You can edit almost every page by Creating an account. Otherwise, see the FAQ.

Terminal Guadalupe

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki


Terminal Guadalupe
Informação geral
Origem Curitiba, PR
País Brasil
Gênero(s) Pop rock
Rock
Período em atividade ? - 2009
Página oficial www.tg.mus.br

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

Terminal Guadalupe é uma banda brasileira de rock formada em Curitiba.[1][2] A banda encerrou suas atividades em 2009. Em 18 de maio de 2020, Dary Jr., vocalista e letrista da banda, anunciou o retorno das atividades, com produção de material inédito.

Carreira[editar]

A banda Terminal Guadalupe nasceu de um filme, o curta-metragem "Burocracia Romântica", em 2003. A trilha sonora foi o primeiro álbum, considerado um dos cinco melhores lançamentos independentes daquele ano pelo crítico Arthur Dapieve, do jornal carioca O Globo.

Até então, o TG era apenas um projeto pessoal de Dary, que contava com a ajuda de amigos. Foi quando ele conheceu o guitarrista Allan Yokohama, com quem estabeleceu uma parceria muito produtiva e formou o núcleo criativo da banda. Na sequência, Dary e Allan incorporaram o baterista Fabiano Ferronato e o baixista Rubens K, substituído em 2008 por Luciano Aires, o Marano.

O primeiro trabalho do então quarteto foi o álbum "Vc vai perder o chão", eleito o melhor disco independente de 2005 pelos leitores da revista Laboratório Pop e que levou o grupo a abrir um show da banda inglesa Placebo, em turnê pelo Brasil.

No ano seguinte, o Terminal Guadalupe regravou a canção "Que saudade de você" para o Tributo a Odair José, premiado pela Associação Paulista dos Críticos de Arte como o melhor projeto especial na categoria MPB.

Em 2007, o Terminal Guadalupe atingiu seu grande momento com o álbum "A Marcha dos Invisíveis", lançado em disco, MP3, pen drive (suporte então inédito no Brasil) e toque para telefone celular.

A crítica aclamou o trabalho, especialmente a revista Veja e o jornal Folha de S.Paulo. As guitarras vigorosas e as letras politizadas ficaram conhecidas em várias regiões do País e a banda tocou de Cuiabá (MT) a Porto Alegre (RS). O videoclipe de "Pernambuco Chorou" foi destaque nos canais especializados em música, como a MTV Brasil e o Multishow, e no Festival da Nova Arte Brasileira, em Barcelona, Espanha.

A banda começou 2008 como aposta do Myspace Brasil e lançou seu primeiro álbum ao vivo e integralmente virtual, "Como despontar para o anonimato", à venda apenas em tocadores de MP3. Foi a única gravação com o guitarrista Lucas Borba, que entrou no final de 2006 e saiu após dois anos na banda.

Em seguida, Allan, Dary, Fabiano e Marano gravaram o EP “O tempo vai me perdoar” com o produtor norte-americano Roy Cicala (John Lennon, Bruce Springsteen, Aerosmith). Foi o único registro dessa formação, desfeita em abril de 2009.

Depois de uma pausa entre abril e junho, o vocalista e letrista Dary Jr., fundador do Terminal Guadalupe, renovou a formação com Cláudio Farinhaque (guitarra, violão e vocal), Diogo Roesler (baixo, teclado e vocal) e Phill (bateria), que formam o Monolito, de São Bento do Sul (SC); o último a chegar foi Dartagnan Filho, o Preto, ex-tecladista do Djaba Quatro. É esta formação que gravou o EP “O explorador de telhados”, a ser lançado em 2010.


Referências

  1. «A banda Terminal Guadalupe acabou». Gazeta do Povo. 3 de abril de 2009. Consultado em 28 de março de 2020 
  2. «Terminal Guadalupe - Discografia Definitiva». Portal PGF. 8 de maio de 2013. Consultado em 28 de março de 2020 



Outros artigos do tema Música : Hits número um em 2009 (Turquia), Live in Birminghan, Taiwan no Our Sound, A'mosi Just a Label, Book of Hours, Lucky Leminski, United Artists Records


Este sobre uma banda ou grupo musical do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Este artigo "Terminal Guadalupe" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Terminal Guadalupe.



Read or create/edit this page in another language[editar]