Municipio de Caxias Maranhao.svg Caxias, MA
Rua Bela Vista, 1555, Castelo Branco
Slogan Junto com você
Rede Rede Difusora
SBT
Rede(s) anterior(es) Rede Record (2014-2015)
Fundador 👨‍💼️ Humberto Coutinho
Pertence a Difusora Comunicação S/A
Proprietário Weverton Rocha
Antigo proprietário Humberto Coutinho (2014-2018)
Eugênio Coutinho (2018)
Fundação 27 de junho de 2014 (7 anos)
Extinção 28 de junho de 2021 (3 meses)
Nome(s) anteriore(s) TV Difusora Caxias
Emissoras irmãs Sinal Verde FM
Cobertura Caxias e áreas próximas
Coord. do transmissor 4° 52' 4.1" S 43° 20' 56.3" O
Potência 1 kW
Página oficial 🌐 portalsinalverde.com

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

TV Sinal Verde foi uma emissora de televisão brasileira sediada em Caxias, cidade do estado do Maranhão. Operava nos canais 11 VHF analógico e 38 UHF digital e era afiliada ao Sistema Brasileiro de Televisão (SBT). Pertencia ao Sistema Sinal Verde de Comunicação, do qual também fazia parte a rádio Sinal Verde FM.

História[editar]

2004-14: TV Difusora Caxias[editar]

A emissora foi inaugurada em 2004, como TV Difusora Caxias, substituindo a retransmissora da TV Difusora no canal 11 VHF, que estava no ar desde a década de 1960. A emissora era uma parceria entre Edinho Lobão (proprietário do Sistema Difusora de Comunicação e dono da concessão) e Humberto Coutinho (influente político local).[1]

Em 2014, os políticos rompem suas alianças após Coutinho passar a apoiar o então candidato a governador Flávio Dino, que seria adversário político de Lobão na eleição daquele ano. Isto afetou a TV Difusora Caxias, que perdeu o direito de utilizar o canal 11 VHF para transmitir sua programação e a afiliação com o SBT, saindo do ar em 12 de maio.[2] O canal 11 VHF passou a ser gerido pelo Sistema Veneza de Comunicação, responsável pela Band Caxias, voltando a retransmitir a TV Difusora São Luís alguns dias depois.[1]

2014-21: TV Sinal Verde[editar]

Em 27 de junho de 2014, após 45 dias fora do ar, a emissora retomou suas transmissões através do canal 3 VHF, com o nome de TV Sinal Verde, retransmitindo a programação da Rede Record, através de um acordo com a TV Cidade de São Luís. Porém, isso gerou novos impasses, uma vez que a Record já possuía sinal direto da rede em Caxias através do canal 5 VHF, mantido pelo Sistema Veneza de Comunicação (pertencente a Paulo Marinho, adversário político de Humberto Coutinho), ocasionando a existência de dois canais transmitindo a mesma rede, e porque o canal 3 VHF é uma concessão pertencente à Prefeitura Municipal, naquela época sob a gestão do prefeito Léo Coutinho, sobrinho de Humberto Coutinho.[1]

Em 2015, o Sistema Sinal Verde começou a negociar novamente com o Sistema Difusora a concessão do canal 11 VHF, que foi vendido para a TV Sinal Verde.[1] No dia 2 de setembro do mesmo ano, a emissora sai do ar no canal 3 e no dia 6 de setembro, quatro dias depois fora do ar, a emissora retorna ao ar através do canal 11 VHF, deixando a Record pelo SBT. Após a troca de canal, a emissora passou a retransmitir parte da programação gerada pela TV Difusora em São Luís e enviar matérias locais para os telejornais da capital.

Em 2017, com a derrota da família Coutinho nas eleições municipais de 2016 e o enfraquecimento do repasse de verbas publicitárias aos veículos do Sistema Sinal Verde, a emissora entra em crise, começando a demitir vários profissionais. Em 1.º de janeiro de 2018, com a morte de Humberto Coutinho, a TV Sinal Verde passa a ser administrada por seu irmão, Eugênio Coutinho, mas a crise financeira continua. Em abril, o deputado federal Weverton Rocha, que já arrendava os veículos do Sistema Difusora desde 2016, compra o Sistema Sinal Verde por cerca de R$ 3.000.000,00, tornando-se seu novo proprietário.[3]

Após a compra da TV Sinal Verde, a emissora passou aos poucos compor a programação direta da TV Difusora por três anos, quando em 28 de junho de 2021, a emissora passou a se chamar TV Difusora Leste.

