You can edit almost every page by Creating an account. Otherwise, see the FAQ.

Tun'ao Minho

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki

{{#set:Bad content= }} A Tun'ao Minho - Tuna Académica Feminina da Universidade do Minho é uma tuna académica ligada à Universidade do Minho. Foi fundada em Braga, a 16 de novembro de 2012, por nove estudantes da Academia Minhota. É um dos grupos culturais pertencentes à ARCUM - Associação Recreativa e Cultural Universitária do Minho, da qual também fazem parte grupos estudantis como a Tuna Universitária do Minho, os Bomboémia, o Grupo de Música Popular, o Grupo Folclórico da Universidade do Minho e o Grupo de Poesia da Universidade do Minho.

História[editar]

Tuna não era na altura uma denominação. A inexperiência deixava-as constrangidas e preocupadas, mas o desejo da aventura e de criar algo novo, empurrando para a frente os entraves do destino, juntou-as num momento mais oportuno, e assim se criou o Projeto de Tuna. Pessoa puxa pessoa, conhecida traz conhecida, alguém experiente dá um conselho. E alguns meses depois de ter sido uma ideia, as mordomas juntaram-se para um primeiro ensaio. Já novembro se encaminhava para os seus finais, o ano escolar já se arrastava depois dos bons e maus momentos de setembro e outubro, quando no dia 17 se ouviu o primeiro afinar de voz. Havia quem soubesse cantar, e bem, quem não soubesse, mas até cantasse, e quem envergonhado se dispusesse a aprender a cantar e a perder a vergonha também. O primeiro ensaio, para grande espanto, mostrou que tinham capacidade para ir mais além. As arestas por limar estavam apenas nos instrumentos, no reportório, pois as vozes pareciam ecoar perfeitamente juntas.

O caminho parecia árduo com muitos desafios e desafinos, mas a vontade de levar a Tuna a palco para que o Minho as ouvisse, era maior que qualquer obstáculo. E assim se criou a Tun’ao Minho!

Das Mordomas, às Capotilhas, incluindo até as Lavradeiras, a Tuna havia de primar pela originalidade e pela tradição, não fosse o Minho um lugar cheio de lendas, tradições e canções. Quis o destino que o traje envergasse uma das mais belas tradições Minhotas, o lenço dos namorados e a capotilha. E que, ao envergá-lo, com mais orgulho ainda, levassem as suas interpretações e canções aos ouvidos de quem pisa as lages da mui nobre Academia Minhota, e não só, pois o mundo é pequeno e o céu está mesmo à mão.

Os convites começaram a aparecer! E assim, a Tun’ao Minho fez a sua antestreia no dia 24 de Abril de 2013, nos Colóquios de Relações Internacionais e a sua estreia oficial no dia 8 de Maio do mesmo ano, para todos os membros da academia. Foram dias muito atarefados, cansativos, mas o orgulho e o sentimento de dever cumprido não lhes tirou o sorriso do rosto.

Hierarquia[editar]

  • Mordomas (tunantes fundadoras)
  • Capotilhas (tunantes)
  • Lavradeiras (caloiras)
  • Bordadeiras (caloiras)

Traje[editar]

As tunantes da Tun'ao Minho utilizam o traje da academia minhota com uma alteração própria da tuna. Neste caso, inspiraram-se nas no traje tradicional minhoto da Capotilha, criando uma Capotilha própria. A capotilha é de um tecido bordô com contorno de veludo preto, bordado com flores que lembram os lencinhos dos namorados, o nome do grupo cultural, "Tun'ao Minho" numa caligrafia à mão, e o nome de tuna do membro que a usa.

As caloiras lavradeiras usam um macacão bordô, pelos joelhos, com meias pretas e camisola preta. O macacão tem "Tun'ao Minho" bordado na perna e o emblema da tuna no bolso do peito. Eventualmente, quando as tunantes consideram pertinente, as caloiras recebem um lencinho dos namorados, que cosem num dos bolsos.

As bordadeiras são normalmente aquelas que acabaram de entrar na tuna, depois de frequentarem 8 ensaios, e usam pijama com uma camisola e meias pretas por baixo.

Todos os membros devem usar sapatos pretos.


Este artigo "Tun'ao Minho" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Tun'ao Minho.



Read or create/edit this page in another language[editar]