You can edit almost every page by Creating an account. Otherwise, see the FAQ.

Torcida Jovem Fanáutico

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki


Torcida Jovem Fanáutico

Torcida Jovem Fanáutico
Fundação 5 de fevereiro de 1984
Símbolo Timbu
Sede Av. Santos Dumont, 255 - Aflitos, Recife - PE[1]
Presidente Igor Moura[2]
Página oficial

Erro Lua em Módulo:Categorização_AD_e_AB_de_outras_wikis na linha 173: attempt to index field 'wikibase' (a nil value).

O Grêmio Recreativo Torcida Jovem Fanáutico, também conhecido como Torcida Jovem Fanáutico, ou simplesmente, TJF, é uma torcida organizada ligada ao Clube Náutico Capibaribe. Fundada em 5 de fevereiro de 1984, é a mais antiga torcida organizada em atividade do estado de Pernambuco e também uma das mais tradicionais da região do Nordeste do Brasil.

Associação[editar]

A associação à Fanáutico faz-se a partir do pagamento de uma taxa de adesão junto à diretoria da torcida. Com ela, o membro recebe uma carteirinha de identificação como sócio e tem direito a desconto na compra de Materiais com a torcida. Há cobrança de mensalidade. E aqueles que não são sócios podem ter direito a desconto na compra de Materiais com a torcida.

Não há cobrança de mensalidade. E aqueles que não são sócios podem, também, acompanhar os jogos junto à organizada. Todo lucro arrecadado é investido em materiais (bandeiras, bandeirões, festas de arquibancada, fumaça, papel picado e outros).

Simbologias[editar]

Jogador Kieza, comemora gol com gesto da Fanáutico

Seu lema é "Náutico até Morrer", e suas auto-intituladas "diretrizes" são: "Atitude e Disciplina". A torcida é dividida por "pavilhões" e seu símbolo é um círculo vermelho envolvendo as palavras "Torcida Jovem Fanáutico", que é separada por seis estrelas, dividas em duas partes, que faz menção ao Hexacampeonato Pernambucano conquistado pelo Náutico entre os anos de 1963 e 1968. O mascote da Torcida Jovem Fanáutico é um Gambá-de-orelha-branca (Didelphis albiventris) popularmente conhecido na região como Timbu, um marsupial comumente encontrado no Brasil inteiro. Vive em vários ecossistemas, como o cerrado, a caatinga, os banhados e o pantanal, habitando capoeiras, capões, matas e áreas de lavoura, além de se adaptar muito bem à zona urbana, onde encontra farta e variada alimentação em meio aos dejetos domésticos. Os torcedores da Fanáutico são conhecidos como "Timbus", "Alvirrubros" ou "Timbuzada".

O principal gesto da Fanáutico são duas mãos cruzadas com ambos os dedos anulares levantados, tal gesto foi motivo de muitas expulsões de jogadores do Náutico.

Em 21 de fevereiro de 2013, o jogador Kieza realizou tal gesto ao marcar seu primeiro gol contra o Belo Jardim Futebol Clube[3], pelo Campeonato Pernambucano de Futebol, um dia após o jogo, em suas redes sociais, o artilheiro justificou o gesto, afirmando que o gesto teria sido em homenagem a sua torcida organizada, e não uma provocação as outras torcidas rivais.[4] Em 1 de março de 2024, nas quartas de finais do Campeonato Pernambucano, o atacante Paulo Sérgio, repetiu o mesmo gesto em frente a torcida do Náutico, o juiz Anderson Luís Marques foi chamado pelo árbitro de vídeo, viu a imagem, e deu cartão vermelho direto para o jogador.[5] O mesmo gesto veio a se repetir nas semifinais do Pernambucano, em 16 de março, quando Paulo Sérgio voltou a fazer o gesto da Fanáutico, que lhe levou a sua segunda expulsão dentro de campo.[6][7]

Bandeiras[editar]

Bandeirão da Fanáutico nos Aflitos.
Bandeiras de bambu

As bandeiras da Fanáutico são em sua maioria brancas ou vermelhas, com desenhos em vermelho e branco ou mesmo com o desenho de seu mascote. Todas são do mesmo tamanho, quatro metros por quatro.