Programação[editar]

  • Notícias de Caxias
  • Boa Tarde Caxias
  • Retransmitidos da TV Difusora São Luís
  • Bandeira 2
  • Bom Dia Maranhão
  • Tudo de Bom
  • Jornal da Difusora
  • Câmera 4
  • Resenha
  • Algo Mais
  • Maranhão Rural

Controvérsias[editar]

Suposta transmissão pirata[editar]

Em 2010, o Jornal dos Cocais denunciou a emissora ao Ministério Público, por esta operar de maneira ilegal perante a Lei Geral das Comunicações (9.472/1997), atuando como Retransmissora de TV (RTV), porém agindo como Geradora de Sons e Imagens (TV).[4] No entanto, como o estado do Maranhão faz parte da Amazônia Legal (a lei permite que emissoras que atuem como RTV também possam gerar conteúdo local) e a denúncia não obteve resultado.

Censura ao Repórter Record Investigação[editar]

Em 27 de abril de 2015, o jornalístico Repórter Record Investigação foi até Caxias e produziu uma matéria sobre as mortes de 1 em cada 3 recém-nascidos na Maternidade Carmosina Coutinho em 2014.[5] A maternidade é de propriedade da família Coutinho, sendo gerenciada em convênio com a Prefeitura Municipal de Caxias. Durante a veiculação do programa pela Rede Record, a TV Sinal Verde teve o seu sinal propositadamente tirado do ar, ficando com a tela preta,[6] enquanto a TV Cidade de Codó (outra afiliada à Record na cidade) transmitiu o programa sem nenhum corte na programação.

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 Lobato, Elvira (1 de fevereiro de 2016). «A guerra do fim do mundo». Agência Pública. Consultado em 5 de setembro de 2018 
  2. Emir, Diego (12 de maio de 2014). «Lobão Filho tira sinal da TV Difusora de Humberto Coutinho em Caxias». Poder e Política. Consultado em 2 de dezembro de 2014 
  3. Sabá, Cláudio (20 de abril de 2018). «EM FRANGALHOS - Família Coutinho vende TV Sinal Verde, funcionários são demitidos e ninguém sabe quem é o novo proprietário». Blog do Sabá. Consultado em 5 de setembro de 2018 
  4. «Emissora de TV pirata é denunciada em Caxias». Portal AZ. 30 de março de 2010. Consultado em 2 de dezembro de 2014 [ligação inativa]
  5. «Na segunda-feira (27), Repórter Record Investigação apresenta a maternidade da morte». Repórter Record Investigação. 22 de abril de 2015. Consultado em 5 de setembro de 2018 
  6. Léda, Gilberto (28 de abril de 2015). «ESTRANHO! Record fica fora do ar em Caxias durante reportagem sobre maternidade». Blog do Gilberto Léda. Consultado em 5 de setembro de 2018 

Ver também[editar]

Ligações externas[editar]

Precedido por
RTV da TV Novo Tempo (sem sinal)
Canal 3 VHF analógico de Caxias
2014 a 2015
Sucedido por
Sem sinal.
Precedido por
TV Difusora Caxias (sem sinal)
Canal 11 VHF analógico de Caxias
2015 a 2021
Sucedido por
TV Difusora Leste



Outros artigos dos temas Televisão E MaranhãoTV Cidade (Bacabal), TV Mearim (Bacabal), Adna Soriano, TV Liberdade (Açailândia), TV Santa Inês, TV Piracambu (São Luís), TV Ágape

Outros artigos do tema Televisão : Susan Nirah Jaffee, Lista de bordões de Scooby-Doo, Bem + TV, TV Capital (Palmas), Lista de emissoras da TV Evangelizar, TV Viçosa, Mulheres Possíveis

Outros artigos do tema Maranhão : TV Tocantins (Imperatriz), Correio de Notícias, Sociedade do Maranhão, TV Leste (Caxias), TV Caxias (Caxias), TV Meio Norte Tocantins, TV Mearim (Lago da Pedra)


Este artigo "TV Sinal Verde" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical.