Welcome to EverybodyWiki 😃 ! Nuvola apps kgpg.png Log in or ➕👤 create an account to improve, watchlist or create an article like a 🏭 company page or a 👨👩 bio (yours ?)...

Zach Thomas

Fonte: EverybodyWiki Bios & Wiki
Zach Thomas

Thomas em 2002
No. 54, 55     
Linebacker
Informações pessoais
Data de nascimento: 01 de setembro de 1973 (47 anos)
Local de nascimento: Pampa, Texas
Informação da carreira
Faculdade: Texas Tech
Draft da NFL: 1996 / Rodada: 5 / Escolha: 154
Estreou em 1996 pelo Miami Dolphins
Jogou pela última vez em 2009 pelo Kansas City Chiefs
História da carreira
 Como jogador:
  • Miami Dolphins (1996–2007)
  • Dallas Cowboys (2008
  • Kansas City Chiefs (2009)*
*Offseason e membro do practice squad
Pontos altos na carreira e prêmios
  • 7× Pro Bowl (1999–2003, 2005, 2006)
  • 5× Primeira-Time All-Pro (1998, 1999, 2002, 2003, 2006)
  • 2× Segundo-Time All-Pro (2001, 2005)
  • Novato Defensivo do Ano da AFC (1996)
  • 2× Linebacker do Ano da NFL Alumni (1998, 2006)
  • NFL 2000s All-Decade Team
  • Miami Dolphins Honor Roll
  • Vários recordes da NFL
  • Vários recordes do College
Estatísticas de carreira na NFL até a temporada de 2009
Tackles     1,720
Sacks     20.5
Interceptações     17
Fumbles Forçados     17
Fumbles Recuperados     8
Touchdowns     4
Estatísticas no NFL.com
College Football Hall of Fame

Zachary "Zach" Michael Thomas (nascido em 01 de setembro de 1973) é um ex-jogador de futebol americano que foi jogava como linebacker na National Football League (NFL) por treze temporadas. Ele jogou futebol americano universitário na Universidade de Tecnologia do Texas e foi reconhecido como um All-American unânime.

Ele foi selecionado pelo Miami Dolphins na quinta rodada do Draft de 1996 e jogou nos Dolphins na maior parte de sua carreira. Ele foi selecionado para o Pro Bowl sete vezes e registrou 1.720 tackles combinados.[1]

Primeiros anos[editar]

Thomas nasceu em Pampa, Texas. Ele estudou em White Deer Schools, em White Deer, Texas, até o segundo ano, quando foi transferido para a Pampa High School. Ele era um excelente jogador de futebol americano no ensino médio e foi nomeado pro Primeiro-Time All-State. Thomas e seu irmão mais velho, Bart, eram colegas de escola na White Deer High School.

Em 1988, o primeiro ano de Thomas, a equipe de White Deer teve um recorde de 16-0 e ganhou o campeonato estadual Classe 1A.

Carreira na faculdade[editar]

Thomas estudou na Universidade de Tecnologia do Texas, onde foi titular três anos como linebacker no Texas Tech Red Raiders. Em seu terceiro ano, ele foi eleito pro Primeiro-Time All-American. Em seu último ano, ele foi um unânime All-American, foi o Jogador Defensivo da Conferência do Sudoeste e foi finalista do Prêmio Butkus. Thomas é um dos 5 jogadores da Universidade de Tecnologia do Texas a ser nomeado um Unanimous All-American juntamente com Mark Bounds, Byron Hanspard, Michael Crabtree e Jace Amaro.[2] 

Ele teve 390 tackles, incluindo um recorde escolar de 20 tackles contra Missouri em sua última temporada.[3]

Thomas e seu irmão Bart foram o único par de irmãos a serem nomeados pra Primeira-Equipe da All-Southwest no mesmo ano.

Thomas foi introduzido no Hall da Fama do Football College em 2015.