Bandeirões

Um dos principais bandeirões da Fúria Jovem é representado por uma grande bandeira do Clube Náutico Capibaribe com a inscrição em uma das listras brancas "Náutico Até Morrer", que recobre grande parte do setor ocupado pela torcida alvirrubra. Além deste, existia um "camisão" que representa o uniforme do clube, um bandeirão vermelho com um enorme Timbu no centro com uma inscrição de "1901", que é o ano de fundação do Clube Náutico Capibaribe, sobre o lema "Náutico Até Morrer", e outro, com a foto de Gregório Bezerra, que foi um notório guerrilheiro e militante do Partido Comunista Brasileiro, escrito Velha Guarda.

Festas[editar]

As festas oficiais da Jovem Fanáutico ocorrem sempre à data de sua fundação, ou no dia mais próximo ao fim de semana. A torcida cria camisas comemorativas que dão acesso ao evento e que ilustram seu mascote, seu lema e o tempo desde sua fundação.

História[editar]

A Torcida Jovem Fanáutico foi fundada em 5 de fevereiro de 1984, provida de uma iniciativa de cinco jovens alvirrubros com o intuito de apoiar o Clube Náutico Capibaribe independentemente de seus resultados ou momentos vividos. Nessa época não existia em Pernambuco nenhuma instituição voltada para os jovens torcedores alvirrubros. Murilo, Mário (falecido), Ricardo, André Gordo e Antônio Carlos, foram os fundadores e primeiros membros da T.J.Família.

A primeira faixa foi pintada em um pano de toalha e continha o seguinte nome "Torcida Infantil Fanáutico".

Ao longo dos anos, a organização se envolveu em diversos conflitos físicos com torcidas de outros clubes de Pernambuco, a ponto de ter sido banida dos estádios.[8][9][10]

Aliadas/Amizades[editar]

Pavilhões[editar]

Referências

  1. https://www.instagram.com/tjfoficial/
  2. Marco Zero Recife (22 de maio de 2023). «Para as autoridades de Pernambuco, as torcidas organizadas não existem. E isso gera mais violência». https://marcozero.org/ 
  3. «Dirigente vai conversar com Kieza sobre gesto obsceno em gols». g1. 21 de fevereiro de 2013. Consultado em 4 de maio de 2024 
  4. «Em rede social, atacante Kieza justifica comemoração polêmica». Superesportes. 22 de fevereiro de 2013. Consultado em 4 de maio de 2024 
  5. «Paulo Sérgio faz gesto obsceno ao comemorar gol do Náutico e é expulso após VAR; veja vídeo». g1. 1 de março de 2024. Consultado em 4 de maio de 2024 
  6. «Paulo Sérgio volta a fazer gesto obsceno e será desfalque do Náutico no primeiro jogo da final». g1. 17 de março de 2024. Consultado em 4 de maio de 2024 
  7. «Paulo Sérgio repete gesto obsceno, é expulso após classificação do Náutico e é desfalque na ida da final do Pernambucano». g1. 17 de março de 2024. Consultado em 4 de maio de 2024 
  8. Adelmo Lucena (14 de novembro de 2023). «Torcidas organizadas do Sport, Náutico e Santa Cruz são alvo de operação; saiba o motivo». Diario de Pernambuco 
  9. Clauber Santana (14 de novembro de 2023). «Baterias, bandeiras e materiais de organizadas são proibidas nos Aflitos por determinação do STJD». https://ne45.com.br/ 
  10. Vinicius Lucena (8 de maio de 2023). «Integrantes de Torcida Organizada do Náutico são presos no bairro dos Aflitos durante jogo». https://www.folhape.com.br/ 


Este artigo "Torcida Jovem Fanáutico" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Torcida Jovem Fanáutico.



Read or create/edit this page in another language[editar]