Prêmios da Universidade[editar]

  • Segunda-Equipe Houston Chronicle All-SWC (1993)
  • Segunda-Equipe Houston Post All-SWC (1993)
  • Primeira-Equipe UPI All-American (1994)
  • Segundo-Equipe Football News All-American (1994)
  • Segunda-Equipe Sporting News All-American (1994)
  • 2× Jogador Defensivo do Ano da SWC (1994, 1995)
  • Seleção unânime pra Primeira-Equipe All-American (1995)
  • Primeiro-Equipe da SWC (1995)
  • College Football Hall of Fame
  • Texas Tech Hall Da Fama

Carreira Profissional[editar]

Thomas participou do Combine em Indianápolis, mas teve um desempenho que foi descrito como péssimo.[4] O coordenador de equipes especiais do Miami Dolphins, Mike Westhoff, foi enviado ao Texas pelos Dolphins para se encontrar com Thomas e recruta-lo para sua unidade de equipes especiais.[5]

Thomas era considerado pequeno demais e não era rápido ou atlético o suficiente para jogar no nível profissional, de acordo com olheiros e especialistas em draft.[6]

Miami Dolphins[editar]

O Miami Dolphins selecionou Thomas na quinta rodada (154ª escolha geral) do Draft de 1996. Thomas foi o 18º linebacker de uma classe de linebackers que incluiu Ray Lewis, Tedy Bruschi, Donnie Edwards e Kevin Hardy.[7] Thomas foi o segundo linebacker que os Dolphins selecionaram em 1996.[6]

Thomas foi inicialmente recrutado para se juntar a equipes especiais depois que o coordenador de equipes especiais dos Miami Dolphins, Mike Westhoff, o recomendou ao treinador Jimmy Johnson.[5]

Zach Thomas durante seu tempo com os Dolphins

Temporada de 1996[editar]

Em 3 de julho de 1996, o Miami Dolphins assinou um contrato com Thomas no valor de $ 577.000 por três anos. Ele impressionou a equipe de treinadores dos Dolphins durante os treinos e rapidamente começou a competir pela posição de linebacker contra o Jack Del Rio. O treinador principal, Jimmy Johnson, nomeou oficialmente Thomas como titular no inicio da temporada regular. Em 3 de agosto de 1996, o Miami Dolphins dispensou Del Rio, devido ao súbito surgimento de Thomas.[8][9]

Ele fez sua estréia na temporada regular contra o New England Patriots e fez nove tackles combinados além de seu primeiro sack na sua vitória por 24-10. Thomas fez seu primeiro tackles em Curtis Martin dos Patriots e fez seu primeiro sack no quarterback dos Patriots, Drew Bledsoe. 

Na semana seguinte, ele teve 15 tackles combinados e os Dolphins derrotarram o Arizona Cardinals por 38-10. Na semana 6, ele teve 12 tackles combinados na derrota dos Dolphins por 22-15 contra o Seattle Seahawks. Em 13 de outubro de 1996, Thomas teve 11 tackles combinados, um sack e fez sua primeira interceptação na carreira durante uma vitória de 21-7 contra o Buffalo Bills na semana 7. Thomas fez sua primeira interceptação da em um passe do quarterback dos Bills, Jim Kelly, ele retornou para 11 jardas. Em 17 de novembro de 1996, Thomas fez oito tackles combinados e retornou uma interceptação na vitória dos Dolphins por 23-20 contra o Houston Oilers na semana 12. Thomas interceptou um passe de Chris Chandler dos Oilers e retornou para um touchdown de 26 jardas. 

Thomas terminou sua temporada de estreia em 1996 com 153 tackles combinados, três interceptações e dois sacks, ao mesmo tempo em que foi titular em todo os 16 jogos. Thomas foi suplente do Pro Bowl em 1997 e uma seleção All-Rookie em 1996.

Temporada de 1997[editar]

Em 4 de agosto de 1997, Thomas teve uma fíbula fraturada durante a vitória dos Dolphins por 38-19 contra o Denver Broncos na pré-temporada. Sua lesão o impediu de jogar pelo restante da pré-temporada e ele também não jogou no primeiro jogo da temporada regular.[10] 

O treinador Jimmy Johnson nomeou Thomas o linebacker titular após o retorno de uma lesão. Ele foi titular ao lado dos linebackers, Anthony Harris e Derrick Rodgers.[11] Na semana 4, ele teve 12 tackles combinados e fez uma interceptação durante uma derrota de 31-21 contra o Tampa Bay Buccaneers. Em 27 de outubro de 1997, Thomas teve 12 tackles combinados na derrota por 36-33 contra o Chicago Bears na semana 9. 

Ele terminou a temporada de 1997 com um total de 127 tackles combinados, uma interceptação e foi creditado com 0,5 sacks, jogando em 15 jogos.

O Miami Dolphins terminou em segundo lugar na AFC East com um registro de 9-7 e ganhou uma vaga nos playoffs. Em 28 de dezembro de 1997, Thomas jogou em seu primeiro jogo de playoffs e teve dez tackles combinados durante a derrota dos Dolphins por 17-3 contra o New England Patriots no Wildcard.[12]

Temporada de 1998[editar]

Thomas se manteve como o linebacker titular pela terceira temporada consecutiva ao lado dos linebackers Robert Jones e Derrick Rodgers.[13]

Em 20 de setembro de 1998, Thomas teve oito tackles combinados e retornou uma interceptação para touchdown durante uma vitória por 21-0 contra o Pittsburgh Steelers na semana 3, Thomas interceptou um passe do quarterback dos Steelers, Kordell Stewart e retornou para touchdown.

Em 1 de novembro de 1998, ele teve 14 tackles combinados durante uma derrota por 30-24 contra o Buffalo Bills na semana 9. Na semana 14, Thomas teve seis tackles combinados e fez duas interceptações em uma vitória por 27–17 contra o Oakland Raiders.

Ele foi titular em todos os 16 jogos em 1998 e registrou 133 tackles combinados, três interceptações e dois sacks. Thomas foi selecionado para a Primeiro-Equipe All-Pro pela primeira vez em sua carreira, a defesa dos Dolphins permitiu o menor número de pontos na NFL.[14]

O Miami Dolphins terminou em segundo na AFC East com um recorde de 10-6 e ganhou um vaga nos playoffs. Em 2 de janeiro de 1999, Thomas teve oito tackles combinados durante uma vitória por 24-17 contra o Buffalo Bills no Wild Card. Na semana seguinte, ele fez dez tackles combinados na derrota para o Denver Broncos no Divisional Round por 38-3.

Temporada de 1999[editar]

Em 13 de fevereiro de 1999, o Miami Dolphins assinou com Thomas um contrato de cinco anos no valor de US $ 22,50 milhões, que inclui um bônus de assinatura de US $ 4,50 milhões.[15] Os US $ 6,5 milhões em salário e bônus de Thomas fizeram dele o jogador mais bem pago dos Dolphins, superando Dan Marino.

O treinador Jimmy Johnson anunciou que Thomas, Robert Jones e Derrick Rodgers seriam os linebackers titulares na temporada de 1999.

Ele foi titular em todos os 16 jogos e registrou 132 tackles combinados, um sack e uma interceptação. Thomas foi selecionado para o Pro Bowl de 2000, marcando a primeira seleção para o Pro Bowl de sua carreira.

O Miami Dolphins terminou em terceiro na AFC East com um recorde de 9-7 e foi para os playoff. Em 9 de janeiro de 2000, Thomas registrou nove tackles combinados e um sack durante a vitória por 20-17 sobre o Seattle Seahawks no Wild Card. Na semana seguinte, ele fez dez tackles combinados mas os Dolphins perderam por 62-7 para o Jacksonville Jaguars no Divisional Round da AFC.

Temporada de 2000[editar]

Em 17 de janeiro de 2000, o treinador Jimmy Johnson anunciou sua decisão de deixar o cargo de treinador dos Miami Dolphins. O auxiliar-técnico Dave Wannstedt foi promovido a treinador.[16] Wannstedt optou por manter Thomas como o linebacker titular ao lado de Robert Jones e Derrick Rodgers.

Ele terminou a temporada de 2000 com 99 tackles combinados, 1,5 sacks e uma interceptação em 11 jogos.

Temporada de 2001[editar]

O coordenador defensivo Jim Bates manteve Thomas como o linebacker titular ao lado de Twan Russell e Derrick Rodgers no começo da temporada regular de 2001.[17]

Na semana 1, ele teve nove tackles combinados, desviou dois passes e retornou uma interceptação para touchdown em sua vitória por 31-23 sobre o Tennessee Titans. Na semana seguinte, ele teve 18 tackles combinados (nove solo) durante uma vitória por 18-15 contra o Oakland Raiders na semana 2. Na semana 5, ele teve nove tackles combinados e fez 1,5 sacks na derrota por 21-17 contra o New York Jets.

Thomas terminou a temporada de 2001 com 154 tackles combinados (94 solo), três sacks, duas bolas desviadas, duas interceptações e um touchdown em 15 jogos.[18] O treinador Dave Wannstedt decidiu descansar Thomas durante a semana 17 pois eles já haviam conquistado um lugar no playoff. Thomas também foi selecionado para jogar no Pro Bowl de 2002.

O Miami Dolphins terminou em segundo no AFC East com um recorde de 11-5. Em 13 de janeiro de 2002, Thomas teve 22 tackles combinados (14 solo) durante a derrota por 20-3 contra o Baltimore Ravens no Wild Card.

Temporada de 2002[editar]

Thomas retornou como o linebacker titular na temporada de 2002 ao lado de Derrick Rodgers e Morlon Greenwood.[19]

Em 29 de dezembro de 2002, Thomas teve 16 tackles combinados na temporada (11 solo) na derrota por 27-24 contra o New England Patriots na semana 17.

Ele foi titular em todos os 16 jogos em 2002 e registrou 156 tackles combinados (101 solo), dois passe desviados, uma intercepção e 0,5 sacks.[20]

Temporada de 2003[editar]

Em 27 de março de 2003, o Miami Dolphins extendeu o contrato de Thomas até 2008 no valor de US $ 33,75 milhões que inclui um bônus de assinatura de US $ 10,50 milhões.[21]

Em 2 de novembro de 2003, Thomas teve19 tackles combinados (12 solo) na derrota por 20-17 para o Indianapolis Colts na semana 9. Em 27 de novembro de 2003, Thomas fez seis tackles combinados, um desvio de passe, um sack e uma interceptação durante a vitória por 40-21 contra o Dallas Cowboys na semana 13.

Ele terminou a temporada de 2002 com 152 tackles combinados (84 solo), seis passes desviados, três interceptações e um sacks em 15 jogos. Thomas foi selecionado para jogar no Pro Bowl de 2004 e ganhou sua quinta seleção All-Pro em seis anos.[22]

Temporada de 2004[editar]

Thomas foi titular ao lado de Morlon Greenwood e Junior Seau em 2004, depois que os Dolphins assinaram com Seau.[23]

Em 9 de novembro de 2004, o técnico Dave Wannstedt inesperadamente anunciou sua renúncia ao cargo de treinador do Miami Dolphins, depois de ter chegado a um recorde de 1-8. O coordenador defensivo Jim Bates foi promovido a treinador interino nos últimos sete jogos da temporada regular.[24]

Thomas lesionou o tendão e ficou de fora por três jogos (semanas 13-15).[25] Em 26 de dezembro de 2004, Thomas teve 18 tackles combinados (nove solo) durante a vitória por 10-7 contra o Cleveland Browns na semana 16.

Ele terminou a temporada de 2004 com 145 tackles combinados (85 solo), quatro passes desviados e dois sacks em 13 jogos.[26] O Miami Dolphins terminou com um decepcionante recorde de 4-12 e o restante equipe técnica foi demitida após a temporada.

Temporada de 2005[editar]

O novo treinador principal, Nick Saban, manteve Thomas como linebecker titular ao lado de Channing Crowder e Junior Seau. Ele também jogou sob o comando do coordenador defensivo Richard Smith e do técnico dos linebackers, George Edwards.[27]

Na semana 3, ele teve 16 tackles combinados (nove solo), desviou um passe e fez um sack durante uma vitória por 27-24 contra o Carolina Panthers. Em 21 de outubro de 2005, Thomas fez 14 combates combinados (oito solo) na derrota por 30–20 para o Kansas City Chiefs na semana 7, seus 14 tackles nesse jogo continuaram sua sequência de seis jogos consecutivos com dois dígitos de tackles.

Na semana 11, Thomas machucou o ombro e ficou inativo pelos dois jogos seguintes (semanas 12 a 13).[28] Em 11 de dezembro de 2005, Thomas teve 11 tackles combinados (nove solo), desviou um passe e fez uma interceptação quando os Dolphins derrotaram o San Diego Chargers por 23-21 na semana 15.

Em 19 de dezembro foi anunciado que Thomas foi selecionado para jogar no Pro Bowl de 2006, marcando sua sétima seleção ao Pro Bowl de sua carreira.[29] Ele chegou a marca de terceiro jogador com mais partidas do Pro Bowl na história da franquia; este também é o recorde entre todos os jogadores defensivos na história dos Dolphins.

Thomas terminou sua décima temporada em 2005 com 158 tackles combinados (104 solo), três passe desviados, dois sacks e duas interceptações em 14 jogos.

Temporada de 2006[editar]

Em 23 de janeiro de 2006, o Miami Dolphins contratou o ex-treinador do Houston Texans, Dom Capers, como seu novo coordenador defensivo. Capers optou por manter Thomas como o linebacker titular e nomeou Channing Crowder e Donnie Spragan como seus companheiros.[30]

Na semana 11, ele teve 17 tackles combinados (quatro solo) em uma vitória por 24-20 contra o Minnesota Vikings. Na semana seguinte, ele teve seis tackles solos, desviou um passe e fez dois sacks durante a vitória por 27-10 contra o Detroit Lions na 12ª semana. Em 17 de dezembro de 2006, Thomas teve 21 tackles combinados durante uma derrota de 21-0 para o Buffalo Bills na semana 15.

Em 20 de dezembro de 2006, Thomas foi selecionado para jogar no Pro Bowl de 2007.[31] Thomas foi titular em todos os 16 jogos em 2006 e registrou 165 tackles combinados (103 solo), nove passes desviados, três sacks e uma interceptação.[32]

Temporada de 2007[editar]

Em 3 de janeiro de 2007, o treinador do Miami Dolphins, Nick Saban, demitiu-se de seu cargo para aceitar o cargo de treinador principal na Universidade do Alabama. Os Dolphins contrataram o ex-coordenador ofensivo do San Diego Chargers, Cam Cameron. Cameron manteve Dom Capers como o coordenador defensivo e George Edwards como treinador dos linebackers. Thomas permaneceu como linebacker titular junto com Channing Crowder e Joey Porter.[33]

Ele teve 13 tackles combinados (nove solo) e fez um sack na derrota por 16-13 contra o Washington Redskins. Em 16 de setembro de 2007, Thomas teve dez tackles combinados e desviou dois passes antes de sair do jogo devido a uma concussão no terceiro quarto de uma derrota por 37-10 para o Dallas Cowboys. Sua concussão deixou-o inativo para os próximos dois jogos (semanas 3-4).

Em 21 de outubro de 2007, Thomas se envolveu em uma colisão de carros e sofreu outra concussão durante o acidente. Suas contusões repetidas fizeram com que Thomas sofresse de enxaquecas. Em 4 de dezembro de 2007, o Miami Dolphins colocou Thomas oficialmente na lista de reservas lesionados depois de ter perdido cinco jogos (semanas 8 a 13) devido a repetidas dores de cabeça causadas.[34]

Ele terminou a temporada com 52 tackles combinados (42 solo), dois passe desviados e um sack em cinco jogos.

Temporada de 2008[editar]

Em 14 de fevereiro de 2008, o Miami Dolphins dispensou Thomas depois de anunciar que ele não se encaixava mais em seus planos de longo prazo e seu contrato foi rescindido.[35] Thomas recebeu ofertas do Dallas Cowboys, New Orleans Saints e New England Patriots.

Dallas Cowboys[editar]

Em 23 de fevereiro de 2008, o Dallas Cowboys assinou com Thomas um contrato de um ano no valor de US $ 3 milhões, que inclui um bônus de assinatura de US $ 1 milhão.[36] Depois que ele se juntou ao elenco, os Cowboys mandaram o linebacker Akin Ayodele para o Miami Dolphins para abrir espaço para que Thomas se tornasse titular como linebacker.[37] Thomas foi titular ao lado de Bradie James, DeMarcus Ware e Greg Ellis.[38]

Ele terminou a temporada com 94 tackles combinados (65 solo), três passes desviados e um sack em 16 jogos.[39]

Kansas City Chiefs[editar]

Agente livre irrestrito em 2009, Thomas entrou em um acordo com o Kansas City Chiefs em 11 de abril. O contrato foi de um ano no valor de US $ 2 milhões.

Ele sofreu uma concussão no início dos treinamentos e acabou sendo dispensado em 5 de setembro, depois de não participar de nenhum jogo. Em outubro, ele apresentou uma queixa contra os Chiefs por dispensa-lo durante a recuperação.

Aposentadoria[editar]

Em 18 de maio de 2010, o Miami Dolphins assinou com Thomas um contrato cerimonial de um dia, para ele se aposentar oficialmente como um membro do Miami Dolphins. Ele também é dono do Zach's Club 54 em Amarillo e Lubbock.

Prêmios[editar]

Thomas (à direita), com agente de Drew Rosenhaus

Além de ser eleito sete vezes All-Pro pela Associated Press e sete vezes para o Pro Bowl, Thomas ganhou os seguintes prêmios e recordes em sua carreira na NFL:

  • Novato Defensivo do Mês da NFL (outubro de 1996)
  • Seleção pro All-Rookie pela College & Pro Football Newsweekly, The Football News e Pro Football Weekly (1996)
  • Novato Defensivo do Ano da AFC (1996)
  • 1996 Unsung Hero Award dos Dolphins selecionado pela NFLPA
  • MVP e revelação do Ano dos Dolphins pela imprensa de South Florida (1996)
  • Jogador Defensivo do Mês da AFC (setembro de 1998)
  • 2× Linebacker do Ano da NFL Alumni Association's (1998, 2006)
  • Primeira-Equipe All-Pro selecionado pelo USA Today, College & Pro Football Newsweekly and Football Digest (1998)
  • 1998 Time All-Madden (1998)
  • 3 × Prêmio de Liderança dos Dolphins (1998, 1999, 2005)
  • Jogador defensor da semana da AFC (Semanas 1 e 16 de 2001)
  • MVP dos Dolphins pela mídia e fãs do sul da Flórida (2001)
  • Equipe All-Iron selecionada pelo analista Phil Simms da CBS (2001)
  • PFWA Dolphins Chapter "Good Guy" Award (2001)
  • Primeira-Equipe Pro Football Weekly All-AFC (2002)
  • Primeira-Equipe Sports Illustrated All-Pro (2003)
  • Segunda-Equipe Football Digest All-Pro (2003)
  • Jogador Defensivo da Semana da AFC (Semana 14 de 2005)
  • Seleção All-AFC pela Pro Football Weekly e pelos Pro Football Writers of America (2006)
  • Mais tackles do que qualquer linebacker atualmente no Hall of Fame, além de Ray Lewis. (2.061)

Estatísticas da carreira na NFL[editar]

Estatísticas da Carreira Tackles Sacks Interceptações Outros
Ano Time Jogos Solo Ast Total Sack Int Yds IntTD DefTD FFum Safety PD
1996 Miami 16 118 35 153 2.0 3 64 1 1 2 0 5
1997 Miami 15 77 50 127 0.5 1 10 0 0 2 0 8
1998 Miami 16 117 36 153 2.0 3 0 2 0 3 0 7
1999 Miami 16 79 53 132 1.0 1 0 0 0 1 0 9
2000 Miami 9 56 43 99 1.5 1 0 0 0 0 0 1
2001 Miami 15 94 60 154 3.0 2 51 1 1 2 0 4
2002 Miami 16 101 55 156 0.5 1 7 0 0 0 0 3
2003 Miami 15 84 68 152 1.0 3 21 0 0 1 0 9
2004 Miami 16 85 60 145 2.0 0 0 0 0 0 0 4
2005 Miami 14 104 54 158 2.0 1 0 0 2 4 0 4
2006 Miami 16 103 62 165 3.0 1 (-4) 0 0 2 0 5
2007 Miami 5 42 10 52 1.0 0 0 0 0 0 0 2
2008 Dallas 16 65 29 94 1.0 0 0 0 0 0 0 3
Career 184 1090 630 1,720 20.5 17 170 4 4 17 0 68

Vida pessoal[editar]

Thomas foi criado em Pampa, Texas por seus pais, Steve e Bobby Thomas. Ele tem um irmão mais velho, Bart Thomas, e uma irmã mais nova, Katina Thomas.

Katina foi casada com o companheiro de time de Thomas, Jason Taylor, de 2000-2015 e tem três filhos com ele. Katina pediu o divórcio em 25 de janeiro de 2015.[40]

O pai de Thomas, Steve Thomas, é o construtor e proprietário da segunda maior cruz no Hemisfério Ocidental, localizada em Groom, Texas.

Thomas é casado com Maritza Thomas.

Durante os primeiros três anos de sua carreira, Thomas ganhava o menor salário da liga e vivia com o seu companheiro de equipe Larry Izzo.

Referências[editar]

  1. «Zach Thomas». ESPN.com. Consultado em 16 de outubro de 2018 
  2. «Amaro, Richardson unanimous AA's». ESPN.com (em English) 
  3. «Greatest Tech athelete poll: Wes Welker and Zach Thomas profiles - Sports». 29 de setembro de 2007. Consultado em 16 de outubro de 2018 
  4. «CRASH COURSE UNDERSIZED ROOKIE SENSATION ZACH THOMAS BRINGS THE SAME RECKLESSNESS TO LIVING THAT HE DOES TO DRIVING THE MIAMI D». Vault (em English) 
  5. 5,0 5,1 «Dolphins history has seen many late-round draft gems, but none quite like the kid from Pampa, Texas». miamiherald (em English) 
  6. 6,0 6,1 «Dolphins found late-round draft success with LB Zach Thomas in 1996». ESPN.com (em English) 
  7. «1996 NFL Draft Listing | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em English). Consultado em 16 de outubro de 2018 
  8. «Jack Del Rio, Zach Thomas Forever Linked». NewsOK.com (em English). 3 de dezembro de 2006 
  9. «DOLPHINS RELEASE DEL RIO». Washington Post (em English). ISSN 0190-8286 
  10. «Articles about Zach Thomas - latimes». articles.latimes.com (em English). Consultado em 16 de outubro de 2018 
  11. «1997 Miami Dolphins Starters, Roster, & Players | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em English). Consultado em 16 de outubro de 2018 
  12. «Zach Thomas: Game Logs at NFL.com». www.nfl.com (em English). Consultado em 16 de outubro de 2018 
  13. «1998 Miami Dolphins Starters, Roster, & Players | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  14. «Zach Thomas: Game Logs at NFL.com». www.nfl.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  15. «Zach Thomas Stays With Dolphins». AP NEWS 
  16. Nobles, Charlie. «PRO FOOTBALL; Jimmy Johnson Quits as Coach Of Dolphins» (em English) 
  17. «2001 Miami Dolphins Starters, Roster, & Players | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  18. «Zach Thomas: Career Stats at NFL.com». www.nfl.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  19. «2002 Miami Dolphins Starters, Roster, & Players | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  20. «Zach Thomas: Game Logs at NFL.com». www.nfl.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  21. «USATODAY.com - Zach Thomas signs contract extension with Dolphins». www.usatoday.com. Consultado em 17 de outubro de 2018 
  22. «Zach Thomas: Game Logs at NFL.com». www.nfl.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  23. «2004 Miami Dolphins Starters, Roster, & Players | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  24. Battista, Judy. «Discord in Miami as Wannstedt Quits» (em English) 
  25. Press, From Associated (25 de novembro de 2004). «Jaguars' Leftwich Is Ready to Return». Los Angeles Times (em English). ISSN 0458-3035 
  26. «Zach Thomas: Game Logs at NFL.com». www.nfl.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  27. «2005 Miami Dolphins Starters, Roster, & Players | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  28. Press, From the Associated (25 de novembro de 2005). «Dolphins Lose Seau for Season». Los Angeles Times (em English). ISSN 0458-3035 
  29. «2005 NFC Pro Bowl roster». ESPN.com (em English). 21 de dezembro de 2005. Consultado em 17 de outubro de 2018 
  30. «2006 Miami Dolphins Starters, Roster, & Players | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  31. «AFC Pro Bowl roster». ESPN.com (em English). 19 de dezembro de 2006. Consultado em 17 de outubro de 2018 
  32. «Zach Thomas: Game Logs at NFL.com». www.nfl.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  33. «2007 Miami Dolphins Starters, Roster, & Players | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  34. «Dolphins' Zach Thomas out with migraines». UPI (em English) 
  35. «Dolphins release Pro Bowl LB Thomas». ESPN.com (em English). 14 de fevereiro de 2008. Consultado em 17 de outubro de 2018 
  36. «Agent confirms Cowboys ink Thomas». ESPN.com (em English). 23 de fevereiro de 2008. Consultado em 17 de outubro de 2018 
  37. «Cowboys trade LB Ayodele, TE Fasano to Dolphins». ESPN.com (em English). 26 de abril de 2008. Consultado em 17 de outubro de 2018 
  38. «Dallas Cowboys Depth Chart Archive | Ourlads.com». www.ourlads.com. Consultado em 17 de outubro de 2018 
  39. «Zach Thomas: Game Logs at NFL.com». www.nfl.com (em English). Consultado em 17 de outubro de 2018 
  40. «Miami Dolphins legend Jason Taylor secretly divorced in 2015. Now, he's being sued». miamiherald (em English) 

Ligações externas[editar]

  • Portal do futebol americano
  • Portal do desporto
  • Portal dos Estados Unidos



Outros artigos dos temas Futebol americano E Estados UnidosTaylor Mehlhaff, Tony Siragusa

Outros artigos do tema Futebol americano : Tony Siragusa, Taylor Mehlhaff, Copa Mogiana de Futebol Americano

Outros artigos do tema Desporto : Reggie Lewis, Suely Cardoso Pinto, Lazaro Rocha Oliveira, Projeto Porta Aberta, Desportistas do Piauí, Associação Brasileira de Futebol Americano & Flag, Lista de jogadores de voleibol do Brasil

Outros artigos do tema Estados Unidos : Fire Inc., Norteños, Ben Schigel, Facebook, Raging Slab, Danny Lohner, Nicholas Dingley


Este artigo "Zach Thomas" é da wikipedia The list of its authors can be seen in its historical and/or the page Edithistory:Zach Thomas.